maxresdefault

Não há uma resposta precisa para essa pergunta. Aqueles que se dedicaram a buscá-la afirmam que o primeiro filme foi Alice no País das Maravilhas, em 1903, dirigido por Cecil Hepworth e Percy Stow. Contudo, antes da obra de Lewis Carrol ganhar vida na mídia cinematográfica, outro personagem icônico da literatura havia aparecido no ano de 1900: Sherlock Holmes.

Dirigido pelo cinegrafista Arthur W. Marvin e produzido pela American Mutoscope and Biograph Company, Sherlock Holmes Baffled foi feito para ser reproduzido em um mutoscópio, um aparelho em que as imagens só podiam ser visualizadas por uma pessoa de cada vez. Além de ser a primeira adaptação literária para o cinema, também foi o primeiro filme de mistério, convenientemente protagonizado pelo detetive mais retratado no cinema até hoje (são 211 filmes, segundo o Guinness Book). Foi considerado um filme perdido por alguns anos, mas, felizmente, redescoberto em 1968.

Os cinquenta segundos de Sherlock Holmes Baffled, porém, nada tem a ver com as obras literárias de Arthur Conan Doyle. O filme inicia-se com um ladrão furtando os pertences de Holmes, que flagra o roubo ao entrar na sala em seguida. O detetive fica brevemente surpreso quando o ladrão desaparece, senta-se e começa a acender seu charuto (talvez matutando sobre o ocorrido). Subitamente, o intruso reaparece, e Holmes saca uma pistola do roupão e atira contra ele, porém seu alvo desaparece ileso. O detetive tenta capturá-lo, sem conseguir. Então, Holmes recupera sua bolsa, mas o ladrão irrompe novamente, tira-a da mão dele e escapa.

Aparentemente, a personagem foi usada por motivos de popularidade. Quanto ao filme mudo que se mostra como uma breve história cômica, parecia mais dedicado a mostrar efeitos especiais, como o stop trick, descoberto por Georges Méliès, técnica que consiste em filmar um objeto numa posição e, enquanto a câmera estiver desligada, retirá-lo da cena, dando a impressão de que o objeto desapareceu.

Segue o link para quem tem interesse de assistir o filme:

http://www.youtube.com/watch?v=KmffCrlgY-c

Texto produzido por Luiz Teodosio no Literatortura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s