Ray Bradbury na ComicCon em San Diego – Julho de 2006 Foto de Sophia Quach

Em uma carreira de mais de setenta anos, Ray Bradbury tem inspirado gerações de leitores a sonhar, pensar e criar. Um autor prolífico de centenas de contos e cerca de 50 livros, assim como numerosos poemas, ensaios, óperas, peças de teatro, séries televisivas, e roteiros,  Bradbury foi um dos escritores mais célebres de nosso tempo.  Seus trabalhos pioneiros incluem “Fahrenheit 451“, “Crônicas Marcianas” (The Martian Chronicles), “Uma Sombra Passou por Aqui” (The Illustrated Man), “Dandelion Wine“, e “Algo Sinistro Vem Por Aí” (Something Wicked This Way Comes).

Ele escreveu o roteiro para a adaptação de John Huston no cinema do clássico de Moby Dick, pelo qual recebeu um Oscar. Adaptou 65 de suas histórias para a televisão, na série The Ray Bradbury Theater, e ganhou um Emmy pela série The Halloween Tree.

Em 2005, Bradbury publicou um livro de ensaios intitulado “Bradbury Fala”, na qual ele escreveu: Em meus anos mais tarde eu tenho olhado no espelho cada dia e encontrou uma pessoa feliz olhando para trás. Às vezes eu me pergunto por que eu posso ser tão feliz. A resposta é que todos os dias da minha vida eu trabalhei só para mim e para a alegria que vem de escrever e criar. A imagem no espelho não é otimista, mas o resultado de um comportamento ideal.

Ele deixa suas quatro filhas, Nixon Susan, Ostergren Ramona, Bettina Karapetian, e Alexandra Bradbury, e oito netos. Sua mulher, Marguerite, antes dele, em 2003, depois de cinquenta e sete anos de casamento. Ao longo de sua vida, Bradbury gostava de contar a história de um carnaval em que encontrou um mágico, o Sr. Elétrico, em 1932. No final de sua performance o Sr. Elétrico estendeu a mão para o Bradbury 12 anos de idade, tocou o menino com sua espada, e ordenou, vive para sempre!  Bradbury disse mais tarde, eu decidi que era a maior idéia que eu nunca tinha ouvido falar. Comecei a escrever todos os dias. Eu nunca parei.

O Sistema de Bibliotecas da UCS possui os seguintes livros do autor:

Cidade inteira dorme : e outros contos breves (Biblioteca Central – 821.111(73)-34 B798c 2008)
As crônicas marcianas (Biblioteca Central – 821.111(73)-311.9 B798c 1982)
Fahrenheit 451 (Biblioteca Central – Coleção especial Luiz Carlos de Almeida Meneghini – Somente para consulta local)
Recordações do futuro (Biblioteca Central – Coleção especial Luiz Carlos de Almeida Meneghini – Somente para consulta local)

Leia mais sobre o autor em outros posts aqui no blog, como “°C/5 = (°F – 32)/9” e “Ray Bradbury enfim decide lançar ‘Fahrenheit 451’ em e-book

RIP, Ray Bradbury. Agora, junto a Isaac Asimov, Carl Sagan e outros mestres da SciFi.

Fontes: RayBradbury.com e Wikipédia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s