resize

Todos nós já sentimos ciúmes pelo menos uma vez. Por uma pessoa, um bicho de estimação, um objeto, por uma posição social. Nas obras literárias o ciúme está presente em maior ou menor grau. Conheça cinco personagens que sucumbiram ao ciúme, se transformaram e marcaram negativamente o destino de quem mais gostavam.

1) Armand Duval

No romance A Dama das Camélias de Alexandre Dumas Filho. Armand apaixonou-se pela cortesã Marguerite. Sua insegurança inicial se transformou num ciúme que o levou a acreditar nos seus devaneios e o deixou inconstante. Ele vivia em função dela, mas as crises de ciúme intensas sempre causavam algum transtorno. O ciúme virou vingança com o fim do relacionamento, ele a humilhava por não saber que ela terminou a relação por tanto amá-lo. Ele transformou os últimos meses da vida dela num tormento e depois adoeceu de remorso. Nunca se perdoou.

2) Bentinho  

Quando se fala sobre ciúme e literatura no Brasil, Dom Casmurro de Machado de Assis é a obra mais lembrada. Contada do ponto de vista do próprio Bentinho, não sabemos se os acontecimentos são reais ou se ele está exagerando. Mas o ciúme estraga seu casamento com Capitu e o torna amargo e insensível aos sofrimentos da esposa e do filho, Ezequiel, de quem ele não acredita mais ser o pai. Exila-os em outro país, privando-se da companhia de sua família, por acreditar, sem provas, que a sua suspeita é verdadeira. É um dos maiores mistérios literários, sabermos se Capitu o traiu ou não.

3) Otelo

Shakespeare nos mostra o ciúme levado às últimas consequências. Otelo é vítima de uma mentira muito bem planejada por Iago. Influenciado por provas falsas e já corroído pelo ciúme, ele acredita que sua esposa, Desdêmona, tem um amante. Então acontece a tragédia. Depois tudo é revelado e a tragédia se completa. Sua esposa era inocente, desde o início sabemos disso, Otelo foi enganado e sucumbiu ao ciúme.

4) Paulo Honório

É o protagonista de São Bernardo de Graciliano Ramos. É violento, ambicioso, agressivo, corrupto. E quando se casa para gerar herdeiros descobre que a esposa, Madalena, não é uma mulher frágil e submissa, mas independente. Começa a desconfiar que ela o traia. Encontra uma página de uma carta que acredita que a esposa escreveu para o amante. Seu excesso de ciúme culmina numa tragédia. No final descobrimos se ela tinha ou não um amante.

5) Zana

Única mulher da nossa lista, mas isso não significa que as mulheres são menos ciumentas. No livro Dois Irmãos de Milton Hatoum, Zana nutre um estranho ciúme do filho gêmeo, o caçula. É mais que superproteção, parece incesto. Esse ciúme estraga o filho e afeta os relacionamentos de todos na casa: o marido, os empregados e os outros filhos.

Existem muitos outros personagens tão ou mais ciumentos na literatura. Diga nos comentários qual foi o personagem mais ciumento que você já leu.

Fonte: Literatortura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s