Como saber se você está sofrendo de uma ressaca literária

Apesar de soar um tanto agressivo, o termo ‘ressaca literária’ é usado para definir aquela sensação de vazio que nos consome após o término de uma leitura intensa. Acontece sempre que um livro fala tão alto dentro de nossas mentes, que ao chegar ao seu final nos vemos perdidos e desorientados, sem sabermos o que ler em seguida. Para aprender a identificar os sintomas de uma ‘ressaca literária’, indicamos aqui alguns sinais nítidos de que você tomou um porre de literatura.

✔ Você mantém o seu exemplar do livro sempre a mão, para poder reler seus trechos favoritos nos momentos livres.
✔ Você começa a levar os seus sentimentos pelos protagonistas da história um pouco a sério demais.
✔ E logo você percebe que agora todos os seus julgamentos em relação aos seus amigos, são baseados nas características dos personagens do livro.
✔ Além de tentar encaixar alguma fala do livro, sempre que possível, em quase todas as suas conversas e diálogos.
✔ Você começa a comparar a sua realidade com o universo fictício apresentado pela obra.

http-mashable.comwp-contentgallerybook-loversuncle-fester
✔ Você inicia uma corrida alucinada atrás de outros livros do autor na esperança de repetir as sensações experimentadas.
✔Por algum tempo você cai em algumas propagandas enganosas que lançam outros títulos similares prometendo atender ao anseio dos fãs do original. Mas você sabe que nunca é a mesma coisa.
✔ Você começa a pensar em escrever algo tão genial por conta própria. Mas desiste quando vê que o resultado é só mais uma fanfic exatamente igual a tantas outras por aí.
✔ E depois de um tempo você acaba abrindo a sua cabeça e coração para um novo livro que dialogue com essa sua nova fase da vida,… e aí começa tudo de novo.

Fonte: Dito pelo Maldito

 

Biblioteca digital mundial disponibiliza obras de 8000 a.C e 2000 d.C

Biblioteca-Unesco (1).png

A Biblioteca mundial disponibiliza diversas obras de forma gratuita e multilíngue que nos faz compreender a cultura e fatos importantes da história de diversos países e isso é muito importante para conhecer e entender a cultura de diversos povos, mas  além de tudo a biblioteca  digital mundial tenta através da disponibilização dessas obras que as pessoas possam ter mais acesso a arte e cultura de diferentes países, promovendo através das obras o acesso intercultural de diferentes países.

A biblioteca digital mundial trabalha para expandir obras que contam um pouco da história e cultura de diversos países, é uma maneira de permitir as pessoas do mundo todo o acesso à cultura e arte mundial e o que é melhor tudo está disponibilizado através da internet. Hoje em dia podemos encontrar diversas obras de 8000 a.C e 2000 d.C que estão disponíveis para acesso através da internet, algumas dessas obras tão incríveis são:

  • Pandectas: é um texto traduzido do árabe sobre o trabalho cristão, mas o texto original foi escrito em grego no século XI, esse texto essa dividido em 63 seções oferecendo uma exposição da doutrina e vida cristã;
  • Descrição do Egito. 1a edição – Antiguidades e descrições: conta fatos importantes sobre a invasão de Napoleão Bonaparte no Egito onde foi realizado estudos e pesquisas arqueológicos;
  • A maldição de Ártemis – Fragmento: retrata uma antiga maldição em um dos mais antigos documentos gregos com data do século XV, mostrando a dominância da cultura grega em Mênfis e traz um pouco sobre desconhecidos fatos da vida de Ártemis;
  • Região do Mar Mediterrâneo 1569: traz diversos mapas e cartas marítimas que foram muito utilizadas na época, muitas cartas marítimas eram feitas em placas de cobre e traz mapas descritivos da região do Mar Mediterrâneo e hoje serve como referência e conhecimento cultural.

A biblioteca digital mundial possui diversas obras que estão disponíveis gratuitamente por meio da internet e que podem ser encontrados em formatos multilíngue, através disso é possível que as pessoas tenham mais acesso a arte e cultura de diversos países. Nesse sentido, a biblioteca digital tem como objetivos:

  • Promover a compreensão internacional e intercultural, através do acesso as obras disponíveis;
  • Através dessas obras fornecer mais recursos aos educadores, acadêmicos e pessoas em geral que tenham interesse;
  • Através desses acessos expandir o volume e variedade de conteúdo cultural na internet.

Tentar reduzir lacunas digitais entre países ao disponibilizar obras na internet que ajudam a desenvolver capacidade de instituições parceiras.

Fonte: Guia de Ensino

7 técnicas de estudo para se concentrar mais

Confira-essas-5-dicas-de-estudo-de-pessoas-que-passaram-em-1°-lugar-no-vestibular.jpg

Uma pessoa entra na biblioteca, a tela do seu celular brilha com a chegada de uma nova mensagem, você se lembra de uma música e decide escutá-la. Se você é um distraído crônico, qualquer motivo é suficiente para interromper o estudo para uma prova. A falta de concentração cobra seu preço mais cedo ou mais tarde. Afinal, é preciso ter contato intenso e contínuo com a matéria para ter sucesso.

Abaixo, algumas sugestões para você conseguir se concentrar mais, manter o foco e o mais importante, aprender.

1. Antes de começar, separe 10 minutos para se divertir

Ainda que você adore matéria que está estudando, não faltam atividades bem mais interessantes do que ler a apostila. Se você costuma interromper a sua concentração para satisfazer o desejo de ver as notícias do dia, assistir a vídeos engraçados ou escrever algo nas redes sociais, faça isso antes de começar a sua sessão de estudos. Esse truque simples ajuda a saciar a sua inquietação e relaxar. Só cuidado para não exagerar: basta passar os 10 primeiros minutos do dia dessa forma. Terminado esse prazo, é hora de interromper as distrações e se dedicar exclusivamente ao estudo.

2. Divida o tempo em blocos

Estudar para uma prova difícil sempre será uma experiência intensa, mas não necessariamente exaustiva. Talvez você tenha dificuldade para se concentrar porque se cansa rapidamente, a dica é fragmentar o trabalho em pedaços mais digeríveis. “Faça sessões de 30 minutos, por exemplo, nas quais você vai mergulhar totalmente no que está fazendo, terminado esse prazo, levante e vá respirar um pouco, beber água, fazer algo leve.

3. Transforme frases em palavras-chave

Além de dividir o tempo em blocos, você também pode recortar o conteúdo a ser estudado em pequenos fragmentos. Ao elaborar um resumo, evite frases ou parágrafos — prefira palavras-chave, esquemas e listas no estilo “bullet points”. A organização da escrita em pedacinhos facilita a vida dos dispersivos, principalmente na hora de reler tudo.

4. Prefira o exercício à teoria

De acordo com Paulo Estrella, diretor pedagógico da Academia do Concurso, a melhor forma de manter a concentração é tornar as sessões de estudo mais rápidas, curtas e dinâmicas. Para isso, a recomendação é reduzir o volume de leituras e concentrar os seus esforços nos exercícios.

“Dê uma lida geral no conteúdo, mas não passe muitas horas debruçado no livro”, recomenda ele. “Assim que tiver uma ideia da teoria, parta para a resolução de provas de anos anteriores, e vá fixando os conceitos a partir dos seus erros e acertos”.

5. Descubra o seu estilo de aprendizagem

Se você tem facilidade para memorizar coisas a partir de um estímulo visual, pode ser interessante elaborar mapas visuais, diagramas e figuras sobre a matéria. Caso se dê melhor com resumos escritos à mão, prepare o lápis e a caneta. Tem um perfil auditivo? Vale mais gravar a sua própria voz dando uma “aula” sobre o assunto e depois escutá-la.

O importante, diz Estrella, é descobrir qual é o método de aprendizagem que mais combina com o seu modelo mental. Quando você encontra o seu próprio estilo, a compreensão dos conceitos fica mais fácil e rápida. Resultado: o estudo se torna mais estimulante e as distrações perdem (pelo menos em parte) o seu potencial de sedução.

6. De tempos em tempos, retome o conteúdo

A cada 20 minutos de estudo faça uma rápida anotação ou gravação de voz sobre os aspectos mais relevantes do que acabou de ler, isto é, uma breve recapitulação do que foi visto. Além de garantir que você não vai se dispersar, fazer essas retomadas periódicas ajuda a fixação da matéria. Ao final da leitura, reveja os seus registros de todos os blocos de 20 minutos, e verá como está muito mais familiarizado e seguro com o conteúdo.

7. Tenha uma programação

Uma boa forma de manter o foco é ter um roteiro dos temas que você precisa estudar, com uma previsão da carga horária necessária para cada assunto. Mas atenção: ao longo do dia, gerencie o cumprimento das metas como compromissos realmente inadiáveis.

Mas como garantir que você vai respeitar a sua “check-list”? O segredo é ter um propósito para o estudo. No “estado de flow”, conceito desenvolvido pelo psicólogo Mihály Csíkszentmihályi, nossa concentração se torna absoluta quando estamos num estado emocional positivo, isto é, quando a experiência é prazerosa. Só podemos entrar em flow quando o estudo vai além do racional e envolve crenças e valores, isto é, quando tem um significado para nós. ,

Fonte: Exame.com

Confira o horário de funcionamento das bibliotecas no feriado

MUDANÇA DE HORÁRIO NO CVALE.pngO Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul não terá expediente nos dias 27 (feriado universitário) e 28 de fevereiro (feriado de carnaval), e 01 de março (quarta-feira de cinzas), retornando com suas atividades normalmente na quinta-feira, 02 março.

Desejamos a todos um excelente feriado!

Como utilizar o catálogo da Biblioteca?

No post de ontem, aprendemos a ter uma noção de como encontrar um livro na Biblioteca. Hoje, vamos descobrir como encontrá-los no catálogo, que é o procedimento necessário antes de procurá-lo nas prateleiras, afinal é nele que verificamos seu número completo de chamada e até mesmo se ele está disponível para empréstimo. Atente aos passo e você verá que é bem fácil:

Como encontrar um livro na biblioteca?

img-sistemas-bibliotecas.jpg

As bibliotecas da UCS contém milhares e milhares de exemplares. Principalmente para quem está iniciando a graduação, encontrar um livro em meio a tantos, parece ser uma tarefa quase impossível. Mas estamos aqui para mostrar que não é tão difícil assim e que seguindo os passos abaixo você verá que vai ficar mais fácil:

821.111-312.9 R884ha.png

1) Área do conhecimento

É indicada pelo código de classificação na CDU.

Os livros na UCS são organizados pela Classificação Decimal Universal (CDU) que utiliza numerais indo-arábicos e é baseada no sistema decimal. Cada número é interpretado como uma fração decimal com o ponto decimal inicial omitido, que determina a ordem de preenchimento. Em prol da facilidade de leitura, um identificador CDU é geralmente pontuado a cada três dígitos. Assim, depois de 61, “ciências médicas”, vêm as subdivisões de 611 a 619. Sob 611, “Anatomia”, Vêm suas subdivisões de 611.1 a 611.9 e sob 611.1 vêm todas as suas subdivisões antes de ocorrer 611.2, e assim por diante. Depois de 619 vem 620. Uma vantagem deste sistema é que ele é infinitamente expansível e quando novas subdivisões são introduzidas, elas não precisam alterar o ordenamento dos números.

As áreas do conhecimento que cada número de chamada contempla, também são dividas por áreas:

0. Generalidades, Ciência e conhecimento, Ciências da informação, Informática. Documentação e Biblioteconomia.

1. Filosofia e psicologia

2. Religião e Teologia.

3. Ciências sociais, Sociedade, Política, Economia, Comércio, Direito, Seguro, Educação, Folclore, Estatística.

4. Classe vaga, não atribuída. Provisoriamente não ocupada.

5. Matemática e ciências naturais, Ciências puras.

6. Ciências aplicadas, Medicina, Saúde, Tecnologia, Agricultura, Cozinha e culinária.

7. Belas artes, Arquitetura, Música, Design, Recreação, Turismo, Esportes e Jogos.

8. Linguagem, Língua, Linguística, Filologia e Literatura.

9. Geografia, Biografia e História.

Dentro destas áreas de conhecimento, temos outras dezenas de subdivisões.

2) Nome do autor

Definido pelo sistema Cutter. As letras (sempre maiúscula no início e minúscula no final) são facilmente explicáveis, mas os números centrais têm regras bem mais complexas.

R– inicial do sobrenome

844– código Cutter

ha– inicial do nome do livro

3) Outras informações

Revela o ano do lançamento do livro, sua edição e quantos exemplares dele há na biblioteca. Se a obra for dividida em volumes, isso também é indicado (“v. 1”, “v. 2” etc.).

1997– Ano de publicação

3 ED.– Terceira edição

EX. 5– Quinto exemplar

 

Já foi possível ter uma noção, não é?! Além disso, sempre que precisar de ajuda, nossa equipe estar à postos para atendê-lo.

Texto: Pedro Rosano

Foto: Cláudia Velho

Fique por dentro dos serviços das Bibliotecas da UCS

voltaasaulas.JPG

Mais um período letivo está começando e com isso, o Sistema de Bibliotecas da UCS deseja a todos os alunos, professores e funcionários um ótimo retorno às atividades. Aproveitamos para divulgar algumas informações e novidades sobre pesquisas, fontes informacionais e serviços:

  • Grande acervo, abrangendo todas as áreas do conhecimento. São 12 bibliotecas e mais de 1 milhão de exemplares;
  • Mais de 13 mil ebooks/livros digitais, em todas as áreas do conhecimento, distribuídos nas plataformas Minha Biblioteca e Biblioteca Virtual Universitária;
  • Novo site do Sistema de Bibliotecas;
  • Vários artigos de periódicos científicos disponibilizados pelo Portal de Periódicos da Capes, com integração à CAFe, com isso os usuários poderão acessar, de onde estiver, os serviços de sua própria instituição e os oferecidos pelas outras organizações que participam da federação. Não há necessidade de configuração de proxy.
  • Plataforma online UptoDate, principal recurso de suporte a decisões médicas baseadas em evidências, inclui conteúdo profissional aprofundado, informações sobre pacientes, tópicos sobre medicamentos e recomendações médicas no local de atendimento.
  • Revista do Tribunais: plataforma que reúne doutrina – periódicos, coleção doutrinas essenciais e pareceres – jurisprudência, legislação – códigos e legislação comentada – súmulas, notícias e outros conteúdos;
  • Repositório Institucional da UCS, contendo o acervo digital composto por trabalhos acadêmicos;
  • Guia de normalização de trabalhos acadêmicos;
  • Aplicativo da biblioteca para IOS e Android;
  • Apoio ao ensino e à pesquisa, dando suporte à normalização de trabalhos e ao uso da Biblioteca, como visitas orientadas e visita sobre as bases de dados;
  • Pagamento de multa com cheque-presente possibilitando desta maneira a aquisição de novas obras literárias;
  • Aumento do número de reservas de três para cinco exemplares.

Através do BLOG do Sistema de Bibliotecas vocês ficarão por dentro de todas as novidades relacionadas à pesquisa científica, além de receberem diversas dicas de leitura.

Também podem acessar o BLOG do Setor de Processo Técnico para conhecer um pouco mais das atividades realizadas neste setor e indicações referentes às obras raras, catálogos de bibliotecas, restauração e outros. Estas e muitas outras novidades vocês poderão conferir visitando qualquer uma de nossas bibliotecas espalhadas pela região ou através das redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook, aproximando vocês ainda mais aos nossos serviços.

O Sistema de Bibliotecas da UCS deseja a todos um ótimo início de semestre!

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco através do telefone (54) 3218-2173 ou pelo e-mail bice@ucs.br

 

10 incríveis línguas da ficção literária

 

senhor-dos-aneis
A linguagem é a principal ferramenta do autor e quanto melhor utilizador de sua linguagem, geralmente melhor e mais ampla é a obra. Agora, par uns não basta apenas usar sua própria linguagem, assim em muitos livros temos a criação de novas línguas. Selecionamos 10 línguas incríveis da ficção, confira:

 

1 – Dothraki – As Crônicas do Gelo e do Fogo, de George R. R. Martin:

 

2. Quenya – Obra de J. R. R. Tolkien:

 

3. Novafala (novilíngua) – 1984, de George Orwell:

4. Sindarín – Obra de J. R. R. Tolkien;

5. Valiriano – As Crônicas do Gelo e do Fogo, de George R. R. Martin;

6. Láadan – Native Tongue, de Suzette Haden Elgin;

7. Nadsat – Laranja Mecânica, de Anthony Burgess;

8. R’lyehian – Obra de H. P. Lovecraft;

9. Ofidioglossia – Harry Potter, de J. K. Rowling;

10. Zaum – O Livro de Velimír Khlébnikov;

 

Fonte: Listas Literárias

 

Veja os e-books mais acessados de 2016 – Biblioteca Virtual Universitária (BVU)

Veja abaixo os e-books mais acessados no portal Biblioteca Virtual Universitária (BVU) de 2016.

Para visualizá-los basta acessar o link https://ucsvirtual.ucs.br/startservico/PEA/. É necessário realizar o login no UCSVirtual para ter acesso ao conteúdo.

1º – Universidade e Sociedade

universidade_sociedade.jpg

2 º – Administração de Marketing  14ª edição

Administracao-de-Marketing-com-MyMarketingLab_9788581430003.jpg

3º – Estática Mecânica para Engenharia  12ª Edição 

1486499082.jpg

4º – Princípios de Marketing  15ª Edição 

download.jpg

5º – Resistência dos Materiais 7ª edição 

exercicios-resistncia-dos-materiais-hibbeler-7-edico-epub-15972-MLB20111633544_062014-O.jpg

6º- Sistema de Informação Gerenciais 11ª edição 

download (1).jpg

7º – Conhecendo o Marketing 

206592G1.jpg

8º – Princípios de Administração Financeira  12ª edição 

download (2).jpg

9º Introdução à Pesquisa de Marketing

download (3).jpg

10º Metodologia Científica  6ª edição 

download (4).jpg

11º Pesquisa de Marketing Foco na Decisão

download (6).jpg

12ª Gestão de Vendas Uma Abordagem Introdutória 

download (7).jpg

13º Teorias da Administração

foto-2015-08-26-00-30-55-17784566618503-funflyship.jpg

14º Marketing Essencial: Conceitos, Estratégias e Casos 2ª edição. 

00000151642.JPG

15º Gestão de Pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações

download.png

Portal de Periódicos da CAPES passa por manutenção nesta sexta-feira

periodicos (1).png

Nesta sexta-feira, 17/02, o Portal de Periódicos da CAPES passará por manutenção. A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) realizará a manutenção do seu Internet Data Center, recurso que compõe a infraestrutura de conectividade que atende o Portal de Periódicos. A mudança visa melhorar a disponibilidade do Portal, diminuindo riscos em futuras manutenções. O serviço ocorrerá das 20h às 0h. No horário indicado, haverá intermitência no acesso à biblioteca virtual da CAPES. Após o período, a página voltará à normalidade.

Biblioteca do CAHOR terá horário diferenciado nesta sexta

MUDANÇA DE HORÁRIO NO CVALE.png

Excepcionalmente amanhã, sexta-feira, dia 17 de fevereiro, a Biblioteca do Campus Universitário da Região das Hortências (CAHOR), atenderá em horário diferenciado, funcionando somente entre às 15h e 16h30min, por conta de atividades paralelas dentro do Campus. No sábado, dia 18, a Biblioteca retorna com seu horário especial de férias: das 08h às 12h.

Ler 200 livros por ano é mais fácil do que você imagina

anikasalsera.png

É possível ler 200 livros por ano. Pelo menos se empregasse o tempo anual que gasta com redes sociais virando as páginas de um bom texto. Quem garante é o escritor norte-americano Charles Chu, que experimentou (e comprovou) a própria tese em 2015, quando lançou a si mesmo o desafio de ler pelo menos 3 obras por semana.

Tudo começou quando ele descobriu que seu ídolo, o megainvestidor Warren Buffett, atribuía o próprio sucesso à intensidade da sua relação com os livros.

“Leia 500 páginas por dia”, disse o bilionário, segundo o USA Today. “É assim que o conhecimento funciona, é construído (…) Qualquer um é capaz de ler 500 páginas por dia, embora a minoria realmente faça isso” .

Na época, Chu estava no seu “emprego dos sonhos” e era visto como um grande vencedor por seus amigos e familiares, mas sentia um vazio inexplicável e estava cheio de dúvidas quanto às próprias escolhas. Ele decidiu então seguir o conselho de Buffett e investir, com força, nos livros. Deu certo: ele não conseguiu manter a média de 500 páginas por dia, mas ao final de dois anos já tinha começado (e terminado) mais de 400 títulos.

Para provar que a façanha de ler 200 livros por ano não é tão difícil quanto parece, ele propõe um cálculo simples, com base em apenas dois dados numéricos.

O primeiro é que, em média, um norte-americano lê de 200 a 400 palavras por minuto. O segundo é que um livro de não-ficção tem em média 50 mil palavras. Em 200 livros, portanto, há 10 milhões de palavras. Se o seu ritmo for de 400 palavras por minuto, isso significa que a leitura das duas centenas de obras consumirá 25 mil minutos ou 417 horas. Se você leva um susto ao ouvir “417 horas”, diz Chu, vale fazer algumas comparações para dar a dimensão de quanto tempo isso significa ao longo de 12 meses. Em média, um norte-americano passa 608 horas por ano nas redes sociais. O tempo de televisão é ainda maior: 1.642 horas anuais.

O problema é colocar essa constatação teórica em prática, até porque a construção de um novo hábito não depende apenas de força de vontade. Segundo Chu, o primeiro passo é criar um ambiente favorável à leitura.  “Se você quisesse parar de usar cocaína, deixaria o pó disponível pela casa? É claro que não”, escreve ele. Tenha um espaço livre de distrações tecnológicas. Silêncio e conforto também são fundamentais.

Isso não significa, porém, que você deva ler apenas em condições perfeitas. Muito pelo contrário: o ideal é que você se torne um leitor versátil e flexível, capaz de se adaptar a diversos formatos e ambientes de leitura.

Fonte: Exame

 

Bibliotecas da UCS terão horário de atendimento diferenciado nesta quarta-feira

biblio4

Acontece nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, no Campus-Sede, o Encontro de Funcionários com a Reitoria, por conta disso, algumas bibliotecas funcionarão em horário diferenciado, retornando ao expediente normal na quinta-feira (16). Abaixo, confira os horários das bibliotecas:

BICE: Funciona em horário normal.

CAMPUS 8: Das 13h às 17h.

CAHOR: das 18h30min às 22h30min.

CARVI: Funciona em horário normal.

CPRA: Não terá expediente.

UPOA: Não terá expediente.

CFAR: 08h às 12h / 13h30min às 17h30min.

CGUA: Das 18h30 min às 22h30min.

CVALE:  Das 14h às 18h.

CAMVA: das 15h às 18h15min.

Confira a nova versão da busca de Currículo Lates

currculo_lattes-1

O CNPq está disponibilizando para testes a nova busca de Currículo Lattes. A nova busca de currículo, além de ser implementada em uma nova tecnologia, disponibiliza outras melhorias para o usuário final, como:

  1. Novo layout, completamente aderente ao modelo de acessibilidade do Governo Eletrônico;
  2. Visualização e busca a currículos de forma mais rápida e intuitiva;
  3. Detalhamento rápido do currículo, logo na primeira tela de busca;
  4. Recuperação de currículos por nome, assunto ou instituição como termo de busca;
  5. Novo motor e estrutura de indexação, possibilitando a clusterização de índices e redução no tempo de publicação do currículo;
  6. Integração com a base   ;
  7. Eliminação de paginação, o que facilita a visualização de todos os registros recuperados.

O acesso a nova busca de currículo, poderá ser através do link buscacv.cnpq.br/buscacv.

Clique aqui para baixar a apresentação contendo as principais alterações da busca de currículo.

Qualquer dúvida, favor entrar em contato com a nossa área de atendimento através do e-mail atendimento@cnpq.br. Acesse o manual para utilização da plataforma.

Fonte: http://lattes.cnpq.br/

Conheça a obra rara “La Chanson du Vieux Marin”

sistema-de-bibliotecas-ucs-seo-de-obras-raras-la-chanson-du-vieux-marin-1-638.jpg

O Sistema de Bibliotecas da UCS apresenta mais uma obra rara de seu acervo: La Chanson du Vieux Marin”, tradução francesa da obra de Samuel Coleridge “The Rime Of The Ancient Mariner.” A obra inclui xilogravuras de Gustavo Doré, famoso pintor, desenhista e ilustrador francês. Um dos maiores expoentes da poesia romântica, Samuel Coleridge marcou profundamente a poesia inglesa e sua importância influenciou outros autores, como Lord Byron e Shelley.

Veja mais sobre a obra em: https://processotecnicoucs.wordpress.com/2017/02/10/obra-rara-sibucs-la-chanson-du-vieux-marin/

Diário Oficial da União será publicado em formato aberto a partir de Maio

dou.png

A partir de maio deste ano, os dados do Diário Oficial da União (DOU) serão publicados em formato aberto. Segundo o Ministério do Planejamento, isso significa que as informações do governo federal serão disponibilizadas de uma maneira que possa ser tratada tanto por máquinas quanto por pessoas.

A resolução está informada no Plano de Dados Abertos (PDA) da Imprensa Nacional, divulgado pela Portaria n°337. Dessa forma, qualquer cidadão brasileiro poderá, de maneira livre, redistribuí-los, reutilizá-los e usá-los, no máximo estando a exigência de creditar a sua autoria na publicação no DOU.

Ao todo, o Diário Oficial da União conta com três seções, mas a mudança irá começar pela seção 2, que apresenta atos de interesse dos servidores da Administração Pública Federal. E para que isso aconteça, o órgão iniciou um processo de modernização da plataforma tecnológica de editoração eletrônica de matérias que irá, ao final do seu processo de atualização, a produção de dados do DOU em formato aberto.

Depois de 30 dias que o Diário Oficial da União adotar esse método, as demais seções do jornal serão abertas. Por outro lado, as edições antigas do DOU serão publicadas em formato após o começo desse processo. Ainda de acordo com o Ministério do Planejamento, a Imprensa Nacional vai seguir a ordem decrescente de datas até conseguir alterar as publicações do ano de 1988.

Há sete anos, a empresa realiza a intermediação entre o anunciante e os Diários Oficiais sabendo exatamente da importância em criar um relacionamento de transparência e comunicação entre o cliente e a imprensa oficial.

Fonte: Exame

 

UCS comemora hoje 50 anos de fundação

Fundação-da-UCS_fotos-Ary-Antonio-Pastori_10_02_67-20-768x768.jpg
Cerimônia de instalação da UCS, com a posse de seu primeiro reitor, Virvi Ramos. Foto: Ary Pastori

No dia 10 de fevereiro de 1967, o então Presidente da República Castelo Branco assinou o Decreto 60.200, autorizando a sua constituição, por meio da Associação Universidade de Caxias do Sul, criada em 16 de agosto de 1966, que reunia as entidades mantenedoras das Faculdades de Ciências Econômicas, de Filosofia, Direito, além das Escolas de Enfermagem e Belas Artes. Em 15 de fevereiro de 1967, foi instalada a Universidade e empossado o seu primeiro reitor, Virvi Ramos.

Já é a Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul (BICE/UCS) foi criada em 04 de maio de 1970, a partir do acervo das bibliotecas do Instituto de Belas Artes, Departamento de Ciências Jurídicas, Departamento de Filosofia e Ciências Humanas, Escola de Enfermagem e Departamento de Economia.  Inicialmente, a BICE contava com um acervo de cerca de 23.500 volumes. Em 1993 instituiu-se o Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul (SIBI/UCS) através da instalação de bibliotecas setoriais nos Campi e Núcleos da Universidade. Atualmente, em função da área de abrangência da própria Universidade, o Sistema é composto por 12 bibliotecas, somando uma área construída d aproximadamente 9.100m2.

Durante este ano de 2017, diversas atividades marcarão as comemorações do cinquentenário da UCS , como o lançamento do Documentário e álbum “UCS 5O Anos”, atividades diversas com alunos, funcionários e professores.

Fonte: UCS

Texto adaptação: Pedro Rosano

Bibliotecárias da UCS tem artigo publicado em revista

16684033_794764797340291_6651528583045471071_n

As bibliotecárias Márcia Servi Gonçalves e Michele Marques Baptista representaram a Universidade de Caxias do Sul no 34º Painel de Biblioteconomia, que aconteceu nos dias 11 e 12 de novembro de 2016, na cidade de Criciúma-SC.

Neste mês, a revista ACB  publicou os Anais apresentados no Painel da última edição, dentre eles está o artigo apresentado pelas bibliotecárias da UCS, que tem como tema:  “Acessibilidade para colaboradores em bibliotecas universitárias: um estudo de caso no Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul – SIBUCS”.

Acesse o artigo através do link: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1188 .

 

UCS celebra 50 anos com missa nesta sexta-feira

unnamed.jpg

Conheça os treinamentos online do mês de fevereiro da EBSCO

unnamed.png

O mês de fevereiro chega com opções de treinamentos online da EBSCO. Os treinamentos são gratuitos e você poderá acessá-los pelo seu computador, tablet ou smartphone, basta ter uma internet banda larga e fones de ouvido.

unnamed (1).png

Após escolher o treinamento de sua preferência, clique em “Registrar-se” e complete o o formulário de inscrição, um email de confirmação com um link direto para o treinamento será enviado, que deverá ser acessado no dia e horário indicados.

O acesso aos links deve ser feito no dia agendado 20 minutos antes do horário previsto.