Confira lançamento do livro “Histórias das Eleições Municipais de Caxias do Sul”

unnamed.jpg

O advogado, jornalista e ex-prefeito de Caxias do Sul Mansueto Serafini Filho, lança livro sobre a história das eleições em nossa cidade. A Universidade de Caxias do Sul e o autor, convidam a todos para o lançamento da obra.

Conheça 6 aulas gratuitas virtuais sobre Literatura

escrever2.jpg

A Literatura bem como sua influência, estão por todo o canto na construção dos alicerces da nossa cultura e cidadania, quem reconhece sua importância, sabe que ela não é nenhum “bicho de sete cabeças” e sim uma formadora e agregadora de conhecimento.

Nas linhas abaixo, você confere aulas, palestras e entrevistas com grandes professores e críticos do Brasil e do mundo, que te farão gostar (ainda mais) do lazer e do prazer que a leitura nos proporciona.

O curso legendado de 26 aulas sobre introdução à teoria literária de Paul Fry, da Universidade de Yale, nos EUA

Paul Fry é especialista em poesia romântica britânica, mas aqui ele dá os alicerces para qualquer um que queira se aprofundar no uso estético da palavra. Seu curso, ministrado em Yale, passa por questões básicas, como “O que é literatura?”, e dá um panorama da história, das tendências e das linhas de pensamento da teoria literária.

Stephen Burt, da Universidade Harvard, falando sobre porque as pessoas precisam de poesia no TED

Agora, a palestra de um dos mestres da crítica literária contemporânea, o norte-americano Stephen Burt, no TED. Ele fala de sua relação com a poesia com tanto amor que é fácil se esquecer de que ele é um acadêmico. Sua palestra é uma resposta curta e concisa a todos os céticos que perguntam qual é a importância dos versos.

André Malta, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, falando sobre A Ilíada, de Homero 

15.693 versos escritos há mais de 2 mil anos. É difícil imaginar um estudante que optaria espontaneamente pela Ilíada como leitura de final de semana. Mas o professor da Universidade de São Paulo (USP) André Malta não mede esforços em transformar o poema épico na coisa mais legal de que você ouviu falar hoje.

José Miguel Wisnik, professor aposentado da FFLCH da USP, músico e escritor, falando sobre o conto O Recado do Morro, de João Guimarães Rosa

O estilo de Guimarães Rosa é desafiador. Ele conhece a língua portuguesa tão bem que inclusive criou suas próprias palavras em incontáveis ocasiões. Suas obras são tão detalhadas e ricas em possibilidades de interpretação quanto seu uso do português, e elas podem ir de um pesadelo a uma experiência reveladora pelas mãos de José Miguel Wisnik, músico crítico literário e professor brasileiro. Wisnik te pega pela mão e vai revelando cada cantinho do conto central da obra Corpo de Baile. E você ficará impressionado com quanta coisa cabe em tão poucas páginas.

Munira Mutran, também da USP, falando sobre O Som e a Fúria, de Willian Faulkner

Quem tenta ler as primeiras páginas de O Som e a Fúria cai da cadeira. Um fluxo de pensamento interminável e impenetrável, com pontuação no mínimo ousada, introduz o leitor à mente de uma personagem autista. É por meio de seus olhos que começamos a assistir ao declínio de uma família aristocrática do sul dos EUA no início do século 20. A obra é incrível, e pode ficar melhor com uma ajudinha da professora Munira Mutran.

Ann Morgan, escritora e editora britânica, falando sobre como leu um livro de cada país do mundo

Nosso último vídeo não é sobre um livro específico. Mas sobre quantos livros ainda há para ler por aí. Ann Morgan, escritora e editora de livros britânica, resolveu ler uma obra literária de cada país do mundo para saber o que estava perdendo. E descobriu que era muita coisa. Um estímulo para você continuar atrás de cada vez mais aulas.

 Texto\Adaptação: Pedro Rosano

Fonte: Revista Galileu

Saiba mais sobre a vida e obra do poeta Pablo Neruda

download.jpg

Pablo Neruda foi um poeta nascido em  12 de julho de 1904 na cidade de Parral, no Chile. Foi um dos mais importantes poetas da língua castelhana no século XX, tanto que foi agraciado com o Nobel de Literatura em 1971.

Órfão de mãe com apenas um mês de vida, Neruda e seu pai radicaram-se na capital Santiago, onde ele estudou francês e pedagogia e também escreveu sua primeira obra: Crepúsculo. Além de escritor, Pablo também exerceu longa carreira diplomática, tendo sido cônsul do Chile na Espanha e no México e senador.

Depois do Golpe Militar em 11 de setembro, Neruda teve sua saúde agravada e morreu vítima de um câncer de próstata aos 23 dias daquele mesmo mês, em 1973. Em 2011 um artigo recolheu declarações de Manuel Araya Osorio, assistente do poeta desde novembro de 1972 até sua morte, quem assegurava que Neruda havia sido assassinado na clínica com uma injeção letal. A casa de Neruda em Santiago foi saqueada depois do golpe encabeçado pelo general Augusto Pinochet e seus livros, incendiados.

 Nosso acervo contra com muitas obra do autor, confira algumas delas:

– Antologia Poética:  821.134.2(83)-1 N454a

– Canto Geral: 821.134.2(83)-1 N454c

– Cem Sonetos de Amor:  821.134.2(83)-1 N454c

– Confesso que Vivi: Memórias: 929NERUDA N454c 1977

– As Uvas e o Vento: 821.134.2(83)-1 N454u

Acesse a “Institution of Civil Engineers”, nova base de dados da Capes

engenhariacivil2-guia-das-engenharias.jpg.jpg

Já está disponível no Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) a base de dados Institution of Civil Engineers, um recurso online com informações relacionadas à engenharia civil e áreas correlatas mais abrangente do mundo. Dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) revelam que existem mais de 4400 instituições de ensino no Brasil com cursos de Engenharia e mais de um milhão de profissionais cadastrados. Todos podem ter acesso aos conteúdos do ICE a partir dos computadores das instituições de ensino e pesquisa participantes do Portal.

O ICE se inclui nas categorias de Ciências Exatas e da Terra, Ciência da Computação, Ciências Ambientais, Ciências Sociais Aplicadas e Engenharias. Com ampla abrangência, contempla uma vasta gama de assuntos, entre eles arquitetura e urbanismo, engenharia civil, engenharia de minas, engenharia de materiais e metalúrgica, engenharia elétrica, engenharia eletrônica, telecomunicações, engenharia mecânica, engenharia térmica, mecânica dos sólidos, engenharia sanitária, engenharia de transportes, engenharia naval e oceânica, geociências e meteorologia.

Para acessar basta entrar no site da UCS, clicar em biblioteca e após em periódicos (coluna da esquerda); acessado o portal, clique em buscar base e digite o nome da base desejada.

Fonte: Portal Capes

Texto/Adaptação: Pedro Rosano

Editora “Oficina de Textos” passa a integrar a BVU

livros_online.png

A editora Oficina de Textos, firmou parceria com a Biblioteca Virtual (BVU), que também é parceira da Universidade de Caxias do Sul.

A Oficina de Textos publica títulos em diversas áreas do conhecimento como: Arquitetura Sustentável, Engenharia Civil, Geologia e Mineração, Agronomia, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Geografia e Meteorologia, Geotecnologia e Engenharia Elétrica e Novas Tecnologias.

Para a acessar a BVU basta entrar no UCS Virtual, selecionar a opção “Biblioteca” – e-books e livros digitais- e por fim a opção BVU – o mesmo procedimento pode ser feito utilizando o site da UCS.

Seminário online ensina a impulsionar a produção científica e torná-la de alto impacto

seminario-online-gratis-ensina-tecnicas-de-linguagem-para-trabalhos-academicos-noticias.jpg

Usuários do Portal de Periódicos da Capes interessados em publicar trabalhos científicos terão uma grande oportunidade. A editora Springer Nature promoverá, no dia 21 de setembro, um seminário online com o tema “Publicação científica de alto impacto: título e abstract”. O evento é gratuito, basta fazer o registro para participar.

A apresentação – a ser conduzida pelo professor Valtencir Zucolotto – abordará tópicos relevantes da escrita científica, ressaltando quais são os requisitos básicos para escrever um bom abstract, com foco em estrutura e linguagem. “Para muitos, a escrita científica em língua estrangeira representa ainda uma grande barreira ao seu pleno desenvolvimento científico, especialmente aos pós-doutores e pós-graduandos”, observa a Springer Nature em sua página de registros.

Entre suas atividades, Zucolotto desenvolveu e ministra cursos de pós-graduação em técnicas de escrita científica, além de cursos online e presenciais sobre o assunto. O professor disponibiliza uma série de vídeoaulas sobre o tema na internet. Mais informações podem ser localizadas nos endereços: www.zucoescrita.com, http://www.nanomedicina.com.br e http://www.escritacientifica.com.

Webinar – Publicação Científica de Alto Impacto: Título e Abstract
Data: 21 de setembro
Hora: 15h30 às 17h
Registre-se aqui: https://attendee.gotowebinar.com/register/4940533826862078980

Sobre o palestrante
Valtencir Zucolotto é professor associado no IFSC (USP), onde coordena o Grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia GNano/IFSC/USP, é editor associado do periódico Journal of Biomedical Nanotechnology e editor da série Nanomedicine and Nanotoxicology (Springer). Possui graduação em Engenharia de Materiais pela UFSCar (1997), doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela USP (2003) e estágio na University of Massachusetts at Lowell, USA (2000-2001). Tem experiência nas áreas de Nanotecnologia e Desenvolvimento e Aplicação de Nanomateriais em Medicina.

Fonte: Portal de Periódicos Capes

Livro “O Alquimista” vai virar filme!

o_alquimista_capa.jpg

O best-seller “O Alquimista” do escritor brasileiro Paulo Coelho vai, finalmente, virar filme; finalmente porque o filme está em desenvolvimento desde 1994, ano em que o autor vendeu os direitos para a Warner Bros por US$ 250 mil, depois, os direitos foram parar na Weinstein Company, que também engavetou o projeto. Mas agora o longa começa a ganhar vida, novamente, já que a PalmStar Media comprou os direitos de adaptação por US$ 5 milhões.

A obra conta a história de Santiago, um rapaz bem educado que tinha a intenção de se tornar padre. O desejo por viajar, entretanto, forçou-o a tornar-se pastor. Apesar de contente com sua vida, ele sonha com um tesouro escondido, e um vidente o manda seguir as instruções de seu sonho: ir às pirâmides do Egito, onde ele encontrará o tesouro. Ao iniciar sua jornada, ele se vê lançado em uma imprevisível busca por esclarecimento sobre os grandes mistérios que acompanham a humanidade desde o início dos tempos e ao conseguir chegar às pirâmide, descobre onde sua fortuna será realmente encontrada.

A produção começará a ser filmada no ano que vem e a previsão de lançamento é para o início de 2018.  A direção ficará por conta de Laurence Fishburne (‘Matrix’) e o roteiro com Scott McGehee e David Siegel.

O livro “O Alquimista”  já foi traduzido para 80 idiomas e distribuídas em 160 países, vendendo mais de 150 milhões de cópias desde o seu lançamento, em 1988.

Curioso para ver como vai ficar e para conhecer o desfecho desta saga? Enquanto o filme não sai, você pode retirar o livro aqui nas Bibliotecas da UCS!

Número de chamada: 821.134.3(81)-31 C672a 

Fonte: Livros só mudam pessoas

Cientistas criam sistema que consegue ler livros fechados

mit-closed-books-625.jpg

Publicado no IDG Now

Um novo sistema de imagens da MIT consegue ver através da capa de um livro e lê-lo.

O feito se dá graças, e principalmente, à radiação terahertz, a banda de radiação eletromagnética entre microondas e luz infravermelha, e as minúsculas lacunas de ar entre as páginas de qualquer livro fechado.

A radiação terahertz pode distinguir entre tinta e papel em branco de uma forma que os raios X não pode, e também oferece profundidade de resolução muito melhor do que o ultrassom.

O novo sistema protótipo desenvolvido por pesquisadores do MIT e da Georgia Tech usa uma câmera terahertz padrão para emitir rajadas de radiação ultracurtas e então medir quanto tempo leva para que a mesma seja refletida de volta. Um algoritmo, em seguida, mede a distância a cada uma das páginas do livro.

Alimentado com esses dados, o sistema utiliza duas medidas diferentes de energia das reflexões para extrair informações sobre as propriedades químicas das superfícies reflectoras. Ao mesmo tempo, se “esforça” para filtrar o “ruído” irrelevante produzido ao longo do caminho. Dessa forma, consegue distinguir o papel com tinta do papel em branco, usando um algoritmo separado para interpretar as imagens muitas vezes distorcidas ou incompletas como cartas individuais.

Os pesquisadores testaram seu protótipo em uma pilha de papéis, cada um com uma letra impressa sobre ele, e descobriram que ele poderia identificar corretamente as letras sobre as nove folhas superiores.

O Metropolitan Museum de Nova York tem manifestado interesse no sistema como uma forma de examinar livros antigos sem tocá-los, disse Barmak Heshmat, um cientista da pesquisa no MIT Media Lab.

A tecnologia pode ser utilizada para analisar qualquer material organizado em camadas finas, tais como revestimentos de peças de máquinas ou de produtos farmacêuticos.

Um artigo descrevendo o trabalho foi publicado na Nature Communications.

Fonte: Livros Só Mudam Pessoas (http://www.livrosepessoas.com/2016/09/12/cientistas-do-mit-criam-sistema-que-consegue-ler-livros-fechados/)

Texto e adaptação: Pedro Rosano

7 dicas para estudar melhor

Estudo-Concursos.jpg

Já sentiu aquele desespero por não conseguir entender aquela matéria difícil? Já passou pela sensação de estar estudando por horas, mas não estar assimilando o conteúdo corretamente? Pois é, tem vezes que o nosso cérebro parece não querer ajudar, por isso que trouxemos 7 dicas que vão te ajudar a estudar melhor, não se cansar tão rápido e principalmente entender os conteúdos:

1 – FAÇA EXERCÍCIOS 

Correr, andar de bicicleta, nadar ou qualquer outro esporte que desperte o seu interesse ajuda a fortalecer as conexões do cérebro. O resultado disso é a melhora de habilidades de aprendizado e memória, o que melhora o aproveitamento dos seus estudos. O recomendado é que o exercício dure pelo menos 30 minutos, três vezes por semana. Mas vá com calma, exercício em demasia, ainda mais quando não se tem aquele preparo físico, também não ajuda.

2 – SEJA CRIATIVO 

Desde livros de colorir até se aventurar a fazer um novo prato, o importante é fazer coisas novas para encorajar o cérebro a funcionar de maneira diferente.

3 –INGIRA NUTRIENTES E VITAMINAS

Tomar as vitaminas e nutrientes certos pode auxiliar seu cérebro de várias maneiras. Zinco e iodo contribuem para o trabalho cognitivo normal do cérebro, já as vitaminas B6 e B12, assim como ácido fólico, ajudam a prevenir a famosa fadiga que leva o cérebro a querer procrastinar durante os estudos. Omega-3 e um dos seus ácidos graxos, o ácido docosahexaenoico, ajudam o cérebro a funcionar corretamente (o que é essencial para o aprendizado).

4 – SOCIALIZE

Se trancar no quarto, mal e mal abrir as cortinas e aproveitar as poucas horas livres regado somente a coca-coca e netflix não vão te ajudar, amigo. É comprovado cientificamente que conversar mesmo que por 10,20 minutos por dia pessoalmente com alguém, ajuda a manter o cérebro otimizado, com boa memória e funcionando bem, por isso saia um pouco da monotonia, vá a casa de um amigo ou saia para jantar. Socializar e relaxar, fazem você voltar a estudar com mais gosto.

5 – VOCÊ PRECISA DORMIR

Estudar com sono não funciona e isso nem precisa ser comprovado cientificamente para se saber que é uma grande verdade. O ideal são as oito horas diárias de sono, mas como somos apenas mortais, o recomendado é fazer uma pausa nos estudos, no auge do cansaço, e dormir por 30 minutos, que acrescido a uma noite tranquila de sono, vão ajudar a renovar sua disposição.

6- SAIA DA ROTINA 

É preciso (saber viver? também.) mudar a rotina do nosso cérebro, para que ele não se “vicie”/acostume as mesmas coisas todos os dias e acabe ficando insosso a aprender coisas novas. Por isso, a cada dia tente fazer algo diferente, ir por outro caminho para a faculdade, almoçar em um lugar diferente, nas horas vagas visitar um amigo ou ir jantar fora, ao cinema. Isso aumentará sua eficiência e produtividade, vale a pena tentar.

7- TENTE ALGO NOVO  

É sempre positivo ter uma ocupação que fuja por alguns momentos de sua área de estudo ou que atua. Então que tal aprender uma língua ou praticar um esporte? Fazer algo que saia da nossa rotina e zona de conforto nos auxilia a retomar as atividades com mais disposição.

Baseado na matéria produzida pelo portal Universo Brasil, estas foram nossas dicas para descansar e treinar o seu cérebro para tantas demandas e responsabilidades que temos. Sem dúvida, se conseguirmos seguir a maioria delas, vamos ter mais produção e produtividade, mas acima de tudo, uma qualidade de vida melhor.

 

Concurso de Monografias está com inscrições abertas

 concurso-de-monografias.jpgO Instituto Brasileiro de Estudos de Concorrência, Consumo e Comércio Internacional (Ibrac) e a operadora TIM selecionarão, para a sétima edição do Prêmio Ibrac – TIM 2016, projetos de monografias sobre o tema “Defesa da concorrência”, de estudantes universitários de instituições brasileiras e estrangeiras – que não tenham concluído outro curso de graduação até dezembro deste ano, bem como alunos de pós-graduação e profissionais que tenham realizado estudos acerca da livre concorrência.

As melhores monografias sobre o tema concorrerão a prêmios que vão de R$ 5 mil, categoria alunos de graduação, a R$ 15 mil, nas categorias de pós-graduação e profissionais. As inscrições para a sétima edição do Prêmio Ibrac – TIM 2016 pode ser feita no site do Ibrac e os participantes terão até 18 de setembro para enviar seus trabalhos.

A premiação ocorrerá durante o 22º Seminário Internacional de Defesa da Concorrência, de 20 a 21 de outubro de 2016, em Campos do Jordão (SP), com a participação dos três primeiros colocados de cada categoria. O objetivo do concurso é promover a cultura da livre concorrência e competição no país.

Prêmios

Na categoria alunos de graduação, o primeiro colocado receberá R$ 5 mil e inscrição gratuita em três eventos organizados exclusivamente pelo Ibrac em 2017, a critério do vencedor. Já a categoria de pós-graduação/profissionais premiará o vencedor em R$ 15 mil e inscrição no 65th Antitrust Law Spring Meeting, organizado pela American Bar Association, entre 29 e 31 de março de 2017, em Washington, nos Estados Unidos. Os segundo e terceiro colocados receberão R$ 10 mil e R$ 5 mil respectivamente. Informações no site: www.ibrac.org.br.

Fonte: Correio Braziliense

Feriado nas Bibliotecas da UCS

 

B (2).png

O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul não terá expediente nos dias 19 (feriado universitário) e 20 (Revolução Farroupilha) de setembro. Retornemos com nossas atividades na quarta-feira, dia 21, a partir das 07h45min até 22h40min nos dias de semana e aos sábados, das 07h45min às 19h. Aproveitamos para desejar um excelente feriado a todos.

Veja como funciona a edição e produção de um livro em 8 passos

Como-organizar-livros-casa.jpg

Quando você procura um livro você já o encontra na prateleira perfeitamente pronto com capa, páginas e conteúdo. Porém, até chegar às bibliotecas e livrarias, ou no ambiente online, ele passa por um longo e trabalhoso processo, que parte da ideia surgida dentro da mente do escritor até sua produção final.

 1) Tudo nasce com uma ideia e/ou inspiração. Cada escritor tem seu próprio tempo para amadurecê-la, mas o processo sempre envolve muita pesquisa, escrita autoanálise do material. Quando ele acha que o conteúdo já está pronto para ser lido por outras pessoas, envia-o como arquivo do programa digital para uma editora que publica livros naquela área.

2) O departamento editorial analisa o manuscrito, verifica se o conteúdo tem qualidade, se há interesse por esse assunto no mercado e se existem títulos concorrentes. Dentre as centenas de obras recebidas, são priorizadas aquelas de escritores conhecidos/populares. Geralmente, só 2% das 800 mil propostas entregues às editoras se tornam livros.

3) Aprovado o material, a editora propõe um contrato de uso dos direitos autorais ao escritor. Geralmente, ele estipula que a empresa detém apenas os direitos sobre a apresentação gráfica e a comercialização do livro, por um período médio de cinco anos. Se mais de 50% da obra envolver imagens, também existe um contrato para o fotógrafo ou ilustrador.

4) Só então começam as mudanças no teor da publicação para deixá-la mais atraente ao leitor: eliminar um personagem, ampliar uma subtrama etc. Essa preparação editorial é feita pelo editor, pelo produtor e pelo checador dedados técnicos. Enquanto isso, outra equipe discute os elementos visuais do produto: o tamanho da folha, o tipo de letra, a qualidade do papel.

5) Com a aprovação unânime da organização do livro pelas equipes de editoração, publicidade e arte, são feitas a diagramação e a revisão do texto. A primeira consiste em distribuir capítulos, imagens e tipografias em folhas encadernadas, a outra é a correção de erros ortográficos. A essa altura, designers, revisor e produtor editorial trabalham juntos.

6) Paralelamente às últimas etapas, é produzida a capa do livro. Ela é feita pelo capista, que pode ser um membro da equipe do projeto gráfico. Quando é um profissional renomado, tem autonomia em suas decisões, mas é comum ele trabalhar sob orientação do editor de texto para criar um visual que represente corretamente o tema da obra e o perfil da editora.

7) A obra pré-acabada passa por uma avaliação de teor e aparência, feita por um leitor crítico. Existe também a prova de impressão para examinar a qualidade estética do produto e corrigir possíveis erros. Tudo aprovado? Então o livro é convertido em um arquivo PDF (para não haver alterações) que é encaminhado à gráfica para tiragem em série.

8) Impresso, o livro é divulgado e negociado no distribuidor pelo agente literário. O preço da unidade é estipulado pela editora, mas 50% desse valor destina-se às livrarias revendedoras. A tiragem média, para um título novo, é de 8 mil exemplares. Deste total, metade é vendida ao leitor pelas grandes redes, a outra fica em estoque nos galpões do fabricante. A edição produção de um livro de 500 páginas leva de 30 a 60 dias. Da impressão na gráfica às lojas, mais 15 dias.

Fonte: Mundo Estranho

Texto e Adaptação: Pedro Rosano

Conheça e-books mais acessados no primeiro semestre

Veja abaixo os e-books mais acessados no portal Minha Biblioteca neste primeiro semestre de 2016. Para visualizá-los basta acessar o site da UCS, clicar em biblioteca, e-books e livros digitais e por fim selecionar a opção Minha Biblioteca. Ou através do UCS Virtual, selecionando a pasta Biblioteca, depois e-books e livros digitais e clicando em Minha Biblioteca.

ebook1.jpg

 1-Introdução à Estatística, 11ª edição. 

 

download.png

2- Para entender Kelsen, 6ª edição. 

 

Ebook3jpg.jpg

3- Trata de Medicina de Família e Comunidade 

 

Ebook4jpg.jpg

4-  Justiça Restaurativa e Abolicionismo Penal, 1ª  edição. 

 

Ebook6jpg.jpg

5- Como Elaborar Projetos de Pesquisa, 5ª edição. 

 

ebook7jpg.jpg

 6- Endocrinologia Clínica, 5ª edição. 

 

ebook2jpg.jpg

7- Fundamentos de Física, vol. 4 – 9ª edição. 

 

ebook8jpg.jpg 

8- Primeiras Linhas de Direito Processual Civil, vol. 1 – 9ª edição. 

 

ebook9jpg.jpg 

9- Contabilidade de Custos, 10ª edição 

 

ebook10jpg.jpg

10- Histologia Básica, 12ª edição 

 

ebook11jpg.jpg

11- Estatística sem Matemática para Psicologia

 

ebook12.jpg

12- Estrutura e Análise de Balanços,  8ª edição. 

 

ebook 13jpg.jpg

13- Curso de Estatística, 6ª edição. 

 

ebook14jpg.jpg

14- Microbiologia Médica e Imunológica, 12ª edição. 

 

ebook15jpg.jpg

15- Pesquisa de  Marketing: Uma Orientação Aplicada

 

ebook16jpg.jpg

16- Fundamentos de Metodologia Científica, 7ª edição. 

 

ebook17jpg.jpg

17- Poder Familiar e Guarda Compartilhada: novos paradigmas no direito de família, 2ª edição. 

 

ebook18jpg.jpg

18- Gestão de Pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações, 4ª edição. 

 

ebook19.jpg

19- Curso de Direito Internacional Privado, 4ª edição. 

 

ebook20.jpg 

20- Personalidade e Crescimento Pessoal, 5ª edição. 

 

 

 

Confira as sugestões literárias do mês de setembro

livros-lit-gaucha-002

Neste mês de setembro nosso mural de sugestões literárias contêm apenas obras de autores gaúchos, em comemoração aos festejos farroupilhas que se dão neste mês. Os livros contemplam todos os gostos e os autores vão desde os atemporais Érico Veríssimo, Mário Quitana, Martha Medeiros e Moacyr Scliar, até os escritores caxienses André Segalla e Pedro Guerra. Ou seja, tem livro para todas as idades e preferências.

Venha retirar o seu e desfrutar do melhor da literatura gaúcha! Nosso horário de funcionamento é das 07h45min às 22h40min durante a semana e aos sábados das 07h45 às 19h.

 

 

 

 

Sugestão Literária: “Tempo de esperas: o itinerário de um florescer humano”, de Pe. Fábio de Melo

do Padre Fábio de Melo, “Tempo de esperas: o itinerário de um florescer humano”.

download.jpgDois personagens, Abner e Alfredo. De um lado, um velho professor que resolveu refugiar-se numa vida simples, abandonando todas as glórias da vida acadêmica, e de outro, um jovem estudante de Filosofia, cujo sonho é alcançar o que professor resolveu abandonar. Num contexto de desilusões e esperanças, estes dois homens estabelecem uma instigante troca de correspondências. Através de confissões corajosas e sinceras, eles descobrem que muito mais que estarem em lados opostos do desejo, como se fossem o passado e o futuro de uma mesma existência, eles estão diante do desafio humano que nunca cessa: compreender o tempo das esperas.
Amor, rejeição, felicidade, ego e o valor do sucesso são questões que se colocam sobre todas as pessoas. Ao procurar o professor Abner em busca de alívio para a dor da perda de um amor, o jovem Alfredo inicia com ele uma caminhada de descoberta e reflexão.
Entre discussões sobre filosofia, amor, amizade e felicidade Alfredo e Abner trilham juntos o caminho para o entendimento da condição humana e da busca da felicidade. Desta forma, descobrem o amor fraternal, a amizade e a humildade.
Aluno e Professor debatem sobre um dos maiores desafios humanos: compreender o tempo de esperas.

A funcionária Michele Fernanda relata que escolheu o livro por causa do autor, o padre que é sucesso nas redes sociais. “Fiquei curiosa em saber o que ele queria nos passar”, explica ela.

Aprendi muito com a história e fiquei surpresa com as revelações no final. Super indico.

Descubra qual era o livro mais vendido no ano em que você nasceu

bebe-lendo-livro.jpg

Todos os anos são lançados aqueles livros que viram febre entre o público leitor, mas você já parou para pensar qual era o livro mais lido no mundo e no Brasil, no ano em que você nasceu? E além disso, a grande maioria dos títulos está no nosso acervo, confira!

ANOS 70 

1975

Brasil – Gabriela, Cravo e Canela, Jorge Amado –  821.134.3(81)-31

Estados Unidos – A Saga do Colorado, James Michener

1976

Brasil – Araceli, Meu Amor, de José Louzeiro

Estados Unidos – Triniy, Leon Uris

1977

Estados UnidosPássaros Feridos, Colleen McCullough – 821.111(94)-31 M133p

1978

Brasil- Conversa na Catedral, Mario Vargas Llosa – 821.134.2(85)-31 V297ca 

Estados Unidos – A Herdeira, Sidney Sheldon –  821.111(73)-31 C343h

1979

Brasil – Farda, Fardão, Camisola de Dormir, Jorge Amado – 821.134.3(81)-31 A481f

Estados Unidos – O círculo Matarese, Robert Ludlum –  L.C.M. 821.111(73)-312.4 L945c

ANOS 80

1980

Brasil- A Falta que Ela me Faz, Fernando Sabino –  821.134.3(81)-94 S116f

Estados Unidos- A identidade Bourne, Robert Ludlum –  821.111(73)-312.4 L945b 

1981

Brasil- Crônicas de uma morte anunciada, Gabriel García Márquez

Estados Unidos- Os Rebeldes, James Michener – 821.111(73)-31 C227r

1982

Brasil – O Analista de Bagé, Luis Fernando Veríssimo – 821.134.3(816.5)-94 V517a

Estados UnidosO Mosaico de Parsifal, Robert Ludlum –

1983

Brasil – A Velhinha de Taubaté, Luis Fernando Veríssimo – 821.134.3(816.5)-7 V517va

Estados Unidos – A Garota do Tambor, John Le Carré – 821.133.1-31 L456g

1984

Brasil – Tocaia Grande, Jorge Amado – 821.134.3(81)-31 A481t

Estados Unidos – Operação Aquitânia, Robert Ludlum

1985

Brasil – A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera – 821.162.3 K96i 

Estados Unidos – Tripulação de Esqueletos, Stephen King – 821.111(73)-34 K54t

1986

Brasil – A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera – 821.162.3 K96i 

Estados Unidos – A Coisa, Stephen King – 821.111(73)-312.4 K54c

1987

Brasil – As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley – 821.111(73)-31 B811b

Estados Unidos – O Preço do Amor,  Danielle Steel – 821.111(73)-31 S813p

1988

Brasil – As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley –  821.111(73)-31 B811b

Estados Unidos – O Cardeal do Kremlin, Tom Clancy

1989

Brasil –  As Areias do Tempo,  Sidney Sheldon – 821.111(73)-31 S544a

Estados Unidos – A casa da Rússia, John Le Carré – 821.111-31 L456ca

ANOS 90

1990

Brasil – Diário de um Mago, Paulo Coelho – 821.134.3(81)-31 C672d 

Estados Unidos – O Ônus da Prova, Scott Turow – 821.111(73)-312.4 T957o

1991

Brasil – O Alquimista, Paulo Coelho – 821.134.3(81)-31 C672a

Estados Unidos – Scarlett, Alexandra Ripley

1992

Brasil – O Alquimista, Paulo Coelho – 821.134.3(81)-31 C672a

Estados Unidos- O Dossiê pelicano, John Grisham

1993

Brasil – Noite sobre as Águas, Ken Follett – 821.111-31 F667n

Estados Unidos – As Pontes de Madison, Robert James Waller – 821.111(73)-31 W198p

1994

Brasil – Brida, Paulo Coelho – 821.134.3(81)-31 C672b

Estados Unidos – A Profecia Celestina, James Redfield – 821.111(73)-3 R315p

1995

Brasil – Comédias da Vida Privada, Luis Fernando Veríssimo  – 821.134.3(816.5)-94 V517mc

Estados Unidos – A Profecia Celestine, James Redfield –  821.111(73)-3 R315p

1996

Brasil – O Mundo de Sofia, Jostein Gaarder –  821.113.5-31 G111m

Estados Unidos – Segredos do Poder, Joe Klein

1997

BrasilO Mundo de Sofia, Jostein Gaarder –  821.113.5-31 G111m

Estados UnidosA Montanha Gelada, Charles Frazier

1998

Brasil – O Livro das Virtudes, William j. bennett –  82-82 L788

Estados UnidosO Advogado, John Grisham – 821.111(73)-31 G869a

1999

Brasil – O Homem que Matou Getúlio Vargas, Jô Soares –  821.134.3(81)-31 S676h

Estados Unidos – O Testamento, John Grisha

ANOS  2000

2000

Brasil – Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K Rowling –821.111-312.9 R884ha

Estados UnidosA Confraria, John Grisham –  821.111(73)-31 G869cb

2001

Brasil – Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling – 821.111-312.9 R884ha

Estados Unidos O diário de Suzana para Nicolas, James Patterson –  821.111(73)-31 P317d

2002

Brasil – Harry Potter e a Câmara Secreta, J.K. Rowling –  821.111-312.9 R884hb

Estados Unidos – The Lovely Bones, Alice Sebold

2003

Brasil – Onze Minutos, Paulo Coelho –  821.134.3(81)-31 C672o 

Estados Unidos O Código da Vinci, Dan Brown – 821.111(73)-312.4 B877c 

2004

Brasil – Budapeste, Chico Buarque-  821.134.3(81)-31 B917bu

Estados Unidos – O Código da Vinci, Dan Brown –  821.111(73)-312.4 B877c 

2005

Brasil – Fortaleza Digital, Dan Brown – 821.111(73)-312.4 B877f

Estados UnidosO Corretor, John Grisham –  821.111(73)-312.4 G869c

2006

Brasil – Quando Nietzsche Chorou, Irvin D. Yalom  –  821.111(73)-31 Y19q

Estados UnidosFor One More Day, Mitch Albom – 821.111(73)-3 A339p

2007

Brasil – A Cidade do Sol, Khaled Hosseini –  821.411.21(581)-31 H829c

Estados Unidos – A Cidade Do Sol, Khaled Hosseini –  821.411.21(581)-31 H829c

2008

Brasil – A Menina que Roubava Livros, Markus Zusak – 821.111(94)-31 Z96ma

Estados UnidosO Recurso, por John Grisham –  821.111(73)-312.4 G869r 

2009

Brasil A Cabana, William Young –  821.111(73)-31 Y78c 

Estados Unidos – O Símbolo Perdido, Dan Brown – 821.111(73)-312.4 B877s

ANOS 2010

2010

Brasil – A Cabana, William P. Young – 821.111(73)-31 Y78c

Estados Unidos A Rainha do Castelo de Ar, Stieg Larsson – 821.113.6-312.4 L334r

2011

Brasil – A Guerra dos Tronos, George R. R. Martin – 821.111(73)-312.9 M381ga 

Estados UnidosA Resposta, Kathryn Stockett –

2012

Brasil – A Escolha, de Nicholas Sparks – 821.111(73)-31 C343es

Estados Unidos – Cinquenta Tons de Cinza, E. L. James – 821.111-993 J27c

2013

Brasil – Inferno, Dan Brown –  821.111(73)-312.4 B877i

Estados Unidos – Um Porto Seguro, Nicholas Sparks – 821.111(73)-31 S736p 

2014

Brasil – A Culpa é das Estrelas, John Green – 821.111(73)-31 G796c

Estados Unidos – O Pintassilgo, Donna Tartt – 821.111(73)-31 T195p

2015

Brasil – O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry –  82-93 S137p

Estados Unidos – A Garota no Trem, Paula Hawkins – 821.111-312.4 H394g

 

Fonte: Superinteressante

Texto e Adaptação: Pedro Rosano

O que podemos aprender com o livro “A Revolução dos Bichos”

capalivro.jpg

O livro “A Revolução dos Bichos”, do autor George Orwell, foi lançado no Reino Unido em 17 de Agosto de 1945, apontado pela revista Time entre os cem melhores da língua inglesa também ocupa a 31ª terceira posição na lista do melhores romances do século XX, organizada pela editora Modern Library List.

A obra narra uma história de corrupção e traição, e recorre a figuras de animais para retratar as fraquezas humanas e demolir o “paraíso comunista” proposto pela Rússia na época de Stalin. A revolta dos animais contra os humanos é liderada pelos porcos Bola-de-Neve e Napoleão (Napoleon). Os animais tentam criar uma sociedade utópica, porém Napoleão, seduzido pelo poder, afasta Bola-de-Neve e estabelece uma ditadura tão corrupta quanto a sociedade de humanos

Após lermos o livro, podemos tirar muitas lições desta obra atemporal, confira algumas delas:

 1. Que a tradução de um título pode ser um Spoiler

Em inglês, o título da fábula ácida de Orwell é mais simples: “Animal Farm”, que em tradução literal é algo como “fazenda dos animais”. Ou seja, não diz nada sobre o fato de que os animais da fazenda em questão organizariam uma revolução.

Em Portugal, por exemplo, os tradutores foram cruéis, houve a versão “A Quinta dos Animais”, idêntica ao inglês – “quinta” é fazenda em português de Portugal –, mas também houve o comprometedor “O Triunfo dos Porcos”.

É difícil discordar do apelo das versões lusófonas. Afinal, entre as incontáveis opções de uma livraria, você escolheria uma menção discreta ao fato de que há animais em uma fazenda ou uma promessa de guerra civil no chiqueiro? Pois é. O título pouco revelador da edição original, porém, não impediu que ele se tornasse um hit literário do pós-guerra, cujas vendas continuam aumentando até hoje.

2. Que alianças diplomáticas e militares não se baseiam em ideais, mas em interesses

Orwell foi combatente na Guerra Civil Espanhola, espécie de “ensaio” para a Segunda Guerra Mundial que foi coberto também pelo então repórter Ernest Hemingway. Lá, conheceu de perto o horror propagado pelo exército soviético de Stalin – e percebeu que o sanguinário regime totalitário não tinha nada a ver com o socialismo democrático em que acreditava.

A ideia era fazer a população acreditar que o “terror vermelho” – que entre execuções em massa, trabalhos forçados e fome foi responsável pela morte de algo entre três milhões e 60 milhões de soviéticos – era uma invenção da propaganda nazista, justificando a aliança.Orwell, que na época trabalhava no grupo de mídia BBC, pediu demissão, e escreveu o livro motivado a revelar, de maneira velada e alegórica, o real caráter do regime stalinista.

3. Que rock n’ roll e literatura são uma ótima combinação

Não foram só leitores comuns que aprenderam muito com A Revolução dos Bichos. No topo da lista de ídolos que fizeram música inspirada na obra de Orwell está o Pink Floyd com o álbumAnimals. Em 1987 o R.E.M. escreveu a canção “Disturbance at the Heron House” com o escritor britânico em mente, às vésperas do anúncio de que o conservador George H. W. Bush – pai do Bush que era presidente na época dos ataques de 11 de setembro – iria concorrer à presidência.

O grupo punk The Clash usou uma imagem de uma animação inspirada no livro de Orwell como capa do single “English Civil War”, lançado em 1979, e em uma menção mais discreta, o Radiohead cita a obra em um dos versos da canção “Optimistic”.

4. Que na guerra a liberdade de expressão é muito relativa

Não houve censura estatal instituída formalmente na Inglaterra durante a Segunda Guerra. Mas o medo de discordar da posição governamental gerou um notável processo de autocensura, completamente voluntário. Poucas editoras, durante o conflito, teriam coragem de manchar a própria imagem junto ao Ministério da Informação publicando obras que ameaçassem, mesmo que de forma velada, a visão positiva da opinião pública sobre a aliança entre Estados Unidos, URSS e Inglaterra.

Orwell afirmaria posteriormente, em um artigo escrito na revista Partisan Review, que “agora é impossível imprimir qualquer coisa que se oponha demais à Rússia. Livros contrários à Rússia aparecem por aí, mas a maioria é de editoras católicas e tem um ponto de vista religioso e reacionário.”

5. Que força física sem consciência política não significa nada

Orwell teve a ideia para sua fábula distópica após se dar conta de que o ser humano é capaz de domar e comandar animais pelo fato de que eles, apesar de mais fortes, não têm consciência de que estão sendo dominados, e que uma relação parecida se estabelecia entre patrões e o proletariado.

Ou seja, se serviu do próprio princípio da fábula, a inversão entre o papel humano e o animal, como paralelo para a organização do trabalho na sociedade capitalista, para então demonstrar que as relações de poder que se formariam entre os próprios proletários após a revolução poderiam deturpar o ideal socialista. Uma aula de história. 

Fonte: Revista Galileu 

Ainda não leu este super livro? Já leu, mas quer ler de novo? Nosso acervo conta com exemplares! Anote o número de chamada (821.111-31 O79rb) e retire o seu! 

Texto e Adaptação: Pedro Rosano

Novo guia para a elaboração de trabalhos acadêmicos está disponível!

capa.JPG

A partir de hoje, quinta-feira (09), está disponível para toda a comunidade acadêmica o Guia de trabalhos acadêmicos 2016 elaborado pela Universidade de Caxias do Sul.

Para acessá-lo é muito fácil, basta acessar o site da UCS, selecionar a opção “Biblioteca” e após isso a opção “ferramentas de pesquisa” ou “downloads”. Pronto! Agora você já pode baixar e realizar seus trabalhos com segurança e qualidade.

Bibliotecas da UCS contêm livros sobre a história do Brasil, confira!

Independence_of_Brazil_1888.jpg

O 07 de setembro é feriado nacional em memória à Independência do Brasil, ocorrida em 07 de setembro de 1822 e nosso acervo conta com muitas obras que tratam da história do nosso país, confira algumas delas:

1- 1808 : como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e do Brasil

Autor: Laurentino Gomes

Número de chamada: 94(81).036 G633m 2007

2- 1822 : como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil, um país que tinha tudo para dar errado.

Autor: Laurentino Gomes

Número de chamada: 94(81).04/.06 G633m

3 – As Barbas do imperador : D. Pedro II, um monarca nos trópicos

Autor: Lilia Moritz Schwarcz

 Número de chamada: 929PEDROII P372b

4- Guia politicamente incorreto da história do Brasil 

Autor:   Leandro Narloch

Número de chamada: 94(81) N231g 

5 – Histórias da nossa história.

Autores: Rozendo Sampaio Garcia, José Pimentel Pinto; Messias de Mello; Gustavo Pires da Silva

Classificação: 94(81) G216h

6- Memórias secretas de D. Carlota Joaquina

Autor: José Presas

Número de chamada: 929JOAQUINA J62m 1966

 

Conheça os livros mais retirados no mês de agosto

Agosto1

Agosto2