Nove livros que ajudam a superar traumas e problemas de saúde

9-livros-que-ajudam-a-superar-problemas-de-sac3bade.jpg

Você já deve ter ouvido esta frase: “Nada com um bom livro.”. Em momentos de  ansiedade, tristeza e até de luto, é comprovado cientificamente que a leitura pode ser um bom remédio para superar as dificuldades. Quem defende esta teoria são as escritoras britânicas Ella Berthoud e Susan Elderkin, a dupla acaba de publicar no Brasil a obra Farmácia Literária (Verus), que reúne dicas de leitura para aproximadamente 200 males e traumas. Confira nove deles e se gostar de algum, é só anotar o número de chamada (ao lado do título) e retirar em uma de nossas bibliotecas;

Beber demais

Leia: O Iluminado, Stephen King  (821.111(73)-312.4 K54i)

O cronista e alcoólatra Jack Torrance vai trabalhar como zelador no Overlook Hotel, que fica fechado durante o inverno. Torrance leva junto a esposa e o filho de 5 anos, que perderam totalmente a confiança nele após um acesso de fúria motivado pela embriaguez. O ambiente inóspito é perfeito para o surgimento de fantasmas do passado – no sentido literal e figurado. Acompanhar a transformação de Jack fará você pensar duas vezes antes de abusar dos drinques.

Ser baixinho

Leia: O Hobbit, de J.R.R. Tolkien  (821.111-312.9 T649h) 

Seu tamanho sempre incomodou? É alvo de piadas e brincadeiras imaturas sobre a estatura? Pois siga o exemplo do hobbit Bilbo Bolseiro, uma criatura pequena com pés grandes e peludos que saiu do conforto de seu lar para viver uma das maiores aventuras da Terra Média junto com anões, elfos, humanos e até um dragão. A obra, que serve de prenúncio para a trilogia O Senhor dos Anéis, comprova que nem todo herói precisa ser gigante: os centímetros a menos são uma vantagem enorme diante de algumas enrascadas.

Fadiga da cidade

Leia: Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa  (821.134.3(81)-31 R788g)

Se o concreto, o trânsito e a correria estão destruindo seu ânimo, não há cura melhor do que mergulhar de cabeça na prosa intrincada do sertanejo Riobaldo. Ele narra histórias pelas quais passou em suas andanças pelo sertão mítico do Brasil. Há causos de amor e de ódio, de Deus e do Diabo, de jagunços contra capatazes… A peregrinação pelas veredas do mineiro Guimarães Rosa tornará o leitor mais sábio e pronto para enfrentar as dificuldades da vida e das metrópoles.

Sentir culpa

Leia: Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski  (821.161.1-31 D724c)

Nada do que você fez chegará aos pés de Rodion Raskolnikov. Desempregado, o personagem decide assassinar uma velha senhora avarenta que lhe alugava um quarto. Como se não bastasse, ele é flagrado pela irmã da vítima e, para encobrir o crime, a mata também. Fica pior: outro homem assume a culpa pelo massacre. O remorso faz Raskolnikov perambular sem rumo por São Petersburgo, na Rússia. Só o suporte da companheira Sonia aliviará o peso de suas costas e trará a possibilidade de uma futura redenção.

Uso de drogas

Leia: Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley  (821.111-31 H986a)

No futuro concebido por Huxley, bebês são fabricados em incubadoras e a população está em constante entorpecimento por uma droga chamada “soma”. Todo mundo é obrigado a consumir 2 gramas da substância por dia, descrita como o cristianismo sem lágrimas, que provoca um estado de graça perene. O cenário muda quando John, selvagem que se encontra à margem da civilização, começa a questionar os valores dessa sociedade extremamente viciada.

Ficar sem dinheiro

Leia: O Grande Gatsby, de Francis Scott Fitzgerald (821.111(73)-31 F553g) 

Ninguém se satisfaz com o montante que possui na conta. Parece que sempre falta um pouco para pagar as dívidas ou concretizar o projeto de anos. Esse é o impasse que persegue o baladeiro James Gatz. Ele fez fortuna por métodos, digamos, não ortodoxos. Seu desejo é reconquistar o coração da bela Daisy. Para atrair a atenção da dama, dá festanças e gasta rios de dinheiro com superficialidades. Com o tempo, ele percebe que há coisas que a bufunfa não compra – e, na contramão, pode até mesmo corroer.

Falta de sono

Leia: Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa  ( 821.134.3-1 P475La) 

Ella e Susan creem que esse volume tem a potência de um sonífero. Calma, elas não querem ofender o estilo do famoso poeta português. De acordo com sua experiência, esse romance sem enredo deixa qualquer um num estado pré-sono perfeito em períodos de insônia. Observe o ajudante de guarda-livros Bernardo Soares na sua vida incrivelmente monótona, mas cheia de sonhos. E não fique chateado se cochilar na leitura. Não há crise em continuar de onde parou outro dia…

Vício em internet

Leia: A cidade e as serras, de Eça de Queirós  (821.134.3-32 Q3c)

O brasileiro olha para o celular 75 vezes a cada 24 horas. Em meio à avalanche de notificações, é complicado largar o virtual para aproveitar o real. O remédio é conhecer Jacinto, que mora na Paris borbulhante do século 19 e é um admirador das tecnologias. Tudo se altera quando descobre que uma tempestade devastou a cidade portuguesa de seus antepassados. Ele volta para casa e ama a rotina do campo. Nada se compara ao cenário bucólico para amansar os corações high-tech.

Medo da morte

Leia: Cem anos de solidão, de Gabriel García Márquez  ( 821.134.2(861)-31 G216c) 

A consciência de que um dia não estaremos mais aqui é o que nos separa dos animais irracionais. Se essa noção gera ansiedade e atrapalha o cotidiano, uma boa medida é ler (e reler) o clássico de Gabriel García Márquez. A obra segue a história da família Buendía, que habita Macondo, “uma aldeia de vinte casas de barro e taquara”. Os acontecimentos se repetem em ciclo dentro de um século. Ao longo dos parágrafos, você vai se acostumar com a ideia de que a morte é natural e faz parte da trajetória de todos.

Fonte: Saúde 

Texto – Adaptação: Pedro Rosano

Por que fazemos o que fazemos e a busca por motivação

É fácil dizer que a vida adulta é difícil. Tentar torná-la mais agradável, buscar um equilíbrio saudável entre obrigação e satisfação, dever e prazer, esse é o ponto. O ponto em que dificilmente conseguimos chegar, porque nos apegamos às nossas desculpas. Temos contas a pagar, tarefas a cumprir, pessoas com quem nos relacionar, e administrar tudo isso é difícil, sim, porém necessário. Todos têm problemas, frustrações, sentimentos negativos, fases ruins. O que faz diferença é o modo como lidamos com todas essas questões. Afinal, por que fazemos o que fazemos? Esse é o título e o mote do livro recente de Mario Sergio Cortella, professor, filósofo e comunicador.

8195vftI5IL A obra gira em torno dos diferentes desafios e paradigmas encontrados sobretudo no mercado de trabalho, mas também fazendo reflexões sobre os relacionamentos, objetivos desejos. Cortella desenvolve o livro fazendo referência a Marx, Hegel, Durkheim, dentre outros filósofos, explorando diferentes pontos de vista, facilitando a indagação e o diálogo com o leitor. Além disso, o autor comenta a modificação da mentalidade de “carreira”, do encontro entre as novas e velhas gerações no mercado de trabalho e guia o leitor com vieses para tornar a vida menos monótona e mais agradável e interessante.

Sentiu vontade de ler? O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul conta com o exemplar desta obra. É só anotar o número de chamada (658.310.13 C827p 2016), vir até a biblioteca e retirar o seu!

Fonte: Homo Literatus 

Texto-Adaptação: Pedro Rosano

 

Livro infantil sobre mulheres que fizeram história chega ao Brasil

abre.jpg

Acaba de chegar ao Brasil a tradução de um livro que tem feito sucesso no exterior. Com título grande e importância maior ainda, a obra “Histórias de ninar para garotas rebeldes – 100 fábulas sobre mulheres extraordinárias” é uma verdadeira aula aos pequenos leitores.

Por meio de exemplos de mulheres reais, o livro ajuda a quebrar os estereótipos de gênero e ensina que as garotas podem sonhar e se tornar tudo o que quiserem. É uma leitura inspiradora e essencial durante a infância.

livrosjpg.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A cada página, a criança é apresentada a uma mulher diferente, que fez história e mudou o mundo à sua maneira. O texto é fluido, agradável e instigante – não dá vontade de parar. Para as menores, entre 5 e 6 anos, a leitura compartilhada com um adulto é o ideal. Depois dos 7, o leitor já tem condições de seguir sozinho.

cora_coralina.jpgO livro reúne cem personalidades de todo o mundo, de diversas áreas de atuação – das ciências às artes, passando pelos esportes e pela política. Os textos revelam a data de nascimento (e de morte, se elas já se foram) e trazem um pequeno resumo com as principais realizações de suas vidas. Cada história vem acompanhada de um belo retrato. As ilustrações foram feitas por 60 artistas de diferentes nacionalidades.

Fonte: Livros e Pessoas

 

Companhia das Letras publicará livros de Barack e Michelle Obama no Brasil

Barack-and-Michelle-Obama.jpg

O Grupo Companhia das Letras confirmou que irá publicar no Brasil os livros do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e sua mulher, Michelle. No fim de fevereiro, o casal assinou um acordo editorial de valor recorde com a Penguin Random House, que prevê um livro de cada um. De acordo com o jornal “Financial Times”, a editora ofereceu mais de US$ 60 milhões ao ex-presidente e à ex-primeira-dama dos Estados Unidos. A casa não confirmou os valores.

Se esse valor for confirmado, será um dos contratos mais lucrativos da história. O antecessor de Barack Obama na Casa Branca, George W. Bush, recebeu cerca de US$ 10 milhões por suas memórias, segundo vários veículos. Antes dele, o ex-presidente Bill Clinton levou US$ 15 milhões pela autobiografia “Minha vida”.

Os livros já tem lançamento previsto no Reino Unido, na Austrália, na Índia, na Irlanda, na Nova Zelândia e na África do Sul. Além dessas edições em inglês, as obras do casal também serão traduzidas para o espanhol, o português e o catalão -além do Brasil, Espanha, Chile, Argentina, México, Peru, Uruguai e Portugal já preveem a publicação.

O casal já publicou outros livros anteriormente. Barack Obama já lançou: “A origem dos meus sonhos” (“Dreams from my father”, 1995) e “A audácia da esperança” (“The audacity of hope”, 2006). Cada um vendeu mais de 3 milhões de exemplares apenas nos Estados Unidos.

Mesmo antes da publicação de seu próximo livro, o sucesso de suas primeiras duas obras já garantem a Obama o posto de personagem político americano com melhor desempenho eleitoral. Michelle Obama, por sua vez, publicou em 2012 “American grown”, um livro sobre jardinagem e alimentação.

Fonte: Diário de Pernambuco

Grandes mulheres na literatura

autoras (1).jpeg

A cada ano, as mulheres vem conquistando ainda mais espaço no meio literário. Apesar de ainda serem a minoria entre os escritores, livros escritos por mulheres são mais lidos do que obras escritas por homens, cada vez mais consolidando o destaque e a importante influência feminina no mundo da literatura. Hoje, no dia Internacional da Mulher, trouxemos algumas célebres autoras da história, evidente nem todas estão contempladas abaixo, porém sintam-se todas as mulheres homenageadas nesta data, que reforça a igualdade necessária em todos os meios e sobretudo o respeito, com quem quer que seja.

agatha-christie-zupi.jpg

Agatha Christie – Ainda que seus pais tenham feito de tudo para que ela seguisse carreira de cantora lírica ou pianista, Agatha Christie preferia os contos. Seus mais de 90 livros publicados, e traduzidos em todo o mundo, fizeram dela a Rainha do Crime e maior escritora de romances policiais de todos os tempos. Além dos consagrados contos e romances de mistério, Agatha ainda publicou seis romances românticos sob o pseudônimo de Mary Westmacott.

 

clarice-lispector-zupi.jpg

Clarice Lispector – Nascida na Ucrânia, mas assumidamente brasileira, Clarice Lispector inaugurou a prosa introspectiva no Brasil. Seus textos são narrados de forma intimista e as impressões e sentimentos dos personagens assumem o primeiro plano. A ausência de linearidade em sua narrativa é justificada pelo predomínio do tempo psicológico.

NoraRoberts.jpg

 

Nora Roberts – Foi a primeira mulher a figurar na Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos. Escreveu mais de 200 best-sellers e, em 2004, mais de 120 obras de sua autoria figuravam na lista de mais vendidos do New York Times. De escrita insaciável, produziu diversos livros, alguns sob autoria de pseudônimos, que foram traduzidos e editados em todo o mundo.

 

 

 

 

 

virginia-woolf-zupi.jpg

Virgínia Woolf – Escritora britânica conhecida como a “Proust Inglesa”, Virgínia escreveu alguns romances e ensaios pioneiros sobre literatura. Considerada ícone do modernismo, a escritora britânica inovou ao expor em sua narrativa o fluxo de consciência de seus personagens.

 

Cecília-Meireles-zupi.jpg

 

Cecília Meireles – Professora primária, poeta e uma das primeiras vozes femininas de grande expressão na literatura brasileira. Cecília ganhou vários prêmios por seus livros. Fortemente influenciados pelo simbolismo, seus poemas são marcados pela musicalidade e impressões sensoriais. Sua poesia intimista também revela desencantos e traz reflexões acerca de temas que retratam a vida, o amor e o tempo.

 

jkrowling.png

J. K. Rowling – Famosa autora britânica que deu vida ao bruxinho Harry Potter. Teve uma vida conturbada até conquistar o sucesso e vender mais de 400 milhões de cópias com suas 10 obras referentes ao personagem. No início da carreira, Rowling se dedicou à literatura infanto-juvenil, o que lhe rendeu o Prêmio Hans Christian Andersen de literatura, em 2010. Em suas obras, Rowling é conhecida pela criação de cenários fantásticos, personagens inusitados que exploram a magia e as relações de amizade.

 

Rachel_de_Queiroz-zupi.jpg

Rachel de Queiroz – Escritora brasileira e primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras (1977), onde vinte anos antes recebia o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra. Em suas narrativas, Rachel trata de temas sociais e expõe, de forma dramática, a realidade e as lutas do povo nordestino contra a miséria e a seca.

Carolina-Maria-de-Jesus-zupi.jpg

Carolina Maria de Jesus – foi uma mulher negra e brasileira que teve um de seus livros traduzido para 13 idiomas. Sua obra mais conhecida é “O quarto de despejo”, um livro que é um diário que conta o cotidiano e as reflexões dela como mulher pobre e negra vivendo nos anos 50 numa cidade grande. Outras obras: “Pedaços da Fome” e “Casa de Alvenaria”.

 

Fonte: Zupi.com

Texto – Adaptação: Pedro Rosano

 

Autora que leu 365 livros em um ano, dá dicas para ler mais

7d126d48dfcef4f9486bef305e278ea0.jpg

A americana Nina Sankovitch, após a morte de sua irmã mais velha, decidiu homenageá-la lendo um livro por dia, todos os dias, durante um ano. Para compartilhar seu feito com outros leitores, ela publicava resenhas diariamente num blog, ao final do desafio, narrou sua experiência em O ano da leitura mágica. Além de detalhes dessa aventura, ela também deu algumas dicas para você, mais e mais:

1) Tenha sempre um livro ao seu alcance

Para um leitor prevenido, qualquer momento de espera pode se transformar num momento de leitura. Os entusiastas do livro digital podem usar um tablet ou até mesmo um celular. Bons aplicativos de leitura, como o Kindle e o Kobo, atualizam as marcações de página em cada dispositivo e permitem que a leitura continue sem interrupções. Quem prefere os livros de papel pode reservar um espaço na bolsa ou mochila. Somando as páginas lidas nesses minutos ociosos, é possível ler livros inteiros.

 2) Aceite um desafio

Há algo em comum entre a leitura e o esporte. Um bom atleta é movido a metas, criadas para manter uma busca constante pela melhor performance possível, o mesmo deveria valer para os leitores. Depois que o hábito da leitura se estabelece, a tentação de permanecer na zona de conforto é grande, desafiar-se é uma maneira de manter a forma. Nem todos são capazes de ler um livro por dia, então, ler um livro por semana, porém, é um bom começo.

3) Marque um compromisso

Ler por obrigação pode ser divertido – desde que a obrigação parta do próprio leitor. Para vencer as distrações do cotidiano e a tentação de deixar os livros para depois, reserve algum tempo todos os dias para a leitura. Alguns preferem ler na cama antes de dormir. Outros se sentem mais dispostos pela manhã, antes de ir para o trabalho, o importante é respeitar o tempo dedicado à leitura e, se possível, tentar estendê-lo. Aos poucos, ler se tornará um prazer cotidiano e o leitor se sentirá ansioso para encontrar-se novamente com os livros, como quem espera por um encontro ou um bom jantar.

4) Elimine as distrações

Durante seu desafio de um ano, Nina deixou de usar as redes sociais e de assistir à televisão. Também passou a ler menos notícias, para concentrar-se nos livros. O prazer proporcionado pela leitura, segundo ela, superou qualquer perda causada por essas mudanças de hábito. “Ler um livro por dia não me impediu de ter uma vida”, diz Nina. “Pelo contrário. Minha vida tornou-se melhor, mais rica e satisfatória.

5) Varie para não enjoar 

Um erro comum de quem embarca numa maratona de leitura é tentar ler vários livros do mesmo autor ou do mesmo gênero, sem intervalos. O esforço provoca cansaço mental e leva, invariavelmente, à desistência, isso vale principalmente para os clássicos da literatura. Alguns livros levam tempo para ser digeridos, uma forma de descansar sem abandonar a leitura é intercalar obras literárias difíceis com livros mais leves, desses que podemos encontrar em qualquer supermercado. A lista de 365 livros lidos por Nina em um ano inclui clássicos da literatura universal, como Tolstói, mas também biografias de atletas, best-sellers e romances de ficção científica. “Ler livros de gêneros diferentes ajuda a manter a sanidade e amplia nossa visão de mundo”, afirma Nina.

6) Compartilhe suas experiências 

Por mais fascinantes que sejam os livros, às vezes nos esquecemos deles. Felizmente, não estamos sozinhos. A leitura é um hábito solitário, mas também pode ser vista como um passatempo coletivo. Leitores atraem outros leitores, e compartilhar nossas descobertas literárias com amigos é sempre um prazer. Conversar sobre livros é uma forma de reacender, em nós e em nossos interlocutores, a paixão pelos livros – e a disciplina para nos dedicarmos a mais um dia de leituras.

Fonte: Revista Época

 

5 razões para você (re)ler 1984

1984_orwell.jpg

Desde o início de ano, as vendas do livros 1984, obra imortal de  George Orwell lançada em 1949, aumentaram consideravelmente em relação aos últimos anos. Na Amazon, por exemplo, o download da obra cresceu 10.000%. Um dos grandes romances a abordar o totalitarismo, a obra já era consagrada e agora reacende outras reflexões sobre o mundo contemporâneo com paralelos que não podem ser deixados de lado. Abaixo, 5 razões para você ler esta obra:

1 – Controle total do estado: Sempre lembrado, o livro apresenta um governo com total controle dos seus “cidadãos” através da vigilância e das teletelas. Em paralelo aos nossos dias o poder é cada vez mais capaz de espionar todo mundo, e o escândalo de Edward Snowden foi um grande exemplo da capacidade de vigilância do estado. A teletela de Orwell transformou-se nos notebooks e smartphones de hoje;
2 – Dois minutos de ódio: Outro momento impactante da narrativa é esta obrigação para com o regime do partido em que há toda uma catarse explodida por xingamentos e agressões, algo muito parecido com o que hoje vemos nos rodapés de portais e redes sociais em comentários que destroem anos de civilização e expõe uma sociedade cada vez mais racista e intolerante. Do mesmo modo, vídeos compartilhados expõe certo grau de loucura e ódio como a moça la da bandeira comunista do Japão;
3 – Duplipensamento: Está diretamente relacionado ao item anterior e versa sobre a capacidade dos indivíduos em acreditarem em duas ideias completamente contraditórias. Este, aliás, é um elemento do livro que tem passado despercebido, contudo, uma breve observada nas publicações das pessoas, qualquer pessoa com maior capacidade de afastamento, perceberá as contradições. Um exemplo contemporâneo que ilustra bem isso são cristãos que destilam ódio e preconceito, além de geralmente se porem contra políticas humanistas. Isso só existe no duplipensamento, ou se é uma, ou outra coisa;
4 – Pensamento-crime: A anulação total de todas as individualidades é uma das coisas mais impactantes da obra, pois o sujeito até mesmo de pensar ideologicamente tinha medo já que a Policia de Ideias era capaz de farejar longe qualquer inortodoxia. Não estamos longe disto, e mesmo àqueles no campo progressista possuem grande dificuldade de lidar com o contraditório, criando com isso grandes dificuldades a quem se levanta contra ideologias, sejam dominantes sejam minoritárias;
 
5 – Guerra é Paz: Talvez um conceito velho, mas que ainda não o superamos. Cada vez mais o mundo cria inimigos como forma de fortalecer seus poderes e ampliar o totalitarismo fascista que nos ameaça. Sejam Mexicanos, refugiados, público LGBT, minorias, judeus, enfim, se alastra pelo mundo pessoas que cada vez mais propagam a guerra infinita contra inimigos escolhidos, sendo que observamos atônitos e quase indefesos aos acontecimentos que 1984 busca nos alertar.
Texto – Adaptação: Pedro Rosano

12 escritoras para ler em 2017

12-escritoras-mulheres-800x445-768x427.png

As mulheres são maioria entre os leitores, mas no mercado editorial a realidade se inverte porém, há alguns anos vem surgindo movimentos para que cada vez mais mulheres se interessem e tenham visibilidade e oportunidades no mercado.

Mesmo em menor número, são inúmeras as obras e autoras que fizeram e fazem sucesso, abaixo apresentamos 12 obras escritas por autoras, para você ler neste ano e claro, não parar nunca:

Outlander: A viajante do tempo, de Diana Gabaldon 

Classificação: 821.111(73)-3 G112v 2014

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.

Diana Gabaldon cresceu no Arizona, Estados Unidos, e é de ascendência mexicano-americana e inglesa. Tem formação em Zoologia, Biologia Marinha e Ecologia. A série Outlander transformou-se em um enorme sucesso mundial e foi adaptada para a TV em 2014.

A vida que ninguém vê, de Eliane Brum

Classificação: 821.134.3(816.5)-94 B893v

Uma repórter em busca dos acontecimentos que não viram notícia e das pessoas que não são celebridades. Uma cronista à procura do extraordinário contido em cada vida anônima. Uma escritora que mergulha no cotidiano para provar que não existem vidas comuns. O mendigo que jamais pediu coisa alguma. Essas são algumas das fascinantes histórias da vida real e que fizeram sucesso no final dos anos 90, quando as crônicas-reportagens eram publicadas na edição de sábado do jornal Zero Hora. Reunidas agora em livro, formam uma obra que emociona pela sensibilidade da prosa da jornalista Eliane Brum.

Vintém de cobre: Meias confissões de Aninha, de Cora Coralina

Classificação: 821.134.3(81)-1 C787v

No tempo do mil réis, o vintém de cobre era a moeda mais desvaliosa, aquela que mal comprava um doce. Cora Coralina batizou com o nome da velha moeda as suas quase memórias, ou meias-confissões, como ela prefere, redigidas em versos.

Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie

Classificação:  821.111(73)-31 A235a

Nascida no dia 15 de setembro de 1977 na Nigéria, Chimamanda Ngozi Adichie publicou seu primeiro romance, Hibisco roxo, em 2003. O segundo, Meio sol amarelo, ganhou o importante Orange Prize em 2007. A autora é voz importante na luta pelo direito das mulheres, tendo escrito, inclusive, as obras Sejamos todos feministas e Americanah – uma história de amor implacável que trata de questões de raça, de gênero e de identidade. Bem-humorado, sagaz e sensível, esta obra é, além de um romance arrebatador, um épico contemporâneo.

Fim, de Fernanda Torres

O romance de estreia de Fernanda Torres traz um grupo de amigos cariocas às voltas com a morte e as próprias frustrações. Com uma narrativa leve e a partir de diferentes pespectivas, Fernanda conta e reconta os fatos, deixando a história ainda mais rica e envolvente. Com Fim, seu primeiro romance, a atriz consolida sua transição para o universo das letras e mostra que, nesse âmbito, é uma artista tão completa quanto no palco ou diante das câmeras.

A face oculta de Eva: As mulheres do mundo árabe, de Nawal El Saadawi

Classificação: 396(5-15) S111f

Este livro apresenta, por meio de depoimentos e entrevistas, a verdadeira mulher que vive no mundo árabe, diferente daquelas que o Ocidente conhece, ora apresentadas como dançarinas do ventre, ora recobertas da cabeça aos pés com um pesado véu. A obra mostra a face das camponesas e das trabalhadoras urbanas, de estudantes e de professoras, de profissionais liberais e de doutoras – das mulheres que pensam e das mulheres que falam o que pensam.

Uma vida pequena, de Hanya Yanagihara

Quando quatro amigos de uma pequena faculdade de Massachusetts se mudam para Nova York em busca de uma vida melhor, eles se veem falidos, sem rumo e amparados apenas por sua amizade e por suas ambições. Com uma prosa magnífica e genial, Hanya Yanagihara criou um hino trágico e transcendental do amor fraterno, uma representação magistral da dor física e psicológica, e uma análise da verdade nua e crua que permeia a tirania da memória e os limites da resistência humana. Foi finalista dos importantes Man Booker Prize e do National Book Award.

Não sou uma dessas, de Lena Dunham

Classificação: 821.111(73)-31 D917n

Lena Dunham apresenta uma coleção de relatos pessoais hilários, sábios e dolorosamente sinceros que a revelam como um dos jovens talentos mais originais da atualidade. A autora conta a história de sua vida e faz um balanço das escolhas e experiências que a conduziram à vida adulta. Comparada a Salinger e a Woody Allen pelo The New York Times como a voz de sua geração, ela é conhecida pela polêmica que desperta e por sua forma única e excêntrica de se expressar e encarar a vida.

Niketche: Uma História de Poligamia, de Paulina Chiziane

Classificação: 821.134.3(6)-31 C543n

Negra de origem humilde, Paulina teve de percorrer um longo caminho até se firmar como escritora. Primeira mulher moçambicana a publicar um romance, a autora faz uma literatura ligada às suas raízes culturais, abordando temas femininos num país em que a atividade é exercida quase em sua totalidade por homens. Niketche conta a história de Tony, um alto funcionário da polícia, e sua mulher Rami, casados há vinte anos. Certo dia, Rami descobre que o marido é polígamo: tem outras quatro mulheres e vários filhos. Numa decisão surpreendente, Rami decide ir atrás das mulheres do marido.

As águas-vivas não sabem de si, de Aline Valek

A três mil metros de profundidade, o oceano é um mundo sem luz, cheio das mais curiosas formas de vida e em sua maior parte inexplorado para quem vive na superfície. É nesse ambiente que mergulha Corina, flutuando no escuro como um astronauta no espaço. Corina faz parte de uma equipe com cinco pessoas, que pesquisam os arredores de uma zona hidrotermal com o objetivo de testar trajes especiais de mergulho. A protagonista se vê obrigada a enfrentar seus dilemas e os dos colegas, em uma expedição liderada por um cientista com uma obsessão: encontrar inteligência no fundo do oceano. Uma história sobre mergulhar na solidão e ao mesmo tempo se cercar das vozes que pulsam no oceano.

Contornos do dia que vem vindo, de Léonora Miano

Depois da guerra que devastou Mboasu, um país africano imaginário, os pais não conseguem mais cuidar de seus filhos, que são expulsos de casa, acusados de serem a causa de todos os males. Contornos do dia que vem vindo conta a trajetória de uma dessas crianças, Musango, determinada a reencontrar sua mãe para, assim, compreender sua própria história. Ao acompanharmos a sua busca, testemunhamos a angústia e o crescimento de uma criança perdida no meio de um país atormentado pela violência, pela prostituição e pela superstição religiosa. Léonora Miano nasceu em Camarões e se naturalizou francesa. Foi a primeira autora de origem africana a ganhar o Prêmio Femina.

As três Marias, de Rachel de Queiroz

Classificação: 821.134.3(81)-31 Q3t

Publicado originalmente em 1939, o romance é um importante marco na literatura brasileira e um dos mais populares em toda a obra de Rachel de Queiroz. A história tem início nos pátios e nas salas de aula de um colégio interno dirigido por freiras e tem como protagonistas: Maria Augusta, Maria da Glória e Maria José, amigas inseparáveis. A escritora foi ainda mais fundo em um tema que já estava presente em todas as suas obras anteriores: o papel da mulher na sociedade.

Texto – Adaptação: Pedro Rosano

Fonte: Livros e Pessoas

Sugestão Literária: Extraordinário

Extraordinario-R-J-Palacio-1872548.jpgO livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Quem indicou o livro foi o funcionário Darnlei Pagno, que segundo ele fez enxergar que “por maior que sejam nossos problemas devemos sempre encará-los.”

Gostou da história? Anote o número de chamada (821.111(73)-31 P154e) e retire um exemplar nas nossas Bibliotecas!

Sugestão Literária: Guia Politicamente Incorreto dos Presidentes

16053164.jpeg

O “Guia Politicamente Incorreto dos Presidentes da República” é uma viagem sem volta em direção às paixões e a história dos nossos presidentes. Com o habitual sarcasmo que só a família Politicamente Incorreta é capaz de trazer, além de muitas ilustrações, este livro desafia de forma divertida e inteligente mitos e verdades pré-concebidas. Uma narrativa envolvente sobre personagens reais, mesmo que eles às vezes pareçam saídas de histórias de terror.  O autor Paulo Schmidt resgata a humanidade (ou a falta dela), as paixões, os complexos, as idiossincrasias e as ocasionais qualidades dos homens (e uma mulher) que, empossados no mais alto cargo da República, têm se revelado, na opinião do autor, um completo desastre do ponto de vista administrativo, político e pessoal.

A indicação da leitura é da funcionária da Biblioteca Central Clarinês Lucio, que explica o porquê o recomenda: “É uma leitura descontraída sobre o início da política em nosso país. Desfaz a imagem “certinha” que formamos nas aulas de história sobre os homens que governaram o Brasil. Por meio de uma leitura reflexiva, chegamos a conclusão que corrupção, disputas pelo poder e interesses próprios existem desde os primórdios da política no Brasil.”

 Texto: Pedro Rosano

Livros de autoajuda para iniciar bem 2017

QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO? – Spencer Johnson

quem mexeu no meu queijo.gif

“Uma maneira surpreendente de enfrentar a mudança no trabalho e na vida pessoal” é o subtítulo escolhido por Spencer Johnson, o autor. Foi escrito em forma de parábola e conta a história de dois ratos e as suas buscas por queijos. Descreve quatro reações típicas de uma pessoa diante de um problema ou de uma situação, ou seja, resistir por medo de algo pior, detectar o ponto de mudança, aprender a adaptar-se ou se apressar a agir. Foi lançado em 1998 e é uma análise simples, mas também demolidora, das mudanças e dos problemas, mas, sobretudo, de como enfrentá-los.

PAI RICO, PAI POBRE – Robert Kiyosaky

718YH-zVFeL.jpg

Um dos livros mais falados da última década, abriu os olhos do mundo para a necessidade de pensar o planejamento de finanças pessoais. Pai Rico, Pai Pobre foi o primeiro best-seller de Robert T. Kyiosaki e Sharon Lechter, e deu origem a uma série de enorme sucesso. Seu conceito é muito simples: com maior inteligência financeira muitos problemas comuns da vida cotidiana podem ser resolvidos. Saiba o que os ricos tratam como ativos geradores de renda, e como se livrar de pagar impostos demais. A cada dia, a cada nota você escolhe ser rico, pobre ou classe média. A melhor maneira de preparar seus filhos para o mundo é dividir esse conhecimento com eles. Se você não fizer isso, ninguém mais fará. Determine o destino do dinheiro que chega às suas mãos.

O PODER DO AGORA – Eckhart Tolle

663026.jpgUm dos livros mais falados da última década, abriu os olhos do mundo para a necessidade de pensar o planejamento de finanças pessoais. Pai Rico, Pai Pobre foi o primeiro best-seller de Robert T. Kyiosaki e Sharon Lechter, e deu origem a uma série de enorme sucesso. Seu conceito é muito simples: com maior inteligência financeira muitos problemas comuns da vida cotidiana podem ser resolvidos. Saiba o que os ricos tratam como ativos geradores de renda, e como se livrar de pagar impostos demais. A cada dia, a cada nota você escolhe ser rico, pobre ou classe média. A melhor maneira de preparar seus filhos para o mundo é dividir esse conhecimento com eles. Se você não fizer isso, ninguém mais fará.

ANSIEDADE 2 – Augusto Cury

download.pngEm “Ansiedade 2 – Autocontrole”, o psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury revela os segredos para gerenciar o estresse e desenvolver o autocontrole, essencial para uma vida emocional saudável e plena. Além disso, apresenta a diferença entre ansiedade e estresse e ressalta que os dois são essenciais para a sobrevivência humana, mas que, como tudo na vida, precisam ser dosados. Neste novo livro, Cury usa partes de sua própria história – de adolescente desinteressado a pesquisador com livros publicados em muitos países – para mostrar como a ansiedade e a SPA podem sabotar a maturidade e impedir o ser humano de ser líder de si mesmo. Cury conta como ele mesmo utilizou essas técnicas para vencer o medo de fracassar e alcançar o êxito profissional e pessoal.

POR QUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS? – Mário Sérgio Cortella

download (1).pngBateu aquela preguiça de ir para o escritório na segunda-feira? A falta de tempo virou uma constante? A rotina está tirando o prazer no dia a dia? Anda em dúvida sobre qual é o real objetivo de sua vida? O filósofo e escritor Mario Sergio Cortella desvenda em Por que fazemos o que fazemos? as principais preocupações com relação ao trabalho. Dividido em vinte capítulos, ele aborda questões como a importância de ter uma vida com propósito, a motivação em tempos difíceis, os valores e a lealdade – a si e ao seu emprego. O livro é um verdadeiro manual para todo mundo que tem uma carreira mas vive se questionando sobre o presente e o futuro.

Recheado de ensinamentos como “Paciência na turbulência, sabedoria na travessia”, é uma obra fundamental para quem sonha com realização profissional sem abrir mão da vida pessoal.

Conheça a obra de Mário Sérgio Cortella

Cortella-2.jpg

Nascido em 5 de Marco de 1954, em Londrina-PR, Mário Sérgio Cortella é um importante filósofo, escritor e professor brasileiro. Na juventude, pretendia seguir a carreira monástica, mas logo optou pela vida acadêmica ingressando na Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira.  Em 1989 concluiu seu mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), sob a orientação do Prof. Dr. Moacir Gadotti, e em 1997, sob a orientação do Prof. Dr. Paulo Freire, conclui seu doutorado também em Educação pela PUC-SP.

Com participação em diversos programas de televisão e rádio, o nome Cortella tem ganho cada vez mais notoriedade, sendo reconhecido por sua habilidade de traduzir complexas ideias filosóficas em exemplos simples.

Dentre as obras do filósofo e escritor, as principais são:

– Não Nascemos Prontos (821.134.3(81)-4 C827n)

– Qual é a Tua Obra ( 658.012.4 C827q) 

– Não se desespere (821.134.3(81)-4 C827na)

– Não Espere pelo Epitáfio (821.134.3(81)-4 C827nb)

Livros de romance para você ler este ano

A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS,  Jojo Moyes

download (2).pngDurante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

DE VOLTA PARA CASA, Karen White

download (7).jpgCassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, a tinham traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado.
Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo o que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e… encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído.
Já em Walton, Cassie percebeu que enfrentaria uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não conseguia deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se dividia entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.

UMA NOITE NO CHATEAU MARMONT – Lauren Weisberger

uma-noite-no-chateau-marmont.jpg

Brooke e Julian têm uma vida tranquila em Nova York: ela sustenta o casal com dois empregos enquanto ele investe em sua carreira como músico. Finalmente, Julian é descoberto por um executivo da Sony e se torna um súbito sucesso, e suas vidas mudam para sempre. Os implacáveis paparazzi tanto insistem que conseguem emplacar uma foto escandalosa na imprensa – será que o casamento de Brooke vai sobreviver aos acontecimentos daquela noite fatídica no Chateau Marmont?

UM DIA – David Nicholls

Um-dia-Filme_WEB.jpgDexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

A MULHER DO VIAJANTE DO TEMPO – Audrey Niffenegger

mulher-viajante-tempo.jpgA Mulher do Viajante no Tempo” conta a história do casal Henry e Clare. Quando os dois se conhecem Henry tem 28 anos e Clare, 20. Ele é um moderno bibliotecário; ela, uma linda estudante de arte. Os dois se apaixonam, se casam e passam a perseguir os objetivos comuns à maioria dos casais: filhos, bons amigos, um trabalho gratificante. Mas o seu casamento nunca poderá ser normal. Henry sofre de um distúrbio genético raro e de tempos em tempos, seu relógio biológico dá uma guinada para frente ou para trás e ele então é capaz de viajar no tempo, levado a momentos emocionalmente importantes de sua vida tanto no passado quanto no futuro. Causados por acontecimentos estressantes, os deslocamentos são imprevisíveis e Henry é incapaz de controlá-los. A cada viagem, ele tem uma idade diferente e precisa se readaptar mais uma vez à própria vida. E Clare, para quem o tempo passa normalmente, tem de aprender a conviver com a ausência de Henry.

Sugestão literária: O Vendedor de Sonhos

O-vendedor-de-sonhos.jpg

Obra de Augusto Cury, “O Vendedor de Sonhos” é um best-seller que já foi traduzido para mais de 60 idiomas. A história é sobre um renomado psicólogo que, desiludido com a vida, está prestes a cometer suicídio. Ao conversar com um mendigo, desiste de suas intenções e aceita o convite do novo amigo para seguir por uma nova trajetória pela cidade. Além dele, há outros dois livros que dão sequencia a série, “O Vendedor de Sonhos – A Revolução dos Anônimos” e o “Semeador de Ideias”.  O primeiro livro, inclusive já virou filme, seu lançamento ocorreu em 08 de dezembro do ano passado, vale a pena conferir.

A sugestão de leitura partiu da funcionária da Biblioteca do Campus de Farroupilha Neiva Spinelli.

 “O Vendedor de Sonhos” conta com exemplares nas Bibliotecas da UCS, é só anotar o número de chamada ( 821.134.3(81)-31 C982v) e retirar o seu.

Texto: Pedro Rosano

Livros Espíritas para ler em 2017

1- A VIDA SABE O QUE FAZ, Zíbia Gasparetto 

download.jpgIsabel já pretendia se casar com Gilberto quando foi surpreendida: Carlos, seu ex-noivo, que foi lutar na Itália e dado como morto, voltou depois de cinco anos, cheio de amor cobrando o compromisso. Mas Isabel não quis. Carlos sofreu e se revoltou, contudo não desistiu. Inconformado com a nova realidade, utilizou a raiva para recuperar todos os anos que a guerra havia roubado de sua juventude. No decorrer desta história apaixonante, passada entre Brasil e Itália, logo após a segunda guerra mundial, descobrimos que, dependendo das atitudes de cada um tudo pode mudar, mas sempre, em todos os casos, a sabedoria da vida prevalece, sempre nos trazendo o melhor.

2- OS EXILADOS DA CAPELA, Edgard Armond

os-exilados-da-capela-To-no-Cosmos2.jpg

Nos “Exilados” o autor pressupõe a existência de uma civilização muito desenvolvida, moral e intelectualmente, que habita o quarto planeta em órbita de Capella, estrela da constelação do Cocheiro.

Um grupo de capelinos não teria correspondido à evolução moral dessa civilização e este grupo de 25 bilhões de espíritos, teriam sido banidos para o Planeta Terra, há cerca de 65.000 anos atrás, onde fundaram no Continente Atlântico, a cidade de Atlântida, que um dia se afundou e dando início à jornada civilizacional organizada humana, por meio de sucessivas encarnações  destes Espíritos, em corpos humanos, principalmente, a partir de cerca de 12.000 anos atrás. Devido ao alto grau de conhecimentos que possuíam, se destacaram na matemática, astronomia, arquitetura, agricultura e navegação, deixando obras como as pirâmides do Egito, os jardins suspensos da Babilônia e as edificações maias e astecas, entre outras.

3- AS MÃES DE CHICO XAVIER

00007B86.jpg

O enredo relata a emocionante história de três mães: Ruth, cujo filho enfrenta problemas com drogas, Elisa, que tenta superar a ausência do marido dedicando-se integralmente ao filho, e Lara, uma professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada.
Essas mulheres terão suas vidas mudadas quando se encontram com Chico Xavier.
4- DESENCARNAÇÕES COLETIVAS, Isoldino Rezende
download.png
‘Desencarnações Coletivas’ é um livro que nos foi presenteado pelo querido instrutor Jeronimo Mendonça Ribeiro, que nos elucida sobre diversas situações que nos surpreende, tais como: as grandes tragédias e as mortes coletivas. Relatando sobre o trabalho de amparo consolador da Espiritualidade Superior.
5- RENÚNCIA, Chico Xavier
RENÚNCIA.jpgRenuncia encontra-se num espaço histórico deslocado dos demais livros da série, mas retratando o período conturbado que envolveu a instalação do Santo Ofício, a reforma protestante, as perseguições, a Companhia de Jesus. Neste romance, Emmanuel descreve a existência de Alcíone, Espírito que passa por uma encarnação de renúncias e dedicação a todos que a cercam, demonstrando heroísmo e lealdade, na frívola Paris do reinado de Luís XIV. Apresenta o sacrifício de amor desse abnegado Espírito que volta à luta terrestre para estar com aquele ser por quem havia intercedido no plano Espiritual, propondo-se ajudá-lo nas provas, expiações e reparações da nova existência na Terra. O grande amor do passado, os acertos e desacertos desse grupo que reencarna em conjunto para novas conquistas espirituais e a dedicação amorosa da doce Alcíone servem de moldura para o desenrolar ágil e envolvente dessa trama, marcada, também, por sentimentos violentos.

5 livros para quem gosta de códigos

Gosta daqueles livros que te fazem pensar e querer decifrar códigos e mistérios? Então você não pode deixar de conferir a lista baixo, que reúne 5 livros dessa temática:

O CÓDIGO DE ATLÂNTIDA

o-codigo-de-atlantida.jpg

Uma relíquia de 20.000 anos, com inscrições aparentemente na antiga linguagem de Atlântida, foi encontrada. O professor de linguística de Harvard, Thomas Lourds, é o único homem capaz de decifrar o seu significado, mas, ele não é o único interessado. Um ramo ultrassecreto da Igreja Católica entra na disputa para desvendar os segredos da cidade perdida. As ruínas de Atlântida prometem fama, fortuna e poder e, ao mesmo tempo, segredos que podem mudar as crenças das origens da humanidade.

O CÓDIGO PERDIDO

download.jpg

Em O código perdido, primeiro volume desta distopia, Owen Parker precisa desvendar os mistérios que cercam sua descendência para evitar a aniquilação total da raça humana.
Ele contará com a ajuda de Lily, uma garota tão encantadora quanto misteriosa, para entender o que está por trás de seu código genético e salvar o planeta Terra, devastado por mudanças climáticas. Para isso, ele precisará escapar do interesse da Corporação Éden nos seus conhecimentos ancestrais e fugir para o deserto pós-apocalíptico fora do domo do Éden.
fascinados por histórias de mundos distópicos e obscuros, e também por mitologia, não vão conseguir largar este livro até desvendar o segredo do código perdido.

O CÓDIGO DE SALOMÃO 

o codigo de salomão.jpgAbaixo do altar de St. Peter, abrigado em segurança em uma câmara escondida, o caixão íntimo do papa João Paulo guarda os segredos de seu delicado coração. Depois da intempestiva morte do mestre general Spears, durante o ataque aéreo à basílica, a caixa decorada foi retirada de suas coisas pessoais por oficiais e entregue ao novo Vicar de Cristo, para ficar em segurança. Ela continha os desejos finais de João Paulo, suas verdadeiras aspirações, seu testamento e sua decisão de incluir as mulheres no sacerdócio. Agora estava escondido para sempre, longe dos curiosos, colocado lá antes, pelo recém-eleito papa Bento XVI. CODIS – a combinação do Sistema de Classificação de DNA do FBI – encontrou uma ligação. Uma ligação entre o passado e o presente. Entre a realeza e o maior terrorista do mundo. No aniversário de sua tomada pelo papado, os Cavaleiros Templários querem vingança.

O CÓDIGO DO APOCALIPSE 

o-codigo-do-apocalipse-1.jpg.1000x1353_q85_crop.jpgDepois das investigações de Manuscritos do Mar Morto, a ex-detetive Heather Kennedy recebe um telefonema com uma proposta de trabalho. Um suposto roubo no Museu Britânico precisa ser investigado. Kennedy rapidamente deduz que alguém teve acesso a livros sobre Johann Toller, um profeta europeu louco do século 17. Acreditando que o fim dos dias estava em suas mãos, Toller fez uma série de previsões relacionadas ao Apocalipse e aos eventos que o precederiam. Mas nenhuma delas havia se tornado realidade até então. Agora, pouco a pouco, os sinais se confirmam.

Com a ajuda do mercenário e antigo parceiro Leo Tillman e de uma jovem que pertence a uma tribo secreta, Kennedy deve lutar para impedir que a próxima profecia se concretize: a destruição de uma cidade sem nome.

O CÓDIGO DA VINCI 

200px-DaVinciCode.jpgUm assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton. Momentos antes de morrer, Saunière consegue deixar uma mensagem cifrada na cena do crime que apenas sua neta, a criptógrafa francesa Sophie Neveu, e Robert Langdon, um famoso simbologista de Harvard, podem desvendar. Os dois transformam-se em suspeitos e em detetives enquanto percorrem as ruas de Paris e de Londres tentando decifrar um intricado quebra-cabeças que pode lhes revelar um segredo milenar que envolve a Igreja Católica.
Apenas alguns passos à frente das autoridades e do perigoso assassino, Sophie e Robert vão à procura de pistas ocultas nas obras de Da Vinci e se debruçam sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – da natureza do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal.

Livros de Ficção-Fantasia para você (re)ler nestas férias

1- HARRY POTTER 

HP2_bangzo.jpgA terceira maior bilheteria da história do cinema (7,7 bilhões de dólares), teve início pelos livros de J. K. Rowling, ao todo são sete obras, lançadas entre 1998 e 2007.

Bom, a história gira entorno do menino Harry Potter, órfão criado e pelos tios, aos 11 anos descobre que é um bruxo e é enviado para a escola de magia de Hogwarts, onde conhece Hermione e Rony, que logo viriam a se tornar seus melhores amigos. Durante os 7 livros, Harry é atormentado por Waldermort, o assassino de seus pais, que é intrinsecamente ligado ao Bruxo. Infância, adolescência, maturidade, problemas, relacionamentos, magia e fidelidade, tudo isso e muito mais, são tratados nesta saga fascinante. Vale a pena ler, reler e reler.

2- O SENHOR DOS ANÉIS 

downloadEscrito por J. K. K. Tolkien, foi escrito entre 1937 e 1949. Tolkien o tinha planejado em volume único, porém a saga se transformou em trilogia, sendo lançados entre 1954 e 1955. Entre 2001 e 2003, a história chegou aos cinemas e foi sucesso absoluto que até hoje rende prêmios.

O enredo giram em torno de um Anel e ocorre num tempo e espaço imaginário, a Terceira Era da Terra Média, que é um mundo inspirado na Terra real, mais especificamente, segundo Tolkien, numa Europa mitológica, habitado por Humanos e por outras raças: Elfos, Anões, Hobbits e Orcs. Tolkien deu o nome a esse lugar a palavra do inglês moderno, Middle-earth (Terra-Média). A história narra o conflito contra o mal que se alastra pela Terra-média, através da luta de várias raças, para evitar que o “Anel do Poder” volte às mãos de seu criador Sauron, o Senhor do Escuro. Partindo dos primórdios tranquilos do Condado, a história muda através da Terra-média e segue o curso da Guerra do Anel através dos olhos de seus personagens, especialmente do protagonista, Frodo Bolseiro.

 3- OS INSTRUMENTOS MORTAIS 

marcadores-de-paginas-e-livros-os-instrumentos-mortais-D_NQ_NP_21434-MLB20210928661_122014-F.jpgDe autoria de Cassandra Clare, Os Instrumentos Mortais é uma série literária composta por seis livros lançados entre 2007 e 2014, que vendeu cerca de 15 milhões de exemplares mundialmente. O primeiro livro Cidade dos Ossos já ganhou um filme e recentemente virou série de TV.

 O enredo gira em torno dos personagens Clare e Jace; a história giram em torno de anjos e demônios e sobretudo, os caçadores de sombras.  Vale a pena embarcar nesta viagem fascinante!

4- DIVERGENTE

download-1Divergente é um série de livros para jovens e adultos. Escritos por Veronica Roth, a trilogia foi lançada entre 2011 e 2013, ganhando também adaptação cinematográfica.

Na trilogia, a sociedade define seus cidadãos por sua filiação social e personalidade – apresentando cinco facções diferentes – que eliminam qualquer cidadão que possa exercer seu livre arbítrio ou ameace de alguma forma a segurança da população. Beatrice Prior, que mais tarde muda seu nome para Tris, é uma jovem nascida na Abnegação que se transfere para a Audácia e deve descobrir o mistério por trás dos divergentes, enquanto esconde essa sua verdadeira natureza, vivendo constantemente sob o perigo de ser morta caso for descoberta pelas autoridades.

5- O LAR DA SRTA. PEREGRINE PARA CRIANÇAS PECULIARES

orfanato9.jpgTambém já disponível nas telonas, O lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares é uma obra de Ranson Riggs.  O primeiro livro foi lançado 2011 e o terceiro em 2016.

Quando seu querido avô falece deixando pistas sobre um lugar mágico, Jacob viaja para uma ilha galesa e encontra um orfanato abandonado. Lá, o mistério e o perigo se aprofundam quando ele começa a conhecer o local e os seus moradores: crianças com poderes especiais conhecidas como peculiares e a Senhorita Peregrine, uma peculiar que comanda o orfanato e cuida dos jovens. Jacob também conhece os inimigos poderosos de seus novos amigos, e, em última análise, descobre que apenas a sua própria peculiaridade especial pode salvá-los.   

6 livros que valem por uma sessão de coaching

Livros são fontes inesgotáveis de lazer, conhecimento e cultura. Eles podem ser aliados poderosos, inclusive, de quem procura uma “bússola” para orientar suas decisões profissionais. Especialistas indicaram 6 títulos que consideram tão bons quanto uma sessão de coaching. As obras selecionadas abordam temas como liderança, feedback, identidade, dinheiro, felicidade, entre muitos outros.

O CAVALEIRO PRESO NA ARMADURA 

Número de Chamada:  821.111(73)-342 F529c

baixar-livro-o-cavaleiro-preso-na-armadura-robert-fisher-pdf-epub-mobi-270x388.jpg

Nesta fábula, um cavaleiro vive em busca de seu eu perdido. Mas há um problema: ele nunca consegue tirar sua armadura de guerreiro, nem quando está fora do combate. O que ensina? De acordo com Paulo Vieira, coach e presidente da Febracis, o livro traz um alerta sobre a importância de ter uma identidade própria, desvinculada da sua profissão. “É uma metáfora poderosa, dirigida àqueles que não conseguem se desprender dos seus ‘crachás’ nem quando estão com a família ou com os amigos”, afirma o coach.

 

 

O PODER DO MITO

Número de Chamada:  291.13 C187p

51hQIeaUZ9L._SX370_BO1,204,203,200_.jpgO livro foi concebido a partir de conversas entre o especialista em mitologia Joseph Campbell e o jornalista Bill Moyers. O argumento central é que os mitos do passado – como narrativas sobre heróis gregos, por exemplo – são fundamentais para entender o presente. O que ensina? Segundo Silvio Celestino, sócio-fundador da Alliance Coaching, o livro merece ser lido porque revela a importância de construir um propósito marcante e relevante para si mesmo. “A energia desse propósito é o que conduzirá nossos esforços de aprimoramento para o resto da vida”, explica. “É um livro para despertar para a maturidade, tornar-se um adulto”.

PAIXÃO POR VENCER

Número de Chamada: 658.011.4 W439pi

807434.jpg

O livro traz os princípios guiadores de Jack Welch, ex-CEO da GE. O objetivo é oferecer um panorama sobre como liderar equipes, contratar talentos e expandir uma empresa. O que ensina? Na opinião do coach Paulo Vieira, a obra não é uma referência apenas para gestores: ela deve ser conhecida por profissionais de quaisquer níveis hierárquicos. “Welch é o maior executivo do século XX e conta as estratégias que funcionaram para a GE”, diz ele. “É um mapa sobre o que dá certo”.

MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS

download.jpg

O livro investiga o tratamento da mulher na sociedade ao longo da história, e defende que a natureza instintiva feminina foi reprimida ao longo do tempo. A partir da análise de diversos mitos, lendas e contos de fada, a autora mostra que é possível resgatar uma energia primitiva e reviver a “loba” corajosa que habita cada mulher. O que ensina? A carreira da mulher é claramente mais desafiadora do que a do homem, diz Celestino – principalmente quando ela avança na direção de cargos de liderança. Por isso, é necessário um profundo senso de realidade, autoconhecimento e preparo psicológico. “O livro propõe um caminho útil para fazer frente às diversas armadilhas da vida profissional e pessoal que a mulher vai encontrar”, afirma o coach.

O PODER DA AÇÃO 

download (2).jpg

O autor propõe um caminho para quebrar ciclos viciosos na vida e na carreira, e transformar a frustração em atitude.  O que ensina? Segundo o coach Paulo Vieira, que escreveu a obra, o leitor descobrirá que, mesmo sem perceber, age em “modo automático” no cotidiano. “É um livro que oferece um caminho fácil e seguro para a ação, inclusive com exercícios práticos”, afirma.

PRECISO SABER SE ESTOU INDO BEM

Número de Chamada: 658.3 W726p

7010604.jpg

Como ser produtivo se você não sabe se está fazendo algo bom para os outros? Neste livro, o leitor é convidado a pensar sobre a importância do feedback para o sucesso na vida pessoal e no trabalho. O que ensina? “É um livro pequeno, mas excelente, sobre o problema crônico da falta de feedback nas empresas”, diz o coach Paulo Vieira. “Traz conceitos e ferramentas para incorporar essa prática no dia a dia, e assumi-la como um estilo de liderança e de trabalho”.

Fonte: Exame.com

Adaptação: Pedro Rosano

Conheça 5 livros que mudaram o mundo

Ao longo da história muitos autores lançaram obras que ficaram eternizadas e ultrapassaram gerações. Além disso, alguns deles tiveram o poder (e tem) de abrir os olhos das pessoas, perante as injustiças, aos preconceitos e também evoluir nossa visão perante a vida. Abaixo, listamos cinco grandes obras que mudaram o mundo:

A CABANA DO PAI TOMÁS

Cabana do Pai Tomas, A.jpg

Escrito em 1862, esse foi o segundo best-seller mais vendido do século XIX, ficando atrás apenas da Bíblia. Narrando a história do Pai Tomás, um escravo afro-americano, a obra conseguiu chamar a atenção para os horrores da escravidão, implementando a causa abolicionista.

Número de Chamada:  821.111(73)-31 S892c

1984

1984Livro.jpg

Famoso em todo o mundo, 1984 traz uma sociedade distópica que vive sob um regime totalitário. Foi graças a ele que termos como “big brother” sugiram. Orwell também inspirou outros clássicos como Laranja Mecânica, de Anthony Buregess e se tornou referência mundial.

Número de Chamada:  821.111-31 O79m

O SOL É PARA TODOS 

download.jpg

Abordando a desigualdade social na Alabama dos anos 1930, a obra de Lee – lançada em 1960 – tornou-se um sucesso imenso, sendo, inclusive, adaptada para o cinema por Robert Mulligan em 1963. Continuando a fazer sucesso até os dias de hoje, o livro ainda é referência quando se trata de racismo e se por no lugar do outro.

Número de Chamada:   821.111(73)-3 L478s

AS VINHAS DE IRA

As-Vinhas-da-Ira.jpg

Narrando a jornada de uma família miserável de Oklahoma pela Rota 66, o clássico de crônicas de 1939 foi um sucesso instantâneo em sua época ao retratar a era da Depressão e a pobreza que forçou milhares de pessoas a migrarem para a Califórnia em busca de trabalho. O livro chegou a ser banido de lugares como Kern County e até mesmo a própria Califórnia.

Número de Chamada: L.C.M. 821.111(73)-31 S819v (apenas consulta local.)

NADA DE NOVO NO FRONT 

747738.jpg

Nada de Novo no Front, de 1930, é nada menos do que um dos livros anti-guerra mais conhecidos do mundo. Ele narra a Primeira Guerra Mundial sob a perspectiva de um jovem soldado alemão. Foi um dos livros banidos e queimados publicamente pelos nazistas.

Número de Chamada:  821.112.2-31 R384na

Texto – Adaptação: Pedro Rosano

Fonte: Universia.com

Sugestão Literária: “O Futuro da Humanidade”

825857.jpgPrimeiro romance do psiquiatra Augusto Cury, ‘O Futuro da Humanidade’ oferece uma rara oportunidade de repensar a sociedade e o rumo de nossas vidas. Esta obra conta a trajetória de Marco Polo, um jovem estudante de medicina de espírito livre e aventureiro como o do navegador veneziano do século XIII, em quem seu pai se inspirou ao escolher seu nome. Ao entrar na faculdade cheio de sonhos e expectativas, Marco Polo se vê diante de uma realidade dura e fria: a falta de respeito e sensibilidade dos professores em relação aos pacientes com transtornos psíquicos, que são marginalizados e tratados como se não tivessem identidade. Indignado, o jovem desafia profissionais de renome internacional para provar que os pacientes com problemas psiquiátricos merecem mais atenção, respeito e dedicação – e menos remédios. Acreditando na força do diálogo

A sugestão de leitura foi da funcionária Mayara Pistorello, que ressalta que sempre recomenda este livro por nos “fazer rever nossas atitudes perante a sociedade e as pessoas, principalmente as que não conhecemos e muitas vezes julgamos, com outros olhos.”

Este (821.134.3(81)-31 C982f) e outros livros de Augusto Cury estão disponíveis nas Bibliotecas da UCS, confira!