O projeto “Sugestão Literária”, que pergunta aos funcionários do Sistema de Bibliotecas UCS quais foram os livros que mais os marcaram,  chega a sua 5ª Edição! A indicação dessa semana é da estagiária  Clarissa Silveira, que considera o livro muito especial.

A indicação é o livro  Extraordinário, de R. J. Palacio, obra que cativou o mundo inteiro por sua simplicidade.

downloadAugust Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade – até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie têm uma missão nada fácil pela frente – convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. (Livraria Cultura).

Nessa obra, o autor criou uma história, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.

Extraordinário atinge a emoção do leitor, pois trata com muita sensibilidade um tema muito presente na nossa vida: a aceitação do diferente, do que não é comum. – diz Clarissa.

E quando isso acontece no universo infanto-juvenil é mais impactante, porque de uma certa maneira todos nós já passamos por alguma situação parecida, como a que vive o personagem Auggie: – “Se eu encontrasse uma lâmpada mágica e pudesse fazer um desejo, pediria para ter um rosto comum, em que ninguém nunca prestasse atenção. Pediria para poder andar na rua sem que as pessoas me vissem e depois fingissem olhar para o outro lado. Sabe o que eu acho? A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma”. – acrescenta Clarissa, citando a obra.

Fica o convite a leitura de Extraordinário que está presente em nossos acervos!

Texto elaborado por Sarah Carvalho, estudante de Jornalismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s