Saiba mais sobre a Plataforma Periódico

Plataforma-Periódico

Esta plataforma de software tem por objetivo contribuir para a aceleração da produção e publicação científica a partir de publicações disponíveis em periódicos de acesso aberto. Na versão atual, o software conta com três serviços: o buscador de avaliadores, de periódicos e de artigos.

Atualmente, a plataformaperiodico conta na sua base com mais de 95 mil artigos de acesso aberto indexados a partir de 95 periódicos da área da administração, 30 periódicos Ciência da informação, e 94 da Educação.

Fonte: plataformaperiodico

Saiba como pesquisar os materiais recém-cadastrados no catálogo online

O catálogo online oferece a opção de pesquisar os materiais recém-cadastrados. Confira abaixo o passo a passo:

Na opção “Selecione outras pesquisas”, clique em “Outras Pesquisas”:

1

Em “Opções de consulta”, no item “Buscar por”, escolha a opção “Novas Aquisições”:

2

Para obter um resultado mais preciso, você pode selecionar em qual biblioteca deseja realizar a busca na opção “Unidade de Informação”:

4

E ainda você pode escolher o tipo de obra na opção “Tipos de obra”:

5

Depois, clique em “Todos os materiais”:

6

Caso você queira selecionar a busca por alguma área ou assunto, digite o termo da pesquisa, escolha a opção que deseja em “Listar” e clique em “Pesquisar”:

7

Associação de Língua Moderna comporta pesquisas sobre folclore e outros temas

mlaO folclore traduz a cultura popular de um país ou uma região, representando a identidade social da comunidade que ali vive por meio de manifestações artísticas de costumes e tradições. A palavra vem do inglês (folklore) e significa “sabedoria popular”: folk (pessoas) e lore (conhecimento). Este é um dos temas que podem ser consultados na base de dados Modern Language Association International Bibliography (MLA International Bibliography), disponível no acervo do Portal da CAPES.

A MLA é uma associação profissional voltada principalmente para pesquisadores de línguas e literatura. A plataforma MLA International Bibliography permite acesso a citações bibliográficas de artigos de revistas científicas, sites acadêmicos, livros, trabalhos de congressos e conferências, monografias, teses, dissertações, entre outros documentos. Além de folclore, línguas e literatura, a plataforma indexa conteúdos correlatos ligados a categorias como, por exemplo, linguística, teatro, arte dramática e teoria e crítica literárias.

A base de dados referencial comporta materiais desde 1926 com cobertura que abrange o mundo todo: África, Ásia, Austrália, Europa, América do Norte e América do Sul. A MLA, segundo o editor, inclui anualmente mais de 66 mil novos itens para consulta. Com mais de dois milhões de registros nas áreas indicadas, a plataforma oferece uma série de facilidades para os usuários, como possibilidade de envio de conteúdo por e-mail em formato HTML ou texto simples e tradutor de 11 idiomas, incluindo português.

Fonte: Portal de Periódicos da CAPES

Dica de pesquisa: conheça as opções de busca do catálogo online

O catálogo online oferece diferentes opções de pesquisa que te auxiliam na hora de procurar os materiais. Conheça algumas delas:

Na Pesquisa Geral, em “Opções de consulta”, há duas opções de pesquisa disponíveis: “Palavra” e “Índice”.

1

Na pesquisa por “Palavra”, há quatro tipos de busca: título, assunto, autor e de forma livre.

2

Na pesquisa por “Índice”, por sua vez, além do título, assunto e autor, é possível recuperar pela série, editora, ISBN, entre outros.

3

A diferença entre os dois tipos de pesquisa, “Palavra” e “Índice”, está na forma de recuperação. Em pesquisa por “Palavra”, o sistema recupera o termo digitado em qualquer posição do texto, ou seja, no início, meio ou final do texto.

Já na pesquisa por “Índice”, a recuperação será de acordo com o termo digitado e somente com o que está no início do texto. De forma que quando não encontra exatamente o termo digitado, será recuperado o termo que mais se aproxima do desejado.

Fonte: Pergamum

Como utilizar o recurso “cesta” no catálogo online

Ao realizar a pesquisa no catálogo online, você já se perguntou como funciona a opção “cesta”? Este recurso cria uma lista dos títulos do seu interesse que poderá ser enviada por e-mail ou acessada através do seu UCSvirtual. Confira abaixo as dicas para utilizar esse recurso:

1) Ao realizar uma consulta e se interessar por um ou mais títulos, selecione-o e clique em “Cesta”:

11

2) Você poderá enviar a lista de títulos por e-mail e ainda escolher os dados dos materiais que serão enviados. Para isso, selecione a obra ou as obras desejadas e na opção “Formato da lista”, escolha entre “Referência” ou “Dados do acervo”. Depois, preencha os campos da opção “Enviar por e-mail” e clique em “Enviar”.

99

3) Você também poderá enviar a lista para a “Cesta Permanente” e acessá-la através do seu UCSvirtual. Para isso, selecione a obra ou as obras desejadas e na opção “Enviar lista para”, clique em “Cesta permanente”.

Se você não estiver logado no catálogo online, aparecerá a seguinte mensagem: “Por gentileza, realize a autenticação do seu login para que a operação seja realizada”.

33

4) Ao clicar em OK, aparecerá a tela de login. Digite em “Cadastro” o seu número de matrícula, somente até o hífen (exemplo: para o código 123456-78, você digitaria 123456). No campo “Senha”, informe a senha de cinco dígitos cadastrada na biblioteca.

Depois, clique em “Login“. Na mensagem: “Deseja realmente adicionar esse(s) acervo(s) à sua cesta permanente?”, clique em Ok.

55

5) Aparecerá uma nova mensagem confirmando o envio: “Operação realizada com sucesso! Para consultar sua cesta permanente acesse o Meu Pergamum”.

O Meu Pergamum pode ser acessado direto do catálogo online ou através do seu UCSvirtual. No caso do UCSvirtual, clique no ícone “Biblioteca” e “Serviços da Biblioteca”:

66

6) Na nova aba aberta, abaixo de “Títulos pendentes” e “Títulos reservados”, aparecerá a opção “Cesta permanente”. Ao clicar no título, abrirá a página do catálogo de consulta online com os dados do livro.

Outro caminho é clicar em “Perfil de interesse” localizado na coluna à esquerda, e depois em “Cesta permanente”. Todos os títulos inseridos pelo catálogo aparecerão na tela.

7

7) Ao clicar sobre o título desejado, abrirá os dados do acervo. E se você desejar retirá-lo da cesta, clique em “Remover”.

8

Conheça a obra rara “Lagrimas Abençoadas: romance”

“Os que buscam no romance qualquer coisa que não sirva de nada para o espírito, não leiam este”

lagrimas-abençoadas

“Lagrimas Abençoadas: romance” é uma obra de Camilo Castelo Branco publicada em 1857, com encadernação em couro marmoreado e lombada com detalhes gravados em dourado. A obra rara faz parte da Coleção Especial Oswaldo Fernandes Vergara, da Biblioteca Central da UCS.

O romance é apresentado pelo próprio autor: “a quem ler que a felicidade é possível sobre a terra: tal é o pensamento d’este romance […]. Este romance é religioso na essência. Escreve-se ali muitas vezes a palavra Deus. Evitam-se as imagens deleite, o pasto de ociosos, gastos do coração e falidos da alma. Os que buscam no romance qualquer coisa que não sirva de nada para o espírito, não leiam este”.

Fonte: Blog Processo Técnico UCS

Conheça o novo banco de dados da 1Science

Sem-Título-1

Com cerca de 90 milhões de registros, foi lançado em 24 de abril de 2018, o banco de dados 1Findr. Ele tem por objetivo indexar todos os artigos publicados em periódicos revisados por pares, em todas as áreas de pesquisa, em todas as línguas e em todos os países.

O presidente do 1Science comenta que: “Nos últimos cinquenta anos, acessamos e medimos minuciosamente o conhecimento científico com ferramentas amplamente voltadas para os países ocidentais. Os usuários na academia, instituições de caridade, governo e corporações querem uma maneira mais conveniente, poderosa e acessível de acessar e medir a pesquisa revisada por pares conduzida globalmente ”.

“O 1Findr permite que todos acessem legalmente 27 milhões de artigos de acesso aberto em verde e ouro colhidos de milhares de fontes organizacionais renomadas e repositórios como arXiv, DOAJ e SciELO”, diz o comunicado do banco de dados. 

Fonte: CBBU

Conheça os primeiros jornais criados no país na Hemeroteca Digital Brasileira

BND-HEMEROTECAA Fundação Biblioteca Nacional oferece aos seus usuários a HEMEROTECA DIGITAL BRASILEIRA, portal de periódicos nacionais que proporciona ampla consulta, pela internet, ao seu acervo de periódicos – jornais, revistas, anuários, boletins etc. – e de publicações seriadas.

Na HEMEROTECA DIGITAL BRASILEIRA pesquisadores de qualquer parte do mundo passam a ter acesso, inteiramente livre e sem qualquer ônus, a títulos que incluem desde os primeiros jornais criados no país – como o Correio Braziliense e a Gazeta do Rio de Janeiro, ambos fundados em 1808 – a jornais extintos no século XX, como o Diário Carioca e Correio da Manhã, ou que não circulam mais na forma impressa, caso do Jornal do Brasil.

A consulta, possível a partir de qualquer aparelho conectado à internet, é plena e avançada. Pode ser realizada por título, período, edição, local de publicação e palavra(s). A busca por palavras é possível devido à utilização da tecnologia de Reconhecimento Ótico de Caracteres (Optical Character Recognition – OCR), que proporciona aos pesquisadores maior alcance na pesquisa textual em periódicos. Outra vantagem do portal é que o usuário pode também imprimir em casa as páginas desejadas.

Fonte: BND

Conheça a obra rara “A Egreja e o Estado”, de Joaquim Saldanha Marinho

obra-rara-egreja

A obra rara “A Egreja e o Estado”, de Joaquim Saldanha Marinho, compõe o acervo do Sistema de Bibliotecas da UCS. Publicadas em quatro volumes, a Biblioteca Central salvaguarda o primeiro.

Sob o pseudônimo de Ganganelli, o autor publicou copiosos artigos no Jornal do Commercio entre 1873 e 1875, instigados principalmente pela “Questão religiosa”. Esses artigos organizados foram compilados na obra “A Egreja e o Estado”.

Apresentando encadernação em cartão e couro, lombada com nervuras e inscrições em dourado, o exemplar também exibe uma dedicatória de Leon Petit, um participante ativo nos debates políticos e sociais de sua época, à Oswaldo Vergara, um político, escritor e advogado que se destacou na área do Direito como um dos fundadores da OAB/RS. Logo, a obra rara faz parte da Coleção Especial Oswaldo Fernandes Vergara (O. F. V.) que é composta principalmente por obras de cunho jurídico além de outras de relevante valor histórico.

Saiba mais sobre a obra e o autor no blog do Processo Técnico da UCS.

Como acessar os e-books através do catálogo | Bibliotecas UCS no Youtube

Chegamos na última quarta-feira de março com o nosso vídeo Como acessar os e-books através do catálogo.

O livro digital é uma ótima opção para você ter acesso ao conteúdo em qualquer lugar e poder levá-lo aonde quiser. Utilize as plataformas BVU e Minha Biblioteca para pesquisar e encontrar os livros e assuntos que procura.

É normal que algumas dúvidas apareçam quando você for utilizar o serviço, e para te ajudar, produzimos este vídeo:

Agora que você conhece um pouco mais dos serviços oferecidos nas bibliotecas, acompanhe o canal das Bibliotecas UCS e fique de olho nas novidades que vem por aí!

Passo a passo: acesso remoto via CAFe ao Portal de Periódicos da CAPES

A Universidade de Caxias do Sul possui conteúdos assinados no Portal de Periódicos da Capes. Se você tem vínculo ativo com a UCS, utilize o acesso remoto via CAFe para dispor de todo o conteúdo mesmo estando fora da instituição. Confira o passo a passo:

acesso-cafe-3

Quer conhecer mais sobre as bases de dados que irão te ajudar nas suas pesquisas?

Participe do evento! Link para inscrição
workshop 2 (2)

Conheça a Coleção Especial Oswaldo Fernandes Vergara

OFV.jpg

Oswaldo Fernandes Vergara (1883-1973) frequentou a Faculdade de Direito de Porto Alegre e formou-se na notória turma de 1907, na qual teve como colega, entre outros, Getúlio Vargas. Enquanto estudava, lecionava português e francês na Escola Brasileira, onde atuou até o início dos anos 20. Nessa época, escreveu algumas obras sobre Filologia e Português. Após sua formatura, enquanto iniciava sua longa carreira de advogado, foi delegado de Polícia.

Filólogo, jurista e advogado de projeção, foi ainda diretor da Revista Jurídica de Porto Alegre e membro da Academia Rio-Grandense de Letras, 1ª fase. No jornal O Diário, de Porto Alegre, foi responsável pela coluna Filologia, assinando seus trabalhos sob o pseudônimo de Nuno Álvares.

Acervo: A coleção, composta por 3.660 títulos (cerca de 7.750 exemplares), foi formada ao longo de sua vida como advogado, intelectual e político. A riqueza de sua trajetória profissional, bem como a diversidade de seus interesses culturais, determinou o perfil do acervo, que conta não somente com literatura jurídica, mas também com várias publicações e coleções sobre Literatura e História. Adquirida pela UCS em 1999, a coleção reúne, ainda, grande número de periódicos e documentos da história parlamentar do Rio Grande do Sul.

Foto: Foto Apolo

 

Conheça a Coleção Especial Antônio Tásis González

20170410135951.jpgAntônio Tásis González nasceu na fronteira do Rio Grande Sul, no município de Santana de Livramento. Gonzalez formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio grande do Sul, Porto Alegre, em dezembro de 1941. Já no dia seguinte, iniciou suas atividades na cidade de Flores da Cunha, na Serra Gaúcha, sendo por muitos anos o único médico no município.

Muito dedicado à sua profissão, em seu hospital prestava o mesmo atendimento a todos os pacientes, independente da classe social a que pertenciam, inclusive com fornecimento gratuito de medicamentos para os mais carentes.

Por considerar que nos livros é que encontraria suporte para seu aprimoramento profissional, ao longo de sua vida constituiu uma importante coleção com grande parte do acervo vinda de outros países.  Além de médico dedicado, foi também prefeito de Flores da Cunha. Preocupado com a educação, doou um quarteirão para a Prefeitura Municipal de Flores da Cunha, onde hoje se localiza o Ginásio São Rafael.
Antonio Tásis González morreu em Flores da Cunha, em 17 de julho de 1985.

Acervo: O acervo dessa coleção é composto por obras na área da medicina, totalizando 1.407 títulos, publicados entre 1920 e 1960, possuindo obras de destaque histórico comoNosographie philosophique, ou la méthode de l’analyse appliquée a la médecine, de Pinel, publicada em 1807.

As obras fazem parte do acervo de Coleções Especiais  e estão disponíveis para consulta local, na Biblioteca Central da UCS, no Campus Sede.

Foto: Prefeitura de Flores da Cunha 

 

 

Conheça a Coleção Especial Laudelino Teixeira de Medeiros

1936_LTM.jpg

Renomado professor e pesquisador, com importantes trabalhos publicados e pesquisas realizadas, Laudelino Teixeira de Medeiros (1914-1999) foi um estudioso da História do Rio Grande do Sul, com ênfase nos aspectos de urbanização, demografia e desenvolvimento econômico. Como profissional, foi professor de Sociologia no Colégio Universitário de Porto Alegre e na Faculdade de Filosofia da UFRGS. Catedrático de Sociologia na citada universidade, foi ainda professor na Faculdade de Ciências Econômicas e diretor do Centro de Estudos Sociais da Faculdade de Filosofia. Durante o regime militar, participou das comissões de inquéritos da UFRGS, colaborando com a ditadura.

A Coleção Especial Laudelino Teixeira de Medeiros contabiliza cerca de 14.600 títulos (25.300 exemplares), entre livros e periódicos. Sua biblioteca particular, carinhosamente denominada “Babel” por seus familiares e frequentadores mais próximos, foi adquirida pela UCS em 1999. O foco central da coleção situa-se nos temas Rio Grande do Sul e sociologia, mas contém também obras de outras áreas, como Filosofia, Psicologia, Política, Economia, Linguística e Literatura.

A biblioteca dispõe também de um exemplar original da tese de doutorado do ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso: Formação e desintegração da sociedade de castas: o negro na ordem escravocrata do Rio Grande do Sul, haja vista que Laudelino Teixeira de Medeiros, juntamente com Sérgio Buarque de Holanda, Florestan Fernandes e Thales de Azevedo, compôs a banca examinadora da defesa de Fernando Henrique.

As obras fazem parte do acervo de Coleções Especiais  e estão disponíveis para consulta local, na Biblioteca Central da UCS, no Campus Sede.

Conheça a Obra Rara “Solo de Clarineta”

O Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul apresenta mais uma obra do seu acervo de Obras Raras: Solo Clarineta – Memórias de Érico Veríssimo. Os dois volumes da autobiografia forma encadernadas conjuntamente, em capa dura, com lombada personalizada com a iniciais do médico-psiquiatra Luis Carlos Meneghini.

No primeiro volume, publicado em 1973, Érico Veríssimo relata com detalhes sua história na infância e adolescência, e também, o cenário mundial e brasileiro da época. Já o segundo volume, publicado em 1976, foi arranjado postumamente por Flávio Louleiro Chaves, iniciando a obra com as bodas da filha de Veríssimo e relata as viagens feitas pelos Estados Unidos e Europa.

Saiba mais acessando o link.

sistema-de-bibliotecas-ucs-seo-de-obras-raras-solo-de-clarineta-1-638.jpg

Conheça a Coleção Especial Victorino Felix Sanson

IMG_20170914_100929407

Victorino Felix Sanson nasceu no ano de 1924 e foi um renomado professor e pesquisador da história da filosofia antiga, com especial ênfase ao estoicismo. Atuou como docente na Universidade Federal Fluminense e foi convidado pelo Departamento de Filosofia da Universidade de Caxias do Sul, onde exerceu a docência nessa por cerca de 10 anos.

A coleção, comprada pela UCS em 2005, ano do falecimento do pesquisador, é composta, em sua maior parte, por obras de Filosofia, contendo ainda, obras sobre Teologia, Religião, História e Literatura, além de alguns volumes nas áreas de Ciências políticas, Direito e Oratória, totalizando 850 títulos (1.140 exemplares).

As obras fazem parte do acervo de Coleções Especiais  e estão disponíveis para consulta local, na Biblioteca Central da UCS, no Campus Sede. A listagem dos exemplares está abaixo, confira:

 

 

Conheça a Coleção Especial Lino Casagrande

1993_Lino Casagrande_Berenece da Silva.jpg

Lino Casagrande nasceu em Caxias do Sul, em 27 de novembro de 1931. Nos anos 70, licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul, em 1973, após concluiu sua especialização na área e também o seu mestrado, este último pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.  Também em 1973 obteve o título de bacharel em Música pela Escola Superior de Belas Artes. Iniciou suas atividades de docente na então Escola de Belas Artes.

Entre 1974 e 2006, foi professor-titular de Filosofia no Departamento de Filosofia da Universidade de Caxias do Sul. Lino Casagrande morreu em Caxias do Sul, em 19 de julho de 2012.

 

As obras doadas pelo professor fazem parte do acervo de Coleções Especiais  e estão disponíveis para consulta local, na Biblioteca Central da UCS, no Campus Sede. A listagem dos exemplares está abaixo, confira:

 

Foto: Berenice da Silva / Acervo CEDOC/IMHC/UCS

 

 

Tudo o que você precisa saber sobre as Coleções Especiais

Um dos setores da Biblioteca Central da Universidade de Caxias do Sul é o de Coleções Especiais. Ele fica localizado no quarto pavimento da Biblioteca e conta com cerca de 30 mil títulos e 48 mil exemplares, reunindo livros de todas as áreas do conhecimento.

Todo o acervo é dividido em coleções, são 12 ao todo, cada coleção possui o nome do autor que a doou para a instituição. Aliás, todas as obras dessa sessão são fruto de doações de professores, escritores e especialistas, entre elas estão livros, manuscritos, folhetos, teses e exemplares raros.

O procedimento para consulta destas obras é o mesmo, basta anotar o número de chamada do material e solicitar auxílio a algum dos colaboradores da biblioteca. Entretanto, por se tratarem de exemplares únicos, as obras da sessão de Coleções Especiais não podem ser retiradas, sendo disponíveis apenas para consulta nos ambientes da biblioteca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Conheça a obra rara “C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant”

sistema-de-bibliotecas-ucs-seo-de-obras-raras-c-crispi-sallustii-opera-omnia-quae-extant-salstio-1-638.jpg 

“C. Crispi Sallustii Opera Omnia quae extant”, de Salústio, é mais uma obra rara do acervo do Sistema de Bibliotecas da Universidade de Caxias do Sul. O autor, Caio Salústio Crispo, nascido em 86 a.c., foi um político romano influente nos reinados de Cícero e Julio César. Publicada em 1677, a obra é uma copilação de narrativas históricas sobre aspectos políticos da Roma Antiga.

A obra, que pertence a Coleção Especial Victorino Felix Sanson, possui exemplar único no acervo, é encadernada em pergaminho, com lombada escrita a tinta e com vinhetas e capitais ornamentadas, características estas próprias das impressões do século XVII.

Saiba mais acessando o link.