Biblioteca Central inaugura nova recepção

Na noite de ontem, quarta-feira (16), foi inaugurada a nova recepção da Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul. Durante as férias acadêmicas de inverno, todo o hall de entrada da Biblioteca foi reformado, com a substituição e aquisição de novas catracas e também, a colocação de novos balções de recepção e atendimento. As obras foram realizadas com o intuito de modernizar o layout da Biblioteca e principalmente, visando um maior conforto e praticidade do usuários. Confira abaixo as fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Participe do quiz que mede o conhecimento dos usuários da ferramenta Web of Science

unnamed (1).jpg

O Web of Science oferece acesso à mais confiável, integrada e multidisciplinar pesquisa, conectada por meio de métricas de citação de conteúdo vinculado de várias fontes em uma só interface. A plataforma conecta todo o processo de pesquisa e descoberta por meio de melhor conteúdo multidisciplinar,  tendências emergentes, conteúdo específico de áreas, conteúdo regional, dados de pesquisa e ferramentas de análise. Os dados do Web of Science são utilizados por 231 países / regiões, com uma média de mais de 800.000 pesquisas feitas diariamente.

A Clarivate Analytics está promovendo um Quiz para medir o conhecimento dos usuários da ferramenta Web of Science, e dependendo do seu desempenho no teste você poderá ganhar ingressos de cinema, gift cards e um jantar exclusivo para 2 pessoas. Ao todo, serão realizados três quizzes, dos dias 15 a 22 e 23 a 31 de agosto, e dos dias 01 a 08 de setembro.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link.

 

Terça-feira de ginástica para todos na Biblioteca Central

A Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul está desenvolvendo o projeto Biblioteca Cultural, que em parceria com a Associação LaQua, promove durante todas as terças-feiras do mês de agosto atividades de dança, ginástica e música. O intuito deste projeto é proporcionar um momento cultural, de lazer e também, tornar o ambiente ainda mais acolhedor. E nesta terça-feira, 15 de agosto, a atividade será de Ginástica para Todos, por isso, reforçamos o convite a toda comunidade acadêmica para participar, a partir das 19h, nas dependências da Biblioteca Central. Confira abaixo cronograma completo do projeto e participe você também!

unnamed

 

Site da USP com informações sobre indicadores e métricas de produção científica

f_7634.jpg

O uso de indicadores e métricas de produção científica tornou-se prática rotineira na avaliação da qualidade e desempenho de pesquisa. No esteio dessa demanda, a análise bibliométrica e cientométrica realizada por meio de indicadores tem se tornado cada vez mais popular, juntamente com ferramentas analíticas de produção científica como o InCitese o SciVal, além do VantagePoint.

Principais indicadores:

  • Indicadores e Métricas – São exemplos de indicadores de desempenho de pesquisa: fator de impacto, produtividade, índice h, meia-vida, etc.

Ferramentas analíticas:

  • InCites (Thomson Reuters) é uma plataforma online de avaliação de pesquisa personalizada e baseada em citações, que tem como fonte de dados a Base Web of Science. Permite realizar análises de produtividade e impacto científico, comparar resultados com outras instituições, aferir o desempenho de pesquisadores, pesquisas financiadas. Saiba mais sobre o InCites.
  • SciVal (Elsevier) possui um portfólio de ferramentas de análise de indicadores de produção científica, que tem como fonte de dados o Scopus e o Science Direct. Permite realizar análises bibliométricas da produção científica de uma determinada instituição, país, região, autor ou grupos de autores, ou ainda em revistas, desde que o material esteja indexado na base de dados Scopus. Saiba mais sobre o SciVal.
  • VantagePoint (Search Technology) é uma importante ferramenta de mineração e análise de dados, que permite realizar análises bibliométricas e estudos relacionados à produção científica de uma determinada área de conhecimento, instituição ou pesquisador, análise de coleções, verificação de erros e inconsistências em registros bibliográficos, bem como análises de tendências de pesquisa, desde que se tenha o arquivo de dados. Saiba mais sobre o VantagePoint.
  • Publish or Perish é um software de desktop gratuito que extrai dados do Google Scholar para ajudar os autores a analisar várias estatísticas sobre o impacto da pesquisa.
  • Google Scholar Metrics fornece uma maneira fácil para os autores avaliarem rapidamente a visibilidade e a influência de artigos recentes em publicações científicas.

Fonte: SIBIUSP

 

Vídeos que vão ajudar você a utilizar o catálogo da biblioteca

Para muitos usuários, principalmente aqueles que estão iniciando sua trajetória acadêmica, encontrar um livro na biblioteca é uma tarefa difícil. Em outra oportunidade explicamos como encontrar um livro, entretanto, antes de buscá-los nas prateleiras, faz-se necessário que façamos a pesquisa no catálogo do Pergamum, software que armazena todo o acervo das Bibliotecas UCS.

Com o intuito de facilitar ainda mais a busca, que o Pergamum produziu os vídeos abaixo, que contém tutoriais de como pesquisar, reservar obras, renovar empréstimos e etc. Acesse os links abaixo e confira:

 

Minha Biblioteca dispõe de novos recursos para pesquisa

O portal Minha Biblioteca é uma plataforma com milhares de títulos acadêmicos, que possibilita aos estudantes da UCS, acesso a mais de 6.500 títulos das principais editoras do país. Recentemente, a Minha Biblioteca conta com novos recursos para facilitar a pesquisa e a leitura das obras do seu acervo, confira:

newsletter_labs.jpg

Data de devolução do empréstimo especial de férias

Biblioteca Central sedia mostra “Arte e Expressão”

exposição UCS 3.pptx.png

A Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul está repleta de atividades culturais neste mês de agosto, nas terças-feiras, por exemplo, estão ocorrendo apresentações de dança, música e ginástica.

Para acrescentar ainda mais a este mês cultural, que está em exposição no saguão BICE, o trabalho da artista Florisa Maria da Rocha, cujo título é Arte e Expressão. O projeto reúne materiais como pedra, madeira e argila. Venha conferir!

Biblioteca Central promove Intervenção Cultural

As Bibliotecas UCS oferecem mais uma atividade de integração à comunidade acadêmica. Desta vez, o intuito é proporcionar um momento cultural, de lazer e também, tornar-se um ambiente ainda mais acolhedor, daí surgiu o projeto Biblioteca Cultural. Durante todas as terças-feiras de agosto acontecerão atividades relacionadas a cultura, como dança, ginástica e música. A ação foi desenvolvida em parceria com a Associação LaQua.

Confira abaixo o cronograma de atividades, todas elas acontecerão nas dependências da Biblioteca Central:

unnamed.png

Confirme presença: http://bit.ly/BibliotecaCultural

 

 

Este é o segredo para estudar algo chato com prazer

tomwang112.jpg

Estudar assuntos desinteressantes é uma obrigação que começa logo nos primeiros anos da formação escolar ou até mesmo acadêmica.  Isso se repete pelo resto da vida adulta, ainda que você se especialize na profissão que escolheu. Seja ao longo de uma pós-graduação, seja na preparação para um concurso público, por exemplo, sempre será necessário se debruçar sobre temas desvinculados dos seus interesses e aptidões para ter sucesso profissional.

Felizmente, é possível aprender a gostar de uma área do conhecimento que você sempre achou que detestava. O esforço vale a pena: ao expandir os seus temas de interesse, você ampliará os seus horizontes e poderá ir mais longe na carreira.

Esse foi o caso da professora norte-americana Barbara Oakley, autora do livro “Mindshift: Break through obstacles to learning and discover your hidden potential” (em tradução livre, “Mudança de mentalidade: Supere obstáculos para aprender e descobrir o seu potencial oculto), publicado em 2017 pela editora Tarcher-Perigee.

Com base em sua própria experiência pessoal e em diversos estudos sobre o assunto, a professora tem um método para aprender a desenvolver inesperadas paixões acadêmicas — ou, pelo menos, ser capaz de estudar algo desinteressante com algum prazer.

Ela propõe 4 passos, que você verá a seguir:

1. Busque um gatilho de motivação

Você morria de tédio na escola durante as aulas de geografia? Sofria para decorar fórmulas de química? Um motivo provável para todo esse sofrimento é que você considerava esses assuntos inúteis. Aí está o segredo para gostar (ou odiar) qualquer tema: o uso que você pode fazer dele na sua vida.

Para descobrir graça em um tema aparentemente desinteressante, o primeiro passo é tentar encontrar um motivo para aprendê-lo. Segundo Oakley, um dos melhores gatilhos de motivação é a busca por uma vida mais feliz e confortável.

Foi o que a fez voltar aos livros da sua tão detestada matemática, aos 26 anos de idade: a possibilidade de conseguir um emprego melhor no Exército, onde até então trabalhava numa função de pouco prestígio.

“Desejar uma mudança faz com que, mentalmente, você compare a sua situação atual (por exemplo, empregado como assistente administrativo) com o lugar em que poderia estar (como um funcionário público de alto gabarito certificado em contabilidade)”, explica ela. Ao serem encarados como chave para um horizonte melhor, até os livros mais tediosos podem parecer atraentes.

2. Drible a dor

Acredite se quiser: estudar aquilo de que você não gosta é literalmente doloroso.Pesquisadores da Universidade de Chicago perceberam que até pensar num assunto que você detesta ativa uma parte do cérebro envolvida com a experiência da dor.

A reação natural do corpo é a fuga. Ao começar a estudar aquele assunto, você ficará muito mais suscetível a distrações e provavelmente começará a adiar a tarefa. Das muitas técnicas para vencer a famosa procrastinação, a favorita de Oakley é a Pomodoro.

Funciona assim: desligue todas as possíveis distrações, como celulares ou computadores, e trabalhe por 25 minutos ininterruptos, contados no relógio. Passado esse tempo, levante e busque uma recompensa para si mesmo, como uma xícara de café ou uma boa música.

Com blocos de estudo altamente produtivos, você tem a chance de finalmente entender aquela matéria que sempre pareceu misteriosa para você. Ao ganhar essa familiaridade com o assunto, você pode descobrir alguma dose prazer ao se aprofundar nele.

3. Tenha paciência consigo mesmo

Certas disciplinas se tornam insuportáveis porque temos dificuldade em aprendê-las. Compreender que é perfeitamente normal não entender algo de primeira ajuda a melhorar a sua relação com o estudo.

Quando era criança, Oakley achava que a sua dificuldade para assimilar um novo conceito matemático era resultado de uma completa inaptidão para os números. Essa certeza a afastou cada vez mais do assunto.

Só depois, quando já estudava para se tornar engenheira, ela percebeu que não precisava compreender todos os conceitos de cálculo instantaneamente. Foi uma epifania: livre da ideia de que não tinha “jeito” para aquele assunto, ela persistiu pacientemente nos estudos e acabou descobrindo seu talento.

4. Quebre o estudo em pedaços

Ao estudar um assunto com o qual tem pouca afinidade, a maioria das pessoas tenta estudar tudo de uma vez, para fazer o tormento passar mais rápido. Não funciona. “Ninguém consegue cantar uma música depois de ouvi-la uma única vez”, diz Oakley.

Segundo a professora, a melhor forma de aprender algo difícil é quebrar o assunto em vários “pedaços”. Imagine-se diante de um exercício aparentemente impossível de química, por exemplo. O conselho de Oakley é tentar resolvê-lo sem olhar a resposta. Não conseguiu? Tente de novo amanhã, e novamente nos dias seguintes, até conseguir.

“Cada dia de estudo com foco, seguido por uma boa noite de sono, vai fortalecer novos padrões neurais”, explica ela. Esse trabalho de pavimentação de conhecimentos eventualmente fará você aprender. “E, quanto maior o seu domínio do assunto, mais você vai gostar do que está estudando”, conclui Oakley.

Fonte: Exame 

5 tipos de livros que aumentam sua inteligência

5-tipos-de-livros-que-aumentam-sua-inteligencia-noticias.jpg

A leitura é uma das maneiras mais eficazes de adquirir conhecimentos e melhorar o desenvolvimento pessoal, profissional e acadêmico. Na era da internet, milhões de livros e materiais de leitura estão disponíveis na rede, muitos de forma totalmente gratuita, o que facilita o acesso às obras e aos mais diferentes tipos de textos.

Para garantir um aprendizado mais completo por meio da leitura, a dica é aproveitar o tempo livre para devorar as páginas de livros de diferentes assuntos. Além de conhecer novos temas, você poderá experimentar linguagens e abordagens que nunca antes teve contato.

A seguir, confira 5 tipos de livros para aumentar sua inteligência e que não podem ficar de fora da sua coleção:

1. Livros de Ciência

Quando falamos em livros de ciência, não nos referimos apenas a materiais científicos, escritos com linguagem específica e repleta de termos técnicos, mas àqueles que ofereçam ensinamentos sobre o mundo em que vivemos. Isso inclui livros sobre a evolução da sociedade, que expliquem grandes eventos naturais, como o Big Bang, entre outros assuntos.
A vantagem desse tipo de leitura é que aprendemos como um fato deve ser investigado, para que as evidências sejam comprovadas com relevância. Esse tipo de conhecimento pode ser aplicado no seu dia a dia, seja no trabalho ou na universidade.

2. Livros de Filosofia

No passado, a ciência e a filosofia são ambas fruto do pensamento analítico. Se a ciência nos ensina como entender o mundo e seus acontecimentos, a filosofia ajuda a compreender o que se passa dentro de nós mesmos. Dentro da categoria de livros de filosofia podem estar diversos tipos de obras, que vão de religião a política, sempre analisando as necessidades, desejos e o comportamento humano.

3. Livros de Ficção

As obras de ficção são muito mais do que histórias inventadas. Os grandes livros de ficção ajudam o leitor a experimentar uma realidade completamente diferente da sua e criar experiências que aumentam seu nível de consciência sobre o mundo. Além disso, muitos delas contêm diversas informações reais sobre ciência, história, filosofia e outros temas. O escritor norte-americano Truman Capote, famoso pelas obras A Sangue Frio e Bonequinha de Luxo, costumava dizer que um bom romance pode valer mais que um estudo científico.

4. Livros de História

Os livros de história podem parecer massantes, mas narram os fatos mais interessantes e emblemáticos que já aconteceram com a humanidade. Quando lemos uma obra histórica, além de aprender sobre o passado, também fazemos conexões com o presente e conseguimos entender como a nossa sociedade se tornou o que é hoje. Com eles, percebemos que pensamentos e ideias são imortais.

5. Livros de Poesia

Ler livros de poesia pode ser um grande desafio para aqueles que não estão acostumados, por conta da escrita mais rebuscada e da enorme presença de figuras de linguagem. Mas são justamente essas duas características que toram os textos poéticos tão interessantes e importantes para o nosso aprendizado. Por meio dessas obras conseguimos desenvolver a admiração pelo poder da palavra, além de exercitar nossa mente para desvendar os mistérios e mensagens por trás das rimas e das metáforas.

Fonte: Universia Brasil

Escrever ‘todxs’ ou ‘amig@s’ atrapalha softwares de leitura

Dia-Mundial-do-Braile-1024x612.jpg

Pessoas com deficiência visual que utilizam softwares de leitura de tela podem ter dificuldade de compreender palavras como “todxs” ou “alun@s”. Programas como o NVDA e o Virtual Vision, que buscam traduzir para áudio o que está escrito no celular e no computador, não leem corretamente as palavras e emitem sons confusos ao tentarem decifrar o “x” e o “@”.

O uso destes códigos é um recurso utilizado principalmente em redes sociais para que haja neutralidade de gênero – em vez do emprego do masculino. Há pessoas que defendem a escrita de frases como “Todxs xs alunxs foram à aula”, em vez de “Todos os alunos foram à aula”. A jornalista Giselle se queixou em seu perfil do Twitter sobre essa forma de escrita. “Essa linguagem neutra, que muitos dizem ser inclusiva, é tudo, menos inclusiva. É extremamente cruel com a pessoa que tem deficiência visual”, afirma.

Ela descobriu, há pouco tempo, que tem doença celíaca. Sua visão fica comprometida em alguns dias. “Vivo entre dois mundos, o da deficiência visual e o de enxergar normalmente”, conta. Para conseguir usar celular, ela faz uso do Google Talk Back, aplicativo do sistema Android que lê telas. “Quando são textos com muitos ‘x’, fica muito complicado, não dá para entender nada, nem o contexto. Eu não entro mais em Facebook porque é um pesadelo para a pessoa com deficiência”, afirma. “Consigo entender frases curtas, quando o significado é óbvio. Mas quando são maiores, não dá.”

giselle.jpgMarina Yonashiro, estagiária de jornalismo na Fundação Dorina Norwill para Cegos, diz que o problema de compreensão também varia conforme a voz baixada no software de leitura de telas. “Quando a voz é mais humana, fica confuso. A versão mais robotizada tem maior espaço entre as sílabas, aí consigo entender”, conta. “Dá para regular a velocidade do áudio. Quando colocamos com ritmo menor, temos menos problemas. Mas quebra o ritmo da leitura.”

Linguagem exclui

Para ensinar os cegos a usar o computador no meio corporativo, em programas como Excel e Word, Francisco Carlos Alves Batista dá aulas na Adeva (Associação de Deficientes Visuais e Amigos). Ele tem deficiência visual e é usuário da Biblioteca Braille do Centro Cultural São Paulo (SP). “Esse tipo de linguagem realmente exclui os cegos. Nós não vamos entender. Mas temos que levar em conta que é um recurso que as pessoas utilizam e que eu, dentro da minha deficiência, não vou poder usufruir”, diz.

Ele explica que abreviações também oferecem dificuldade para os cegos, como “td” (tudo) ou “blz” (beleza). “O dicionário virtual dos leitores de tela não lê de forma fidedigna estes códigos”, afirma.

O professor esclarece que, a cada lançamento de sistema operacional, os recursos vêm inacessíveis e um desenvolvedor trabalha para tentar adaptá-lo aos cegos. “Quando fica bom, troca a versão. Espero que um dia a pessoa com deficiência visual possa comprar o computador na loja, ligar em casa e usar, sem essa espera. Mas as coisas são feitas para quem enxerga, porque o mundo é deles”, completa.

Fonte: G1

Conheça nossas sugestões de livros para ler nas férias

As férias acadêmicas de inverno já chegaram, mas as Bibliotecas UCS seguem de portas abertas. Então que tal retirar livros para aproveitar o ócio? Para ajudar, selecionamos algumas obras que prometem prender você desde a primeira página até o fim, confira! E ah, aproveite o empréstimo especial e excelentes férias!

 

UMA NOITE PARA SE ENTREGAR  (821.111(73)-31 D217n)

download (6).pngSpindle Cove é o destino de certos tipos de jovens-mulheres: bem-nascidas, delicadas, tímidas, que não se adaptaram ao casamento ou que se desencantaram com ele, ou então as que se encantaram demais com o homem errado. Susanna Finch, a linda e extremamente inteligente filha única do Conselheiro Real, Sir Lewis Finch, é a anfitriã da vila. Ela lidera as jovens que lá vivem, defendendo-as com unhas e dentes, pois tem o compromisso de transformá-las em grandes mulheres descobrindo e desenvolvendo seus talentos.

MITOLOGIA NÓRDICA (821.111-34 G141m) 

MitologiaNordica_G.jpgDepois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra. Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas. “Mitologia nórdica” é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.

HISTÓRIA DA SUA VIDA E OUTROS CONTOS ( 821.111(73)-34 C532h) 

HistoriaDaSuaVidaG.jpgPublicadas originalmente em volumes diversos, as narrativas de Ted Chiang estão pela primeira vez reunidas em uma coletânea. Entre as histórias dotadas de rigor científico, humanidade e lirismo estão “A torre da Babilônia”, na qual um minerador sobe a famosa torre com a missão de escavar a abóbada celeste; “Divisão por zero”, uma reflexão precisa e devastadora sobre o fim da esperança e do amor, e “História da sua vida”, na qual uma linguista aprende um idioma alienígena que modifica sua visão de mundo. Com uma prosa límpida e ideias às vezes desconcertantes, Chiang comprova seu inegável talento para a boa ficção científica: a capacidade de contar uma história humana, extremamente bem escrita, na qual a ciência funciona como expressão dos questionamentos mais profundos enfrentados pelos personagens. Um livro repleto de ideias originais e passagens inesquecíveis.

SONHOS PARTIDOS  (821.111(73)-312.4)

resenha-sonhos-partidos-mo-walsh.jpgBaton Rouge, capital do estado da Louisiana, nos Estados Unidos, é uma cidade conhecida por seus churrascos no jardim, tardes quentes de verão e muitos fãs de futebol americano. Mas no verão de 1989, quando Lindy Simpson, uma das garotas mais bonitas do bairro e estrela das pistas de corrida, é estuprada perto de casa, fica claro que os subúrbios bucólicos de Baton Rouge também têm um lado obscuro. Para uma vizinhança tão pequena, os suspeitos do crime são muitos. Entre eles o narrador da história, um adolescente obcecado por Lindy que mora na casa em frente à da garota. Combinando o encantamento da infância com a história de um crime violento, em uma prosa perturbadoramente bela, M. O. Walsh analisa os momentos do passado que afetam de forma mais profunda a vida adulta. Uma estreia excepcional que combina suspense com reflexões filosóficas sobre memória, humanidade e verdade.

A NONA VIDA DE LOUIS DRAX  (821.111-31 J54n) 

A Nona Vida Louis Drax.jpgLouis Drax não é um menino comum, embora seja inteligente e precoce, os colegas o consideram estranho, porque vários acontecimentos sombrios se passam ao seu redor. Prestes a completar 9 anos, em um piquenique com sua mãe e seu pai para comemorar seu aniversário, Louis cai de um penhasco e é dado como morto, porém volta milagrosamente à vida, mas entra em coma profundo. Sua única chance de recuperação é o Dr. Allan Pascal  que mergulha no mistério e passa a testar os limites entre a fantasia e a realidade.

 

O LADO FEIO DO AMOR ( 821.111(73)-31 H789L) 

download (7).pngQuando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades e o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo, apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Tate prometeu não se apaixonar, mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor.

 NOTÍCIAS O CORAÇÃO (821.134.3(81)-97 J94n) 

download (15).jpgJuliana foi escalada para a sua primeira grande investigação jornalística: a cobertura de um escândalo de desvio de impostos por uma empresa gigante do setor têxtil. Com muito cuidado, Juliana consegue chegar à Fernando Brandão, um homem de aproximadamente 40 anos, que herdou a indústria do pai falecido em um acidente automobilístico. Outros encontros aconteceriam. Este é o emocionante enredo de “Notícias do coração”, uma linda história de amor que nos ensina a prestarmos atenção à nossa volta, pois o sentimento verdadeiro pode estar bem pertinho de nós.

 

A MULHER SILENCIOSA (821.111(71)-31 H318m)  

download (16).jpg

Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa — para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, A mulher silenciosa é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.

Conheças as novas aquisições literárias das Bibliotecas UCS

As férias de inverno estão bem próximas e quem já chegou foram as novas aquisições literárias das Bibliotecas UCS. Confira abaixo algumas dessas obras e aproveite o empréstimo especial de férias!

Tudo o que Nunca Contei (821.111(73)-312.4 N576t  2017)

TudoOQueNuncaContei_G.jpgNa manhã de um dia de primavera de 1977, Lydia Lee não aparece para tomar café. Mais tarde, seu corpo é encontrado em um lago de uma cidade em que ela e sua família sino-americana nunca se adaptaram muito bem. Quem ou o que fez com que Lydia – uma estudante promissora de 16 anos, adorada pelos pais e que com frequência podia ser ouvida conversando alegremente ao telefone – fugisse de casa e se aventurasse em um bote tarde da noite, mesmo tendo pavor de água e sem saber nadar? À medida que a polícia tenta desvendar o caso do desaparecimento, os familiares de Lydia descobrem que mal a conheciam. Celeste Ng desenvolve um romance sobre as diversas formas com que pais, filhos e irmãos podem falhar em compreender uns aos outros e talvez até a si mesmos.

Comportamento Altamente Ilógico (821.111(73)-311.2 W552c)

download (11).jpgA vida às vezes simplesmente lhe entrega a limonada pronta, num copo geladinho com uma rodela de limão na borda. (Às vezes não.) Salomon não saiu de casa nos últimos três anos, o que está bom para ele. Lisa fará qualquer coisa para entrar na universidade – e isso inclui se tornar amiga e “curar” Solomon para conseguir uma bolsa de estudos de psicologia. E Clark, o namorado de Lisa, faria qualquer coisa por ela, porque é assim que o amor funciona. Os três se tornam amigos, mas segredos borbulham abaixo da diversão, e não falta muito para cada um perceber que há mais de um jeito de se esconder do mundo. E às vezes, somente um amigo pode trazê-lo de volta à luz.

A História Secreta de Twin Peaks (821.111(73)-312.4 F939h 2017)

download (12).jpg A obra, escrita numa narrativa inventiva e nada convencional, apresenta um dossiê compilado por um Arquivista desconhecido e enviado pelo FBI para a agente TP, com o intuito de descobrir a identidade por trás da montagem dessa documentação. Com recortes de jornal, trechos de diários, informações secretas e arquivos do FBI, o livro conta com informações valiosas para que o leitor possa ir fundo e saber mais do que ninguém sobre episódios e personagens da série. E, quem sabe, desvendar tudo o que está por trás dos misteriosos acontecimentos nessa icônica cidade do noroeste americano.

Nossa Música (821.111-31 A873n 2017)

4f1cf08a-c1b4-4800-a6a4-30cce76328dd.jpg

Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte.

Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Maus (821.111(73)-9 S755m)

download (5).pngMaus (‘rato’, em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos.  Nas tiras, os judeus são desenhados como ratos e os nazistas ganham feições de gatos; poloneses não-judeus são porcos e americanos, cachorros. Esse recurso, aliado à ausência de cor dos quadrinhos, reflete o espírito do livro: trata-se de um relato incisivo e perturbador, que evidencia a brutalidade da catástrofe do Holocausto. Spiegelman, porém, evita o sentimentalismo e interrompe algumas vezes a narrativa para dar espaço a dúvidas e inquietações. É implacável com o protagonista, seu próprio pai, retratado como valoroso e destemido, mas também como sovina, racista e mesquinho. De vários pontos de vista, uma obra sem equivalente no universo dos quadrinhos e um relato histórico de valor inestimável.

Segredo de Justiça ( 821.134.3(81)-94 P116s)

download (13).jpg

 

Os dramas humanos vividos todos os dias nos tribunais são o ponto de encontro perfeito entre a juíza e a escritora Andréa Pachá. Em crônicas que contam desde acirradas disputas por pensões até divórcios de partir o coração, a autora divide com o leitor as alegrias e tristezas da vida real, passadas como que em um filme diante da sua tribuna.

 

 

Rita Lee: uma autobiografia (929LEE L479r)

46360083.jpg“Do primeiro disco voador ao último porre, Rita é consistente. Corajosa. Sem culpa nenhuma. Tanto que, ao ler o livro, várias vezes temos a sensação de estar diante de uma bio não autorizada, tamanha a honestidade nas histórias. A infância e os primeiros passos na vida artística; sua prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias. Está tudo lá. E você pode ter certeza: essa é a obra mais pessoal que ela poderia entregar de presente para nós. Rita cuidou de tudo. Escreveu, escolheu as fotos e criou as legendas – e até decidiu a ordem das imagens -, fez a capa, pensou na contracapa, nas orelhas… Entregou o livro assim: prontinho. Sua essência está nessas páginas. E é exatamente desse modo que a Globo Livros coloca a autobiografia da nossa estrela maior no mercado.” Guilherme Samora é jornalista e estudioso do legado cultural de Rita Lee.

O Homem Que Amava os Cachorros (821.134.2(729.1)-31 P125h)

42155467.jpgA história é narrada, no ano de 2004, pelo personagem Iván, um aspirante a escritor que atua como veterinário em Havana e, a partir de um encontro enigmático com um homem que passeava com seus cães, retoma os últimos anos da vida do revolucionário russo Leon Trotski, seu assassinato e a história de seu algoz, o catalão Ramón Mercader. Esse ser obscuro, que Iván passa a denominar ‘o homem que amava os cachorros’, confia a ele histórias sobre Mercader, um amigo bastante próximo, de quem conhece detalhes íntimos. Diante das descobertas, o narrador reconstrói a trajetória de Liev Davidovitch Bronstein, mais conhecido como Trotski, teórico russo e comandante do Exército Vermelho durante a Revolução de Outubro. As duas trajetórias ganham sentido pleno quando Iván projeta sobre elas sua própria experiência na Cuba moderna, seu desenvolvimento intelectual e seu relacionamento com ‘o homem que amava os cachorros’.

Frida: A Biografia (929KAHLO K12)

22894662.jpg“Frida – uma biografia”, de Hayden Herrera, traz à tona a intimidade da vida da pintora que transformou sua própria história em arte. Todo mundo conhece Frida Kahlo, cuja imagem, de olhar complexo sob sobrancelhas espessas, cabelos negros e roupas coloridas, é quase tão difundida quanto a de Che Guevara. Todo mundo sabe que sofreu um gravíssimo acidente na juventude, que foi casada com o grande muralista Diego Rivera, e que foi amante de Leon Trotsky. Todo mundo sabe que tinha ideias radicais em política e hábitos modernos na vida, que pintava de modo radicalmente pessoal, e que teve uma existência tão tumultuada quanto o século XX em que viveu. O que poucos sabem é que tudo o que quase todo mundo sabe sobre Frida Kahlo está longe de resumir sua vida, ou de revelar a mulher por trás do ícone da arte latino-americana moderna.

Dois a Dois  (821.111(73)-31 S736db 2017)

17190640_483353618455143_1719689029323287521_n.jpgCom uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos. Em questão de meses, Russ perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções. Lançando-se nesse universo desconhecido, Russ embarca com London numa jornada ao mesmo tempo assustadora e gratificante, que testará suas habilidades e seu equilíbrio emocional além do que ele poderia ter imaginado. Em ‘Dois a dois’, Nicholas Sparks conta a história de um homem que precisa se redescobrir e buscar qualidades que nem desconfiava possuir para lutar pelo que é mais importante na vida: aqueles que amamos.

A Árvore dos Anjos (821.111-31 R573a 2017)

A Arvore dos Anjos.jpgTrinta anos se passaram desde que Greta deixou de morar no solar Marchmont, uma bela e majestosa residência na região rural do País de Gales. A convite de seu velho amigo David, ela decide retornar ao lugar para comemorar o Natal. Porém, devido a um acidente de carro, Greta não tem mais lembranças da época em que vivia na propriedade, assim como de boa parte de seu passado. Durante uma caminhada pela paisagem invernal de Marchmont, ela encontra uma sepultura no bosque, e a inscrição na lápide coberta de neve se torna a fagulha que a ajudará a recuperar a memória. Contudo, relembrar o passado também significa reviver segredos dolorosos e muito bem guardados, como o motivo para Greta ter fugido do solar, quem ela era antes do acidente e o que aconteceu com sua filha, Cheska, uma jovem de beleza angelical… mas que esconde um lado sombrio. Da aclamada autora da série As Sete Irmãs, A árvore dos anjos é uma história tocante sobre amores e perdas, sobre como nossas escolhas de vida podem tanto definir quem somos como permitir um novo começo.

 

 

Quem lê regularmente vive mais, diz estudo

read-2345775_1920.jpg

Encontrar uma válvula de escape que ajude a esquecer os problemas por, pelo menos, algum tempo é imprescindível para a saúde mental e física. Um estudo, publicado no periódico “Social Science and Medicine”, mostrou que aquelas pessoas que leem regularmente — uma média de três horas por semana — para relaxar têm uma maior expectativa de vida. Segundo a pesquisa, o resultado parece ter relação com a melhoria cognitiva conquistada durante a leitura.

De acordo com os cientistas, ler um livro envolve processos cognitivos que promovem a inteligência emocional, a empatia e a percepção social, características que favorecem a longevidade.

— Manter-se vivo mentalmente, com atividades como a leitura, oferece estímulos cognitivos. Essa pessoa estará muito mais protegida de doenças degenerativas, como Alzheimer do que quem não faz esse tipo de exercício — explica o psiquiatra Kalil Duailibi, da Associação Paulista de Medicina.

 

Preservar o cérebro funcionando e protegido não é a única vantagem de embarcar em um bom livro. A partir da leitura, ganha-se vocabulário e repertório emocional para enfrentar novos desafios na vida profissional ou nas relações.

Para a psicoterapeuta Aline Vilhena Lisboa, apesar da correria dos dias atuais, preservar esse hábito é fundamental do ponto de vista emocional.

— Ler proporciona essa entrada no mundo da imaginação, que facilita a fantasia e diminui aquela tensão diante do mundo real. Se estou com um problema, esqueço dele no momento da leitura. Além disso, ao entrar naquela história, tira-se um sentido dali para sua vida. Por outro lado, têm sido uma prática muito fragmentada: exige concentração e foco, coisas que não estão sendo priorizadas — observa ela.

A leitura tem ainda outra característica: “devorar” um livro possibilita conversar sobre ele com outras pessoas. Esse diálogo, com amigos ou em clubes de leitura, favorece a socialização e o bem-estar.

Fonte: EXTRA 

 

Fique por dentro do empréstimo especial de férias

claudia-velho-1560

Uma das melhores coisas das férias é o nosso maior tempo para leitura, principalmente àquelas obras que guardamos um ano inteiro para ler nos períodos de descanso acadêmico. Pois bem, pensando nisso, que o Sistema de Bibliotecas da UCS retorna com o Empréstimo Especial de Férias, confira abaixo como vai funcionar:

– Durante o período compreendido entre 10 e 29 de julho, todos os empréstimos e renovações de quaisquer tipos de materiais, terão sua data de devolução agendada para o dia 07 de agosto; o número de exemplares que podem ser retirados não terá alteração.

Qualquer dúvida, basta entrar em contato conosco pelas Redes Sociais ou pelo e-mail: bice@ucs.br.

Foto: Cláudia Velho

Mais de 400 ferramentas de gestão de pesquisa disponíveis para os pesquisadores

Em um esforço contínuo para traçar a mudança do panorama da comunicação acadêmica e científica, cientistas da Universidade de Utrecht, Holanda, realizaram um levantamento entre os pesquisadores [1] em 2015, tendo como foco o uso de ferramentas de gestão de pesquisa. Em 2016/2017, os autores da pesquisa continuaram suas análises e aprimoramentos: atualizaram o site, traduziram as informações para seis idiomas e disponibilizaram a lista completa de mais de 400 ferramentas/sites de gestão de pesquisa. 

A seguir, algumas das ferramentas/sites mais votadas pelos pesquisadores são apresentadas, de acordo com a fase do ciclo de pesquisa. Veja a seleção aqui ou consulte a Lista completa das ferramentas/sites de gestão de pesquisa:

PREPARAÇÃO: 

Preparation-phase.jpg

 

DESCOBERTA:

Discovery_double.png

 

ESCRITA

Writing_double.png

 

PUBLICAÇÃO

Outreach_double.png

 

AVALIAÇÃO: 

 Assessment_double.png

 

RESUMO 

Distintas ferramentas de gestão de pesquisa podem ser utilizadas em cada fase da pesquisa para buscar informações ou descobrir oportunidades, comunicar, identificar-se e estabelecer networking, colaborar, discutir, organizar, publicar, visualizar, divulgar, revisar, preservar e mensurar o impacto da produção de pesquisa de maneira eficaz. Constantemente, novas ferramentas estão sendo desenvolvidas pelos próprios pesquisadores, pequenas empresas ou grandes players, conforme refletido na lista atualizada. Ainda que a oferta seja grande, há demandas não atendidas.

As mudanças nesse panorama são impulsionadas pela tecnologia, pelas políticas e pela cultura mas, no final, só ocorrem porque os pesquisadores e outras partes interessadas decidem adaptar seus fluxos de trabalho ou recomendar mudanças a outros. Sendo assim, o panorama da comunicação científica e acadêmica é, em grande medida, modificada pelo uso de ferramentas de gestão das atividades e fluxos de pesquisa. Os resultados mais recentes acabam de ser publicados.

O acesso aberto chega com força também nas ferramentas de gestão da pesquisa, estabelecendo fluxos de atividades mais complexos e integrados.

Tools_Research_Open.jpg

Como tendência geral, destaca-se o uso de ferramentas de descoberta baseadas em redes sociais, em um ambiente científico direcionado por dados e por uma ciência coletiva. A escrita, cada vez mais será realizada e aprimorada a partir da colaboração online. A tendência de publicação de documentos e dados de pesquisa em acesso aberto veio para ficar. Com relação à divulgação, as redes sociais científicas serão cada vez mais utilizadas, enquanto se fortalece a avaliação e uso de métricas em nível dos artigos.

Em termos de expectativas, espera-se o aumento da importância de ferramentas de descoberta de dados de pesquisa, maior oferta de ferramentas de análise online, maior integração entre a publicação e as ferramentas de avaliação, com maior uso da máxima “publique antes, julgue depois”. Há também uma expectativa de aumento do uso das métricas alternativas e abertura dos processos de avaliação por pares pós-publicação.

Persistem algumas incertezas em relação ao suporte dado à busca de textos completos e à mineração de dados. Também é incerta a disposição geral dos cientistas de compartilharem suas pesquisas na fase das análises e em aceitar a colaboração online na redação. Outra questão que gera insegurança é o efeito dos status das publicações na pesquisa e os requerimentos das agências de fomento e financiadores. Com relação à avaliação, surge a pergunta: quem vai pagar pela avaliação por pares (peer review) e como isso pode afetar o processo de pesquisa como um todo?

As análises também revelaram oportunidades: a descoberta baseada em textos completos em acesso aberto, a análise apoiada em notas de laboratório abertas, uso de marcação semântica durante a escrita e citação, formatação da publicação do ponto de vista do leitor, uso de repositórios para a visibilidade institucional, utilização de identificadores de autor e de afiliação.

Desafios: busca semântica (conceitos e relações), reprodutibilidade das pesquisas, gestão da segurança e privacidade da escrita online, globalização do processos de publicação e acesso a padrões, fazer do processo de divulgação uma discussão de mão dupla, aprimorar a qualidade das ferramentas de avaliação.

Desenvolvimentos mais importantes em longo prazo: aprimoramento das bases de dados multidisciplinares baseadas em citações, análise direcionada por dados e pela colaboração, plataformas de escrita online, publicação em acesso aberto.  Com relação à divulgação, mais e melhores perfis (profiles) de pesquisadores devem ser desenvolvidos. Quanto à avaliação, aumenta cada vez mais a importância da relevância social da pesquisa, assim como as contribuições não publicadas.

Desenvolvimentos potencialmente mais revolucionários: descoberta baseada em busca semântica e recomendações sociais/contextuais, ciência aberta, integração das ferramentas de escrita online e a publicação, contornar o cenário imposto pelos publishers tradicionais, acesso público aos achados científicos, inclusive para configurar uma agenda de pesquisa, superar simples indicadores quantitativos.

workflow phases

== Notas ==

[1] O questionário foi traduzido para seis idiomas e respondido por 20.663 pessoas, entre 10 de maio de 2015 e 10 de fevereiro de 2016, e perguntou sobre o uso de ferramentas em 17 atividades de pesquisa e a posição em relação ao acesso aberto e ciência aberta. Do Brasil, foram 489 respondentes. Os dados demográficos completos da pesquisa também estão disponíveis.

== Referências ==

INNOVATIONS in Scholarly Communication survey – dashboard. Disponível em: <http://dashboard101innovations.silk.co/> Acesso em: 04 janeiro 2016.

KRAMER, B. ; BOSMAN, J. Innovations in scholarly communication – global survey on research tool usage F1000Research 5:692 – 2016. doi10.12688/f1000research.8414.1

DUDZIAK, E.A. Ferramentas de gestão de pesquisa disponíveis para os pesquisadores. 2015. Disponível em: <http://www.sibi.usp.br/noticias/ferramentas-gestao-pesquisa-gratuitas-disponiveis-pesquisadores/> Acesso em: 04 janeiro 2017.

Fonte: DUDZIAK, E.A. Mais de 400 ferramentas de gestão de pesquisa disponíveis para os pesquisadores – edição 2017. Disponível em: <https://www.sibi.usp.br/noticias/ferramentas-gestao-pesquisa-disponiveis-pesquisadores-2016/> Acesso em: 30 jun 2017

7 sites incríveis para quem é apaixonado por mapas

globo6.jpg

Além de envolver técnicas de documentação complexas, a cartografia também inclui a elaboração de mapas e alguns chamam a atenção pelos detalhes ou por ilustrar realidades que não seriam fáceis de identificar por outro ângulo. Se você é um admirador desses trabalhos e gosta de conferir mapas diferentes e criativos, confira os sites que separamos:

Amazing Maps
Mapas incríveis de várias regiões e com vários temas. Alguns deles usam o formato de gif para identificarmos, por exemplo, mudanças geográficas em algum país.

Big Think – Strange Maps
Os conceitos mais curiosos e bem-humorados de mapas estão aqui: descubra, por exemplo, o “verdadeiro mapa do Oriente Médio” ou em quantos Estados americanos Donald Trump venceria a eleição se apenas os homens pudessem votar no país.

Cartophile
Em português, o nome do site seria algo parecido com “cartófilo”, alguém viciado em mapas e cartografia — se você também for, este é o endereço certo para você.

Fuck Yeah Cartography!
Página da rede social Tumblr repleta de imagens e referências sobre mapas e cartografia.

International Cartographic Association
Todo mês, a Associação Cartográfica Internacional elege um projeto cartográfico para ser homenageado. Você pode conferir todos os vencedores — desde 2009 — na página “Map of the Month”.

Library of Congress: Collections with Maps
Acervo de mapas da biblioteca oficial do Congresso dos Estados Unidos.

Mapillary
Site colaborativo onde os usuários “mapeiam” suas ruas com vídeos feitos pelo celular.

Fonte: Galileu

Volta ao mundo em 144 livros – faça o download dos melhores

volta-ao-mundo-livros.jpg

Um usuário (Backforward24) do Reddit, ferramenta voltada para criação de conteúdo para web, teve uma ideia genial: misturar literatura com geografia, criando um mapa mundial com a obra literária mais representativa de cada país.

O mapa (que pode ser acessado clicando aqui) reúne o fragmento de 144 livros, frente aos 193 Estados reconhecidos pela ONU, e vem contando com a contribuição do público, que sugere títulos considerados mais aderentes à realidade do país em que vivem.

A Universia Brasil organizou a lista de obras e selecionou 33 delas que indicamos para download gratuito. Faça o download grátis dos livros e descubra um pouco mais sobre a cultura local de cada país por meio da literatura:

AMÉRICA

Brasil: Dom Casmurro, de Machado de Assis

Canadá: Anne of Green Gables, Lucy Maud Montgomery (livro em inglês)

México: Pedro Páramo, de Juan Rulfo (livro em português)

Estados Unidos: O Sol É Para Todos, de Harper Lee (livro em português)

Colômbia: Cem Anos de Solidão, de Gabriel García Márquez (livro em português)

Guiana Francesa: Papillon, de Henri Charrière (livro em português)

Peru: Lituma nos Andes, de Mario Vargas Llosa (livro em português)

Chile: A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende (livro em português)

Uruguai: Futebol ao Sol e à Sombra, de Eduardo Galeano (livro em português)

República Dominicana: A Fantástica Vida Breve de Oscar Wao, de Junot Díaz (livro em português)

EUROPA

Noruega: Fome, de Knut Hamsun (livro em inglês)

Bélgica: The Sorrows of Belgium, de Leonid Andreyev (livro em inglês)

Reino Unido: Grandes Esperanças, de Charles Dickens (livro em português)

Irlanda: Ulisses, de James Joyce (livro em português)

França: O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas (livro em português)

Espanha: Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes (livro em português)

Suíça: Heidi, de Johanna Spyri (livro em inglês)

Itália: A Divina Comédia, de Dante Alighieri: Inferno – Purgatório – Paraíso (livros em inglês)

Grécia: Ilíada, de Homero (livro em português)

Rússia: Guerra e Paz, de Liev Tolstoi (livro em português)

Belarus: Vozes de Tchernóbil: A História Oral do Desastre Nuclear, de Svetlana Alexievich (livro em português)

República Checa: As Aventuras do Bom Soldado Svejk, de Jaroslav Hašek (livro em português)

Portugal: Memorial do Convento, de José Saramago (livro em português)

Áustria: O Homem sem Qualidades, de Robert Musil (livro em português)

Macedônia: A Irmã de Freud, de Goce Smilevski (livro em português)

ÁFRICA

Argélia: O Estrangeiro, de Albert Camus (livro em português)

Nigéria: O Mundo se Despedaça, de Chinua Achebe (livro em português)

Somália: O Pomar das Almas Perdidas, de Nadifa Mohamed (livro em português)

Moçambique: Terra Sonâmbula, de Mia Couto (livro em português)

África do Sul: Desonra, de J. M. Coetzee (livro em português)

ÁSIA

Turquia: Meu Nome É Vermelho, de Orhan Pamuk (livro em português)

Afeganistão: O Caçador de Pipas, de Khaled Hosseini (livro em português)

Índia: O Deus das Pequenas Coisas, de Arundhati Roy (livro em português)

 

Fonte: Univérsia Brasil 

Programa Quinta Sinfônica traz o concerto “Tropicália”

claudia-velho_1156_0.jpg

A Universidade de Caxias do Sul apresenta mais uma edição da Quinta Sinfônica, que traz a público o concerto Tropicália, sob regência do maestro Manfredo Schmiedt e dos solistas convidados Cibele Tedesco, Tita Sachet, Mozer de Oliveira e Rafa Gubert. A apresentação ainda traz a narração do roteirista do concerto Nivaldo Pereira e participação especial do Coro da UCS, com a regência de Anita Campagnolo e técnica vocal de Ricardo Barpp.

Composições de grandes nomes da música brasileira como Cazuza, Chico Buarque, Gilberto Gil, Roberto Carlos, Vinícius de Moraes, entre outros, integrarão o repertório da Quinta Sinfônica, que chega para sua quarta edição nesta quinta-feira, 15 de junho, às 20h30min; os ingressos custam 10 reais para o público em geral e 5 reais para sênior e estudantes, e estão disponíveis na Loja UCS Store, na Galeria Universitária, e na Livraria do Maneco, no centro.

Concerto abre Congresso

A apresentação da Orquestra também marca a abertura do Congresso de Ciências da Comunicação da Região Sul, o INTERCOM SUL, que reunirá dos dias 15 a 17, mais de dois mil estudantes, professores, pesquisadores da área da Comunicação. Além disso, o concerto “Tropicália” completa 10 anos, coincidindo com os 50 anos da UCS e também os 50 anos do movimento Tropicália ou Tropicalismo.

Foto: Cláudia Velho