Produção do verso, errata e folha de aprovação em Trabalhos Acadêmicos

No último post sobre a elaboração de trabalhos acadêmicos, iniciamos a parte que trata sobre os elementos pré-textuais e hoje, damos prosseguimento a eles:

3.2.1.1.2 Verso

Contém a ficha catalográfica que constitui-se de um conjunto de informações bibliográficas descritas de forma ordenada, seguindo o Código de Catalogação Anglo Americano (CCAA) vigente e deve ser inserida no verso da folha de rosto. Cabe lembrar que a obrigatoriedade é somente para dissertações e teses. A elaboração da ficha catalográfica, Figura 9, pode ser realizada através do link:  https://www.ucs.br/site/ficha-catalografica/ficha/

Sem título

3.2.1.2 Errata

Elemento opcional que se apresenta em papel avulso ou encartado, sendo anexado à obra depois de impresso. Consiste em uma lista de erros tipográficos ou de outra natureza, com as devidas correções e indicações das folhas e linha em que aparecem, conforme demonstra o exemplo da Figura 10. Deve ser inserida logo após a folha de rosto. O título deve ser centralizado, negrito, maiúsculo e com fonte 12. Os elementos devem ser escritos na fonte 12, sem negrito.

Sem título.jpg

3.2.1.3 Folha de aprovação

A folha de aprovação, Figura 11, é um elemento obrigatório. Deve conter os mesmos elementos da folha de rosto, com o acréscimo da data de aprovação e a nominata dos membros da banca examinadora, com a respectiva titulação e instituição a qual está vinculado. Também deve constar espaço para a coleta de assinatura dos componentes da banca, após aprovação, conforme os critérios:

a) nome do autor: fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado, disposto na margem superior;

b) título do trabalho: fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado;

c) subtítulo: se houver, deve ser precedido de dois pontos, evidenciando a sua subordinação ao título (fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado);

d) natureza: fonte 12, espaçamento simples, sem negrito, alinhado do meio da página para a margem direita justificado, contendo as informações:
− tipo do trabalho (tese, dissertação, TCC, trabalho acadêmico de sala de aula);
− objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido, outros);
− nome da instituição a que é submetido;
− área de concentração;

e) expressão “Aprovado(a) em” seguida da data (dia, mês e ano): fonte 12, negrito, alinhado do meio da página para a margem direita, separado da natureza do trabalho por dois espaços simples;

f) expressão “Banca Examinadora”: fonte 12, negrito, abaixo da expressão “Aprovado(a) em”, rente à margem esquerda;

g) membros da banca: primeiramente deve constar o nome do orientador, posteriormente os demais membros da banca, com a respectiva credencial e titulação (Ex.: Prof. Dr.)

Na próxima postagem, trataremos sobre a Dedicatória, Agradecimentos e Epígrafe. O Guia de Elaboração de Trabalhos Acadêmicos completo, está disponível no site das Bibliotecas UCS.

Anúncios

Saiba como produzir folha de rosto e anverso de trabalhos acadêmicos

Dando continuidade aos nossos estudos de como elaborar trabalhos acadêmicos, hoje vamos falar dos elementos pré-textuais, que compreendem a parte que antecede o texto e têm informações que ajudam na identificação e utilização do trabalho. Devido a grande quantidade de elementos existentes, vamos dividi-los em partes:

3.2.1.1 Folha de rosto
Elemento obrigatório contendo os dados essenciais para a identificação do trabalho. Está dividido em anverso e verso, como segue.

3.2.1.1.1 Anverso
A folha de rosto, Figura 8, deve conter os mesmos elementos da capa, acrescidos de informações complementares necessárias à perfeita identificação do trabalho, na seguinte ordem:
a) nome do autor: fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado, disposto na margem superior;

b) título do trabalho: fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado, disposto no
centro da página;

c) subtítulo: se houver, deve ser precedido de dois pontos, evidenciando a sua subordinação ao título (fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado);
d) número de volumes: se houver mais de um, deve constar em cada capa a especificação do respectivo volume (fonte 12, palavra volume com a inicial maiúscula ou abreviado (Vol.), seguido do numeral arábico, logom após o título do trabalho);

e) natureza: fonte 12, espaçamento simples, sem negrito, alinhado do meio da página para a margem direita justificado, contendo as informações:
− tipo do trabalho (tese, dissertação, TCC, trabalho acadêmico de sala
de aula);
− objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido, outros);
− nome da instituição a que é submetido;
− área de concentração;

f) nome do orientador: precedido da palavra “Orientador”, seguido pela titulação abreviada e pelo nome do professor (fonte 12, espaçamento 27 simples, alinhado do meio da página para a margem direita, separado da natureza do trabalho por um espaço simples);

g) nome do coorientador: se houver, deve ser precedido da palavra “Coorientador” seguido pela titulação abreviada e pelo nome do professor (fonte 12, espaçamento simples, alinhado do meio da página para a margem direita, logo abaixo da identificação do orientador);

h) local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado: no caso de cidades homônimas recomenda-se o acréscimo da sigla da unidade da federação (fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado);

i) ano de entrega: fonte 12, maiúscula, negrito, centralizado, disposto na margem inferior.

Sem título.jpg

No próximo post vamos tratar sobre o verso, a errata e a folha de aprovação. Continue seguindo nossas redes sociais e mantenha-se bem informado. E o Guia de Trabalhos Acadêmicos completo está disponível no site das Bibliotecas UCS.

 

Bibliotecas UCS apresentam tutorial de como gerar Ficha Catalográfica

O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul conta com um novo vídeo em seu canal no Youtube. Ele consiste em um tutorial de como gerar fichas catalográficas, cujo conteúdo é direcionado aos alunos de pós-graduação.

A ficha catalográfica contém os dados necessários para identificação de uma obra, ela também informa o assunto da obra e é obrigatória nos trabalhos acadêmicos, recomendada pela ABNT e produzida com base no Código de Catalogação Anglo Americano (AACR2). Deve constar no verso da folha de rosto de Teses e Dissertações quando impressa, e após a página de rosto quando em formato digital.

Além disso, nosso canal conta com outros vídeos que certamente ajudarão a comunidade acadêmica. Se você ainda não está inscrito em nosso canal, fica o convite! E você gostou do vídeo, não esquece de deixar o seu like!

Como inserir ilustrações em trabalhos acadêmicos

Conforme a norma NBR 14724:2011, a estrutura de teses, dissertações, trabalhos de conclusão, entre outros, compreende os itens obrigatórios e opcionais conforme demonstrado na Figura 4.

Sem título.jpg

É importante que o trabalho mantenha exatamente a ordem apresentada na Figura 4 para sua encadernação. Nesse sentido, a Figura 5 ilustra a ordem de posicionamento de cada uma das folhas do trabalho. Sugere-se que o uso da ficha catalográfica (verso da folha de rosto) e do resumo na língua estrangeira sejam obrigatórios somente para dissertações e teses.

Sem título1

No próximo post, vamos tratar da parte externa do trabalhos acadêmicos e aprender sobre a correta produção da capa e da lombada. Continue seguindo nossas redes sociais e mantenha-se bem informado. E o Guia de Trabalhos Acadêmicos completo está disponível no site das Bibliotecas UCS.

 

Numeração Progressiva em trabalhos acadêmicos

A numeração progressiva das seções de um documento é apresentada pela norma ABNT NBR 6024:2012. A norma estabelece as seções/capítulos e subdivisões/subcapítulos do trabalho, de modo a expor com clareza a sequência e importância do tema e permitir a rápida localização de cada parte. São utilizados algarismos arábicos na numeração. Definições:

a) indicativo de seção: é o número que antecede o título de cada seção ou subseção do documento, separados por um espaço e seguido de seu título;

b) seção: parte em que se divide o texto de um documento. Alguns títulos não possuem indicativo numérico, sendo eles: errata, agradecimentos, lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências, glossário, apêndices e anexos. Os títulos sem indicativo numérico devem ser digitados centralizados, com letras maiúsculas e em negrito.

Os elementos que não possuem indicativo numérico e nem título são a folha de aprovação, a dedicatória e a epígrafe. Sugere-se que os mesmos sejam apresentados com a formatação de acordo com os modelos desse guia, descritos no capítulo 3, respectivamente nas Figuras 11, 12 e 14.

O Guia de Trabalhos Acadêmicos completo está disponível no site das Bibliotecas UCS.

Tire suas dúvidas sobre apresentação gráfica em trabalhos acadêmicos

pessoa-estudando-e-trabalhando-com-computador.jpgUma boa avaliação dos trabalhos acadêmicos que produzimos, passa por uma apresentação gráfica adequada. A seguir, baseado no Guia para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos, conheça as normas de apresentação gráfica:

 

 

PAPEL

– Os textos devem ser digitados na cor preta.
– Pode-se utilizar outras cores somente para as ilustrações.
– Se forem impressos, devem ser apresentados em folha branca ou reciclável, no formato A4 (21cm x 29,7cm).
– Os elementos pré-textuais devem iniciar no anverso das folhas, com exceção dos dados internacionais de catalogação na publicação (ficha catalográfica), que devem vir no verso da folha de rosto.
– Recomenda-se que os elementos textuais e pós-textuais sejam digitados no anverso e verso das folhas.

ALINHAMENTO

– Justificado, exceto as referências que são alinhadas à esquerda.

ESPAÇAMENTO

– Todo texto deve ser digitado com espaçamento 1,5 entre as linhas, excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, natureza (tipo do trabalho, objetivo, nome da instituição e área de concentração), que devem ser digitados em espaço simples.
– Sugere-se um recuo de 1,5 cm na primeira linha do parágrafo.
– As referências, no final do trabalho, devem ser separadas entre si por um espaço simples em branco.
– Recomenda-se espaçamento interno simples para tabelas e quadros.

MARGEM

– No anverso, as folhas devem apresentar margem superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm.
– No verso, devem apresentar margem superior e direita de 3 cm e inferior e esquerda de 2 cm.

FONTE

– Se Recomenda o uso da fonte tamanho 12 para todo o trabalho, inclusive capa e no interior de quadros e tabelas, excetuando-se citações com mais de três linhas, notas de rodapé, paginação, dados internacionais de catalogação na publicação, legendas e fontes das ilustrações e das tabelas, que devem ser digitadas em tamanho 10.
– O formato recomendado é Arial ou Times New Roman.

PAGINAÇÃO

– As folhas pré-textuais devem ser contadas, mas não numeradas. Para trabalhos digitados somente no anverso, todas as folhas, a partir da folha de rosto, devem ser contadas sequencialmente, considerando somente o anverso.
– A numeração deve aparecer a partir da primeira folha da parte textual (Introdução), em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha.
– Quando o trabalho for digitado em anverso e verso, a numeração das páginas deve ser colocada no anverso da folha, no canto superior direito; e no verso, no canto superior esquerdo. As páginas do apêndice e anexo devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento à do texto principal.

De acordo com o texto da ABNT (2005, p. 7), “[…] o projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho […]”, mediante isso, o que não consta no texto da norma cabe ao autor definir a melhor forma de uso.

O Guia de Trabalhos Acadêmicos completo está disponível no site das Bibliotecas UCS.

Saiba como funciona o empréstimo interbibliotecas

17991857_1426520597411409_3654980387013775981_n.jpg

Já deve ter acontecido de você precisar de um livro, que embora faça parte do acervo da UCS, se encontra localizado em uma Biblioteca de outro Campus. E agora, o que fazer? Bom, tem jeito! O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul possui um sistema chamado empréstimo interbibliotecas, que permite que o usuário tenha acesso físico aos materiais de outros Campi.

Através deste serviço, um material disponível em qualquer uma das bibliotecas é deslocado temporariamente para a biblioteca em que o usuário solicitante poderá retirá-lo através de empréstimo. Desta forma não é necessário o deslocamento até a biblioteca de origem para o empréstimo ou para a devolução do material solicitado.

Quais são as regras para o empréstimo? 

  • São permitidas duas solicitações de empréstimo interbibliotecas por usuário.
  • Este empréstimo só se efetiva se houver no mínimo um exemplar disponível no momento em que a solicitação for recebida na biblioteca de origem do material. Sendo exemplar único na biblioteca, este não deve ter sido emprestado para mais de 3 pessoas nos últimos 30 dias.
  • Não existe a opção de reserva para este serviço.
  • Após ser comunicado do atendimento da sua solicitação, o usuário tem o prazo de três dias para retirada do material. A não observância do prazo estabelecido impedirá o uso deste serviço por trinta dias, a contar da data do comunicado.
  • A obra solicitada através deste serviço será emprestada, pelo prazo estipulado para o referido material, sem a possibilidade de renovação.

Como solicitar o empréstimo? 

Para usufruir deste tipo de empréstimo basta acessar o Portal UCS Virtual, selecionar a opção Biblioteca e após Empréstimo Interbibliotecas e por fim, preencher os dados necessários para efetuá-lo.

 

Saiba o que significam as tarjas coloridas nos livros

Ao visitar as Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul, certamente você já se deparou com livros que possuem uma tarja colorida na lombada. Ela pode ser vermelha, verde ou azul, mas você sabe o que significa cada uma delas? Para isso, montamos uma breve, mas valiosa explicação abaixo, para facilitar o entendimento sobre elas:

TARJA VERMELHA: As obras que possuem uma tarja vermelha na lombada não podem ser emprestadas, ou seja, são livros de consulta local, podendo ser utilizados apenas dentro dos ambientes da biblioteca. Mas não são todos os livros que possuem um exemplar de consulta local, não é mesmo? Correto. Nas Bibliotecas Central e do Vale dos Vinhedos, é necessário que um título tenha a partir de 5 exemplares para que um contenha a tarja vermelha – nas demais Bibliotecas, a partir de três exemplares.

TARJA VERDE: Os livros de tarja verde são materiais adquiridos para os cursos de Pós-Graduação da UCS e estão localizados da Seção de Referência, na Biblioteca Central. Agora, uma pergunta: Existem livros de Pós-Graduação de consulta local? Sim, existem! Aliás, este é o único caso em que uma obra pode receber duas tarjas (verde e vermelha).   

TARJA AZUL: Os materiais que contêm tarja azul, são livros e periódicos doados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) . A UCS, através de um convênio, é depositária oficial no Brasil.

CONSULTA LOCAL1024X768

Conheça as novas aquisições literárias das Bibliotecas UCS

O mês de setembro chegou e com ele dois feriados que prolongarão nosso tempo de descanso. E uma ótima pedida para o ócio acadêmico é a leitura, por isso, reunimos a abaixo algumas das novas aquisições literárias das Bibliotecas UCS. Confira a seguir nossas sugestões e retira o seu! =)

EM ÁGUAS SOMBRIAS – Número de Chamada: 821.111-312.4 H394e

download (2).jpgAgora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo de seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos… Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

 

O CONTO DA AIA – Número de Chamada: 821.111(71)-34 A887c

download (3).jpgEscrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump.

 

 

VIVER EM PAZ PARA MORRER EM PAZ – Número de Chamada:  821.134.3(81)-4 C827v

].pngSe você não existisse, que falta faria? Para responder à essa pergunta, o filósofo e escritor Mario Sergio Cortella discute o que é importante nessa vida. Não é ser famoso e nem acumular coisas e propriedades, em uma obsessão consumista. Importante é ser importante para alguém, ou seja, fazer falta para alguém. Como? Neste livro, Cortella aponta alguns caminhos e nos faz pensar sobre as razões da existência.

 

 

DIÁRIO DE UMA ESCRAVA – Número de Chamada: 821.134.3(816.5)-312.4 F866d

download (1).pngLaura foi raptada e jogada no fundo de um buraco por um completo desconhecido. Ela vê sua vida mudar, e passa a descrever com detalhes íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é um homem casado e trabalhador, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Narrado em forma de diário, o livro acompanha os momentos mais cruciais da vida de Laura, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da sobrevivência. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, Diário de uma Escrava apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente mais comum do que se imagina, no Brasil e em todo o mundo.

 

PABLO ESCOBAR EM FLAGRANTE – Número de Chamada: 929ESCOBAR E74pa

c3cba9cc-cbb4-44ae-9904-b9ff9a5718ac.jpgQuando parecia que tudo já havia sido revelado, eis que surgem novos e surpreendentes fatos sobre Pablo Escobar. Com o sucesso do seu primeiro livro – Pablo Escobar, meu pai – Juan Pablo percorreu a Colômbia e outros países da América Latina fazendo lançamentos e palestras. Nessas suas andanças, descobriu muita coisa que não sabia. E alguns personagens que haviam se recusado a conversar com ele, resolveram falar. O resultado é um retrato ainda mais minucioso do maior traficante das américas. Entre as novidades, Juan Pablo conta onde e com quem o pai estava quando seus pistoleiros assassinaram o ministro da Justiça Rodrigo Bonilla. Também expõe as minúcias de sua relação com o grupo rebelde M-19 e com o Barry Seal, piloto da CIA e informante da DEA. Mas foram as alianças macabras com a corrupção internacional que deixaram o filho assustado. “Confesso que fiquei com medo de trazê-las a público”, afirma ele.

 

ANSIEDADE 3: CIÚME – Número de Chamada: 616.89-008.441 C982ab

download (4).jpgDurante muito tempo, acreditou-se que o ciúme era sinal de amor, mesmo quando este era doentio e tanto a pessoa acometida por esse sentimento como a que era alvo dele sofriam em demasia. Se uma relação não tivesse boas doses de ciúme era porque um dos parceiros não estava realmente envolvido. Mas a nossa sociedade mudou, e, com o tempo, percebemos que o ciúme não é o “tempero das relações”, mas sim um sinal de que algo está faltando dentro de nós, algo que nos complete e nos permita ser feliz sem a presença de outra pessoa. Em “Ansiedade 3: Ciúme”, o psiquiatra e escritor Augusto Cury traz à tona as várias facetas desse sentimento que divide opiniões e ressalta que, embora exista um ciúme sadio – caracterizado pelo desejo de estar próximo de quem se ama –, é tênue a linha que divide o amor ao próximo e a falta de amor-próprio. Na visão do autor, a pessoa que sente ciúme se abandonou, e por isso procura no outro aquilo que ela mesma não é capaz de se dar.

 

NA MINHA PELE – Número de Chamada: 821.134.3(81)-94 R175n

download (5).jpgMovido pelo desejo de viver num mundo em que a pluralidade cultural, racial, étnica e social seja vista como um valor positivo, e não uma ameaça, Lázaro Ramos divide com o leitor suas reflexões sobre temas como ações afirmativas, gênero, família, empoderamento, afetividade e discriminação. Ainda que não seja uma biografia, em Na minha pele Lázaro compartilha episódios íntimos de sua vida e também suas dúvidas, descobertas e conquistas. Ao rejeitar qualquer tipo de segregação ou radicalismos, Lázaro nos fala da importância do diálogo. Não se pode abraçar a diferença pela diferença, mas lutar pela sua aceitação num mundo ainda tão cheio de preconceitos. Um livro sincero e revelador, que propõe uma mudança de conduta e nos convoca a ser mais vigilantes e atentos ao outro.

 

 

 

Saiba como reservar um livro da biblioteca

catálogo print

Certamente já aconteceu ou acontecerá, de você precisar de um livro e ele estar emprestado. Embora, neste casos, não seja possível retirar o exemplar imediatamente, é possível efetuar a reserva da obra, assim sendo, quando ela retornar à Biblioteca, você poderá retirá-la. Mas como realizar este processo? De antemão, adiantamos que não é uma tarefa difícil, siga conosco e confira o passo a passo:

  • Primeiramente, para que seja possível realizar a reserva, todos os exemplares do livro necessitam estar emprestados.
  • Dada a condição colocada no item acima, você deve acessar o UCS Virtual, selecionar “Biblioteca” (no canto esquerdo da tela) e consulta ao catálogo, nele você pesquisará na área de busca o nome do exemplar.
  • Muito bem, você já digitou e encontrou o livro na catálogo, antes de reservar, certifique-se que todos os exemplares estão emprestados, para isso clique em “Exemplares” .
  • Agora que você já verificou que todos os exemplares estão emprestados, feche esta aba de “exemplares” e a seguir, clique na opção “reserva” – como você já está logado ao seu UCS Virtual, basta clicar em “confirmar.”
  • Caso você não esteja logado no seu UCS Virtual e acessando o catálogo nos computadores da Biblioteca, por exemplo, os passos são os mesmos, você apenas precisará colocar seu usuário e senha para finalizar a reserva.
  • Efetuada a reserva, você receberá um aviso no Portal UCS Virtual e por e-mail, informando quando o material estiver disponível – o prazo para retirada é de 24 horas, contadas a partir do momento da devolução.

Dúvidas? Basta entrar em contato conosco pelas redes sociais ou pelo e-mail, bice@ucs.br

 

 

Vídeos que vão ajudar você a utilizar o catálogo da biblioteca

Para muitos usuários, principalmente aqueles que estão iniciando sua trajetória acadêmica, encontrar um livro na biblioteca é uma tarefa difícil. Em outra oportunidade explicamos como encontrar um livro, entretanto, antes de buscá-los nas prateleiras, faz-se necessário que façamos a pesquisa no catálogo do Pergamum, software que armazena todo o acervo das Bibliotecas UCS.

Com o intuito de facilitar ainda mais a busca, que o Pergamum produziu os vídeos abaixo, que contém tutoriais de como pesquisar, reservar obras, renovar empréstimos e etc. Acesse os links abaixo e confira:

 

7 cursos online e gratuitos para dominar o Excel

Por Claudia Gasparini

São Paulo — Definido pelo CEO da Microsoft como o melhor produto da história da empresa, o Excel é uma das ferramentas mais presentes no dia a dia das empresas. Por isso, seu domínio parcial ou completo virou exigência para grande parte das carreiras corporativas.

O gerenciador de dados se tornou tão onipresente que conhecê-lo já nem é considerado diferencial em processos seletivos. Mas o que fazer se você ainda não aprendeu a usá-lo além das aplicações mais básicas? Ou se precisa aperfeiçoar o seu manejo de funções, tabelas e gráficos?

Felizmente, não faltam cursos online sobre o assunto — inclusive em português. Abaixo, fizemos uma seleção de 7 pacotes de aulas grátis que podem ajudar você a se tornar um mestre das planilhas. Confira:

1. Escola Virtual da Fundação Bradesco

O portal de educação oferece cursos para os níveis básico, intermediário e avançado tanto de Excel 2007 quanto de Excel 2010. O curso básico de Excel 2010 é o mais procurado de toda a plataforma, segundo a Fundação. Para acessar o material, é preciso fazer um cadastro no site. Ao fazer o login, desabilite seu bloqueador de pop-up e clique no menu “Catálogo” para ver a relação de cursos disponíveis. Os cursos de Excel estão dentro da pasta “Informática”. O site funciona melhor em Internet Explorer.

Link para as aulas

2. Unieducar

Há aulas de Excel 2013 para os níveis básico, intermediário e avançado. Na versão gratuita, cada módulo tem 4 horas de duração, com prazo de 30 dias para encerrar o curso a partir do seu início e certificado online. Há também pacotes pagos, com duração maior e outros benefícios, com carga horária de até 280 horas. O curso ensina a inserir e classificar dados em planilhas, usar referências absolutas em fórmulas e trabalhar com células.

Link para as aulas

3. Projeto Meu Brasil

Este é um curso de pequena duração para apresentar o Excel para iniciantes. Em 10 aulas, o professor ensina o básico sobre planilhas, cálculos, gráficos e funções. A oferta inclui sessões como “Formatação de células”, “Função SE”, “Trabalhando com várias planilhas” e “Fórmulas matemáticas”. No fim do curso, o aluno é submetido a um teste de múltipla escolha. Se obtiver uma nota maior ou igual a 7, a impressão do certificado de conclusão será liberada. É preciso fazer um cadastro no site para ter acesso aos vídeos.

Link para as aulas

4. Cursos iPED

A escola oferece um plano de aulas gratuito de Excel 2007, além de opções pagas. A versão sem custos não inclui certificado. Dividido em três capítulos, curso ensina o aluno a trabalhar com pastas, planilhas e células, formatar gráficos, proteger dados, fazer operações com datas e horas e inserir funções em uma fórmula.

Link para as aulas

5. Curso de Excel com Jhonny Lopes

O canal do professor de informática Jhonny Lopes é um dos mais acessados no YouTube quando o assunto é Excel. A página dele no site de vídeos, que também agrega cursos sobre outros programas do pacote Office, já conta com mais de 7 milhões de visualizações e 128 mil inscritos. Há diversas trilhas de aulas, tais como “Excel: passo a passo”, “Excel Intermediário”, “Função SE”, “Formatação no Excel” e “Excel VBA”.

Link para as aulas

6. Professor Claudio Damasceno

Neste outro canal do YouTube, há aulas da ferramenta para alunos de nível básico, intermediário e avançado. O professor também traz temas específicos da rotina aplicados ao mundo do Excel, tais como fluxo de caixa, controle de estoque e cadastro de clientes. Também há um vídeo especial com “7 erros imperdoáveis” de quem trabalha com o programa.

Link para as aulas

7. Videoaulas da Microsoft

Outro recurso para melhorar as suas habilidades no Excel é beber direto da fonte e consultar os tutoriais oficiais da Microsoft, empresa responsável pelo desenvolvimento do programa. Há materiais didáticos para Excel 2016, Excel 2013, Excel para Mac 2011 e Excel 2010. Alguns vídeos estão em português, outros estão em inglês. Há dicas sobre “preenchimento relâmpago” de dados, atalhos de teclado, função PROCV e matemática básica para Excel.

Link para as aulas

Fonte: Exame

Alguns hábitos podem atrapalhar seus estudos: veja 4 erros na hora de estudar

cansaço (review 2013).jpg

A revisão de todo o conteúdo da matéria pode ser um momento de nervosismo para muitos estudantes, tendo em vista a ansiedade e a expectativa em relação à prova. À medida que a data dos exames se aproxima, muitos alunos sentem que algumas matérias ainda precisam ser retomadas, para que o conteúdo seja fixado melhor. Entretanto, é preciso que o aluno saiba fazer a revisão da maneira correta, para evitar a sensação de que toda a matéria está se acumulando a sua frente.

Sabendo disso, separamos a seguir 4 atitudes que deve evitar na hora de estudar. Confira abaixo e melhore o seu desempenho para as provas:

1 – Anotar todo o conteúdo
Fazer anotações sobre a matéria é uma ótima estratégia de estudos. No entanto, não é recomendado escrever todo o conteúdo do livro, sem sintetizar o que for mais relevante. É importante saber resumir os assuntos principais, de uma maneira personalizada, para que você mantenha o seu foco naquilo que merece mais atenção para a prova. Isso também pode facilitar a sua organização.

2 – Abusar da “marca-texto”
Na hora de ler, muitos estudantes costumam abusar das canetas marca-texto, sublinhando frases e palavras em excesso. Contudo, isso não costuma ser eficiente, tendo em vista que o aluno precisa focar no conteúdo mais importante. Ao invés disso, você pode usar a técnica de uma maneira mais eficiente, como por exemplo, marcar aquelas palavras novas, cujo significado você ainda não sabe.

3 – Reescrever demais as anotações
Alguns alunos costumam achar que reescrevendo continuamente suas anotações irão absorver melhor o conteúdo. Contudo, simplesmente escrever de forma repetida o que está no caderno pode não ser tão efetivo assim, pois você só estará reproduzindo sempre a mesma coisa. Você pode buscar outra alternativa, como por exemplo compartilhar suas anotações com um colega e pedir as dele. Em seguida, tente explicar a ele o conteúdo que leu, pois isso pode facilitar a sua memorização.

4 – Apenas decorar os conteúdos
Alguns estudantes podem acreditar que memorizar fórmulas e definições já pode garantir um bom desempenho no vestibular. Entretanto, é importante certificar-se, primeiro, de que os assuntos memorizados podem ser colocados em prática. Para ter um bom desempenho na prova, é preciso ter compreendido o conteúdo de fato, sabendo aplicá-lo em qualquer situação.

Fonte: Universia Brasil

Veja a nova forma de acesso ao portal de periódicos da CAPES

O Sistema de Bibliotecas junto com a Gerência de Tecnologia e de Informação da UCS, tem uma novidade quanto ao acesso à pesquisa no Portal de Periódicos da Capes (http://www.periodicos.capes.gov.br)

Até o ano passado, o acesso às bases de dados dentro do Portal de Periódicos da Capes se dava por meio da configuração do proxy. Dessa forma, era necessária a configuração do proxy nos computadores pessoais, escolhendo um determinado navegador.

Hoje a UCS faz parte da CAFe – Comunidade Acadêmica Federada. Essa Comunidade reúne várias instituições de ensino e pesquisa brasileiras através da integração de suas bases de dados.

E qual o maior diferencial em fazer parte dessa Comunidade?

Por meio de uma conta única (login e senha do UCS Virtual) o usuário pode acessar, de qualquer lugar, os serviços de sua própria instituição e os oferecidos pelas outras participantes da federação, eliminando a necessidade de múltiplas senhas de acesso e processos de configuração de proxy.

Conheçam os benefícios:

  • não é preciso se cadastrar em sistemas diferentes nem gerenciar senhas distintas;
  • navegação mais constante, sem a necessidade de se autenticar a cada passo;
  • controle sobre a privacidade dos dados.

Conheçam mais sobre a CAFe

Para acesso, favor verificar o passo a passo.

Lembrando que as bases de dados da área do Direito, RT online e Plenum, continuam sendo acessadas através do proxy, para acesso fora da rede da UCS, pois estas bases não fazem parte do Portal de Periódicos da Capes.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco através do telefone (54) 3218-2173 ou pelo e-mail bice@ucs.br

 

Como encontrar um livro na biblioteca?

img-sistemas-bibliotecas.jpg

As bibliotecas da UCS contém milhares e milhares de exemplares. Principalmente para quem está iniciando a graduação, encontrar um livro em meio a tantos, parece ser uma tarefa quase impossível. Mas estamos aqui para mostrar que não é tão difícil assim e que seguindo os passos abaixo você verá que vai ficar mais fácil:

821.111-312.9 R884ha.png

1) Área do conhecimento

É indicada pelo código de classificação na CDU.

Os livros na UCS são organizados pela Classificação Decimal Universal (CDU) que utiliza numerais indo-arábicos e é baseada no sistema decimal. Cada número é interpretado como uma fração decimal com o ponto decimal inicial omitido, que determina a ordem de preenchimento. Em prol da facilidade de leitura, um identificador CDU é geralmente pontuado a cada três dígitos. Assim, depois de 61, “ciências médicas”, vêm as subdivisões de 611 a 619. Sob 611, “Anatomia”, Vêm suas subdivisões de 611.1 a 611.9 e sob 611.1 vêm todas as suas subdivisões antes de ocorrer 611.2, e assim por diante. Depois de 619 vem 620. Uma vantagem deste sistema é que ele é infinitamente expansível e quando novas subdivisões são introduzidas, elas não precisam alterar o ordenamento dos números.

As áreas do conhecimento que cada número de chamada contempla, também são dividas por áreas:

0. Generalidades, Ciência e conhecimento, Ciências da informação, Informática. Documentação e Biblioteconomia.

1. Filosofia e psicologia

2. Religião e Teologia.

3. Ciências sociais, Sociedade, Política, Economia, Comércio, Direito, Seguro, Educação, Folclore, Estatística.

4. Classe vaga, não atribuída. Provisoriamente não ocupada.

5. Matemática e ciências naturais, Ciências puras.

6. Ciências aplicadas, Medicina, Saúde, Tecnologia, Agricultura, Cozinha e culinária.

7. Belas artes, Arquitetura, Música, Design, Recreação, Turismo, Esportes e Jogos.

8. Linguagem, Língua, Linguística, Filologia e Literatura.

9. Geografia, Biografia e História.

Dentro destas áreas de conhecimento, temos outras dezenas de subdivisões.

2) Nome do autor

Definido pelo sistema Cutter. As letras (sempre maiúscula no início e minúscula no final) são facilmente explicáveis, mas os números centrais têm regras bem mais complexas.

R– inicial do sobrenome

844– código Cutter

ha– inicial do nome do livro

3) Outras informações

Revela o ano do lançamento do livro, sua edição e quantos exemplares dele há na biblioteca. Se a obra for dividida em volumes, isso também é indicado (“v. 1”, “v. 2” etc.).

1997– Ano de publicação

3 ED.– Terceira edição

EX. 5– Quinto exemplar

 

Já foi possível ter uma noção, não é?! Além disso, sempre que precisar de ajuda, nossa equipe estar à postos para atendê-lo.

Texto: Pedro Rosano

Foto: Cláudia Velho

Saiba como acessar os livros na BVU

A Biblioteca Virtual Universitária remodelou o seu menu “Ajuda”, propiciando aos usuários uma maior facilidade de navegação do site e acesso ao livros. Veja abaixo algumas destas mudanças:

itens-do-menu.png

 

livros-na-banca.png

 

como-navegar.png

 

ferramentas-do-menu.png

 

É possível acessar a BVU através do UCS Virtual (Biblioteca – E-books – BVU) ou pelo site da UCS (Pesquisa – E-books – BVU). Para baixar o Manual de Uso completo da BVU basta acessar o link: http://www.digitalpages.com.br/manuais/bv/manual_completo.pdf

Veja como funciona a edição e produção de um livro em 8 passos

Como-organizar-livros-casa.jpg

Quando você procura um livro você já o encontra na prateleira perfeitamente pronto com capa, páginas e conteúdo. Porém, até chegar às bibliotecas e livrarias, ou no ambiente online, ele passa por um longo e trabalhoso processo, que parte da ideia surgida dentro da mente do escritor até sua produção final.

 1) Tudo nasce com uma ideia e/ou inspiração. Cada escritor tem seu próprio tempo para amadurecê-la, mas o processo sempre envolve muita pesquisa, escrita autoanálise do material. Quando ele acha que o conteúdo já está pronto para ser lido por outras pessoas, envia-o como arquivo do programa digital para uma editora que publica livros naquela área.

2) O departamento editorial analisa o manuscrito, verifica se o conteúdo tem qualidade, se há interesse por esse assunto no mercado e se existem títulos concorrentes. Dentre as centenas de obras recebidas, são priorizadas aquelas de escritores conhecidos/populares. Geralmente, só 2% das 800 mil propostas entregues às editoras se tornam livros.

3) Aprovado o material, a editora propõe um contrato de uso dos direitos autorais ao escritor. Geralmente, ele estipula que a empresa detém apenas os direitos sobre a apresentação gráfica e a comercialização do livro, por um período médio de cinco anos. Se mais de 50% da obra envolver imagens, também existe um contrato para o fotógrafo ou ilustrador.

4) Só então começam as mudanças no teor da publicação para deixá-la mais atraente ao leitor: eliminar um personagem, ampliar uma subtrama etc. Essa preparação editorial é feita pelo editor, pelo produtor e pelo checador dedados técnicos. Enquanto isso, outra equipe discute os elementos visuais do produto: o tamanho da folha, o tipo de letra, a qualidade do papel.

5) Com a aprovação unânime da organização do livro pelas equipes de editoração, publicidade e arte, são feitas a diagramação e a revisão do texto. A primeira consiste em distribuir capítulos, imagens e tipografias em folhas encadernadas, a outra é a correção de erros ortográficos. A essa altura, designers, revisor e produtor editorial trabalham juntos.

6) Paralelamente às últimas etapas, é produzida a capa do livro. Ela é feita pelo capista, que pode ser um membro da equipe do projeto gráfico. Quando é um profissional renomado, tem autonomia em suas decisões, mas é comum ele trabalhar sob orientação do editor de texto para criar um visual que represente corretamente o tema da obra e o perfil da editora.

7) A obra pré-acabada passa por uma avaliação de teor e aparência, feita por um leitor crítico. Existe também a prova de impressão para examinar a qualidade estética do produto e corrigir possíveis erros. Tudo aprovado? Então o livro é convertido em um arquivo PDF (para não haver alterações) que é encaminhado à gráfica para tiragem em série.

8) Impresso, o livro é divulgado e negociado no distribuidor pelo agente literário. O preço da unidade é estipulado pela editora, mas 50% desse valor destina-se às livrarias revendedoras. A tiragem média, para um título novo, é de 8 mil exemplares. Deste total, metade é vendida ao leitor pelas grandes redes, a outra fica em estoque nos galpões do fabricante. A edição produção de um livro de 500 páginas leva de 30 a 60 dias. Da impressão na gráfica às lojas, mais 15 dias.

Fonte: Mundo Estranho

Texto e Adaptação: Pedro Rosano

O Sistema de Bibliotecas da UCS convida para o treinamento da base Up To Date

Como, a partir de um caso clínico, localizar informações relevantes no UpToDate· Principais funcionalidades do UpToDate· Formas de otimizar a busca de respostas para dúvidas clínicas· Cadastro de usuário e senha para (3).png

O treinamento é gratuito e destinado aos alunos, professores e funcionários. Será também válido como atividade de extensão, com emissão de certificado. A Biblioteca fará o treinamento da base UpToDate no dia 26 de abril, às 17h:30min, no Auditório Sala Forense – bloco M.

Para inscrição, clique aqui.

Acesso móvel ao UpToDate!

UpToDate para dispositivos Android™ UpToDateApp para iPhone® e iPad® UpToDate para telefones e tablets com Windows 8
Android iPhone Windows

Em abril a Universidade de Caxias do Sul passou a disponibilizar o acesso a Base de Dados UpToDate fora do campus universitário,  via acesso Anywhere, disponibilizado pela própria Up To Date para assinantes.

Toda a comunidade acadêmica pode agora responder a suas perguntas clínicas a qualquer hora, em qualquer lugar através dos seus computadores e também através de smartphones e tablets.

Para poder utilizar o aplicativo é necessário  a criação de uma conta individual. Para isso, siga os passos abaixo descritos:

Acesse a base UpToDate através da rede da UCS ou siga os passos a seguir para o acesso fora da universidade:

Na homepage UpToDate, clique no link Login no canto superior direito.

UpToDateMobile
Na próxima página, na caixa de sessão Register (New User), preencha os campos obrigatórios e crie um nome de usuário e senha.

Clique em Submit Registration para efetuar o login

UpToDateMobile2

Clique em Accept para poder acessar a Up To Date.

UpToDateMobile3

Baixe e instale o UpToDate Mobile App

Para baixar o Mobile App, siga estes passos:
1. Em seu smartphone ou tablet, procure “UpToDate” em sua loja de aplicativos e instale o aplicativo gratuito.
2. Abra a App UpToDate Móvel após a conclusão do download.
3. Efetue Login com seu nome de usuário UpToDate e senha. Você só precisa fazer isso uma vez – o aplicativo lembra o seu nome de usuário e senha.

Recursos UpToDate Mobile App incluem:

– O acesso ao conteúdo clínico UpToDate completo
– funcionalidade de pesquisa aprimorada(bookmarks, auto-complete, histórico de pesquisa e filtros)
– calculadoras clínicas otimizadas para uso móvel.

E caso você tenha alguma dúvida, entre em contato pelo email bice@ucs.br, Twitter@bibliotecaucs, Facebook/bibliotecaucs ou pelo telefone (54)3218.2173

Fonte: UpToDate

Acesso às Bases de dados da UCS de casa, rápido e sem complicação? Use o Foxy Proxy!

Você quer acessar as bases de dados da UCS na sua casa, mas não tem a mínima ideia do que é um proxy.

O que é um proxy?

Em uma rede o proxy é um computador que serve como intermediário para autenticar usuários e restringir o acesso à internet, entre outras funções.

Para ter acesso às bases de dados assinadas pela Universidade através da CAPES, basta fazer uma configuração no proxy do seu navegador.

O Sistema de Bibliotecas disponibiliza em seu canal no Youtube tutoriais em vídeo para você configurar seu navegador.

Mas com essa configuração o navegador fica com acesso restrito à página da UCS.

Para resolver esse problema vamos mostrar como instalar um complemento no Mozilla Firefox que facilita a configuração e o uso do proxy para acessar recursos da rede da UCS na sua casa.

FirefoxComplementosO que são Complementos do Mozilla Firefox?

Complementos são aplicativos que permitem a você personalizar o Firefox com estilos ou recursos extras.

O complemento que vamos instalar é o Foxy Proxy.

Esse complemento para o Mozilla Firefox funciona como um seletor, que liga ou desliga a conexão através do proxy com apenas dois cliques. Desta forma o navegador pode ser utilizado para acesso ao proxy da UCS e também à internet aberta.

Assista o vídeo abaixo e saiba como instalar:

E caso você tenha alguma dúvida, entre em contato pelo email bice@ucs.br, Twitter@bibliotecaucs, Facebook/bibliotecaucs ou pelo telefone (54)3218.2173

 ::DK::

Fontes: IOTecnologia, Wikipédia, Mozilla Corporation