Veja os e-books mais acessados de 2016 – Biblioteca Virtual Universitária (BVU)

Veja abaixo os e-books mais acessados no portal Biblioteca Virtual Universitária (BVU) de 2016.

Para visualizá-los basta acessar o link https://ucsvirtual.ucs.br/startservico/PEA/. É necessário realizar o login no UCSVirtual para ter acesso ao conteúdo.

1º – Universidade e Sociedade

universidade_sociedade.jpg

2 º – Administração de Marketing  14ª edição

Administracao-de-Marketing-com-MyMarketingLab_9788581430003.jpg

3º – Estática Mecânica para Engenharia  12ª Edição 

1486499082.jpg

4º – Princípios de Marketing  15ª Edição 

download.jpg

5º – Resistência dos Materiais 7ª edição 

exercicios-resistncia-dos-materiais-hibbeler-7-edico-epub-15972-MLB20111633544_062014-O.jpg

6º- Sistema de Informação Gerenciais 11ª edição 

download (1).jpg

7º – Conhecendo o Marketing 

206592G1.jpg

8º – Princípios de Administração Financeira  12ª edição 

download (2).jpg

9º Introdução à Pesquisa de Marketing

download (3).jpg

10º Metodologia Científica  6ª edição 

download (4).jpg

11º Pesquisa de Marketing Foco na Decisão

download (6).jpg

12ª Gestão de Vendas Uma Abordagem Introdutória 

download (7).jpg

13º Teorias da Administração

foto-2015-08-26-00-30-55-17784566618503-funflyship.jpg

14º Marketing Essencial: Conceitos, Estratégias e Casos 2ª edição. 

00000151642.JPG

15º Gestão de Pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações

download.png

Portal de Periódicos da CAPES passa por manutenção nesta sexta-feira

periodicos (1).png

Nesta sexta-feira, 17/02, o Portal de Periódicos da CAPES passará por manutenção. A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) realizará a manutenção do seu Internet Data Center, recurso que compõe a infraestrutura de conectividade que atende o Portal de Periódicos. A mudança visa melhorar a disponibilidade do Portal, diminuindo riscos em futuras manutenções. O serviço ocorrerá das 20h às 0h. No horário indicado, haverá intermitência no acesso à biblioteca virtual da CAPES. Após o período, a página voltará à normalidade.

Biblioteca do CAHOR terá horário diferenciado nesta sexta

MUDANÇA DE HORÁRIO NO CVALE.png

Excepcionalmente amanhã, sexta-feira, dia 17 de fevereiro, a Biblioteca do Campus Universitário da Região das Hortências (CAHOR), atenderá em horário diferenciado, funcionando somente entre às 15h e 16h30min, por conta de atividades paralelas dentro do Campus. No sábado, dia 18, a Biblioteca retorna com seu horário especial de férias: das 08h às 12h.

Ler 200 livros por ano é mais fácil do que você imagina

anikasalsera.png

É possível ler 200 livros por ano. Pelo menos se empregasse o tempo anual que gasta com redes sociais virando as páginas de um bom texto. Quem garante é o escritor norte-americano Charles Chu, que experimentou (e comprovou) a própria tese em 2015, quando lançou a si mesmo o desafio de ler pelo menos 3 obras por semana.

Tudo começou quando ele descobriu que seu ídolo, o megainvestidor Warren Buffett, atribuía o próprio sucesso à intensidade da sua relação com os livros.

“Leia 500 páginas por dia”, disse o bilionário, segundo o USA Today. “É assim que o conhecimento funciona, é construído (…) Qualquer um é capaz de ler 500 páginas por dia, embora a minoria realmente faça isso” .

Na época, Chu estava no seu “emprego dos sonhos” e era visto como um grande vencedor por seus amigos e familiares, mas sentia um vazio inexplicável e estava cheio de dúvidas quanto às próprias escolhas. Ele decidiu então seguir o conselho de Buffett e investir, com força, nos livros. Deu certo: ele não conseguiu manter a média de 500 páginas por dia, mas ao final de dois anos já tinha começado (e terminado) mais de 400 títulos.

Para provar que a façanha de ler 200 livros por ano não é tão difícil quanto parece, ele propõe um cálculo simples, com base em apenas dois dados numéricos.

O primeiro é que, em média, um norte-americano lê de 200 a 400 palavras por minuto. O segundo é que um livro de não-ficção tem em média 50 mil palavras. Em 200 livros, portanto, há 10 milhões de palavras. Se o seu ritmo for de 400 palavras por minuto, isso significa que a leitura das duas centenas de obras consumirá 25 mil minutos ou 417 horas. Se você leva um susto ao ouvir “417 horas”, diz Chu, vale fazer algumas comparações para dar a dimensão de quanto tempo isso significa ao longo de 12 meses. Em média, um norte-americano passa 608 horas por ano nas redes sociais. O tempo de televisão é ainda maior: 1.642 horas anuais.

O problema é colocar essa constatação teórica em prática, até porque a construção de um novo hábito não depende apenas de força de vontade. Segundo Chu, o primeiro passo é criar um ambiente favorável à leitura.  “Se você quisesse parar de usar cocaína, deixaria o pó disponível pela casa? É claro que não”, escreve ele. Tenha um espaço livre de distrações tecnológicas. Silêncio e conforto também são fundamentais.

Isso não significa, porém, que você deva ler apenas em condições perfeitas. Muito pelo contrário: o ideal é que você se torne um leitor versátil e flexível, capaz de se adaptar a diversos formatos e ambientes de leitura.

Fonte: Exame

 

Bibliotecas da UCS terão horário de atendimento diferenciado nesta quarta-feira

biblio4

Acontece nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, no Campus-Sede, o Encontro de Funcionários com a Reitoria, por conta disso, algumas bibliotecas funcionarão em horário diferenciado, retornando ao expediente normal na quinta-feira (16). Abaixo, confira os horários das bibliotecas:

BICE: Funciona em horário normal.

CAMPUS 8: Das 13h às 17h.

CAHOR: das 18h30min às 22h30min.

CARVI: Funciona em horário normal.

CPRA: Não terá expediente.

UPOA: Não terá expediente.

CFAR: 08h às 12h / 13h30min às 17h30min.

CGUA: Das 18h30 min às 22h30min.

CVALE:  Das 14h às 18h.

CAMVA: das 15h às 18h15min.

Confira a nova versão da busca de Currículo Lates

currculo_lattes-1

O CNPq está disponibilizando para testes a nova busca de Currículo Lattes. A nova busca de currículo, além de ser implementada em uma nova tecnologia, disponibiliza outras melhorias para o usuário final, como:

  1. Novo layout, completamente aderente ao modelo de acessibilidade do Governo Eletrônico;
  2. Visualização e busca a currículos de forma mais rápida e intuitiva;
  3. Detalhamento rápido do currículo, logo na primeira tela de busca;
  4. Recuperação de currículos por nome, assunto ou instituição como termo de busca;
  5. Novo motor e estrutura de indexação, possibilitando a clusterização de índices e redução no tempo de publicação do currículo;
  6. Integração com a base   ;
  7. Eliminação de paginação, o que facilita a visualização de todos os registros recuperados.

O acesso a nova busca de currículo, poderá ser através do link buscacv.cnpq.br/buscacv.

Clique aqui para baixar a apresentação contendo as principais alterações da busca de currículo.

Qualquer dúvida, favor entrar em contato com a nossa área de atendimento através do e-mail atendimento@cnpq.br. Acesse o manual para utilização da plataforma.

Fonte: http://lattes.cnpq.br/

Conheça a obra rara “La Chanson du Vieux Marin”

sistema-de-bibliotecas-ucs-seo-de-obras-raras-la-chanson-du-vieux-marin-1-638.jpg

O Sistema de Bibliotecas da UCS apresenta mais uma obra rara de seu acervo: La Chanson du Vieux Marin”, tradução francesa da obra de Samuel Coleridge “The Rime Of The Ancient Mariner.” A obra inclui xilogravuras de Gustavo Doré, famoso pintor, desenhista e ilustrador francês. Um dos maiores expoentes da poesia romântica, Samuel Coleridge marcou profundamente a poesia inglesa e sua importância influenciou outros autores, como Lord Byron e Shelley.

Veja mais sobre a obra em: https://processotecnicoucs.wordpress.com/2017/02/10/obra-rara-sibucs-la-chanson-du-vieux-marin/

Diário Oficial da União será publicado em formato aberto a partir de Maio

dou.png

A partir de maio deste ano, os dados do Diário Oficial da União (DOU) serão publicados em formato aberto. Segundo o Ministério do Planejamento, isso significa que as informações do governo federal serão disponibilizadas de uma maneira que possa ser tratada tanto por máquinas quanto por pessoas.

A resolução está informada no Plano de Dados Abertos (PDA) da Imprensa Nacional, divulgado pela Portaria n°337. Dessa forma, qualquer cidadão brasileiro poderá, de maneira livre, redistribuí-los, reutilizá-los e usá-los, no máximo estando a exigência de creditar a sua autoria na publicação no DOU.

Ao todo, o Diário Oficial da União conta com três seções, mas a mudança irá começar pela seção 2, que apresenta atos de interesse dos servidores da Administração Pública Federal. E para que isso aconteça, o órgão iniciou um processo de modernização da plataforma tecnológica de editoração eletrônica de matérias que irá, ao final do seu processo de atualização, a produção de dados do DOU em formato aberto.

Depois de 30 dias que o Diário Oficial da União adotar esse método, as demais seções do jornal serão abertas. Por outro lado, as edições antigas do DOU serão publicadas em formato após o começo desse processo. Ainda de acordo com o Ministério do Planejamento, a Imprensa Nacional vai seguir a ordem decrescente de datas até conseguir alterar as publicações do ano de 1988.

Há sete anos, a empresa realiza a intermediação entre o anunciante e os Diários Oficiais sabendo exatamente da importância em criar um relacionamento de transparência e comunicação entre o cliente e a imprensa oficial.

Fonte: Exame

 

UCS comemora hoje 50 anos de fundação

Fundação-da-UCS_fotos-Ary-Antonio-Pastori_10_02_67-20-768x768.jpg

Cerimônia de instalação da UCS, com a posse de seu primeiro reitor, Virvi Ramos. Foto: Ary Pastori

No dia 10 de fevereiro de 1967, o então Presidente da República Castelo Branco assinou o Decreto 60.200, autorizando a sua constituição, por meio da Associação Universidade de Caxias do Sul, criada em 16 de agosto de 1966, que reunia as entidades mantenedoras das Faculdades de Ciências Econômicas, de Filosofia, Direito, além das Escolas de Enfermagem e Belas Artes. Em 15 de fevereiro de 1967, foi instalada a Universidade e empossado o seu primeiro reitor, Virvi Ramos.

Já é a Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul (BICE/UCS) foi criada em 04 de maio de 1970, a partir do acervo das bibliotecas do Instituto de Belas Artes, Departamento de Ciências Jurídicas, Departamento de Filosofia e Ciências Humanas, Escola de Enfermagem e Departamento de Economia.  Inicialmente, a BICE contava com um acervo de cerca de 23.500 volumes. Em 1993 instituiu-se o Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul (SIBI/UCS) através da instalação de bibliotecas setoriais nos Campi e Núcleos da Universidade. Atualmente, em função da área de abrangência da própria Universidade, o Sistema é composto por 12 bibliotecas, somando uma área construída d aproximadamente 9.100m2.

Durante este ano de 2017, diversas atividades marcarão as comemorações do cinquentenário da UCS , como o lançamento do Documentário e álbum “UCS 5O Anos”, atividades diversas com alunos, funcionários e professores.

Fonte: UCS

Texto adaptação: Pedro Rosano

Bibliotecárias da UCS tem artigo publicado em revista

16684033_794764797340291_6651528583045471071_n

As bibliotecárias Márcia Servi Gonçalves e Michele Marques Baptista representaram a Universidade de Caxias do Sul no 34º Painel de Biblioteconomia, que aconteceu nos dias 11 e 12 de novembro de 2016, na cidade de Criciúma-SC.

Neste mês, a revista ACB  publicou os Anais apresentados no Painel da última edição, dentre eles está o artigo apresentado pelas bibliotecárias da UCS, que tem como tema:  “Acessibilidade para colaboradores em bibliotecas universitárias: um estudo de caso no Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul – SIBUCS”.

Acesse o artigo através do link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1188 .

 

unnamed.jpg

UCS celebra 50 anos com missa nesta sexta-feira

Conheça os treinamentos online do mês de fevereiro da EBSCO

unnamed.png

O mês de fevereiro chega com opções de treinamentos online da EBSCO. Os treinamentos são gratuitos e você poderá acessá-los pelo seu computador, tablet ou smartphone, basta ter uma internet banda larga e fones de ouvido.

unnamed (1).png

Após escolher o treinamento de sua preferência, clique em “Registrar-se” e complete o o formulário de inscrição, um email de confirmação com um link direto para o treinamento será enviado, que deverá ser acessado no dia e horário indicados.

O acesso aos links deve ser feito no dia agendado 20 minutos antes do horário previsto.

CAPES aprova doutorado em Direito na UCS

direito.jpg

A avaliação (CAPES), fundação reguladora de cursos ligada ao Ministério da Educação, aprovou, no dia 5 de janeiro, o Doutorado em Direito como novo curso da UCS. Com isso, a Instituição passará a ofertar um total 24 cursos Stricto-Sensu: 8 Doutorados, sendo dois em parceria com outras Instituições de Ensino Superior, e 16 Mestrados – 11 acadêmicos e 5 profissionais.

O Doutorado em Direito será o primeiro do país a ter sua área de concentração no Direito Ambiental, com linhas de pesquisa em Direito Ambiental e Novos Direitos e Direito Ambiental, Políticas Públicas e Desenvolvimento.

Na avaliação do professor doutor Adir Ubaldo Rech, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Direito da UCS, a aprovação de um doutorado em Direito significa o reconhecimento da excelência da pesquisa da Universidade na área. “O doutorado em Direito não é concedido tão facilmente pela CAPES, sem que haja todas as condições para a sua efetiva viabilidade, pois se trata de pesquisa, formação de cientistas e juristas para o País”, salienta.

As informações sobre o edital de seleção para o Doutorado serão divulgadas nas próximas semanas.

O Programa de Pós-Graduação em Direito da UCS teve início em 2001 com o mestrado acadêmico em Direito. O encaminhamento da proposta de implantação do Doutorado se fundamentou no amadurecimento do trabalho realizado no âmbito do Mestrado, avaliado com conceito 4 pela CAPES.

Fonte: UCS

Autora que leu 365 livros em um ano, dá dicas para ler mais

7d126d48dfcef4f9486bef305e278ea0.jpg

A americana Nina Sankovitch, após a morte de sua irmã mais velha, decidiu homenageá-la lendo um livro por dia, todos os dias, durante um ano. Para compartilhar seu feito com outros leitores, ela publicava resenhas diariamente num blog, ao final do desafio, narrou sua experiência em O ano da leitura mágica. Além de detalhes dessa aventura, ela também deu algumas dicas para você, mais e mais:

1) Tenha sempre um livro ao seu alcance

Para um leitor prevenido, qualquer momento de espera pode se transformar num momento de leitura. Os entusiastas do livro digital podem usar um tablet ou até mesmo um celular. Bons aplicativos de leitura, como o Kindle e o Kobo, atualizam as marcações de página em cada dispositivo e permitem que a leitura continue sem interrupções. Quem prefere os livros de papel pode reservar um espaço na bolsa ou mochila. Somando as páginas lidas nesses minutos ociosos, é possível ler livros inteiros.

 2) Aceite um desafio

Há algo em comum entre a leitura e o esporte. Um bom atleta é movido a metas, criadas para manter uma busca constante pela melhor performance possível, o mesmo deveria valer para os leitores. Depois que o hábito da leitura se estabelece, a tentação de permanecer na zona de conforto é grande, desafiar-se é uma maneira de manter a forma. Nem todos são capazes de ler um livro por dia, então, ler um livro por semana, porém, é um bom começo.

3) Marque um compromisso

Ler por obrigação pode ser divertido – desde que a obrigação parta do próprio leitor. Para vencer as distrações do cotidiano e a tentação de deixar os livros para depois, reserve algum tempo todos os dias para a leitura. Alguns preferem ler na cama antes de dormir. Outros se sentem mais dispostos pela manhã, antes de ir para o trabalho, o importante é respeitar o tempo dedicado à leitura e, se possível, tentar estendê-lo. Aos poucos, ler se tornará um prazer cotidiano e o leitor se sentirá ansioso para encontrar-se novamente com os livros, como quem espera por um encontro ou um bom jantar.

4) Elimine as distrações

Durante seu desafio de um ano, Nina deixou de usar as redes sociais e de assistir à televisão. Também passou a ler menos notícias, para concentrar-se nos livros. O prazer proporcionado pela leitura, segundo ela, superou qualquer perda causada por essas mudanças de hábito. “Ler um livro por dia não me impediu de ter uma vida”, diz Nina. “Pelo contrário. Minha vida tornou-se melhor, mais rica e satisfatória.

5) Varie para não enjoar 

Um erro comum de quem embarca numa maratona de leitura é tentar ler vários livros do mesmo autor ou do mesmo gênero, sem intervalos. O esforço provoca cansaço mental e leva, invariavelmente, à desistência, isso vale principalmente para os clássicos da literatura. Alguns livros levam tempo para ser digeridos, uma forma de descansar sem abandonar a leitura é intercalar obras literárias difíceis com livros mais leves, desses que podemos encontrar em qualquer supermercado. A lista de 365 livros lidos por Nina em um ano inclui clássicos da literatura universal, como Tolstói, mas também biografias de atletas, best-sellers e romances de ficção científica. “Ler livros de gêneros diferentes ajuda a manter a sanidade e amplia nossa visão de mundo”, afirma Nina.

6) Compartilhe suas experiências 

Por mais fascinantes que sejam os livros, às vezes nos esquecemos deles. Felizmente, não estamos sozinhos. A leitura é um hábito solitário, mas também pode ser vista como um passatempo coletivo. Leitores atraem outros leitores, e compartilhar nossas descobertas literárias com amigos é sempre um prazer. Conversar sobre livros é uma forma de reacender, em nós e em nossos interlocutores, a paixão pelos livros – e a disciplina para nos dedicarmos a mais um dia de leituras.

Fonte: Revista Época

 

5 razões para você (re)ler 1984

1984_orwell.jpg

Desde o início de ano, as vendas do livros 1984, obra imortal de  George Orwell lançada em 1949, aumentaram consideravelmente em relação aos últimos anos. Na Amazon, por exemplo, o download da obra cresceu 10.000%. Um dos grandes romances a abordar o totalitarismo, a obra já era consagrada e agora reacende outras reflexões sobre o mundo contemporâneo com paralelos que não podem ser deixados de lado. Abaixo, 5 razões para você ler esta obra:

1 – Controle total do estado: Sempre lembrado, o livro apresenta um governo com total controle dos seus “cidadãos” através da vigilância e das teletelas. Em paralelo aos nossos dias o poder é cada vez mais capaz de espionar todo mundo, e o escândalo de Edward Snowden foi um grande exemplo da capacidade de vigilância do estado. A teletela de Orwell transformou-se nos notebooks e smartphones de hoje;
2 – Dois minutos de ódio: Outro momento impactante da narrativa é esta obrigação para com o regime do partido em que há toda uma catarse explodida por xingamentos e agressões, algo muito parecido com o que hoje vemos nos rodapés de portais e redes sociais em comentários que destroem anos de civilização e expõe uma sociedade cada vez mais racista e intolerante. Do mesmo modo, vídeos compartilhados expõe certo grau de loucura e ódio como a moça la da bandeira comunista do Japão;
3 – Duplipensamento: Está diretamente relacionado ao item anterior e versa sobre a capacidade dos indivíduos em acreditarem em duas ideias completamente contraditórias. Este, aliás, é um elemento do livro que tem passado despercebido, contudo, uma breve observada nas publicações das pessoas, qualquer pessoa com maior capacidade de afastamento, perceberá as contradições. Um exemplo contemporâneo que ilustra bem isso são cristãos que destilam ódio e preconceito, além de geralmente se porem contra políticas humanistas. Isso só existe no duplipensamento, ou se é uma, ou outra coisa;
4 – Pensamento-crime: A anulação total de todas as individualidades é uma das coisas mais impactantes da obra, pois o sujeito até mesmo de pensar ideologicamente tinha medo já que a Policia de Ideias era capaz de farejar longe qualquer inortodoxia. Não estamos longe disto, e mesmo àqueles no campo progressista possuem grande dificuldade de lidar com o contraditório, criando com isso grandes dificuldades a quem se levanta contra ideologias, sejam dominantes sejam minoritárias;
 
5 – Guerra é Paz: Talvez um conceito velho, mas que ainda não o superamos. Cada vez mais o mundo cria inimigos como forma de fortalecer seus poderes e ampliar o totalitarismo fascista que nos ameaça. Sejam Mexicanos, refugiados, público LGBT, minorias, judeus, enfim, se alastra pelo mundo pessoas que cada vez mais propagam a guerra infinita contra inimigos escolhidos, sendo que observamos atônitos e quase indefesos aos acontecimentos que 1984 busca nos alertar.
Texto – Adaptação: Pedro Rosano

Amazon prepara chegada do Audible, seu serviço de audiolivros, ao Brasil

RTEmagicC_audiblecom_01.jpg.jpg

A Amazon começou negociações para trazer o Audible, serviço que permite ouvir audiolivros, para o Brasil. Segundo fontes do mercado editorial, a empresa já negocia com editoras locais para levar o conteúdo dos livros físicos para o mundo do áudio. Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo” apurou, as negociações ainda estão em estágio inicial e não há previsão para o lançamento do serviço por aqui. “A Amazon está esperando para formar um bom catálogo em português antes de lançar”, disse uma das fontes, que preferiu não se identificar.

Questionado em entrevista ao jornal no início do mês sobre a plataforma de audiolivros, o diretor-geral da Amazon no Brasil, Alex Szapiro, desconversou. “É um belo produto, mas não sei quando a gente vai lançar. Não sei se dá para fazer com o Audible o trabalho que a gente fez com livros digitais”, disse o executivo.

Antes da chegada da Amazon ao País, no fim de 2012, o mercado de livros digitais era pouco significativo. Não é a primeira vez, no entanto, que a Amazon menciona o serviço no País. Em sua apresentação no Congresso Internacional do Livro Digital, realizado em agosto do ano passado em São Paulo, Szapiro já exibia o logotipo do Audible em sua apresentação de slides.

No exterior, o Audible é hoje um dos principais serviços da Amazon no segmento editorial, ao lado do leitor eletrônico Kindle e do serviço de streaming de livros Kindle Unlimited – os dois últimos já existem no Brasil. Plataforma Hoje, o Audible funciona no Brasil apesar de não ter tradução para o português, mas seu catálogo no idioma local é pequeno: são cerca de cem livros, a maior parte concentrada em títulos de autoajuda e clássicos da literatura mundial, como Shakespeare e Daniel Defoe. É pouco perto dos 5 mil títulos em francês, 3,5 mil em espanhol, 30 mil em alemão e 150 mil em inglês.

Criado em 1995 nos EUA, o Audible foi comprado pela Amazon, em 2008, por US$ 300 milhões. Trata-se do principal serviço de audiolivros dos EUA, com versões para PC, Mac, Android e iPhone. São mais de 200 mil títulos disponíveis para os usuários do serviço em todo o mundo – a Amazon não revela o número total de usuários. É possível assinar o serviço por US$ 15 por mês para baixar um ou dois títulos por mês, ou comprar em formato avulso, com preços entre US$ 1 e US$ 25. No Brasil, o Audible pode ter dois concorrentes: o Ubook – sistema da Saraiva que funciona por assinatura de R$ 19,90 ao mês – e a startup TocaLivros, que também busca criar esse hábito no mercado brasileiro.

Fonte: Estadão

Pensando em fazer uma pós-graduação? Veja algumas dicas importantes

Continuar lendo

Horário de funcionamento da biblioteca do CVALE é alterado

 

MUDANÇA DE HORÁRIO NO CVALE.png

A direção do Campus Universitário do Vale do Caí informa a alteração no horário de funcionamento da Biblioteca do CVALE durante às férias acadêmicas, veja abaixo as novas datas e horários da setorial:

De 01 de fevereiro até 18 de fevereiro, das  8h às 11h30min e das 13h30min às 18h. E a partir do dia 20 de fevereiro, das 7h45min às 11h25min e das 13h25min às 22h25min.

8 livros indicados por Barack Obama

gettyimages-499068458.jpg

Poucos dias antes de deixar a Casa Branca, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama revelou a revista Wiredlivros que o influenciaram e ajudaram a moldar suas opiniões e seus discursos. Obama deixou o cargo como um dos maiores oradores da política moderna. Mas não foram só obras políticas que o ajudaram na tarefa que teve pelos últimos oito anos, confira abaixo as oito indicações de leitura:

The Collected Works – Abraham Lincoln

41On4KOdH3L._SX312_BO1,204,203,200_.jpgAo New York Times, Obama disse que os escritos do ex-presidente Abraham Lincoln, de Martin Luther King Jr., Gandhi e Nelson Mandela foram extremamente úteis. “Nos momentos muito difíceis, a Presidência pode nos isolar muito”, afirmou ao jornal. Ele lembrou que há cópia manuscrita o Discurso de Gettysburg, escrito por Abraham Lincoln em 1863, no dormitório que leva o nome do ex-presidente. Contou que, muitas vezes, à noite, ele saía de sua sala de trabalho para ler o texto. Mas não era só este escrito que lhe interessava de Lincoln. O livro The Collected Works of Abraham Lincoln reúne outros discursos, cartas pessoais, perdões e ordens de guerra do 16º presidente dos EUA. Muito da oratória de Obama inspirou-se nesses escritos.

Parting the Waters: America in the King Years 1954-63 – Taylor Branch

51KZAc0yQUL._SX329_BO1,204,203,200_.jpg

Primeiro livro da trilogia de Taylor Branch que lhe rendeu um Pulitzer e que narra a entrada de Martin Luther King no movimento de direitos civis. Livro essencial para entender uma era de quebra de paradgimas no século passado.

The Power Broker: Robert Moses and the Fall of New York – Robert A. Caro

The-Power-Broker.jpg

A biografia de Robert Moses, que mudou a cara de Nova York. O engenheiro mudou a estrutura básica da cidade, criou projetos públicos na ordem de US$ 27 bilhões, convenceu a ONU a construir sua sede em Manhattan e investiu em novas vias de transporte. Para o bem ou para mal (muito do que ele projetou foi a causa de diversos problemas urbanos que a cidade vivenciou), é um dos maiores nomes na indústria de construção americana.

Da Próxima Vez, o Fogo – James Baldwin

571729.jpg

O livro cujo título original é The Fire Next Time contém dois ensaios de James Baldwin com narrativas pessoais que tem um cenário comum de tensões raciais e desigualdades do início dos anos 1960.

Andy Grove: The Life and Times of an American, Richard S. Tedlow

51q+SC0PxrL._SX329_BO1,204,203,200_.jpg

Nascido na Hungria, sobrevivente do Holocausto e da invasão soviética, Andry Grose foi o CEO da Intel durante a maior fase de crecimento da companhia. O livro narra a trajetória de um dos maiores empresários do século XXI e visto como herói dentro do Vale do Silício.

Sapiens – Uma Breve História da Humanidade – Yuval Noah Harari

42865102.jpg

Yuval Noah Harari escreve sobre “disrupções” sob uma nova perspectiva. Muito antes da era digital, nossos ancestrais Homo sapiens vivenciaram uma revolução cognitiva que os permitiu ir além de suas fronteiras e colonizar o mundo. Harari traça os principais pontos de mudança, aborando assim a história da humanidade desde o surgimento da espécie. Relata fatos do passado cruzando outros do presente, como nossas experiências modernas com bioengenharia.

Rápido e Devagar, Daniel Kahneman

9788539003839_ebook_grande.jpg

Boa parte da carreira do psicólogo Daniel Kahneman foi dedicada a estudar o pensamento humano – a partir do viés cognitivo e teorias (uma das quais lhe rendeu um Nobel). Neste livro, ele destrincha as diversas formas de pensar.

A sexta extinção – uma história não natural – Elizabeth Kolbert

a53035ea-ff50-4407-a284-30a910b2cea0.jpg

Elizabeth Kolbert parte da constatação que em um século, a mudança climática causada pelo homem pode eliminar metada das especies que vivem na Terra atualmente. Ela começa a analisar essa extinção em massa por várias perspectivas: da Floresta Amazônica até o derretimento das gelerias no Ártico. Um livro que narra o impacto da intervenção do homem na natureza.

Fonte: Negócios Época

Texto – Adaptação: Pedro Rosano

Como se inscrever nos treinamentos online do Portal de Periódicos?

unnamed.jpg

O Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) está com inscrições abertas para os treinamentos online de 2017.

Os cursos virtuais são um modo rápido, fácil e gratuito de se capacitar para uso das ferramentas da biblioteca virtual.

Os treinamentos são divididos por áreas do conhecimento

Ocorrem de segunda a sexta-feira, em horários variados

Cada sessão tem carga horária de três horas

VEJA COMO SE INSCREVER:

1- Digite no navegador o endereço www.periodicos.capes.gov.br

2- Entre no “Meu Espaço” (localizado no menu superior do site).

unnamed (1).jpg

3- Faça login no “Meu Espaço”, inserindo seu nome de usuário e senha.

unnamed (2).jpg

Caso ainda não seja um usuário identificado, clique em “Novo usuário” – Você será direcionado para uma nova tela, onde deve preencher todos os dados para criar um perfil – Após o registro, você receberá um e-mail com orientações para concluir o cadastro.

4- Após fazer o login, sua identificação aparecerá na parte superior do site.

unnamed (3).jpg

5- Clique no banner da página inicial ou diretamente na área “Treinamentos”
para visualizar o cronograma de turmas disponíveis.

unnamed (4).jpg

6- Escolha a área do conhecimento que se encaixa melhor no seu perfil
e a data de sua preferência. Clique, então, em “Solicitar inscrição”.

unnamed (5).jpg

7- Aparecerá uma tela para concretizar a inscrição no treinamento.
É importante clicar em “sim” para confirmar a matrícula na turma indicada.

unnamed (6).jpg

8- Você receberá no e-mail cadastrado as orientações para entrar na sala virtual do MConf na data selecionada.

9- Após o curso, o certificado de participação ficará disponível na área de Treinamentos, em “Meus certificados”. Não se esqueça: para visualizar o certificado, é necessário realizar login no “Meu Espaço”.

unnamed (7).jpg

Em caso de dúvidas ou outras informações, entre em contato com a equipe do Portal de Periódicos pelo e-mail treinamento.periodicos@capes.gov.br.