A vida de Galileu Galilei

GalileuNo livro Galileu Galilei – O Primeiro Físico, James Maclachlan conta a história desse cientista revolucionário e de seus esforços para mudar nosso modo de ver o Universo.

O autor constrói, nas últimas páginas do livro, a cronologia da vida do cientista, com os principais acontecimentos e publicações. Ficou curioso? Confira abaixo!

E você encontra no acervo das Bibliotecas UCS vários livros sobre Galileu Galilei!

  • 15 de fevereiro de 1564
    Nasce Galileu, em Pisa, Toscana
  • 1574-81
    Estuda em Florença e Vallombrosa
  • Novembro de 1581
    Matricula-se na Universidade de Pisa para formar-se médico
  • Início de 1583
    Começa a preferir o estudo da matemática ao das disciplinas regulares
  • Maio de 1585
    Abandona a universidade sem diplomar-se
  • Novembro de 1589 – maio de 1592
    Torna-se professor de matemática na Universidade de Pisa; passa a criticar as ideias de Aristóteles sobre o movimento
  • Dezembro de 1592 – agosto de 1610
    Torna-se professor de matemática na Universidade de Pádua (República de Veneza); nascem seus três filhos, ilegítimos
  • 1596-99
    Adapta e aperfeiçoa o compasso para cálculos de artilharia
  • Novembro de 1602
    Carta a Guidobaldo sobre os pêndulos longos
  • Outubro de 1604
    Formula a lei do pêndulo e a lei dos tempos ao quadrado na queda
  • 1605-08
    Culmina seu trabalho com as deduções da proporcionalidade entre a velocidade da queda e o tempo e da trajetória parabólica dos projéteis
  • Agosto de 1609
    Cria o primeiro telescópio com capacidade de aumento de nove vezes
  • Dezembro de 1609
    Descobre que a superfície lunar é acidental e montanhosa
  • Janeiro de 1610
    Descobre as luas de Júpiter
  • Março de 1610
    Mensageiro das estrelas é publicado em Veneza
  • Setembro de 1610
    Musa-se para Florença a serviço do grão-duque da Toscana
  • Abril de 1611
    É admitido na Academia dos Linces em Roma
  • Junho de 1612
    Corpos na água é publicado em Florença
  • Maio de 1613
    Cartas sobre as manchas solares é publicado em Florença
  • Fevereiro de 1616
    A Inquisição Romana adverte Galileu para que abandone as ideias de Copérnico
  • Outubro de 1623
    O Aferidor é publicado em Roma
  • Abril – junho de 1624
    Galileu visita em Roma um velho amigo, agora Papa Urbano VIII; logo começa a escrever Diálogo sobre os dois grandes sistemas
  • 21 de fevereiro de 1632
    Diálogo sobre os dois grandes sistemas é publicado em Florença
  • 22 de junho de 1633
    É condenado pela Inquisição por suspeita de heresia
  • Dezembro de 1633
    Regressa à sua casa em Acertri
  • Junho de 1638
    Duas novas ciências é publicado em Leyden, Holanda
  • 8 de janeiro de 1642
    Galileu morre, em Acertri

 

JSTOR oferece conteúdo de Ciências Sociais e outras áreas do conhecimento

Em pleno século 21, é muito raro encontrar pessoas que não tenham se rendido à utilização das redes sociais. Quais são os pontos positivos e negativos dessa recente infraestrutura de comunicação? De que forma está ocorrendo a transformação social com uso desses recursos? É possíveis resistir aos impactos provocados pela revolução tecnológica? Essas e outras questões são frequentemente levantadas por estudiosos de Ciências Sociais e áreas correlatas no Brasil e no mundo inteiro.

Pela plataforma Journal Storage (JSTOR), usuários da comunidade acadêmica brasileira que se interessam pelo tema têm acesso ao livro “Mídias sociais no Brasil emergente”, de Juliano Spyer. A obra faz parte da série “Why we post” (“Por que postamos”, em português), organizada pela University College London (UCL). A série contém 11 títulos com estudos que tratam de locais de pesquisa específicos no Brasil, Chile, China, Inglaterra, Índia, Itália, Trinidad e Turquia.

jstorO JSTOR é uma biblioteca digital multidisciplinar de revistas acadêmicas, livros e fontes primárias. Seu conteúdo comporta diversos outros materiais em português, tal como o livro supracitado. Apesar disso, a maior parte do acervo se concentra na língua inglesa, incluindo também outros idiomas, como francês, espanhol, alemão e italiano.

A coleção Art & Sciences 1 é primeira produzida pelo JSTOR, em 1997. Inclui uma seleção de títulos com 15 disciplinas, incluindo as mais importantes publicações voltadas para as áreas de economia, história, ciências políticas e sociologia, além de títulos em ecologia, matemática e estatística. Enquanto isso, a coleção Art & Sciences 3 tem foco em artes e humanas, abrangendo mais de 220 periódicos direcionados para música, vídeo, arte, folclore, história, religião e arquitetura.

A base Mathematics & Statistics reúne 93 periódicos revisados por pares em texto completo, nas áreas de matemática e estatística, com disponibilidade que varia de 1665 até 2011. A seleção contempla autores notáveis e com grande participação na literatura, como Einstein e Newton, assim como matemáticos contemporâneos, como Pierre-Louis Lions, Benoît Mandelbrot e Alain Connes.

Os conteúdos da plataforma JSTOR podem ser acessados fora da Universidade através do Proxy.

Texto adaptado: Portal de Periódicos da CAPES

Saiba mais sobre a trajetória do fotógrafo Sebastião Salgado

Foto-Sebastião-Salgado“Você não fotografa com a sua máquina, você fotografa com toda a sua cultura.” – Sebastião Salgado

No dia 8 de fevereiro de 1944 nascia em Aimorés (MG), o fotógrafo Sebastião Ribeiro Salgado. É um dos mais respeitados fotojornalistas da atualidade, reconhecido mundialmente por seu estilo único em retratar, em especial, a condição humana em diferentes partes do planeta.

Descobriu sua paixão pela fotografia quando fazia uma viagem de trabalho à África. Começou usando a câmera fotográfica de sua mulher, Lélia Wanick Salgado, arquiteta, urbanista e também dedicada ao trabalho de fotografia, direção de arte e curadoria de projetos do marido.

Ao longo dos anos, Sebastião Salgado tem contribuído com várias organizações humanitárias. Recebeu diversos prêmios e honrarias, sendo representante especial da Unicef e membro honorário da Academia das Artes e Ciências dos Estados Unidos e da Academia de Belas Artes da França. Salgado já viajou por mais de 100 países para projetos fotográficos que, além de inúmeras publicações na imprensa, foram apresentados em forma de livros.

Para conhecer mais sobre o trabalho e a vida de Sebastião Salgado, confira os livros do fotógrafo que fazem parte do nosso acervo:

  • Da minha terra à terra – Sebastião Salgado e Isabelle Francq
    Número de chamada: 77SALGADO S164d 2014
  • Fotografias – Sebastião Salgado e FUNARTE
    Número de chamada: 77SALGADO S164f 1982
  • Gênesis
    Número de chamada: 77SALGADO S164g 2013
  • O fim da pólio: a campanha mundial para a erradicação da doença
    Número de chamada: 616.832.21-002 F489 2003
  • Outras Américas
    Número de chamada: 77SALGADO S164o 1999
  • Quem está escrevendo o futuro? 25 textos para o século XXI – Washington Araújo e Sebastião Salgado
    Número de chamada: 316 Q3 2000
  • Trabalhadores: uma arqueologia da era industrial
    Número de chamada: 77SALGADO S164t 1996

Fonte: Seu History

 

Toda a obra de Frida Kahlo para acesso online

Frida-Kahlo

Google Arts & Culture, plataforma criada pelo Google em parceria com instituições de arte de diferentes países, disponibilizou a maior coleção artística e biográfica de Frida Kahlo para acesso gratuito. Além de obras de arte da pintora mexicana, foram disponibilizados também ensaios biográficos, cartas, esboços, ilustrações e outros documentos. Intitulada “Faces de Frida”, a coleção é definida como “um olhar mais atento à vida, arte, amor e legado de Frida através dos olhos de especialistas e daqueles que foram influenciados por sua arte”.

As obras e documentos que compõem a coleção são oriundos de mais 33 museus, localizados em sete países. Dentre as instituições participantes, as principais são as mexicanas: Museu Dolores Olmedo, Museu Frida Kahlo, Archivo General de la Nación, Museo Casa Estudio Diego Rivera y Frida Kahlo, Instituto Tlaxcalteca de la Cultura; e as estadunidenses: Archives of American Art, Smithsonian Institution, National Museum of Women in the Arts, e The Henry Ford.

Para visualizar o conteúdo basta acessar o site do projeto, buscar pela coleção “Faces de Frida”, e explorar o material disponibilizado. Há textos, imagens e vídeos relacionados ao trabalho e à vida da artista. Além, é claro, de imagens de suas principais obras e outros documentos que fazem parte do acervo dos museus parceiros. Clique no link para acessar: Toda a obra de Frida Kahlo para acesso online

As Bibliotecas UCS contam com vários materiais sobre a artista, como biografias, romances e DVDs. Consulte o nosso catálogo!

Texto: Helena Oliveira | Web Stuff

Quer saber quais são os livros que estão chegando no nosso acervo?

novas-aquisições-janeiroO ano mal começou e já estamos preparando novas leituras para você não perder o fôlego! São romances e paixões de época, biografias, novas edições de clássicos, histórias de crimes famosos, dicas para ficar de bem com a vida e aquela ajuda básica para cumprir as promessas do ano novo.

Os livros estão sendo incluídos no nosso acervo, então é importante você pesquisar no catálogo online para verificar se o exemplar está disponível para empréstimo. E se você já está curioso, fizemos uma lista dos livros que estão chegando:

  • Zen para distraídos, de Monja Coen e Nilo Cruz
  • O novo poder, de henry Timms e Jeremy Heimans
  • A parte que falta, de Shel Silverstein
  • Dunkirk, de Joshua Levine
  • As fúrias invisíveis do coração, de John Boyne
  • Crônicas, de Bob Dylan
  • A noite da espera, de Milton Hatoum
  • Elástico, de Leonard Mlodinow
  • Tarântula, de Bob Dylan
  • Fazendo as pazes com o corpo, de Daiana Garbin
  • Pare de se odiar, de Alexandra Gurgel
  • Casos de família – arquivos Richthofen e arquivos Nardoni, de Ilana Casoy
  • O livro de Jô (vol. 2), de Jô Soares e Matinas Suzuki Jr.
  • As viúvas, de Lynda la Plante
  • Mais rápido e melhor, de Charles Duhigg
  • Pense como um freak, de Steven D. levitt e Stephen J. Dubner
  • Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente, TCD
  • Outlander – a libélula no âmbar, de Diana Gabaldon
  • Quatro estações em Roma, de Anthony Doerr
  • Não está mais aqui quem falou, de Noemi Jaffe
  • Rebelde – um novo mundo, de Nora Roberts
  • Os 27 crushes de Molly, de Becky Albertalli
  • O Diário de Myriam, de Myriam Rawick
  • Almas gêmeas, de Nicholas Sparks
  • Um dia em dezembro, de Josie Silver
  • Quarteto Smythe – Smith, de Julia Quinn
  • A irmã da lua, de Lucinda Riley
  • Morte no Nilo, de Agatha Christie
  • Um corpo na biblioteca, de Agatha Christie
  • Na sombra do mundo perdido – Ilko Minev
  • Uísque, por favor, de Gladston Mamede
  • Pique-esconde, de Gladston Mamede
  • Ouro de Inconfidência, Gladston Mamede
  • O cavalo, de Steven James
  • A torre, de Steven James
  • Uma trufa e 1000 lojas depois, de Alexandre Tadeu da Costa

30 livros para você aproveitar o empréstimo especial de férias!

Foto-DicasPara você aproveitar o empréstimo especial de férias, preparamos uma lista com trinta sugestões de livros que estão disponíveis na Biblioteca Central:

 

 

  • A amiga genial: infância, adolescência – Elena Ferrante
    Número de chamada:821.131.1-31 F373a 2015
  • Outros jeitos de usar a boca – Rupi Kaur
    Número de chamada: 821.111(71)-1 K21o 2017
  • Spotlight: segredos revelados – Matt Carroll
    Número de chamada:821.111(73)-92 S762 2016
  • O regresso – Michael Punke
    Número de chamada:821.111(73)-31 P984r 2016
  • Ainda estou aqui – Marcelo Rubens Paiva
    Número de chamada:821.134.3(81)-94 P149a 2015
  • Amora: contos – Natalia Borges Polesso
    Número de chamada: 821.134.3(81)-34 P765a 2015
  • Poesia com rapadura – Bráulio Bessa
    Número de chamada: 821.134.3(81)-1 B557pa 2017
  • O que o sol faz com as flores – Rupi Kaur
    Número de chamada:821.111(71)-1 K21q 2018
  • Belas adormecidas – Stephen King e Owen King
    Número de chamada: 821.111(73)-312.4 K54ba 2017
  • Frantumaglia: os caminhos de uma escritora – Elena Ferrante
    Número de chamada:821.131.1-94 F373f 2017
  • A barraca do beijo – Beth Reekles
    Número de chamada: 821.111-31 R327b 2018
  • Vertigo: Um corpo que cai – Boileau-Narcejac
    Número de chamada: 821.133.1-312.4 B679v 2016
  • Indignação – Philip Roth
    Número de chamada: 821.111(73)-31 R845i 2017
  • Tá todo mundo mal: o livro das crises – Julia Tolezano da Veiga Faria
    Número de chamada: 821.134.3(81)-94 F224t 2016
  • Laços – Domenico Starnone
    Número de chamada: 821.131.1-31 S795L 2017
  • Diário de uma escrava – Rosana Erbe de Freitas
    Número de chamada:821.134.3(816.5)-312.4 F866d 2016
  • Um pai de cinema – Antonio Skármeta
    Número de chamada: 821.134.2(83)-31 S626p 2.ed.
  • A pequena livraria dos corações solitários – Annie Darling
    Número de chamada:821.111-31 D221p 2017
  • Vulgo Grace – Margaret Eleanor Atwood
    Número de chamada:821.111(71)-31 A887va 2017
  • Correspondentes: bastidores, histórias e aventuras de jornalistas brasileiros pelo mundo – Projeto Memória das Organizações Globo
    Número de chamada:070(81)(091) C824a 2018
  • Contos peculiares – Ransom Riggs
    Número de chamada: 821.111(73)-312.9 R569co 2016
  • Entre o céu e a terra – Paula McLain
    Número de chamada: 821.111(73)-31 M161e 2016
  • Dexter está morto – Jeff Lindsay
    Número de chamada: 821.111(73)-312.4 L748d 2015
  • A espiã: romance – Paulo Coelho
    Número de chamada: 821.134.3(81)-31 C672e 2016
  • A garota italiana – Lucinda Riley
    Número de chamada: 821.111-31 R573ga 2016
  • A guerra não tem rosto de mulher – Swetlana Alexijewitsch
    Número de chamada: 821.161.2-92 A366g 2016
  • A ilha dos deuses – Nora Roberts
    Número de chamada: 821.111(73)-31 R646il 2016
  • Homens sem mulheres – Haruki Murakami
    Número de chamada: 821.521-31 M972h 2015
  • Pedra no céu – Isaac Asimov
    Número de chamada: 821.111(73)-311.9 A832pe 2016
  • Ruído branco – Ana Carolina Souza
    Número de chamada: 821.134.3(81)-1 S729r 2016

100 anos da morte de Olavo Bilac

Olavo-BilacOlavo Bilac (Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac), jornalista, poeta, inspetor de ensino, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 16 de dezembro de 1865, e faleceu, na mesma cidade, em 28 de dezembro de 1918. Foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras. Republicano e nacionalista, ele escreveu a letra do Hino à Bandeira (1907) e fez oposição ao governo de Floriano Peixoto.

Sua obra poética enquadra-se no Parnasianismo, que teve na década de 1880 a sua fase mais produtiva. Fundindo o Parnasianismo francês e a tradição lusitana, Olavo Bilac deu preferência às formas fixas do lirismo, especialmente ao soneto. Nas duas primeiras décadas do século XX, seus sonetos de chave de ouro eram decorados e declamados em toda parte, nos saraus e salões literários comuns na época. Nas Poesias encontram-se os famosos sonetos de Via Láctea e a “Profissão de Fé”, na qual codificou o seu credo estético, que se distingue pelo culto do estilo, pela pureza da forma e da linguagem e pela simplicidade como resultado do lavor.

Ao lado do poeta lírico, há nele um poeta de tonalidade épica, de que é expressão o poema “O caçador de esmeraldas”, celebrando os feitos, a desilusão e a morte do bandeirante Fernão Dias Paes. Bilac foi, no seu tempo, um dos poetas brasileiros mais populares e mais lidos do país, tendo sido eleito o “Príncipe dos Poetas Brasileiros”, no concurso que a revista Fon-Fon lançou em 1º. de março de 1913. Alguns anos mais tarde, os poetas parnasianos seriam o principal alvo do Modernismo. Apesar da reação modernista contra a sua poesia, Olavo Bilac tem lugar de destaque na literatura brasileira, como dos mais típicos e perfeitos dentro do Parnasianismo brasileiro. Foi notável conferencista, numa época de moda das conferências no Rio de Janeiro, e produziu também contos e crônicas.

Conheça algumas obras do escritor que fazem parte do nosso acervo:

  • Antologia Poética
    Número de chamada: 821.134.3(81)-1 B595a 1997
  • O dinheiro: ensaio
    Número de chamada: 821.134.3(81)-4 B595d 1997
  • Ironia e piedade
    Número de chamada: H.L. 821.134.3(81)-94 B595i 1916
  • Poesias: panóplias, via-láctea, sarças de fogo, alma inquieta, as viagens, o caçador de esmeraldas, tarde
    Número de chamada: 821.134.3(81)-1 B595p 1978
  • Vossa insolência: crônicas
    Número de chamada: 821.134.3(81)-94 B595v 1996

Fonte: ABL

Fazendo as malas: para quem gosta de viajar, mesmo do sofá

Livro-Fazendo-as-MalasVocê já está preparado para fazer as malas? Então não perca a oportunidade de viajar com a dica de leitura do Desafio Literário de dezembro!

Neste guia inusitado, Danuza Leão visita quatro cidades europeias e traz de volta uma mala cheia de dicas e histórias indispensável para quem gosta de viajar, mesmo do sofá. 

A alegria colorida das festas sevilhanas, as tentações irresistíveis dos doces portugueses, os preços estratosféricos (e a qualidade nem tanto) das maisons e butiques parisienses, e a elegância e o romantismo dos homens romanos são alguns temas desta viagem conduzida pelas mãos da escritora.

E se você quer descobrir outros destinos, visite as bibliotecas e aproveite o empréstimo especial de férias!

Fonte: Companhia das Letras

Relaxar, rir e refletir… Viagens com Epicuro

Foto-livro-Viagens-com-EpicuroPara o Desafio Literário deste mês, separamos um dica de leitura que fará você descobrir os segredos para uma vida plena entre os pensamentos filosóficos e a geografia de uma ilha grega.

Quando nos deparamos com uma encruzilhada, a quem recorrer? Daniel Klein recorreu aos gregos e partiu em viagem a Hidra, uma das ilhas da Grécia, carregando na mala uma boa dose de filosofia antiga, sua curiosidade inata e algumas noções de grego. O objetivo: descobrir a melhor maneira de viver a vida.

Tomando como principal mentor Epicuro, filósofo grego que se dedicou a entender os caminhos que conduzem à felicidade e observando os hábitos dos moradores locais, entre uma porção de azeitona frescas, um prato de moussaka e um copo de licor de anis, com o pôr do sol sobre o mar Egeu como pano de fundo, Klein arrebanha o leitor e o leva numa jornada transformadora. Graças à sua prosa saborosa e bem-humorada, e ao seu talento ímpar de aproximar a filosofia da vida cotidiana, o resultado é uma obra encantadora sobre os segredos do bem viver. 

As férias estão chegando, que tal viajar na leitura?

Desafio-dezembro-postO último Desafio Literário do ano já vem em clima de férias! E nada melhor do que o verão para você conhecer novos lugares e aprender sobre diferentes culturas.

Pensando nisso, o desafio deste mês é ler um livro de um lugar que você gostaria de conhecer. Se você está procurando sugestões, separamos alguns livros que fazem parte do nosso acervo:

  • Um lugar na janela: relatos de viagem – Martha Medeiros

Número de chamada: 821.134.3(816.5)-94 M488L 2012

  • Fazendo as malas – Danuza Leão

Número de chamada: 910.4(4) L437f 2008

  • Paris para um e outros contos – Jojo Moyes

Número de chamada: 821.111-31 M938p 2017

  • A insustentável leveza do ser – Milan Kundera

Número de chamada: 821.162.3-31 K96i 2008

  • Ioga para quem não está nem aí – Geoff Dyer

Número de chamada: 821.111-94 D996i 2007

  • On the road: pé na estrada – Jack Kerouac

Número de chamada: 821.111(73)-311.3 K39o 2004

  • O Aleph – Jorge Luis Borges

Número de chamada: 821.134.2(82)-34 B732a 2008

  • Cem dias entre céu e mar – Amyr Klink

Número de chamada: 910.2 K65c 1991

  • Livre: a jornada de uma mulher em busca do recomeço – Cheryl Strayed

Número de chamada: 821.111(73)-992 S913L 2013

  • Viagem a Portugal – José Saramago

Número de chamada: 821.134.3-992 S243v 1997

  • De carona com Buda: o Japão de cabo a cabo – Will Ferguson

Número de chamada: 821.111(71)-992 F353d 2007

  • Um adivinho me disse: viagens pelo misticismo do Oriente – Tiziano Terzani

Número de chamada: 821.131.1-992 T334a 2005

  • A amiga genial: infância, adolescência – Elena Ferrante

Número de chamada: 821.131.1-31 F373a 2015

  • A sombra do vento – Carlos Ruiz Zafón

Número de chamada: 821.134.2-31 R934s 2007

Você encontra mais sugestões nas Bibliotecas UCS. Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs

Dica de leitura: Clarice na cabeceira

ClariceO Desafio Literário deste mês convida você para ler um livro de contos ou crônicas. Neste post, conheça um pouco mais sobre a jornalista Clarice Lispector.

“A Clarice ficcionista, autora de romances como A paixão segundo G.H. e A hora da estrela, todos conhecem. Poucos, no entanto, sabem como se iniciou a trajetória da Clarice jornalista. Seu primeiro registro em carteira de trabalho foi no jornal A Noite, como repórter. A partir dali, Clarice fez de tudo nas redações cariocas dos anos 1940.

Clarice na cabeceira: Jornalismo está dividido em quatro partes: os primeiros textos na imprensa, as páginas femininas, as crônicas e as entrevistas. Já é possível perceber a marca da grande escritora que Clarice viria a ser nas crônicas que um dia se tornariam romances, nos fragmentos de ficção, e na ousadia de reinventar o colunismo feminino e de fazer perguntas improváveis aos seus entrevistados como ‘O que é amor?’ ou ‘Qual é a coisa mais importante do mundo?’.

Em conversa com Tom Jobim, a Clarice entrevistadora, como de hábito, falou sobre si: ‘Escrevo com amor e atenção e ternura e dor e pesquisa, e queria de volta, como mínimo, uma atenção completa.’ O livro, sem dúvidas, atende a este desejo”.

Texto do livro

7 livros para o Dia da Consciência Negra

LivrosO dia 20 de novembro é celebrado no Brasil como o Dia da Consciência Negra. Em 2003 a data foi incluída no calendário escolar nacional. Já em 2011, por meio da Lei 12.519, o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra foi, finalmente, instituído. A escolha da data foi em homenagem à Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares e ícone da resistência negra no país, que morreu em 20 de novembro de 1695.

Para refletir sobre o tema, as Bibliotecas UCS separaram sete sugestões de livros:

  • Na minha pele – Lázaro Ramos

Número de chamada: 821.134.3(81)-94 R175n 2017

  • Palmares, ontem e hoje – Pedro Paulo Funari

E-book disponível na Minha Biblioteca

  • Quarto de despejo: diário de uma favelada – Carolina Maria de Jesus

Número de chamada: 821.134.3(81)-94 J58q 1993

  • Um defeito de cor – Ana Maria Gonçalves

Número de chamada: 821.134.3(81)-31 G635d 3.ed

  • Mulheres, raça e classe – Angela Yvonne Davis

Número de chamada: 396(73)(=414) D261m 2016

  • O sol é para todos – Harper Lee

Número de chamada: 821.111(73)-31 L478s 2016

  • Americanah – Chimamanda Ngozi Adichie

Número de chamada: 821.111(6)-31 A235a 2014

Fonte: Ibram, BN

O Amor Acaba – Crônicas Líricas e Existencialista

O amor acaba reúne as principais crônicas de Paulo Mendes Campos cujo tema principal é, contradizendo o título, o amor e suas variações sobre o tema: o amor pelo êxtase, a beleza feminina, a amizade, o ócio, o desregramento dos sentidos – e uma bem-humorada e ligeira luta contra os lugares-comuns, o conservadorismo, a falta de delicadeza, as convenções e, como vai bem a um boêmio, a chatice.

O livro é a nossa dica de leitura para o Desafio Literário deste mês. E para você se inspirar, separamos um trecho da crônica que dá nome ao livro:

Livro-O-Amor-Acaba“(…) às vezes o amor acaba como se fora melhor nunca ter existido; mas pode acabar com doçura e esperança; uma palavra, muda ou articulada, e acaba o amor; na verdade; o álcool; de manhã, de tarde, de noite; na floração excessiva da primavera; no abuso do verão; na dissonância do outono; no conforto do inverno; em todos os lugares o amor acaba; a qualquer hora o amor acaba; por qualquer motivo o amor acaba; para recomeçar em todos os lugares e a qualquer minuto o amor acaba”.

Fonte: Companhia das Letras

5 livros recém-chegados ao nosso acervo

Fotos-livrosSeparamos 5 livros que chegaram recentemente ao nosso acervo para quem está procurando novas leituras:

  • O inferno somos nós: do ódio à cultura de paz – Leandro Karnal; Monja Coen. Número de chamada: 159.947.4 K18i 2018

O historiador Leandro Karnal e a Monja Coen (…)lembram que o medo pode estar na origem da violência e apontam como conhecimento, de si e do outro, é capaz de produzir uma nova atitude na sociedade, menos agressiva e mais acolhedora.

  • Se não eu, quem vai fazer você feliz? minha história de amor com Chorão – Graziela Gonçalves. Número de chamada: 821.134.3(81)-94 G635s 2018

Este livro de memórias, além de ser uma declaração de amor a Chorão, ajuda a entender os motivos que o transformaram num dos nomes mais idolatrados do rock nacional. Graziela relembra o começo de relacionamento, quando dividir um cachorro-quente era o maior luxo a que os dois podiam se dar, até o estrondoso sucesso da banda.

  • Um dia ainda vamos rir de tudo isso – Ruth Manus. Número de chamada: 821.134.3(81)-94 M294d 2018

Ruth Manus possui o raro talento dos cronistas capazes de produzir textos instigantes a partir de assuntos banais (…). Mas talvez mais notável ainda seja a capacidade incomum de Ruth de escrever com sagacidade e sutileza sobre assuntos nada banais: padrões estéticos, Direito do Trabalho, machismo e outras questões contemporâneas não só pertinentes como necessárias.

  • 21 lições para o século 21 – Yuval Noah Harari. Número de chamada: 316.42 H254v 2018

Num mundo repleto de informações irrelevantes, clareza é poder. Se não há mais restrição ao fluxo de ideias, a lógica da censura parece ter sido subvertida: o excesso de conteúdo a que as pessoas estão expostas diariamente inunda-as de desinformação e distrações. 21 lições para o século 21 faz uma travessia por essas águas turvas e confronta alguns dos temas mais urgentes da agenda global.

  • O buraco da agulha – Ken Follett. Número de chamada: 821.111-311.6 F667b 2018

Na obra-prima que lhe garantiu, há 40 anos, a entrada no cenário da literatura, Ken Follet fisga o leitor desde a primeira página, com uma trama repleta de suspense, intrigas e maquinações do coração humano.

Que tal ler um livro de contos ou crônicas?

desafio-novembro-faceO ano está chegando ao fim e você está sem tempo para ler?

Para que a falta de tempo não se transforme em um motivo que te faça perder uma boa leitura, preparamos o Desafio Literário deste mês com várias histórias curtas. Então, que tal ler um livro de contos ou crônicas?

Se você está procurando sugestões, separamos alguns livros que fazem parte do nosso acervo:

  • Todos os contos – Clarice Lispector

Número de chamada:  821.134.3(81)-34 L771t 2016

  • Morangos mofados – Caio Fernando Abreu

Número de chamada:  821.134.3(816.5)-34 A162m 6.ed.

  • Um dia ainda vamos rir de tudo isso – Ruth Manus

Número de chamada: 821.134.3(81)-94 M294d 2018

  • Histórias extraordinárias – Edgar Allan Poe

Número de chamada: 821.111(73)-34 P473h 2008

  • Quem diria que viver ia dar nisso – Martha Medeiros

Número de chamada:  821.134.3(816.5)-94 M488q 2018

  • Me ajude a chorar: crônicas – Carpinejar

Número de chamada:  821.134.3(816.5)-94 C298ma 2014

  • Amora: contos – Natalia Borges Polesso

Número de chamada: 821.134.3(81)-34 P765a 2015

  • Nas entrelinhas do horizonte – Humberto Gessinger

Número de chamada:  821.134.3(816.5)-94 G392n 2012

  • Memórias: a menina sem estrela – Nelson Rodrigues

Número de chamada:  821.134.3(81)-94 R696m 2009

  • Ficções – Jorge Luis Borges

Número de chamada:  821.134.2(82)-34 B732f 2007

  • História da sua vida e outros contos – Ted Chiang

Número de chamada:  821.111(73)-34 C532h 2016

  • Dropz – Rita Lee

Número de chamada:  821.134.3(81)-34 L479d 2017

  • Os contos de Beedle, o bardo : traduzidos das runas originais por Hermione Granger – J. K. Rowling

Número de chamada:  82-93 R883c 2008

  • Contos peculiares – Ransom Riggs

Número de chamada: 821.111(73)-312.9 R569co 2016

Você encontra mais sugestões nas Bibliotecas UCS. Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs

5 livros para o Dia das Crianças

Feliz-dia-das-criançasHoje é Dia das Crianças e separamos alguns livros que fazem parte do universo infantil:

Histórias de ninar para garotas rebeldes – Elena Favilli e Francesca Cavallo

O livro contém cem histórias que provam a força de um coração confiante: o poder de mudar o mundo. Os retratos das valentes mulheres inspiram uma profunda convicção de que a beleza se manifesta em todas as formas, cores e idades.

Número de chamada: 82-93 F274h

Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias – Ruth Rocha

O livro mostra situações reais do cotidiano de um jeito que procura ser simples e de modo colorido. Os personagens dos três contos que compõem este livro são crianças que vivem no espaço urbano. Elas resolvem seus impasses com muita esperteza e vivacidade; Marcelo cria palavras novas, Teresinha e Gabriela descobrem a identidade na diferença e Carlos Alberto compreende a importância da amizade.

Número de chamada: 82-93 R672mc

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

O livro é um romance do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, publicado em 1943, nos Estados Unidos. O Pequeno Príncipe, que vivia em um planeta tão pequeno, onde só existia ele, uma rosa e seus vulcões, resolve viajar por outros planetas. Nessa grande aventura, o pequeno príncipe conhece pessoas diferentes e vive momentos nunca antes vividos.

Número de chamada: 82-93 S137p

Caçadores de Trolls – Guillermo del Toro e Daniel Kraus

Um livro sobre os medos e criaturas que se ocultam onde menos se espera. Jim Sturges é o típico adolescente na cidade de San Bernardino: tem um pai superprotetor, um melhor amigo meio desajeitado e uma paixão platônica por uma menina que nem sabe que ele existe. Mas isso tudo muda quando um mistério de décadas ressurge, ameaçando a vida de todos os moradores da entediante cidadezinha. Junto com um grupo de heróis improváveis, Jim terá que enfrentar monstros e criaturas fantásticas.

Número de chamada: 821.111(73)-312.9 T686c

Diário de um banana – Jeff Kinney

A série de livros apresenta um herói improvável e suas aventuras no universo infantil.  Mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam, Greg Heffley sabe melhor do que ninguém que não é fácil ser criança!

Número de chamada:82-93 K55db

Fontes: Cultura Alternativa e Saraiva

Quem é Malala Yousafzai? A prêmio Nobel em suas próprias palavras

MalalaMais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz, símbolo da luta pelo direito à educação das meninas, sobrevivente da violência extremista do Talibã, feminista. São muitos os apostos que podem definir Malala Yousafzai, que saltou aos olhos do mundo após ser baleada quando voltava para casa em um ônibus escolar, desafiando os talibãs locais que impedem as jovens de frequentar a escola.

Para entender os caminhos que levaram Malala a obter tamanho destaque global, selecionamos trechos extraídos do livro “Eu sou Malala: a história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã” que costuram episódios, reflexões e opiniões da menina paquistanesa, em sua própria voz. Confira também outras biografias nas Bibliotecas UCS e participe do Desafio Literário deste mês!

Sobre seu nascimento
“No dia em que nasci, as pessoas da nossa aldeia tiveram pena da minha mãe, e ninguém deu parabéns a meu pai. Vim ao mundo durante a madrugada, quando a última estrela se apaga. Nós, pachtuns, consideramos esse um sinal auspicioso. Meu pai não tinha dinheiro para o hospital ou para uma parteira; então uma vizinha ajudou minha mãe. O primeiro bebê dos meus pais foi natimorto, mas eu vim ao mundo chorando e dando pontapés. Nasci menina num lugar onde rifles são disparados em comemoração a um filho, ao passo que as filhas são escondidas atrás de cortinas, sendo seu papel na vida apenas fazer comida e procriar.”

Sobre sua luta
“Quando cruzamos o desfiladeiro Malakand, vi uma mocinha vendendo laranjas. Para cada laranja que vendia, ela fazia uma marquinha com lápis num pedaço de papel, pois não sabia ler nem escrever. Tirei uma foto e jurei que faria tudo o que estivesse a meu alcance para ajudar a educar garotas como ela. Era essa a guerra que eu ia travar.”

Sobre o medo
“Não falei nada para meus pais, mas, toda vez que saía, tinha medo de que talibãs armados me saltassem à frente ou que jogassem ácido no meu rosto, como tinham feito com diversas mulheres no Afeganistão. Sentia medo principalmente dos degraus que levavam até nossa rua, onde os meninos costumavam ficar. Às vezes, pensava ouvir passos atrás de mim ou imaginava figuras se esgueirando nas sombras.”

O atentado
“Algumas pessoas escolhem bons caminhos e algumas escolhem caminhos ruins. A bala atirada por um homem me atingiu, fez meu cérebro inchar, roubou a minha audição e cortou o nervo do lado esquerdo de meu rosto em menos de um segundo. E depois desse segundo milhões de pessoas rezaram por mim, por minha vida, e médicos talentosos me deram meu próprio corpo de volta. Eu era uma boa menina. Meu coração tinha apenas o desejo de ajudar as pessoas. Não fiz nada com o objetivo de receber prêmios ou dinheiro. Sempre rezei a Deus: ‘Quero ajudar as pessoas. Por favor, me ajude a fazer isso’.”

A Malala de hoje
“Meu mundo mudou muito. Nas prateleiras da nossa sala há prêmios do mundo inteiro – Estados Unidos, Índia, França, Espanha, Itália, Áustria, e muitos outros lugares. Fui até indicada para o prêmio Nobel da Paz, a pessoa mais jovem de todos os tempos. Quando ganhava prêmios pelo meu trabalho na escola, eu ficava feliz, pois trabalhava duro para merecê-los. Mas esses outros prêmios são diferentes. Sou grata por eles, mas só me lembram quanto ainda falta fazer para atingir a meta de educação para todo menino e toda menina. Não quero ser lembrada como a “menina que foi baleada pelo Talibã” mas como “a menina que lutou pela educação”. Esta é a causa para a qual estou dedicando minha vida.”

Texto: Thais Paiva – Educação Integral

No mês de outubro, te desafiamos a ler uma biografia!

Desafio-outubro-faceParticipe do Desafio Literário das Bibliotecas UCS! Todo mês há uma nova proposta para você descobrir novas leituras. Neste mês, o desafio é ler uma biografia.

Se você está procurando sugestões, separamos alguns livros que fazem parte do nosso acervo:

  • Leonardo da Vinci – Walter Isaacson

Número de chamada: 75LEONARDO L581L 2017

  • Frida: a biografia – Hayden Herrera

Número de chamada:  929KAHLO K12 2011

  • Vale tudo: o som e a fúria de Tim Maia – Nelson Motta

Número de chamada: 78MAIA M921v 2007

  • Pablo Escobar: meu pai – Sebastián Marroquín

Número de chamada:  929ESCOBAR E74p 2016

  • Stephen Hawking – Michael White; John Gribbin

Número de chamada:  929HAWKING W586s 2015

  • Só por hoje e para sempre: diário do recomeço – Renato Russo; Leonardo Lichote (Org.)

Número de chamada: 821.134.3(81)-94 R969s 2015

  • #Girlboss: a inspiradora história da executiva de 100 milhões de dólares, CEO do site Nasty Gal – Sophia Amoruso

Número de chamada:  929AMORUSO A524h 2015

  • Guardiola confidencial: um ano dentro do Bayern de Munique acompanhando de perto o técnico que mudou o futebol para sempre – Martí Perarnau

Número de chamada:  929GUARDIOLA P426g 2015

  • A caçada ao lobo de Wall Street – Jordan Belfort

Número de chamada:  821.111(73)-94 B428c 2014

  • Steve Jobs: a biografia – Walter Isaacson

Número de chamada:  929JOBS J62s 2011

  • Uma vida sem limites: inspiração para uma vida absurdamente boa –  Nick Vujicic

Número de chamada:  929VUJICIC V987v 2011

  • Rita Lee: uma autobiografia – Rita Lee

Número de chamada:  929LEE L479r 2016

  • Eu sou Malala: a história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo talibã – Malala Yousafzai; Christina Lamb

Número de chamada:  929YOUSAFZAI Y82e 2013

Você encontra mais sugestões nas Bibliotecas UCS. Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs

6 autores gaúchos para conhecer

LivrosChegamos ao final de setembro e para não perder o ritmo do Desafio Literário, preparamos uma lista com 6 autores gaúchos para você conhecer:

Antonio Xerxenesky é um porto-alegrense nascido no fim de 1984.  Escritor e tradutor, é autor, dentre outros, de F (2014, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura e primeira seleção do Prix Médicis Étranger). Sua obra foi traduzida para o francês e o espanhol. Xerxenesky foi escritor residente do International Writing Program, na Universidade de Iowa (Estados Unidos), em 2015, e da Fondation Jan Michalski, em Montricher (Suíça), em 2017. Areia nos dentes é o seu primeiro romance.

Dica: Areia nos dentes – número de chamada: 821.134.3(816.5)-31 X6a 2008

Carol Bensimon nasceu em Porto Alegre, em 1982. Publicou contos no jornal Zero Hora e em revistas como Ficções e Bravo!. Estreou com as narrativas de Pó de parede (2008). Sinuca embaixo d’água ganhou a Bolsa Funarte de Estímulo à Criação Literária. Defendeu mestrado em Teoria da Literatura e fez doutorado na Sorbonne Nouvelle em Paris. É uma das integrantes da edição Os melhores jovens escritores brasileiros, da revista inglesa Granta.

Dica: Sinuca embaixo d’água – número de chamada: 821.134.3(816.5)-31 B474sa 2009

Michel Laub nasceu em Porto Alegre, em 1975.  Escritor e jornalista, publicou seis romances. Recebeu os prêmios JQ-Wingate (Inglaterra), Transfuge (França) e Jabuti (segundo lugar), entre outros, e foi finalista de prêmios como o International Dublin Literary Award, o Correntes d’Escritas (Portugal) e o Portugal Telecom (três vezes).

Dica: Longe da água – número de chamada: 821.134.3(81)-31 L366L 2004

Natalia Borges Polesso é escritora e doutoranda em Teoria da Literatura na PUCRS. É autora de Recortes para álbum de fotografia sem gente, obra vencedora do prêmio Açorianos 2013 na categoria contos, do livro de poemas Coração à corda, de 2015, e também da tirinha tosca A escritora incompreendida, publicada apenas na internet.

Dica: Amora: contos – número de chamada: 821.134.3(81)-34 P765a 2015

Pedro Guerra é um escritor nascido em Caxias do Sul. Cronista do jornal Pioneiro, ganhou diversos prêmios nas áreas de contos, crônicas e poesias, sendo o mais recente o prêmio Açorianos de Literatura, pelo livro Precisava de Você. Além do lançamento de seus novos livros, trabalha ministrando cursos de escrita, marketing e empreendedorismo, bem como realizando visitas em escolas, onde promove a formação de leitores.

Dica: A rainha está morta – número de chamada: 821.134.3(816.5)-312.4 G934r 2013

Veronica Stigger nasceu em 1973, em Porto Alegre. É escritora, crítica de arte e professora universitária. Seu livro de estreia O trágico e outras comédias é uma reunião de contos. Depois deste, publicou mais nove volumes: sete adultos e dois infantis.

Dica: O trágico e outras comédias – número de chamada: 821.134.3(81)-34 S855t 2.ed.

Fontes: Companhia das Letras, Não Editora, Agência Riff