O que você faz na primeira hora do dia? A leitura matutina pode ser um incentivo para chegar a ler 30 livros em um ano

cozy_winter_beautiful_woman_legs_book_relax_hd-wallpaper-1905382-1080x736

Pesquisadores da Universidade de Roma III divulgaram no início deste ano um estudo que indica que quem lê tende a ser mais feliz que não leitores. Em uma escala que vai de 1 a 10, os adeptos da leitura diária ficaram com 7,44 pontos, enquanto os que não têm esse hábito ganharam 7,21 pontos, conforme o artigo The Happines of Reading, que contém os dados da pesquisa.

O estudo demonstra ainda que a percepção das emoções é maior entre os leitores, com predominância de contentamento, enquanto que quem não lê costuma ter mais sensações de tristeza e fúria.

Entretanto, há quem vá mais longe para descrever mais benefícios da leitura. O financista Warren Buffet, durante palestra para alunos da Universidade Columbia, dos Estados Unidos, disse aos estudantes que boa parte do sucesso se dá em razão da leitura e ofereceu certa dose de exagero: “leia 500  páginas por dia”, postulou o megainvestidor. Segundo Buffet, quem quer fazer sucesso deve se perguntar: “Estou lendo livros o suficiente?”.

Que tipo de leitor você é? James Clear, escritor, espécie de guru norte-americano e coach de artistas, empresários e atletas, ensina que é preciso identificar em que categoria de apreciador de livros a pessoa está: leitor “reativo” ou “proativo”. Falando sobre o próprios hábitos de leitura, Clear afirma que, com as redes sociais, a tendência é ser mais um leitor reativo, apenas lendo aquilo que é “empurrado” pela tela do computador. Não à toa, agora demonstram-se “reações” ao ler um post no Facebook, por exemplo.

Nunca lemos tanto, mas o dilema que se apresenta é que a qualidade ainda está nos bons livros: textos bem escritos, informações melhor apuradas e checadas e pesquisas aprofundadas.

Mas como ser um leitor mais “proativo”? Comece com 20 páginas por dia, sugere Clear. É pouco, mas o suficiente para definir um ritmo que leva aproximadamente 30 minutos para ser cumprido. E que tal fazê-lo logo pela manhã? As urgências do dia a dia podem desviar a atenção e contribuir para a procrastinação. A leitura matutina de um bom livro pode incentivar novos períodos ao longo do dia, quando há tempo e até tornar mais proveitoso o “livro de cabeceira”, aquela lida de algumas páginas antes de dormir. A proposta de Clear é a seguinte: chegar a 30 livros no ano.

Fonte: Homoliteratus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s