10 filmes e documentários baseados na vida de escritores

cinema-e-literatura-1.jpg

Cinema e literatura podem andar de mãos dadas. Um exemplo é quando obras literárias saem do papel e vão às telas por meio das adaptações cinematográficas, mas não há somente isso. Existem, ainda, os filmes e documentários sobre a vida de escritores que têm um caráter biográfico. Estes buscam transmitir algum momento importante ou polêmico da vida de autores, ou  buscam retratar a vida e cotidiano deles, que muitas vezes influenciaram na criação literária ao longo do tempo.

Neste caso, portanto, assistir aos filmes e documentários faz parte de conhecer um pouco mais sobre os escritores que admiramos, pois, além de conhecermos suas obras, sabemos como foram suas vidas e como certos acontecimentos ou vivências influenciaram na forma de escrita ou na temática das obras. Por isso separamos para vocês, leitores, uma lista de dez filmes e documentários baseados na vida de escritores nacionais e estrangeiros. Confiram abaixo!

1. Flores raras (2013), dirigido por Bruno Barreto

floresraras.jpg

Ambientado no Brasil dos anos 50, o filme conta a história do relacionamento entre a poeta norte‐americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares. Extremamente rico e, ao mesmo tempo, bastante conturbado, esse relacionamento rendeu frutos que são marcos artísticos universais: de um lado, a poética de Bishop, cujo auge ocorre exatamente no período brasileiro da poeta; de outro, a idealização e construção do Aterro do Flamengo, obra arquitetônica mundialmente conhecida, nascida do gênio delirante de Lota. Ao mesmo tempo, o filme será um passeio pela vida política, privada e pela história brasileira do Rio de Janeiro na década de 50.

Fonte: Filmow.

2. Poeta de sete faces (2002), dirigido por Paulo Thiago

poetadassete.jpg

O documentário se divide em três etapas, que correspondem às fases distintas da obra de Carlos Drummond de Andrade e caracterizam momentos de sua vida. A primeira fase, chamada “Vai Carlos, ser gauche na vida”, registra do seu nascimento em Itabira em 1902 até o final da sua “Poesia Modernista” em Belo Horizonte, antes da mudança para o Rio de Janeiro em 1934. Sua poesia, com a marca do modernismo de 1922 numa versão mineira e a publicação dos primeiros livros Alguma Poesia e Brejo das Almas, quando nasce o Carlos Drummond de Andrade dos versos anedóticos, sintético-metafóricos, irônicos. A segunda fase, chamada “A vida apenas, sem mistificação”, começa com a mudança de Drummond para o Rio de Janeiro e vai mostrar o “poeta do seu tempo”, o momento de atuação política na vida do escritor, aliada à sua obra de crítica social. A terceira fase, chamada “Como ficou chato ser moderno, agora serei eterno”, do início dos anos 50 aos anos 80, a fase do poeta-filósofo, do verso enigmático, do cronista de sucesso no Correio da Manhã e no Jornal do Brasil, da glória literária, sendo Drummond considerado um mestre da língua, dos prêmios, homenagens e troféus, dos filmes adaptados de sua obra, dos netos que nascem e a família se prolonga e do retorno aos temas do passado e da memória.

Fonte: Filmow e Adorocinema.

3. Wilde (1997), dirigido por Brian Gilbert

Wilde-2.jpg

Trata-se da história de Oscar Wilde, poeta e dramaturgo irlandês, gênio da literatura. Não por acaso, o filme tem uma espécie de subtítulo, “o primeiro homem moderno”: na virada do século 20, Wilde escandalizou a sociedade com a maneira que viveu sua homossexualidade. Casado e com filhos, viveu um caso turbulento com o jovem Lord Alfred Douglas, que deixou os ingleses de cabelo em pé. Por causa de seu comportamento sexual, foi obrigado a prestar dois anos de trabalhos forçados.

Fonte: Cineclick.

4. Ferreira Gullar: o canto e a fúria (1994), dirigido por Zelito Viana

ferreira-gullar.jpg

Neste documentário, o próprio Ferreira Gullar fala de todas as fases de sua obra. Conta casos engraçados, explica a opção que fez pela poesia política no início dos anos 60 e ainda lê alguns de seus poemas preferidos.

Fonte: Filmow.

5. Miss Austen Regrets (2008), dirigido por Jeremy Lovering

miss_austen_regrets-Copia.jpg

O filme é sobre os últimos anos de vida da romancista Jane Austen. Aproximando-se de seus quarenta anos,  a escritora ajuda sua sobrinha a encontrar um marido.

Fonte: IMDb.

6. Só Dez Por Cento é Mentira (2008), dirigido por Pedro Cezar

mb-690x375.jpg

O documentário se divide entre a vida e obra do poeta matogrossense Manoel de Barros. Alternando sequências de entrevistas com o escritor, versos de sua obra e depoimentos de conhecedores de sua literatura, o filme traça um painel revelador da linguagem do autor considerado o poeta mais original em língua portuguesa.

Fonte: Filmow.

7. Edgar Allan Poe: amor, morte e mulheres (2010), dirigido por Louise Lockwood

eap.png

Trata-se de um documentário da BBC inglesa que incursiona nas histórias por trás dos textos do genial escritor, revelando as sensaborias femininas e vivenciais que inspiraram alguns dos mais aterrorizantes e influentes contos do século 19.

Fonte: Filmow.

8. O Engenho de Zé Lins (2007), dirigido por Vladimir Carvalho

linsrego.jpg

Um documentário sobre a vida e obra do escritor José Lins do Rego, passando pela sua infância, os ambientes em que viveu, que se imortalizaram em seus romances, até a maturidade e glória literária. Conta com a participação de Ariano Suassuna, Rachel de Queiroz, entre outros escritores.

Fonte: Adorocinema e Filmow.

9. O carteiro e o poeta (1994), dirigido por Michael Radford

cp.jpg

Trata-se de um filme baseado em fatos da vida do poeta Pablo Neruda. Por razões políticas o poeta se exila em uma ilha na Itália e lá um desempregado quase analfabeto é contratado como carteiro extra, encarregado de cuidar da correspondência do poeta, e gradativamente entre os dois se forma uma sólida amizade.

Fonte: Adorocinema.

10. Eclipse de uma Paixão (1995), dirigido por Agnieszka Holland

eclipse.jpg

O filme foca no turbulento período de produção literária de Rimbaud, que coincide com o tempo em que viveu apadrinhado por outro grande poeta, Paul Verlaine . Mas a admiração de um escritor pelo outro vai além e faz com que ambos de apaixonem, para desespero da mulher de Verlaine.

Fonte: Filmow.

Fonte: Homo Literatus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s