Como utilizar o método FISH/QTCR/5SS para ler artigos científicos

material-estudo-07.jpg

Já virou clichê dizer que atualmente o ritmo de produção de novas informações e dados não para de crescer. E isso se reflete nas pilhas (virtuais ou físicas) de artigos científicos que acumulam todos os dias na área de trabalho.

Assim, melhorar a leitura de artigos, tanto na velocidade quanto na visão crítica, é uma ferramenta valiosa para acompanhar essa enxurrada de informações.

A metodologia FISH/QTCR/5SS ajuda a reconstruir o processo de elaboração do artigo, revelando o rationale por trás da história, facilitando assim a compreensão dos métodos e conclusões.

Vamos ao que interessa:

 1. Introdução com FISH

 

Field: simples, qual é o campo do artigo? Tente ser específico.

Importance: por quê o artigo é relevante para você, como cientista, e para a sociedade?

Supporting data: quais as principais informações prévias fundamentais para a compreensão do artigo?

Hypothesis: muitas vezes esse tópico é o mais difícil de descrever, já que muitos autores escondem a hipótese, ou quando o estudo é exploratório.

2. Lendo as figuras com QTCR

Agora que você tem uma visão geral do artigo, use o QTCR em cada figura do artigo.

Question: qual é a pergunta que está tentando ser respondida com esse experimento?

Tools: quais foram as técnicas e ferramentas utilizadas para responder à pergunta? Seja sempre crítico: as ferramentas são adequadas para responder a pergunta? Quais outras ferramentas os autores poderiam ter utilizado? Caso haja análise estatística, certifique-se de incluir o tipo e os principais parâmetros.

Controls: um dos mais importantes. Novamente, seja crítico quanto aos controles. Há algum controle faltando? Os controles são suficientes para tirar conclusões do experimento? Imagine resultados um pouco diferentes dos que foram obtidos, isso auxilia a verificar se os controles são robustos.

Results: quais conclusões você pode tirar desse conjunto de experimentos? Lembre-se que muitas vezes as suas conclusões podem não coincidir com as conclusões dos autores, principalmente se há algum problema com os controles utilizados.

Finalmente a discussão: Após ler a discussão retire a principal mensagem do artigo ou o 5-SS (5 second summary). Imagine que você tem que contar ao seu orientador, que é, provavelmente, ocupadíssimo, sobre o artigo que você leu.

Não se esqueça de sempre ter em mente as suas próprias conclusões das figuras, muitos autores extrapolam e tiram conclusões que não são suportadas pelos experimentos realizados no artigo.

Observe que com o QTCR para cada figura, a leitura do texto com os métodos e explicação do experimento fica muito mais fácil, senão dispensável. O cerne dessa metodologia é, justamente, os painéis com os experimentos.

Um conselho prático é fazer as anotações FISH/QTCR no próprio artigo, seja escrevendo no canto da página ou por anotações no arquivo.

E, para complementar, faça um desenho ilustrativo do modelo gerado com esse estudo, nada rebuscado, apenas para concretizar as conclusões retiradas.

O que achou do método? Já usou e teve bons resultados? Pretende usar? Deixe sua opinião nos comentários!

. . .

Texto escrito por Dimitrius Santiago, bacharel em Bioquímica pela Univesidade Federal de Viçosa e aluno do mestrado Bioquímica na FMRP-USP.

Fonte: pós-graduando

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s