tutorial-mendeley-01

O Mendeley é um gerenciador de referências gratuito. O aplicativo que surgiu em 2008 apresenta uma combinação de aplicação desktop, instalada diretamente no computador do usuário, e uma versão online, que serve para auxiliar pesquisadores no gerenciamento, compartilhamento e acesso a dados relacionados a pesquisa que está sendo realizada.

Os primeiros benefícios encontrados são a segurança e a facilidade de acesso nos dados armazenados dentro do Mendeley. Por meio da plataforma é possível realizar a sincronização dos arquivos armazenados dentro do programa, podendo salvá-los em nuvem ou no computador de uso pessoal.

Além disso, com o software é possível realizar o monitoramento automático dos diretórios utilizados para armazenagem dos arquivos, ou seja, é possível manter monitorada uma pasta, na qual são inseridos todos os arquivos; assim, o Mendeley, automaticamente, grava-os na pasta de armazenamento. É possível, também, realizar anotações e marcações nos próprios arquivos, dentro da plataforma, outro aspecto encontrado é a possibilidade de inserir citações de forma prática nos arquivos de texto, bem como realizar a mescla dessas (em caso de duas ou mais citações para um determinado conceito, por exemplo).

Outra facilidade do aplicativo é a praticidade com que se obtém os dados completos a respeito do artigo, tais como os autores, periódico publicado, volume, número etc. Isso pode ser feito por meio da inserção do Digital Object Identifier (DOI). No entanto, observou-se que, em alguns casos, o preenchimento do DOI não foi suficiente, pois alguns dados estavam incompletos.

O software possibilita, ainda, a geração de estatísticas relacionadas ao número de artigos encontrados, regiões geográficas, identificação de leitores por área, autores que estão pesquisando sobre o tema de interesse, entre outros. Outra funcionalidade que agrega muito em praticidade para o pesquisador é aplicativo para as plataformas Android e IOS que o Mendeley disponibiliza.

Uma das maiores dificuldades encontradas na utilização do Mendeley é com relação aos dados bibliométricos mais simples, por exemplo, a quantidade de autores, de palavras-chave, de ano de publicação etc. O programa não possui mecanismos que possam realizar a contagem desses dados, o que poderia facilitar consideravelmente o trabalho dos usuários envolvendo análise sistemática da literatura por meio da bibliometria. Outra desvantagem encontrada é que o software não permite realizar buscas em bases de dados dentro de sua própria estrutura.

Assista o vídeo* e conheça mais do Mendeley:

*Para ativar as legendas, selecione o botão configurações e selecione Inglês, a seguir, selecione novamente o botão configurações e clique em traduzir, então basta escolher o idioma e aproveitar o vídeo.

Texto elaborado por Sarah Carvalho, estudante de jornalismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s