Desafio Literário de maio: um livro de ficção científica!

post-faceParticipe do Desafio Literário das Bibliotecas UCS! Todo mês há uma nova proposta para você descobrir novas leituras. Neste mês o desafio é ler um livro de ficção científica!

Confira abaixo a lista com algumas indicações de leitura. Você encontra mais sugestões nas estantes temáticas das bibliotecas da UCS.

Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs e participe!

  • Fahrenheit 451, de Ray Bradbury
    Número de chamada:821.111(73)-31 B798f
  • 1984, George Orwell
    Número de chamada:821.111-31 O79m
  • Neuromancer, de William Gibson
    Número de chamada:821.111(73)-311.9 G451n
  • Admirável mundo novo, de Aldous Huxley
    Número de chamada:821.111-31 H986a
  • Doctor Who: Shada, de Gareth Roberts
    Número de chamada:821.111-311.9 R644d
  • O guia do mochileiro das galáxias, de Douglas Adams
    Número de chamada: 821.111-311.9 A211ga
  • Androides sonham com ovelhas elétricas?, de Philip K. Dick
    Número de chamada: 821.111(73)-311.9 D547a
  • Star Wars: a trilogia, de George Lucas, Donald F. Glut e James Kahn
    Número de chamada:821.111(73)-311.9 L933s
  • A mão esquerda da escuridão, de Ursula K. Le Guin
    Número de chamada:821.111(73)-311.9 G964m
  • Fundação, Isaac Asimov
    Número de chamada: 821.111(73)-311.9 A832fa
  • A guerra dos mundos, WELLS, Herbert George Wells
    Número de chamada:821.111-311.9 W454g
  • O conto da aia, Margaret Eleanor Atwood
    Número de chamada:821.111(71)-34 A887c
  • Jurassic Park, Michael Crichton
    Número de chamada: 821.111(73)-311.3 C928j
  • 2001: uma odisseia no espaço, Arthur C. Clarke
    Número de chamada:821.111-311.9 C597d
  • Jogador número 1, Ernest Cline
    Número de chamada: 821.111(73)-312.9 C641j

 

Confira os livros de literatura que estão chegando no nosso acervo

Livros-novos-abrilAs histórias têm o poder de nos envolver e nos mostrar novas perspectivas. Pode ser um livro de terror ou um romance de época, uma fantasia com reinos mágicos ou um livro que explica a mágica do universo, um drama adolescente que nos mostra a valorizar quem somos ou uma ajuda para termos coragem de abraçar as nossas imperfeições. Essas histórias e muitas outras estão chegando no nosso acervo. Se você já está curioso, confira a lista abaixo com os novos títulos.

Os livros estão sendo incluídos no nosso acervo. Desse modo, é importante você pesquisar no catálogo online e verificar se o exemplar está disponível para empréstimo. 

  • A coragem de ser imperfeito, de Brené Brown
  • Boy Erased: uma verdade anulada, de Garrard Conley
  • O primeiro homem, de James R. Hansen
  • Breves respostas para grandes questões, de Stephen Hawking
  • O construtor de pontes, de Markus Zusak
  • A essência do mal, de Luca D’Andrea
  • Medo Clássico vol. 1, de Edgar Allan Poe
  • Medo Clássico vol. 2, de Edgar Allan Poe
  • After 3 – Depois do desencontro, de Anna Todd
  • After 4 – Depois da esperança, de Anna Todd
  • A história do cinema para quem tem pressa, de Celso Sabadin
  • A queda de Gondolin, de J. R. R. Tolkien
  • Beren e Lúthien, de J. R. R. Tolkien
  • As mil partes do meu coração, de Colleen Hoover
  • Cama de gato, de Kurt Vonnegut
  • Corte de gelo e estrelas, de Sarah J. Maas
  • Escândalo do cetim, de Loretta Chase
  • Justiça a qualquer preço, de John Grisham
  • Kindred, de Octavia E. Butler
  • Leah fora de sintonia, de Becky Albertalli
  • Leviatã desperta, de James S. A. Corey
  • Namorada podre de rica, de Kevin Kwan
  • Menina veneno, de Carina Rissi
  • Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, de Sarah Maclean
  • Onze leis a cumprir na hora de seduzir, de Sarah Maclean
  • Dez formas de fazer um coração, de Sarah MacLean
  • Prisioneiros da mente, de Augusto Cury
  • Romance entre rendas, de Loretta Chase
  • Sedução da Seda, de Loretta Chase
  • Volúpia de veludo, de Loretta Chase
  • Sem fôlego, de Abbi Glines
  • O verão que mudou minha vida, de Jenny Han
  • Sempre teremos o verão, de Jenny Han
  • Sem você não é verão, de Jenny Han
  • Um cavalheiro em Moscou, de Amor Towles

5 Novas Leituras

Livros-novosEstá procurando respostas sobre a origem do universo, um conto de terror ou uma história para entender a vida? Confira os cinco livros que chegaram recentemente no nosso acervo:

 

  • Breves respostas para grandes questões, de Stephen Hawking
    Número de chamada: 524.8 H392b 2018
    Stephen Hawking nos presenteia com esta obra final, na qual responde as grandes perguntas que acompanham a humanidade desde os primórdios.

  • A parte que falta, de Shel Silverstein
    Número de chamada: 82-93 S587p 2018
    E você, já achou que falta algo em sua vida? Esse clássico da literatura infantil mostra através de traços simples a busca pela completude. Se você já ficou curioso, assista o vídeo da Jout Jout e descubra a falta que a falta faz.

  • A pequena caixa de Gwendy, Stephen King e Richard T. Chizmar
    Número de chamada: 821.111(73)-312.4 K54p 2018
    Stephen King, o mestre do terror, e Richard Chizmar, autor premiado de A Long December, viajam novamente para a pequena cidade Castle Rock nesta história eletrizante.

  • Cama de gato, de Kurt Vonnegut
    Número de chamada: 821.111(73)-34 V947c 2017
    O livro é uma divertida sátira do homem moderno e de suas loucuras. Sua narrativa fala sobre moral, ciência, política e fim do mundo – a mais peculiar ficção apocalíptica já escrita.

  • Pega a visão, de Richesther Paaltiel da Silva
    Número de chamada: 159.947.4 S586p 2018
    Neste livro, você saberá toda a história de Rick Chesther e como sua vida é uma inspiração para não desistir.

Fonte: Saraiva

Dia Nacional do Livro Infantil

Foto-livros-infantisHoje, 18 de abril, é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil! E para celebrar a data, visite o acervo de livros infanto-juvenis das Bibliotecas UCS!

O acervo reúne cerca de 10 mil exemplares, incluindo livros de grandes autores infantis, como Monteiro Lobato, Pedro Bandeira, Ziraldo, Ruth Rocha, Irmãos Grimm, Hans Christian Andersen, Charles Perrault e Roald Dahl. O acervo conta ainda com títulos populares, como O Pequeno Príncipe, Diário de um Banana, A Parte que Falta, Meu Pé de Laranja Lima, A Bolsa Amarela, Alice no País das Maravilhas entre outros.

 

Quem foi Samuel Beckett?

Samuel BeckettSamuel Beckett nasceu em 13 de abril de 1906 e  foi um dos fundadores do teatro do absurdo.  Ele é considerado um dos principais autores do século 20. Em 1969, o escritor ganhou o Prêmio Nobel de Literatura.

O minimalismo de Beckett revolucionou o teatro há meio século e, conforme especialistas, ainda não foi superado. Limpou do palco tudo o que é acessório, reduzindo-o ao essencial. Criou tensão dramática com a inércia e fez do aborrecimento um tema. Escreveu peças sem “argumento”, com personagens sem história e sem passado, e instituiu o monólogo.

Confira quais são os livros do escritor que fazem parte do nosso acervo e participe do Desafio Literário deste mês:

  • O inominável
    Número de chamada: 821.111(415)-31 B396i 2009
  • Primeiro amor
    Número de chamada: 821.111(415)-31 B396p 2004
  • Proust
    Número de chamada: 821.111(415)-4 B396p 1986
  • Teatro de Samuel Beckett: À espera de Godot, Fim de festa, A última gravação
    Número de chamada: 821.111(415)-2 B396t 2.ed.

Fontes: Público e UOL Educação

5 novas leituras

Livros novosEstá procurando um bom romance, uma aventura fantástica ou uma inspiração para a vida? Confira os cinco livros que chegaram recentemente no nosso acervo:

  • Audaz, de Maurício Benvenutti
    Número de chamada:658.016.7 B478a 2018O livro compartilha as 5 competências para manter qualquer carreira e organização competitiva nos dias de hoje. 
  • A queda de Gondolin, de J. R. R. Tolkien
    Número de chamada: 821.111-312.9 T649q 2018O último dos três Grandes Contos Perdidos do legendário J.R.R.Tolkien narra a jornada de Tuor rumo à cidade secreta de Gondolin, refúgio élfico do povo do Rei Turgon.
  • Espiritualidade para corajosos, de Luiz Felipe Pondé
    Número de chamada: 242 P796e 2018Segundo o autor, o livro não é um tratado sobre espiritualidade  e nem um manual traçando sua história. “É um livro que parte de uma intuição: a vida não tem sentido evidente, portanto é necessário dar um sentido a ela, como disse o escritor francês Albert Camus.”
  • O novo poder, de Henry Timms e Jeremy Heimans
    Número de chamada:658:004.738.5 T584n 2018Neste livro, os autores traçam um panorama de casos emblemáticos do mundo dos negócios, da política e da cultura pop – de movimentos como #MeToo até as vitórias inesperadas de Obama e Trump.
  • A grande solidão, de Kristin Hannah
    Número de chamada: 821.111(73)-31 H243g 2018O livro é um retrato da fragilidade e da resistência humana. Uma bela e tocante história sobre amor e perda, sobre o instinto de sobrevivência e o aspecto selvagem que habita tanto o homem quanto a natureza.

Livros da Cátedra José Bonifácio estão disponíveis online

livros-uspJá estão disponíveis gratuitamente em versão digital, no Portal de Livros Abertos da Editora da USP (Edusp), seis títulos lançados pela Cátedra José Bonifácio da USP. Gerida pelo Centro Ibero-Americano (Ciba) da USP, a Cátedra José Bonifácio foi criada em 2013 e a cada ano recebe uma figura pública de destaque para comandá-la.

Como informa o professor Pedro Dallari, docente do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, coordenador do Ciba e responsável pela gestão da Cátedra José Bonifácio, a cátedra é um programa de apoio à pesquisa que reúne todo ano pesquisadores da USP em torno de uma grande liderança ibero-americana. “A cada ano, quando encerra seu período como catedrático, ele produz uma coletânea de artigos, feitos pelos pesquisadores da USP que trabalharam com ele e intelectuais convidados”, diz, acrescentando que é um processo de produção “muito intenso”.

Cada livro reúne cerca de 20 artigos sobre a temática abordada pelo catedrático. Os dois primeiros catedráticos, o ex-presidente chileno Ricardo Lagos (2013) e o economista uruguaio Enrique Iglesias (2014), que dirigiu o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), se dedicaram aos estudos da economia política latino-americana. Os títulos são, respectivamente, A América Latina no Mundo: Desenvolvimento Regional e Governança Internacional e Os Desafios da América Latina no Século XXI.

Em 2015, como relata Dallari, “mudamos a inflexão, e escolhemos como catedrática Nélida Piñon, escritora e ex-presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), que trabalhou com elementos comuns da cultura ibero-americana”, resultando no livro As Matrizes do Fabulário Ibero-Americano.

Dallari destaca a participação de Felipe González na Cátedra José Bonifácio, que escolheu como tema “A Crise da Democracia Contemporânea”, originando o livro Governança e Democracia Representativa. “Foi um espetáculo, porque 2016 foi o ano do plebiscito do Brexit na Inglaterra e da eleição de Donald Trump nos Estados Unidos”, diz o professor.

A catedrática seguinte foi a socióloga e diplomata mexicana Beatriz Paredes (2017). Ela coordenou o quinto volume da cátedra, O Mundo Indígena na América Latina: Olhares e Perspectivas, que traz reflexões e perspectivas analíticas sobre os povos indígenas na América Latina, sua importância histórica e seu legado.

O sexto volume, Democracia, Liderança e Cidadania na América Latina, apresenta os resultados do ciclo de estudos coordenado em 2018 por Laura Chinchilla, cientista política que presidiu a Costa Rica de 2010 a 2014, após ter ocupado a Vice-Presidência do país no período imediatamente anterior.

Texto adaptado: Claudia Costa – Jornal da USP

Em abril, leia uma peça de teatro!

desafio-abril-faceRomeu e Julieta, Hamlet, Sonho de uma noite de verão… Você já deve ter ouvido falar dessas histórias, escritas por William Shakespeare.

O escritor é considerado o maior dramaturgo de todos os tempos e não podemos perder a oportunidade de homenageá-lo no mês do seu nascimento. Desse modo, o Desafio Literário de abril é ler uma peça de teatro!

Confira abaixo a lista com algumas indicações de leitura. Você encontra mais sugestões nas estantes temáticas das bibliotecas da UCS.

Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs e participe!

  • Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare
    Número de chamada: 821.111-22 S527s 2013
  • O Rei Lear, de William Shakespeare
    Número de chamada: 821.111-2 S527r 2005
  • Hamlet, de William Shakespeare
    Número de chamada: 821.111-2 S527h 1997
  • Romeu e Julieta, de William Shakespeare
    Número de chamada: 821.111-2 S539r 2002
  • Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna
    Número de chamada: 821.134.3(81)-2 S939a 2004
  • Harry Potter e a criança amaldiçoada, de J. K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany
    Número de chamada: 821.111-312.9 R884h 2016
  • O beijo no asfalto, de Nelson Rodrigues
    Número de chamada: 821.134.3(81)-2 R696b 1989
  • Boca de ouro, de Nelson Rodrigues
    Número de chamada: 821.134.3(81)-2 R696b 2012
  • O amor do soldado, de Jorge Amado
    Número de chamada: 821.134.3(81)-2 A481aa 5.ed
  • Antígona, de Sófocles
    Número de chamada: 821.14-2 S681a 1999
  • Casa de bonecas e Os espectros, de Henrik Ibsen
    Número de chamada: 821.113.5-2 I14c 2.ed.
  • Don Juan, de Molière
    Número de chamada: 821.134.2-2 M721d 1997
  • Um bonde chamado desejo, de Tennessee Williams e Arthur Miller 
    Número de chamada: 821.111(73)-2 W727b 1980

Você está procurando uma nova leitura?

Livros-novosSeparamos seis livros que chegaram recentemente no nosso acervo:

  • Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha: histórias e contos de fadas assustadores – Liudmila Petruchévskaia
    Número de chamada: 821.161.1-34 P498e 2018

    Este livro traz pela primeira vez ao Brasil os contos da mais celebrada autora russa contemporânea. Com impressionante liberdade narrativa, Petruchévskaia brinca com estereótipos, quebra expectativas e cria tramas que oscilam entre o cômico, o sombrio e o grotesco.

  • Fome de poder: a verdadeira história do fundador do McDonald’s – Ray Kroc e Robert Anderson
    Número de chamada: 929KROC K93f 2018

    Neste livro, você conhecerá o homem por trás da famosa rede de fast-food e verá que suas estratégias ainda são muito válidas para o nosso tempo.

  • Ironias do tempo – Luís Fernando Veríssimo, Isabel Falcão e Adriana Franco de Abreu Falcão (Org.)
    Número de chamada: 821.134.3(816.5)-94 V517i 2018

    Nas voltas e reviravoltas da vida, lá estão elas, as ironias do tempo, o tema desta antologia de crônicas de Luis Fernando Verissimo. 

  • Pai de menina: para ler ao lado de sua filha e construir uma relação para a vida toda – Marcos Mion
    Número de chamada: 821.134.3(81)-94 M669p 2018

    Neste livro, Marcos Mion divide as decisões, os caminhos e as experiências como pai de uma menina.

  • O homem de lata (Tin man) – Sarah Winman
    Número de chamada: 821.111-31 W775h 2018

    Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.

  • Variações enigma – André Aciman
    Número de chamada: 821.412-31 A181v 2018

    Assim como no livro Me chame pelo seu nome, o autor utiliza uma linguagem delicada, pungente e sincera e lança uma luz sensorial sobre as facetas do desejo.

 

 

 

 

5 livros para o Dia da Felicidade

Livros-para-ser-felizO dia 20 de março é o Dia Internacional da Felicidade e este é um bom momento para pensar: o que te faz feliz?

A leitura pode ser uma ótima aliada na busca da felicidade, mostrando novas perspectivas e servindo como inspiração. Assim, separamos 5 dicas de leitura que carregam pelo menos uma pontinha de felicidade! E para não esquecer do Desafio Literário deste mês, os livros indicados são escritos por mulheres:

  • Felicidade crônica – Martha Medeiros
    Número de chamada: 821.134.3(816.5)-94 M488fe 14.ed.
    Por quê? O livro possui os melhores textos da autora sobre os temas sem os quais uma existência feliz não se dá: curtir a vida, amor-próprio, família, viagens e muito mais.
  • Mindset: a nova psicologia do sucesso – Carol S. Dweck
    Número de chamada: 159.947.4 D989m 2017
    Por quê? Considerada uma das maiores especialistas do mundo nos campos da personalidade, psicologia social e psicologia do desenvolvimento, a autora explica como a atitude mental com que encaramos a vida é crucial para o sucesso e a felicidade.
  • O ano em que disse sim: como dançar, ficar ao sol e ser a sua própria pessoa – Shonda Rhimes
    Número de chamada: 159.947.4 R473a 2016
    Por quê? “Você nunca diz sim para nada!” A mulher por trás das séries Grey’s Anatomy, Scandal e How to Get Away With Murder nos mostra como uma simples palavra pode mudar a vida.
  • Faça acontecer: mulheres, trabalho e a vontade de liderar – Sheryl Sandberg
    Número de chamada: 316.334.22-055.2 S213f 2013
    Por quê? Escrito pela mais alta executiva do Facebook, o livro inspira e encoraja as mulheres a vencer as barreiras no mundo profissional.
  • A ciência de ser feliz – Susan Andrews
    Número de chamada: 17.023.34 A569 2011
    Por quê? O livro discute, com uma linguagem leve, a busca da felicidade sob uma perspectiva prática e científica. E quem conta tudo isso é a Susan Andrews, monja iogue, psicóloga e antropóloga pela Universidade Harvard, EUA.

O Desafio Literário está de volta!

desafio-março-faceFérias, carnaval e até o clima de verão já passaram e nos lembram que o ano definitivamente começou! Muitos planos e metas foram traçados neste início de 2019, e o hábito da leitura não pode ser deixado de lado. Ler reduz o estresse, estimula a memória e expande o nosso conhecimento sobre diversos assuntos. E para deixar essa atividade ainda mais prazerosa, estamos voltando com o Desafio Literário das Bibliotecas UCS! Todo mês haverá uma nova proposta de leitura para você descobrir novos livros e manter a leitura em dia!

  • Março: Ler um livro escrito por mulheres
  • Abril: Ler uma peça de teatro
  • Maio: Ler um livro de ficção científica
  • Junho: Ler um romance
  • Julho: Ler um livro que fale sobre amizade
  • Agosto: Ler um livro de um escritor brasileiro
  • Setembro: Ler um romance policial
  • Outubro: Ler um livro infantil
  • Novembro: Ler um livro escrito em língua portuguesa
  • Dezembro: Ler um livro que faça parte de uma série

E então, preparado para o desafio deste mês? No dia 8 de março foi comemorado o Dia Internacional da Mulher e resolvemos estender a nossa homenagem para o desafio: ler um livro escrito por mulheres! Confira as dicas de livros que separamos para você:

  • O sol é para todos – Harper Lee
    Número de chamada: 821.111(73)-31 L478s 2016
  • A amiga genial: infância, adolescência – Elena Ferrante
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373a 2015
  • Orgulho e preconceito – Jane Austen
    Número de chamada: 821.111-31 A933o 2011
  • Amora: contos – Natalia Borges Polesso
    Número de chamada: 821.134.3(81)-34 P765a 2015
  • Tudo nela brilha e queima: poemas de luta e amor – Ryane Leão
    Número de chamada: 821.134.3(81)-1 L437t 2018
  • Minha história – Michelle Obama
    Número de chamada: 929OBAMA O12m 2018
  • Entre os atos – Virginia Woolf
    Número de chamada: 821.111-31 W913e 2008
  • Outros jeitos de usar a boca – Rupi Kaur
    Número de chamada: 821.111(71)-1 K21o 2017
  • O ano em que disse sim: como dançar, ficar ao sol e ser a sua própria pessoa – Shonda Rhimes
    Número de chamada: 159.947.4 R473a 2016
  • Um dia ainda vamos rir de tudo isso – Ruth Manus
    Número de chamada: 821.134.3(81)-94 M294d 2018

Você encontra mais sugestões nas estantes temáticas das bibliotecas da UCS.

Compartilhe a sua experiência nas redes sociais através da hashtag #desafiobiblioucs e participe!

 

Três motivos para ler Elena Ferrante

Bookface-Amiga-GenialA autora da tetralogia napolitana “A amiga genial” foi tema do Pop Clube – Livro Lamparina. Aproveite e leia algumas curiosidades sobre Elena Ferrante, umas das autoras mais relevantes do universo literário mundial dos últimos tempos.

Ah, e fique atento que o Desafio Literário deste ano está chegando!

ONDE ESTÁ ELENA?
Elena Ferrante é um pseudônimo. Desde o lançamento de seu primeiro livro “Um amor incômodo” (1992), a identidade real da escritora é mantida em segredo com a justificativa de que, para ela, quem assina as obras não deve ser mais importante do que a própria obra. E se você for pensar, é verdade: quantas vezes não escolhemos uma leitura baseado em quem a escreveu?

Ferrante tem ainda alguns outros motivos para não querer ser descoberta, mas indo direto ao ponto, o fato de o público não saber quem ela é de verdade está diretamente ligado à inovação que a escritora imprimiu nos romances contemporâneos. Em 2016, Elena Ferrante foi eleita uma das personalidades mais influentes do mundo pela revista Time e, desde janeiro de 2018, assina uma coluna semanal no jornal britânico The Guardian.

POP, PERO NO MUCHO
Você abre a primeira página de um livro escrito por Ferrante e lê. Vira a página e depois mais uma e mais uma e mais uma. Não há nada ali que seja difícil de ser entendido. A linguagem é um convite irrecusável para seguir adiante. É leve e, de repente, te joga no meio de um tornado de reflexões ansiosas de uma personagem. Você mal sai daquele mal-estar e dá de cara com uma citação de Virginia Woolf. E, mais pra frente, algo que lembra Madame Bovary. E é sutil de uma maneira que, quem não conhece os clássicos, segue sem perder um fio da complexa teia engendrada pela autora. Um texto que está sempre com olhos no retrovisor da produção literária mundial e deixa as portas abertas para o leitor que deseja se aprofundar nelas depois.

MULHER EM PRIMEIRO LUGAR
Os relacionamentos entre mulheres, ignorados ao longo da história pelo cânone e, quando citados, colocados nas jaulas dos estereótipos, são a matéria prima de Elena Ferrante. Amizade, maternidade, casamento, autoconhecimento. Ela coloca tudo em cima de uma mesa e, tema por tema, como se fossem caixinhas, vai jogando luz em cada lado das superfícies. E se há claridade de um lado, do outro existem as sombras. Questiona, questiona, questiona. Aperta e alivia. Que mãe é essa que deseja intimamente que a filha vá morar com o pai? Que amiga é essa que estimula, mas sente inveja? Que mulher é essa que não consegue se olhar no espelho e se sentir bonita?

As obras de Elena Ferrante chegaram para abalar não só as estruturas de um mercado que ainda é majoritariamente masculino, mas das leitoras que todos os dias precisam enfrentar o peso do patriarcado. Depois dela, nada fica no lugar. Ainda bem.

Já deu vontade de começar a ler as histórias dessa autora? Então veja quais são os livros que fazem parte do nosso acervo:

  • A amiga genial: infância, adolescência
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373a 2015
  • História do novo sobrenome: juventude
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373ha 2016
  • História de quem foge e de quem fica: tempo intermédio
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373hb 2016
  • História da menina perdida: maturidade – velhice
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373hi 2017
  • A filha perdida
    Número de chamada: 821.131.1-31 F373f 2016
  • Frantumaglia: os caminhos de uma escritora
    Número de chamada: 821.131.1-94 F373f 2017

 

Texto adaptado: Larissa Saram, Lamparina Scope

Sugestões de leitura para o Dia Internacional da Mulher

Dia-das-Mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março, pedimos para a nossa equipe indicar uma obra de uma escritora:

americanahAmericanah, de Chimamanda Ngozi Adichie
“É uma obra fascinante, escrita por uma mulher negra, africana e de personalidade marcante. Simplesmente um livro de tirar o fôlego, prende a atenção do início ao fim. Vai além do romance, é uma forte crítica social.” Indicação de Raquel dos Santos
Número de chamada: 821.111(6)-31 A235a

no seu pescoçoNo seu pescoço, de Chimamanda Ngozi Adichie
Indicação de Carolina Quadros
Número de chamada: 821.111(6)-31 A235n

 

 

o segundo sexoO Segundo Sexo, de Simone de Beauvoir
“Um ótimo livro que trata de feminismo e da condição social da mulher ao longo da história. Ótima leitura.” Indicação de Andria Deves
Número de chamada: 396 B386s 2009

 

malalaMalala, de Viviana Mazza e Eu sou Malala, de Malala Yousafzai e Christina Lamb
“Malala: representante na luta pela educação de mulheres, em regimes políticos que as consideram inferiores e muitas vezes são vítimas de violência.” Indicação de Luciana de Mello
Número de chamada: 929YOUSAFZAI M477m

eu sou malalaEu sou Malala, de Malala Yousafzai e Christina Lamb
Indicação de Bruna Fernandes Cruz
Número de chamada: 929YOUSAFZAI Y82e

 

 

frida

Frida: a biografia, de Hayden Herrera e Eu sou Malala, de Malala Yousafzai e Christina Lamb
“As autoras fizeram biografias lindas de duas mulheres fortes, que em meio à tantas dificuldades e incapacitações não desistiram de seus objetivos, nos mostrando que tudo é possível e que mesmo quando acontecem coisas ruins podemos ver o lado bom de cada situação, dando forças a todas as mulheres que se acham incapazes ou são feridas de alguma forma física, verbal, emocional, enfim.” Indicação de Laíne de Souza Dorneles
Números de chamada: 929KAHLO K12 e 929YOUSAFZAI Y82e

orgulho e preconceitoOrgulho e Preconceito, de Jane Austen
“A obra de Jane Austen retrata através de uma história de amor a maneira como seus personagens resolvem problemas relacionados a educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrática do início do século XIX.” Indicação de Márcia Gonçalves
Número de chamada: 821.111-31 A933o

 

não se apega não.jpgNão Se Apega Não, de Isabela Freitas
“O livro mostra uma maneira ‘leve’ de desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Mostra que louco mesmo são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. E que ficar sozinha não é tão ruim assim.” Indicação de Bruna Barbieri
Número de chamada: 821.134.3(81)-311.2 F862n

feiaFeia, de Constance Briscoe
“Fala da luta de Constance Briscoe, mulher negra, na qual se tornou uma importante juíza na Inglaterra. No livro, ela relata todos os abusos sofridos pela mãe e do abandono pelo pai e por outros familiares quando criança. Esse livro, para mim, é um grande exemplo de persistência e determinação.” Indicação de Gabriele Kamanski

historias de ninarHistórias de ninar para garotas rebeldes, de Elena Favilli e Francesca Cavallo
“Porque as autoras da obra, que já possui dois volumes, contam histórias de mulheres extraordinárias!” Indicação de Paula Fedatto Leal
Número de chamada: 82-93 F274h

 

o assassinatoAssassinato no expresso Oriente, de Agatha Christie
“Uma viagem no mais famoso e luxuoso trem de passageiros do mundo, que liga a Ásia à Europa, é interrompida. A bordo, milionários, aristocratas, empregados – e um assassino. O livro é baseado no verdadeiro caso de um sequestro ocorrido nos Estados Unidos, em 1932.” Indicação de Loide de Souza
Número de chamada: 821.111-312.4 C555a

o sol é para todosO Sol É Para Todos, de Harper Lee
“O livro mesmo tendo sido lançado na década de 60 continua sendo muito atual. A história narrada pelos olhos de uma criança, faz com que a leitura flua e nos deixa na expectativa sobre o desenrolar da trama. Indico a leitura!” Indicação de Carolina Meirelles Meroni
Número de chamada: 821.111(73)-31 L478s

 

doidas e santasDoidas e Santas, de Martha Medeiros
“Por ser uma escritora gaúcha reconhecida nacionalmente. Uma mulher que fala sobre amor, sexo, família, vivências, etc, de uma forma cativante.”  Indicação de Ana Guimarães Pereira
Número de chamada: 821.134.3(816.5)-94 M488da

Livros da autora Martha Medeiros
“Escolho ela por ser uma mulher inteligente, uma escritora fabulosa, e uma cronista que envolve o leitor pela sua originalidade e além, abrange o cotidiano das pessoas. Leva-nos a refletir sobre as situações do dia a dia. Acho ela fabulosa. Recomendo sempre.” Indicação de Márcia Cristine Pegorini   

a guardião da minha irmaA guardiã da minha irmã, de Jodi Picoult
“É uma história comovente que envolve duas irmãs e que demonstra a capacidade de fazer escolhas e das relações afetivas. Faz-nos reavaliar o sentido da vida. O envolvimento com narrativa é de profunda reflexão. Uma leitura excelente.” Indicação de Márcia Cristine Pegorini
Número de chamada: 821.111(73)-31 P599g

 

só o amor consegueSó o amor consegue, de Zíbia Gasparetto
“Porque mexe com os sentimentos mais profundos.” Indicação de Neida Schiemer
Número de chamada: 821.134.3(81)-97 L939s

 

 

a-verdade-de-cada-umA verdade de cada um, de Zíbia Gasparetto
Indicação de Simone Festugatto Kaczala
Número de chamada: 821.134.3(81)-97 L939ve

 

 

a arte de ser mulherA arte de ser mulher, de Véronique Vienne
“Porque ele retrata as peculiaridades que somente as mulheres possuem.” Indicação de Tatiana Trevisan
Número de chamada: 159.947.4 V663a

 

 

amiga genialAmiga Genial, de Elena Ferrante
“A amizade das meninas Lenu e Lila, cheia de cumplicidade e de inveja, dá ritmo a história que mostra os desafios e as contradições que influenciam os caminhos da vida.” Indicação de Alice Lazzari
Número de chamada: 821.131.1-31 F373a

 

as coisas que a vida me ensinouAs coisas que a vida me ensinou, de Oprah Winfrey
“É um livro que nos ensina a ver as dificuldades da vida com outros olhos, a superação e o nosso melhoramento como ser humano.” Indicação de Susane Binotto Ferreira

Bob Dylan: as memórias do vencedor do Prêmio Nobel de Literatura

IMG_20190223_114039577 (1)“Eu tinha vindo de muito longe e começado muito de baixo. Mas agora o destino estava prestes a se manisfestar. Senti como se ele tivesse olhando direto para mim e para mais ninguém.” – Bob Dylan

A nossa dica de leitura para este sábado revela as memórias sobre os primeiros anos da carreira de Bob Dylan. Crônicas: volume um é uma coleção íntima e pessoal de lembranças que ajudaram a moldar a vida e a arte de Dylan. Vale destacar que o cantor recebeu, em 2016, o Prêmio Nobel de Literatura “por ter criado uma nova expressão poética dentro da grande tradição americana da canção”.

E para você conhecer um pouco mais sobre ele, separamos cinco curiosidades deste grande cantor e compositor (o texto abaixo foi retirado da reportagem 75 coisas que você talvez não saiba sobre Bob Dylan, do El País):

  • Em relação ao nome, o que ele admitiu, por sua vez (em Crônicas, sua autobiografia parcial), foi que preferiu “Bob” a “Bobby” para se diferenciar dos cantores Bobby Darin, Bobby Rydell e Bobby Vee.
  • O pintor malaguenho Pablo Picasso é tido por Dylan como uma de suas maiores influências artísticas. Em Crônicas, escreveu: “Ele partiu ao meio o mundo da arte e o abriu como se fosse um ovo”.
  • Uma das primeiras grandes paixões de Dylan em Nova York foi estudar a Guerra Civil norte-americana, e para isso leu tudo que havia na hemeroteca entre 1861 e 1865. Era obcecado por entender “como pessoas tão unidas pela geografia e pela religião podiam se tornar inimigas mortais”.
  • No final de 1965, a popularidade de Dylan era quase maior como compositor do que como intérprete. Em apenas duas semanas, foram lançados 80 discos single com versões de músicas rubricadas por ele.
  • As referências bíblicas na obra dylaniana são tão abundantes que o músico chegou a afirmar: “Se tivesse que começar de novo, ensinaria teologia ou história clássica romana”.

 

 

 

 

A vida de Galileu Galilei

GalileuNo livro Galileu Galilei – O Primeiro Físico, James Maclachlan conta a história desse cientista revolucionário e de seus esforços para mudar nosso modo de ver o Universo.

O autor constrói, nas últimas páginas do livro, a cronologia da vida do cientista, com os principais acontecimentos e publicações. Ficou curioso? Confira abaixo!

E você encontra no acervo das Bibliotecas UCS vários livros sobre Galileu Galilei!

  • 15 de fevereiro de 1564
    Nasce Galileu, em Pisa, Toscana
  • 1574-81
    Estuda em Florença e Vallombrosa
  • Novembro de 1581
    Matricula-se na Universidade de Pisa para formar-se médico
  • Início de 1583
    Começa a preferir o estudo da matemática ao das disciplinas regulares
  • Maio de 1585
    Abandona a universidade sem diplomar-se
  • Novembro de 1589 – maio de 1592
    Torna-se professor de matemática na Universidade de Pisa; passa a criticar as ideias de Aristóteles sobre o movimento
  • Dezembro de 1592 – agosto de 1610
    Torna-se professor de matemática na Universidade de Pádua (República de Veneza); nascem seus três filhos, ilegítimos
  • 1596-99
    Adapta e aperfeiçoa o compasso para cálculos de artilharia
  • Novembro de 1602
    Carta a Guidobaldo sobre os pêndulos longos
  • Outubro de 1604
    Formula a lei do pêndulo e a lei dos tempos ao quadrado na queda
  • 1605-08
    Culmina seu trabalho com as deduções da proporcionalidade entre a velocidade da queda e o tempo e da trajetória parabólica dos projéteis
  • Agosto de 1609
    Cria o primeiro telescópio com capacidade de aumento de nove vezes
  • Dezembro de 1609
    Descobre que a superfície lunar é acidental e montanhosa
  • Janeiro de 1610
    Descobre as luas de Júpiter
  • Março de 1610
    Mensageiro das estrelas é publicado em Veneza
  • Setembro de 1610
    Musa-se para Florença a serviço do grão-duque da Toscana
  • Abril de 1611
    É admitido na Academia dos Linces em Roma
  • Junho de 1612
    Corpos na água é publicado em Florença
  • Maio de 1613
    Cartas sobre as manchas solares é publicado em Florença
  • Fevereiro de 1616
    A Inquisição Romana adverte Galileu para que abandone as ideias de Copérnico
  • Outubro de 1623
    O Aferidor é publicado em Roma
  • Abril – junho de 1624
    Galileu visita em Roma um velho amigo, agora Papa Urbano VIII; logo começa a escrever Diálogo sobre os dois grandes sistemas
  • 21 de fevereiro de 1632
    Diálogo sobre os dois grandes sistemas é publicado em Florença
  • 22 de junho de 1633
    É condenado pela Inquisição por suspeita de heresia
  • Dezembro de 1633
    Regressa à sua casa em Acertri
  • Junho de 1638
    Duas novas ciências é publicado em Leyden, Holanda
  • 8 de janeiro de 1642
    Galileu morre, em Acertri

 

JSTOR oferece conteúdo de Ciências Sociais e outras áreas do conhecimento

Em pleno século 21, é muito raro encontrar pessoas que não tenham se rendido à utilização das redes sociais. Quais são os pontos positivos e negativos dessa recente infraestrutura de comunicação? De que forma está ocorrendo a transformação social com uso desses recursos? É possíveis resistir aos impactos provocados pela revolução tecnológica? Essas e outras questões são frequentemente levantadas por estudiosos de Ciências Sociais e áreas correlatas no Brasil e no mundo inteiro.

Pela plataforma Journal Storage (JSTOR), usuários da comunidade acadêmica brasileira que se interessam pelo tema têm acesso ao livro “Mídias sociais no Brasil emergente”, de Juliano Spyer. A obra faz parte da série “Why we post” (“Por que postamos”, em português), organizada pela University College London (UCL). A série contém 11 títulos com estudos que tratam de locais de pesquisa específicos no Brasil, Chile, China, Inglaterra, Índia, Itália, Trinidad e Turquia.

jstorO JSTOR é uma biblioteca digital multidisciplinar de revistas acadêmicas, livros e fontes primárias. Seu conteúdo comporta diversos outros materiais em português, tal como o livro supracitado. Apesar disso, a maior parte do acervo se concentra na língua inglesa, incluindo também outros idiomas, como francês, espanhol, alemão e italiano.

A coleção Art & Sciences 1 é primeira produzida pelo JSTOR, em 1997. Inclui uma seleção de títulos com 15 disciplinas, incluindo as mais importantes publicações voltadas para as áreas de economia, história, ciências políticas e sociologia, além de títulos em ecologia, matemática e estatística. Enquanto isso, a coleção Art & Sciences 3 tem foco em artes e humanas, abrangendo mais de 220 periódicos direcionados para música, vídeo, arte, folclore, história, religião e arquitetura.

A base Mathematics & Statistics reúne 93 periódicos revisados por pares em texto completo, nas áreas de matemática e estatística, com disponibilidade que varia de 1665 até 2011. A seleção contempla autores notáveis e com grande participação na literatura, como Einstein e Newton, assim como matemáticos contemporâneos, como Pierre-Louis Lions, Benoît Mandelbrot e Alain Connes.

Os conteúdos da plataforma JSTOR podem ser acessados fora da Universidade através do Proxy.

Texto adaptado: Portal de Periódicos da CAPES

Saiba mais sobre a trajetória do fotógrafo Sebastião Salgado

Foto-Sebastião-Salgado“Você não fotografa com a sua máquina, você fotografa com toda a sua cultura.” – Sebastião Salgado

No dia 8 de fevereiro de 1944 nascia em Aimorés (MG), o fotógrafo Sebastião Ribeiro Salgado. É um dos mais respeitados fotojornalistas da atualidade, reconhecido mundialmente por seu estilo único em retratar, em especial, a condição humana em diferentes partes do planeta.

Descobriu sua paixão pela fotografia quando fazia uma viagem de trabalho à África. Começou usando a câmera fotográfica de sua mulher, Lélia Wanick Salgado, arquiteta, urbanista e também dedicada ao trabalho de fotografia, direção de arte e curadoria de projetos do marido.

Ao longo dos anos, Sebastião Salgado tem contribuído com várias organizações humanitárias. Recebeu diversos prêmios e honrarias, sendo representante especial da Unicef e membro honorário da Academia das Artes e Ciências dos Estados Unidos e da Academia de Belas Artes da França. Salgado já viajou por mais de 100 países para projetos fotográficos que, além de inúmeras publicações na imprensa, foram apresentados em forma de livros.

Para conhecer mais sobre o trabalho e a vida de Sebastião Salgado, confira os livros do fotógrafo que fazem parte do nosso acervo:

  • Da minha terra à terra – Sebastião Salgado e Isabelle Francq
    Número de chamada: 77SALGADO S164d 2014
  • Fotografias – Sebastião Salgado e FUNARTE
    Número de chamada: 77SALGADO S164f 1982
  • Gênesis
    Número de chamada: 77SALGADO S164g 2013
  • O fim da pólio: a campanha mundial para a erradicação da doença
    Número de chamada: 616.832.21-002 F489 2003
  • Outras Américas
    Número de chamada: 77SALGADO S164o 1999
  • Quem está escrevendo o futuro? 25 textos para o século XXI – Washington Araújo e Sebastião Salgado
    Número de chamada: 316 Q3 2000
  • Trabalhadores: uma arqueologia da era industrial
    Número de chamada: 77SALGADO S164t 1996

Fonte: Seu History

 

Toda a obra de Frida Kahlo para acesso online

Frida-Kahlo

Google Arts & Culture, plataforma criada pelo Google em parceria com instituições de arte de diferentes países, disponibilizou a maior coleção artística e biográfica de Frida Kahlo para acesso gratuito. Além de obras de arte da pintora mexicana, foram disponibilizados também ensaios biográficos, cartas, esboços, ilustrações e outros documentos. Intitulada “Faces de Frida”, a coleção é definida como “um olhar mais atento à vida, arte, amor e legado de Frida através dos olhos de especialistas e daqueles que foram influenciados por sua arte”.

As obras e documentos que compõem a coleção são oriundos de mais 33 museus, localizados em sete países. Dentre as instituições participantes, as principais são as mexicanas: Museu Dolores Olmedo, Museu Frida Kahlo, Archivo General de la Nación, Museo Casa Estudio Diego Rivera y Frida Kahlo, Instituto Tlaxcalteca de la Cultura; e as estadunidenses: Archives of American Art, Smithsonian Institution, National Museum of Women in the Arts, e The Henry Ford.

Para visualizar o conteúdo basta acessar o site do projeto, buscar pela coleção “Faces de Frida”, e explorar o material disponibilizado. Há textos, imagens e vídeos relacionados ao trabalho e à vida da artista. Além, é claro, de imagens de suas principais obras e outros documentos que fazem parte do acervo dos museus parceiros. Clique no link para acessar: Toda a obra de Frida Kahlo para acesso online

As Bibliotecas UCS contam com vários materiais sobre a artista, como biografias, romances e DVDs. Consulte o nosso catálogo!

Texto: Helena Oliveira | Web Stuff

Quer saber quais são os livros que estão chegando no nosso acervo?

novas-aquisições-janeiroO ano mal começou e já estamos preparando novas leituras para você não perder o fôlego! São romances e paixões de época, biografias, novas edições de clássicos, histórias de crimes famosos, dicas para ficar de bem com a vida e aquela ajuda básica para cumprir as promessas do ano novo.

Os livros estão sendo incluídos no nosso acervo, então é importante você pesquisar no catálogo online para verificar se o exemplar está disponível para empréstimo. E se você já está curioso, fizemos uma lista dos livros que estão chegando:

  • Zen para distraídos, de Monja Coen e Nilo Cruz
  • O novo poder, de henry Timms e Jeremy Heimans
  • A parte que falta, de Shel Silverstein
  • Dunkirk, de Joshua Levine
  • As fúrias invisíveis do coração, de John Boyne
  • Crônicas, de Bob Dylan
  • A noite da espera, de Milton Hatoum
  • Elástico, de Leonard Mlodinow
  • Tarântula, de Bob Dylan
  • Fazendo as pazes com o corpo, de Daiana Garbin
  • Pare de se odiar, de Alexandra Gurgel
  • Casos de família – arquivos Richthofen e arquivos Nardoni, de Ilana Casoy
  • O livro de Jô (vol. 2), de Jô Soares e Matinas Suzuki Jr.
  • As viúvas, de Lynda la Plante
  • Mais rápido e melhor, de Charles Duhigg
  • Pense como um freak, de Steven D. levitt e Stephen J. Dubner
  • Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente, TCD
  • Outlander – a libélula no âmbar, de Diana Gabaldon
  • Quatro estações em Roma, de Anthony Doerr
  • Não está mais aqui quem falou, de Noemi Jaffe
  • Rebelde – um novo mundo, de Nora Roberts
  • Os 27 crushes de Molly, de Becky Albertalli
  • O Diário de Myriam, de Myriam Rawick
  • Almas gêmeas, de Nicholas Sparks
  • Um dia em dezembro, de Josie Silver
  • Quarteto Smythe – Smith, de Julia Quinn
  • A irmã da lua, de Lucinda Riley
  • Morte no Nilo, de Agatha Christie
  • Um corpo na biblioteca, de Agatha Christie
  • Na sombra do mundo perdido – Ilko Minev
  • Uísque, por favor, de Gladston Mamede
  • Pique-esconde, de Gladston Mamede
  • Ouro de Inconfidência, Gladston Mamede
  • O cavalo, de Steven James
  • A torre, de Steven James
  • Uma trufa e 1000 lojas depois, de Alexandre Tadeu da Costa