Biblioteca Central convida para inauguração da nova recepção

A Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul convida toda a comunidade acadêmica para a inauguração da nova recepção. Durante ás férias de inverno, todo o hall de entrada da Biblioteca passou por obras, desde a substituição e aquisição de novas catracas, como também a colocação de novos balcões de atendimento e computadores, tudo isso, visando um melhor conforto e praticidade para os usuários. A inauguração acontecerá nesta quarta-feira, 16 de agosto, a partir das 18h30min, esperamos por vocês!

unnamed.png

Terça-feira de ginástica para todos na Biblioteca Central

A Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul está desenvolvendo o projeto Biblioteca Cultural, que em parceria com a Associação LaQua, promove durante todas as terças-feiras do mês de agosto atividades de dança, ginástica e música. O intuito deste projeto é proporcionar um momento cultural, de lazer e também, tornar o ambiente ainda mais acolhedor. E nesta terça-feira, 15 de agosto, a atividade será de Ginástica para Todos, por isso, reforçamos o convite a toda comunidade acadêmica para participar, a partir das 19h, nas dependências da Biblioteca Central. Confira abaixo cronograma completo do projeto e participe você também!

unnamed

 

Biblioteca do CFAR tem horário de atendimento alterado a partir de hoje

biblioteca-2.jpg

A Biblioteca Setorial do Campus Universitário de Farroupilha terá seu horário de atendimento alterado. A mudança ocorre a partir de hoje, 08 de agosto, quando a Biblioteca passa a operar de segunda a sexta-feira das 13h30min até às 22h30min. Dúvidas? Entre em contato pela Redes Sociais ou pelo e-mail bice@ucs.br. 

Projeto Biblioteca Cultural promove apresentação nesta terça-feira

O projeto Biblioteca Cultural é uma ação desenvolvida pela Bibliotecas UCS em parceria com a Associação LaQua,  que está trazendo durante todas as terças-feiras deste mês atividades de música, dança e ginástica.  As apresentações ocorrem nas dependências da Biblioteca Central. O objetivo deste projeto é proporcionar um momento cultural, de lazer e também, tornar-se um ambiente ainda mais acolhedor. Confira abaixo o cronograma completo de atividades:

unnamed

Data de devolução do empréstimo especial de férias

Conheça os serviços disponibilizados pelas Bibliotecas UCS

volta as aulas 2017.4_1024x768-06

Mais um período letivo está começando e com isso, o Sistema de Bibliotecas da UCS deseja a todos os alunos, professores e funcionários um ótimo retorno às atividades!  Aproveitamos para divulgar algumas informações e novidades sobre pesquisas, fontes informacionais e serviços oferecidos.

  • Grande acervo, abrangendo todas as áreas do conhecimento. São 11 bibliotecas e mais de 1 milhão de exemplares;
  • Mais de 13 mil ebooks/livros digitais, em todas as áreas do conhecimento, distribuídos nas plataformas Minha Biblioteca e Biblioteca Virtual Universitária;
  • Vários artigos de periódicos científicos disponibilizados pelo Portal de Periódicos da Capes, com integração à CAFe, com isso os usuários poderão acessar, de onde estiverem, os serviços de sua própria instituição e os oferecidos pelas outras organizações que participam da federação;
  • Plataforma online UptoDate principal recurso de suporte a decisões médicas baseadas em evidências, inclui conteúdo profissional aprofundado, informações sobre pacientes, tópicos sobre medicamentos e recomendações médicas no local de atendimento;
  • Revista do Tribunais: plataforma que reúne doutrina – periódicos, coleção doutrinas essenciais e pareceres – jurisprudência, legislação – códigos e legislação comentada – súmulas, notícias e outros conteúdos;
  • Plenum Online: repositório autorizado de jurisprudência dos seguintes tribunais: Supremo Tribunal Federal, Supremo Tribunal de Justiça e Tribunal Superior do Trabalho. Reúne legislação federal e estadual, jurisprudência, doutrina, pareceres, súmulas e regimentos e vários outros conteúdos, com matérias para magistratura e promotoria;
  • Aplicativo da biblioteca para IOS e Android;
  • Apoio ao ensino e à pesquisa, com uma equipe capacitada fornecendo suporte  à normalização de trabalhos e ao uso da Biblioteca, como visitas orientadas e oficinas de bases de dados;
  • Pagamento de multa com cheque-presente possibilitando desta maneira a aquisição de novas obras literárias;
  • Formulário para recebimento de doações;
  • Empréstimo Interbibliotecas. Através deste serviço, um material disponível em qualquer uma das bibliotecas do SIBUCS é deslocado temporariamente para a biblioteca em que o usuário solicitante poderá retirá-lo através de empréstimo.

Além das diversas fontes informacionais e serviços oferecidos, o SiBUCS está sempre desenvolvendo e oferecendo ações culturais, tais como:

  • Café com Poesia = Com o intuito de incentivar sempre a leitura, a Biblioteca Central promove uma ação no hall de entrada com a distribuição de poesias e de café aos usuários;
  • Estante Temática =  São disponibilizados livros em uma estante de acordo com algum tema ou data comemorativa;
  • Varal de Poesia = Exposição de poesias como forma de incentivo à leitura;
  • Intervenções Culturais = Proporcionar em um determinado período apresentações culturais na Biblioteca Central como forma de lazer, contendo atividades como teatro, músicas, ginástica, danças etc;
  • Natal Solidário = Campanhas de arrecadação (alimentos, roupas, livros, etc.) para alguma entidade carente.

Através do BLOG do SiBUCS vocês ficarão por dentro de todas as novidades relacionadas à pesquisa científica, além de receberem diversas dicas de leitura. Também podem acessar o BLOG do Setor de Processo Técnico para conhecer um pouco mais das atividades realizadas neste setor e indicações referentes às obras raras, catálogos de bibliotecas, restauração e outros.

Estas e muitas outras novidades vocês poderão conferir visitando qualquer uma de nossas bibliotecas espalhadas pela região ou através das redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook, os aproximando ainda mais aos nossos serviços.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco através do telefone (54) 3218-2173 ou pelo e-mail bice@ucs.br

O Sistema de Bibliotecas da UCS deseja a todos um ótimo início de semestre!

Biblioteca Central promove Intervenção Cultural

As Bibliotecas UCS oferecem mais uma atividade de integração à comunidade acadêmica. Desta vez, o intuito é proporcionar um momento cultural, de lazer e também, tornar-se um ambiente ainda mais acolhedor, daí surgiu o projeto Biblioteca Cultural. Durante todas as terças-feiras de agosto acontecerão atividades relacionadas a cultura, como dança, ginástica e música. A ação foi desenvolvida em parceria com a Associação LaQua.

Confira abaixo o cronograma de atividades, todas elas acontecerão nas dependências da Biblioteca Central:

unnamed.png

Confirme presença: http://bit.ly/BibliotecaCultural

 

 

Este é o segredo para estudar algo chato com prazer

tomwang112.jpg

Estudar assuntos desinteressantes é uma obrigação que começa logo nos primeiros anos da formação escolar ou até mesmo acadêmica.  Isso se repete pelo resto da vida adulta, ainda que você se especialize na profissão que escolheu. Seja ao longo de uma pós-graduação, seja na preparação para um concurso público, por exemplo, sempre será necessário se debruçar sobre temas desvinculados dos seus interesses e aptidões para ter sucesso profissional.

Felizmente, é possível aprender a gostar de uma área do conhecimento que você sempre achou que detestava. O esforço vale a pena: ao expandir os seus temas de interesse, você ampliará os seus horizontes e poderá ir mais longe na carreira.

Esse foi o caso da professora norte-americana Barbara Oakley, autora do livro “Mindshift: Break through obstacles to learning and discover your hidden potential” (em tradução livre, “Mudança de mentalidade: Supere obstáculos para aprender e descobrir o seu potencial oculto), publicado em 2017 pela editora Tarcher-Perigee.

Com base em sua própria experiência pessoal e em diversos estudos sobre o assunto, a professora tem um método para aprender a desenvolver inesperadas paixões acadêmicas — ou, pelo menos, ser capaz de estudar algo desinteressante com algum prazer.

Ela propõe 4 passos, que você verá a seguir:

1. Busque um gatilho de motivação

Você morria de tédio na escola durante as aulas de geografia? Sofria para decorar fórmulas de química? Um motivo provável para todo esse sofrimento é que você considerava esses assuntos inúteis. Aí está o segredo para gostar (ou odiar) qualquer tema: o uso que você pode fazer dele na sua vida.

Para descobrir graça em um tema aparentemente desinteressante, o primeiro passo é tentar encontrar um motivo para aprendê-lo. Segundo Oakley, um dos melhores gatilhos de motivação é a busca por uma vida mais feliz e confortável.

Foi o que a fez voltar aos livros da sua tão detestada matemática, aos 26 anos de idade: a possibilidade de conseguir um emprego melhor no Exército, onde até então trabalhava numa função de pouco prestígio.

“Desejar uma mudança faz com que, mentalmente, você compare a sua situação atual (por exemplo, empregado como assistente administrativo) com o lugar em que poderia estar (como um funcionário público de alto gabarito certificado em contabilidade)”, explica ela. Ao serem encarados como chave para um horizonte melhor, até os livros mais tediosos podem parecer atraentes.

2. Drible a dor

Acredite se quiser: estudar aquilo de que você não gosta é literalmente doloroso.Pesquisadores da Universidade de Chicago perceberam que até pensar num assunto que você detesta ativa uma parte do cérebro envolvida com a experiência da dor.

A reação natural do corpo é a fuga. Ao começar a estudar aquele assunto, você ficará muito mais suscetível a distrações e provavelmente começará a adiar a tarefa. Das muitas técnicas para vencer a famosa procrastinação, a favorita de Oakley é a Pomodoro.

Funciona assim: desligue todas as possíveis distrações, como celulares ou computadores, e trabalhe por 25 minutos ininterruptos, contados no relógio. Passado esse tempo, levante e busque uma recompensa para si mesmo, como uma xícara de café ou uma boa música.

Com blocos de estudo altamente produtivos, você tem a chance de finalmente entender aquela matéria que sempre pareceu misteriosa para você. Ao ganhar essa familiaridade com o assunto, você pode descobrir alguma dose prazer ao se aprofundar nele.

3. Tenha paciência consigo mesmo

Certas disciplinas se tornam insuportáveis porque temos dificuldade em aprendê-las. Compreender que é perfeitamente normal não entender algo de primeira ajuda a melhorar a sua relação com o estudo.

Quando era criança, Oakley achava que a sua dificuldade para assimilar um novo conceito matemático era resultado de uma completa inaptidão para os números. Essa certeza a afastou cada vez mais do assunto.

Só depois, quando já estudava para se tornar engenheira, ela percebeu que não precisava compreender todos os conceitos de cálculo instantaneamente. Foi uma epifania: livre da ideia de que não tinha “jeito” para aquele assunto, ela persistiu pacientemente nos estudos e acabou descobrindo seu talento.

4. Quebre o estudo em pedaços

Ao estudar um assunto com o qual tem pouca afinidade, a maioria das pessoas tenta estudar tudo de uma vez, para fazer o tormento passar mais rápido. Não funciona. “Ninguém consegue cantar uma música depois de ouvi-la uma única vez”, diz Oakley.

Segundo a professora, a melhor forma de aprender algo difícil é quebrar o assunto em vários “pedaços”. Imagine-se diante de um exercício aparentemente impossível de química, por exemplo. O conselho de Oakley é tentar resolvê-lo sem olhar a resposta. Não conseguiu? Tente de novo amanhã, e novamente nos dias seguintes, até conseguir.

“Cada dia de estudo com foco, seguido por uma boa noite de sono, vai fortalecer novos padrões neurais”, explica ela. Esse trabalho de pavimentação de conhecimentos eventualmente fará você aprender. “E, quanto maior o seu domínio do assunto, mais você vai gostar do que está estudando”, conclui Oakley.

Fonte: Exame 

Biblioteca do CAMVA tem horário alterado nesta sexta-feira

dscn0390.jpg

A Biblioteca do Campus de Vacaria terá alteração no horário de expediente na próxima sexta-feira, 28 de julho, operando das 16h15min às 18h45min e das 19h às 22h30. Na segunda-feira, dia 31, a setorial retorna ao seu horário normal de funcionamento.

UCS Cinema tem programação especial para as férias de inverno

350x209.png

Desde o último dia 22 até dia  29 de julho, o UCS Cinema realiza o Festival de Férias de Inverno, com a exibição de filmes infantis. A entrada é gratuita, entretanto os ingressos são limitados à capacidade do cinema, que é de 180 lugares.

 

Programação

-Dia 27 (quinta-feira), às 15 horas – Filme: Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas Duração: 136 min – Classificação: 12 anos

– Dia 28 (sexta-feira), às 15 horas – Filme: Bolt – Supercão – Duração:96 min – Classificação: livre

– Dia 29 (sábado), às 14 horas – Filme: Tinker Bell – Segredos das Fadas Duração: 75 min – Classificação: livre

– Dia 29 (sábado), às 16 horas – Filme: Meu Malvado Favorito 2 – Duração:98 min – Classificação: livre

 

Exposição de Moda no Campus 8

Está em exposição na Biblioteca do Campus 8 os trabalhos produzidos pelos alunos do curso de Moda, da Universidade de Caxias do Sul. As obras foram confeccionadas na disciplina Pesquisa e Interpretação em Moda, sob a supervisão da professora Adriana Job Ferreira Conte. A mostra fica em exposição até o final do ano – veja abaixo alguns trabalhos e visite a exposição:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cientista Miguel Nicolelis palestra na UCS, em agosto

nicolelis-gov-brasil.jpg

Dia 14 de agosto, às 20 horas, a Universidade de Caxias do Sul recebe o renomado cientista brasileiro Miguel Nicolelis, com a palestra “Interfaces Cérebro-Máquina: O Futuro das Neuropróteses.” 

Nicolelis foi considerado pela Revista Scientific American um dos 20 maiores cientistas do mundo na última década, o cientista também é Presidente da Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa e professor titular do Departamento de Neuroengenharia e co-diretor da Duke University (EUA). 

Na palestra, que abre a Semana Acadêmica da Área do Conhecimento de Ciências Exatas e Engenharias e tem a coordenação da Professora Scheila de Ávila da Silva, o neurocientista narrará sua trajetória como pesquisador no campo da fisiologia de órgãos e sistemas.

O evento será no UCS Teatro e os ingressos custam 10 reais para funcionários, acadêmicos e professores da UCS, 50 reais para acadêmicos de outras instituições e 100 reais para o público em geral. As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de agosto através do FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO, as vagas são limitadas.

Informações
Central de Atendimento – Telefone: (54) 3218-2145 – extensaocursos@ucs.br

 

Programação das Bibliotecas no Vestibular de Inverno da UCS

No próximo domingo, 16 de julho, acontece o Vestibular de Inverno da Universidade de Caxias do Sul e algumas bibliotecas estarão funcionando neste dia, confira quais são:

Biblioteca Central: 13h às 19h

Biblioteca do Campus de Vacaria: 13h30min às 16h30min

Biblioteca do Campus da Região dos Vinhedos: 12h30min às 16h

Ginática para todos.jpg AÇÃO NA BIBLIOTECA CENTRAL

Também nesse dia vai ser desenvolvida uma atividade á Comunidade Acadêmica e Comunidade Externa. Trata-se da ação “Ginástica para todos”, com os professores Anne e Paulo.

A ginástica visa oferecer aos visitantes e usuários da Biblioteca um momento de lazer, por meio de relaxamento e alongamento. Ela vai ocorrer em dois momentos na biblioteca, às 13h30min e às 18h.

ESPERAMOS POR VOCÊ, PARTICIPE!!

Saiba o horário de funcionamento das Bibliotecas durante as férias

img-b-central.jpg

Durante as férias acadêmicas de inverno, o Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul terá alterações nos horários de funcionamento, as mudanças têm início no dia 17 de julho, segunda-feira e vão até o dia 31 de julho, retornando aos horários normais de atendimento na terça-feira, 01 de agosto:

– Biblioteca Central:  Segunda a sexta-feira das 8h às 22h/ Sábado das 9h às 18h.

– Biblioteca do CAHOR (horário normal): De Segunda a sexta-feira das 13h30min às 22h30min./ Sábados das 8h às 12h.

– Biblioteca do CAMPUS 8: De segunda a sexta-feiras das 8h às 18h.

– Biblioteca do CAMVA (horário normal): De segunda a sexta-feira das 13h15min às 22h30min.

– Biblioteca do CARVI (horário normal): De segunda a sexta-feira das 7h50min às 11h25min e das 13h30min às 22h25min/ Aos sábados das 7h50min às 11h25min.

– Biblioteca do CFAR:  De segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h / Não haverá expediente aos sábados.

– Biblioteca do CGUA (horário normal):  De segunda a sexta-feira das 13h30min às 16h30min e das 17h30min às 22h30min.

– Biblioteca do CPRA (horário normal): De segunda a sexta-feira das 13h30min às 22h30min.

– Biblioteca do CVALE: De segunda a sexta-feira das 8h às 11h30min e das 13h30min às 18h

 – Biblioteca UCS Línguas Estrangeiras:  De segunda a quinta-feira das 10h30 às 15h e das 16h às 19h, e sexta-feira das 11h às 15h e das 16h às 18h.

– Biblioteca do Hospital Geral: Fechada durante as férias.

Qualquer dúvida, basta entrar em contato conosco pelas Redes Sociais ou pelo e-mail: bice@ucs.br.

Foto: Cláudia Velho

 

13 curiosidades sobre a literatura brasileira que você talvez não saiba

A literatura brasileira é muito apreciada ao redor do mundo, mas o que pouca gente sabe é que existe uma porção de fatos bizarros que permeiam as histórias dos livros e de seus escritores. Confira algumas delas:

Pero Vaz de Caminha queria trocar sua carta por um favor do rei
carta-caminha.png

A grande carta do “descobrimento” do Brasil não era para ter sido escrita por Pero Vaz de Caminha. Na realidade, o escrivão oficial da frota era Gonçalo Gil Barbosa — que acabou não chegando ao Brasil. Com isso, Caminha escreveu detalhadamente a carta, que foi selecionada por Pedro Álvares Cabral e enviada ao então rei de Portugal, Dom Manuel. Ao final do documento, havia um pedido para que o genro do escrivão, Jorge de Osório, fosse libertado do exílio por ter roubado uma igreja e ferido um sacerdote. A priori, D. Manoel negou, mas após a morte de Caminha, o governante acabou libertando Osório.

 

Ninguém sabe direito se Gregório de Matos realmente existiu
A data de nascimento do poeta, também conhecido como Boca do Inferno, permanece desconhecida: especialistas a situam entre 1623 e 1636 — data nada precisa. Outro fato é que a biografia do autor tem muitas lacunas, o que gera questionamentos sobre a real existência de Gregório de Matos.

Como se não bastasse, não se sabe o que realmente foi escrito pelo poeta (se é que ele existiu). Isso porque publicações ainda não eram permitidas na Colônia naquela época, logo, seus textos eram transmitidos oralmente. Ninguém sabe se o que restou e foi registrado foi de fato do Boca de Inferno ou de outros autores satíricos e infames da época.

O termo “brochar” veio dos livros de brochura
Os livros eróticos eram impressos em formato brochura, aquele mais mole. Quando lia um desses livros, um sujeito olhou para a encadernação — e talvez para o próprio órgão — e associou o livro mole ao “amigo” flácido.

Gonçalves Dias foi a única vítima do naufrágio da embarcação que o trazia de volta ao Brasil
goncalves_dias.jpgO poeta romântico se via muito doente quando resolveu viajar para a Europa em uma tentativa de se recuperar. Ao chegar na costa da França, foi dada a notícia de que havia um homem morto a bordo e que essa pessoa seria Gonçalves Dias. Foi declarado luto oficial no Brasil e os fãs do autor ficaram muito tristes — até que a verdade foi revelada: ele não estava morto!

Após passar cerca de dois anos em solo europeu, mas não conseguir se curar, o poeta resolveu retornar. Gonçalves Dias passou a maior parte do tempo isolado na viagem, pois estava muito fraco para perambular pela embarcação. O problema é que, quando o navio já estava próximo à costa do Maranhão, um banco de areia surgiu e o barco colidiu. Desesperada para se salvar, a tripulação fugiu afobada e esqueceu Gonçalves Dias, que morreu afogado.

A primeira publicação de uma mulher no Brasil foi só no século 19
Nísia Floresta foi a primeira mulher a ingressar na imprensa brasileira e a ter o nome assinando um livro no Brasil. A autora nasceu no Rio Grande do Norte e já aos 14 anos mostrou a que veio: fugiu da casa do marido e pediu abrigo para os pais, que tiveram que se mudar para Pernambuco.

As obras de Floresta falavam sobre o machismo na sociedade, mas não só isso. Ela também escreveu livros sobre índios e negros de forma empática e humanista, mostrando-os não como heróis, mas como vítimas da exploração colonial. Hoje Nísia Floresta está esquecida, mas teve papel crucial na história como uma das primeiras feministas do país.

Para José de Alencar, a escravidão contribuía para o progresso humano
O consagrado autor brasileiro defendeu a escravidão em uma série de cartas enviadas para o Imperador Dom Pedro II. Para ele, o sistema escravocrata ajudava no progresso humano e seu fim culminaria em uma grande crise econômica. Os documentos históricos, entretanto, foram deixados de lado e acabaram caindo no ostracismo. Outra curiosidade é que as cartas tinham um tom um pouco arrogante, pois José de Alencar acreditava saber mais sobre política economia que o próprio rei.

Olavo Bilac se envolveu no primeiro acidente de carro do Brasil
O poeta parnasiano Olavo Bilac deu um “rolê” no carro de José Patrocínio, jornalista da época que havia comprado um automóvel assim que eles começaram a chegar no país. O problema é que Patrocínio convidou o poeta para dirigir o carro — coisa que obviamente ele não sabia fazer, já que não haviam carros no Brasil.

No meio do passeio, Bilac fez uma curva em “alta” velocidade, 4 km/h, e bateu em uma árvore. Os dois homens saíram ilesos, mas o carro teve perda total.

O assassino de Euclides da Cunha matou também o filho do autor

euclydes_da_cunha.jpg
Ao descobrir que estava sendo traído, Euclides da Cunha saiu de casa determinado a “matar ou morrer”. Encontrou o amante da esposa, Anna, em casa e ambos trocaram tiros: Euclides foi o primeiro a acertar, mas foi Dilermando, o “outro”, que deu o tiro certeiro e matou o autor de Os Sertões.

Anos depois, Euclides da Cunha Filho atentou novamente contra Dilermando que, não querendo matar o filho da amada, tentou fugir, mas como sua vida estava em jogo atirou e matou o filho de Euclides da Cunha. Depois disso, o homem foi julgado — não só pelo júri, mas pela sociedade brasileira —, entretanto foi absolvido.

Graciliano Ramos foi prefeito e multou o próprio pai
Graciliano Ramos viveu na cidade alagoana de Palmeira dos Índios. Após conquistar muita popularidade na região, foi convidado a se candidatar à prefeitura da cidade.

O engraçado é que o autor foi eleito e era muito rígido: criou um código de postura moral com 82 artigos, dentre eles a proibição de dormir ou criar animais na rua. O pai do escritor de Vidas Secas, Sebastião Ramos, na época criava gado em um terreno baldio e acabou sendo multado pela prefeitura.

Guimarães Rosa ajudou a esposa a salvar judeus do Holocausto
Aracy Moebius de Carvalho Guimarães Rosa conheceu Guimarães Rosa na embaixada brasileira em Hamburgo, enquanto ambos trabalhavam lá no fim da década de 1930. Com a ajuda do marido, Aracy bolou um plano para transportar judeus que viviam na Europa nazista para o Brasil — mesmo com o então presidente Getúlio Vargas decretando a ilegalidade do ato.

Guimarães Rosa falsificava passaportes, enquanto a esposa dava um jeito de fazer o chefe assinar a papelada sem perceber que estava libertando parte da população judia. Aracy chegou a salvar quase cem pessoas e, em 1982, teve seu nome gravado no Museu do Holocausto, em Israel.

Carlos Drummond de Andrade achava que a homossexualidade era um desvio
O grande poeta brasileiro declarou mais de uma vez que acreditava que o “homossexualismo” (termo errado, já que o sufixo “ismo” denota doença) era um desvio da sociedade. Para ele, ser gay era coisa de garotos que eram atraídos pela vida noturna e boêmia. Além disso, Drummond afirmou em entrevista que tinha certa repugnância à homossexualidade, e é até por isso que o tema aparece em apenas um de seus poemas, Rapto, do livro Claro Enigma. O que consola é que ao fim do texto o autor diz que essa é “outra forma de amar no acerbo amor”.

Rachel de Queiroz apoiou a Ditadura Militar

adonias_filho_rachel_de_queiroz_gilberto_freyre.jpg
A jovem Rachel de Queiroz flertava com a esquerda e até se aproximou do Partido Comunista Brasileiro (PCB) durante a década de 1930. Entretanto, quando teve seu livro O quinze criticado pelo partido desiludiu-se e afastou-se da esquerda, o que a fez simpatizar mais com a direita da época. No início da ditadura, Rachel cedeu sua casa para políticos e intelectuais planejarem o golpe militar. Ela participou pintando folhetos e até se filiando à Aliança Renovadora Nacional (Arena).

Fonte: Galileu 

 

Fique por dentro do empréstimo especial de férias

claudia-velho-1560

Uma das melhores coisas das férias é o nosso maior tempo para leitura, principalmente àquelas obras que guardamos um ano inteiro para ler nos períodos de descanso acadêmico. Pois bem, pensando nisso, que o Sistema de Bibliotecas da UCS retorna com o Empréstimo Especial de Férias, confira abaixo como vai funcionar:

– Durante o período compreendido entre 10 e 29 de julho, todos os empréstimos e renovações de quaisquer tipos de materiais, terão sua data de devolução agendada para o dia 07 de agosto; o número de exemplares que podem ser retirados não terá alteração.

Qualquer dúvida, basta entrar em contato conosco pelas Redes Sociais ou pelo e-mail: bice@ucs.br.

Foto: Cláudia Velho

Empréstimo interbibliotecas desativado durante as férias

11041538_971749029555237_8613588393886783187_o.jpg

O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul informa que em razão das férias acadêmicas de inverno, o empréstimo interbibliotecas estará desativado dos dias 12 de julho, quarta-feira, até o dia 30 de julho, domingo. A partir do dia 31 de julho, esse empréstimo voltará a operar normalmente.

Qualquer dúvida, basta entrar em contato conosco pelas Redes Sociais ou pelo e-mail: bice@ucs.br.

Foto: Cláudia Velho

Campanha “Troque sua multa por um agasalho”, últimos dias para participar

agasalho-web-5 (1)

Está é a última semana para participar da campanha das Bibliotecas da UCS “Troque sua multa por agasalho”, a ação que objetiva a promoção da solidariedade, ajudar ás famílias carentes e também, a quitação dos débitos com multas de livros, se encerra na próxima sexta-feira, dia 30 de junho.

COMO FUNCIONA? 

Durante o período de 05 a 30 de junho às multas geradas por atraso nas devoluções de obras do Sistema de Bibliotecas poderão ser quitadas ou receber desconto através de doação de agasalhos. Para participar o usuário deverá comparecer às Bibliotecas do Sistema UCS com as peças de roupas, novas ou em bom estado de conservação, que serão trocadas pelo valor do desconto da multa conforme descrito na tabela de troca a seguir:

ITENS VALOR DA MULTA
Cobertor e mantas Até R$ 40,00
Peças de vestuário adulto (casaco, blusão, calça, moletom) Até R$ 20,00
Peças de vestuário infantil (casaco, blusão, calça, moletom) Até R$ 15,00
Acessório (meias novas, par de luvas, gorro e cachecol) Até R$ 10,00

* Os valores são cumulativos.

QUEM PODE RECEBER O DESCONTO? 

APENAS as pessoas que doarem agasalhos para quitar o débito dos materiais em atraso durante o período da campanha.

QUEM NÃO PARTICIPA? 

Pessoas que já possuem multas ou boletos pendentes, ou seja, que já devolveram os materiais antes do período da campanha, mas ainda não quitaram as multas.

E como nosso objetivo principal é a solidariedade, as Bibliotecas também receberão doações espontâneas. O inverno está chegando, participe!

Confira o regulamento da campanha

Na sua 25ª edição, Encontro de Jovens Pesquisadores recebe inscrições de trabalhos

logo.png

Realizado anualmente, o Encontro de Jovens Pesquisadores da UCS é o evento que congrega todos os estudantes envolvidos em atividades de iniciação científica e tecnológica que, juntamente com seus orientadores, apresentam e discutem com seus pares os resultados das pesquisas que realizam.

Os programas de iniciação científica e tecnológica estão articulados às atividades de pesquisa, inovação e desenvolvimento tecnológico, o que favorece a participação do acadêmico em um conjunto de atividades que o estimulam a pensar criticamente e a exercitar sua capacidade criadora e inovadora, despertando sua vocação científica, ainda no decorrer da graduação.

Simultaneamente ao XXV Encontro de Jovens Pesquisadores, será realizada a VII Mostra Acadêmica de Inovação e Tecnologia, uma recomendação do CNPq que visa destacar a produção dos estudantes que atuam em projetos de inovação e tecnologia. Inscrições. As inscrições de trabalhos no XXV Encontro de Jovens Pesquisadores e na VII Mostra Acadêmica de Inovação e Tecnologia podem ser efetuadas até as 24 horas do dia 21 de julho de 2017 e as apresentações dos trabalho ocorre nos dias 17 e 18 de outubro.

Para Acadêmicos da UCS as inscrições podem ser realizadas através do link. 

A regulamento detalhado, as opções de projeto e demais informações, estão disponíveis no endereço: http://jovenspesquisadores.com.br/evento#new_tab – Acesse e participe!

Biblioteca do CAMVA opera em horário especial nesta quarta-feira

dscn0390 (1).jpg

Devido ao programa #VEMPRAUCS, onde estudantes do Ensino Médio visitam os Campi da Universidade, a Biblioteca do Campus de Vacaria vai operar em horário diferenciado na próxima quarta-feira, dia 21 de junho:

  • 8h15min às 11h30min;
  • 13h15min às 16h30min;
  • 17h45min às 22h30min.

Na quinta-feira (22), a setorial retorna com seu horário de funcionamento normalmente.